SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 46
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Fevereiro-2014
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Liderança
 Modelo do ambiente competitivo de negócios
 A importância da liderança em ambientes competitivos
 Estilos de Liderança
 Competências necessárias ao Líder Contemporâneo
Equipes
 Fundamentos do desenvolvimento de equipes
 Como transformar grupos em equipes
 Equipes de alto desempenho
Ferramentas de Gestão
 Ferramentas de gestão de pessoas em ambientes competitivos
 Comunicação e administração de conflitos
 Coaching como ferramenta
 Princípios e atuação do líder coach
ASSUNTOS ABORDADOS
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Evolução das correntes científicas
Principais abordagens teóricas
Teoria dos Traços
- 1920 a 1940
Teorias
Comportamentais
- 1940 a 1960
Teorias
Contingenciais -
1960 a 1980
Teoria Situacional
- 1960 a 1980
Liderança
Transformacional
- 1980
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
• aspectos físicos: estatura, peso, idade, força física;
• habilidades: inteligência, fluência verbal, capacidade analítica;
• personalidade: introversão, extroversão, autocontrole, autoconfiança
Teoria dos Traços
Liderança
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
• liderança autocrática;
• liderança democrática;
• liderança liberal (laissez-faire).
Teorias Comportamentais
Liderança
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
• liderança orientada para o relacionamento
• liderança orientada para a tarefa
Orientação do líder X Grau de controle
Teorias Contingenciais
Teoria Situacional
• liderança legitimada pelos liderados
Liderança
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
• influência idealizada, de onde resultam admiração, respeito e confiança;
• inspiradora, preocupa-se em harmonizar os objetivos individuais dos
seguidores com os objetivos organizacionais;
• estímulo à reflexão e ao questionamento, fazendo com que os
seguidores coloquem em dúvida o status quo;
• o líder considera relevante ouvir atentamente cada um dos seguidores;
dar atenção às realizações e à necessidade de crescimento de cada um.
Liderança Transformacional
Liderança
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
“Habilidade de influenciar pessoas para trabalharem
entusiasticamente visando atingir objetivos
comuns, inspirando confiança por meio da força do
caráter.”
(Hunter, 2005)
“Capacidade de influenciar um grupo para alcançar
metas.” (Robbins, 2006)
Liderança
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Competência
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Ser competente “é assumir responsabilidades
frente a situações de trabalho
complexas, buscando lidar com eventos
inéditos, surpreendentes, de natureza singular.”
(Le Boterf, 2003)
Competência
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Gestão
de
Pessoas
Mudanças
rápidas e
contínuas
Demanda de
Inovação
Uso intensivo
de
conhecimento
Gestão
em redes
Modelo de Ambiente Competitivo de Negócios
Desafios da
Liderança
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Variáveis do Modelo Competências do Líder
Mudanças rápidas e contínuas Empreendedorismo para
identificar oportunidades
Demanda de inovação Flexibilidade para mudar
Uso intenso de conhecimento Capacidade de obter recursos
para criar e desenvolver negócios
Gestão em rede Atuação horizontal
COMPETÊNCIAS PARA ENFRENTAMENTO DE AMBIENTE
COMPETITIVO DE NEGÓCIOS (Tonet, 2012)
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Processo de partilhar com os funcionários, aumentando assim sua
confiança na própria capacidade de desempenhar suas funções e a
crença de que influenciam a empresa com suas contribuições.
- Bateman e Snel (1998)
Doação de poder ou de autoridade
ou, ainda, de liberdade, para realizar algo.
- Cambridge Dictionary (2011)
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Competências necessárias ao Líder
1. Gestão da competitividade
Acessar a informação certa
para aplicá-la na hora certa.
Para Vergara (2011), as principais competências para o Líder Atual, que
lida com constantes mudanças são:
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
2. Gestão da complexidade
Ter visão sistêmica para ser
capaz de lidar com a cultura
organizacional, com os
objetivos distintos e conflitos.
Competências necessárias ao Líder
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
3. Gestão da adaptabilidade
Flexibilidade para atuar
diante das mudanças
necessárias.
Competências necessárias ao Líder
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
4. Gestão de equipes
Capacidade de lidar com
diversas expectativas e
histórias de vida, conviver
com pessoas.
Competências necessárias ao Líder
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
5. Gestão da incerteza
Capacidade de lidar com o
desconhecido, informações
incompletas, que acompanham as
mudanças.
Competências necessárias ao Líder
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
6. Gestão do aprendizado
Capacidade para buscar
autoconhecimento e
favorecer o aprendizado de
outras pessoas.
Competências necessárias ao Líder
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Aplicando habilidades
de liderança
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
1. Espelho (importante para sinalização no caso de resgate)
2. Galão de gasolina (importante para sinalização, pois flutua na água e
poderá ser incendiado com as notas de real com o isqueiro)
3. Água (para repor o líquido perdido com a transpiração)
4. Caixa de rações de emergência (para garantir um mínimo de alimentos
básicos)
5. Caixa de primeiros socorros (para tratar dos feridos)
6. Dois cobertores (agasalho contra o frio e proteção contra o sol)
7. Plástico (para recolher água da chuva, servir de abrigo contra a
intempérie)
Ordem de importância dos itens intactos
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
8. Chocolate (reserva de alimento)
9. Almofada flutuante (salva-vida, caso alguém caia na água)
10. Corda de nylon (para amarrar o que sobrou, caso haja turbulência no
mar)
11. Repelente de tubarões (pouca chance de mantê-los longe por muito
tempo, caso apareçam)
12. Mapa de navegação da região (inúteis sem os equipamentos de
navegação adicionais)
13. Kit para pesca (pouca probabilidade de pescar sem isca)
14. Conhaque (causará desidratação se for ingerido)
Ordem de importância dos itens intactos
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
• Como me senti liderando o grupo?
• Qual foi a minha maior dificuldade?
• Em que situações me sinto inseguro(a)?
• Quem, do grupo, me causa medo? Por quê?
• Como lido com o conflito?
• Em que situações sinto-me confortável e tranqüilo(a), liderando um grupo?
• Que competências, habilidades, conhecimentos e experiências possuo que facilitam
o meu trabalho com grupos?
• Que competências, habilidades, conhecimentos, experiências preciso desenvolver
para facilitar o trabalho em grupo?
• Como reajo quando recebo feedback positivo?
• Como reajo quando recebo feedback negativo?
• Que pessoas/situações provocam em mim sensação de desconforto?
Reflexão e autoconhecimento
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
• Liderança Coercitiva
Baseia seus atos influenciais na coerção, na pressão e na posição que ocupa
na estrutura de um determinado grupo.
• Liderança Controladora
Apoia-se nos atos influenciais predominantemente na sua posição e na
manipulação material e emocional.
• Liderança Orientadora
Utiliza-se para exercer os atos influenciais da recompensa, do conhecimento
e da capacidade de estabelecer redes de relacionamento.
• Liderança Integradora
Sua base de apoio para agregar as pessoas é constituída pelo
conhecimento, capacidade de estabelecer redes de relacionamento
e, principalmente, a competência relacional.
Estilos de Liderança
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Itens Coercitivo Controlador Orientador Integrador
Como considera o
liderado
Alguém que não
merece respeito ou
consideração
Alguém que não
merece confiança
Alguém que necessita
de acompanhamento
Alguém que merece
respeito e
consideração.
Um parceiro, um igual
Como toma
decisões
Impulsiva e
impensadamente
Pensando nas suas
vantagens e
interesses
Consulta o grupo, mas
decide sozinho
Com o grupo, de
forma consensual
Como age diante
de um conflito
Com violência para
reprimir o conflito
Não o deixa emergir Procura conciliação Analisa as causas e
procura opções junto
com os envolvidos
Como influencia
as pessoas
Através da pressão e
da coerção
Através da imposição
direta ou indireta
Através da sugestão,
aconselhamento,
proposta
De forma indireta e
sem intencionalidade
Que tipo de
liderados tende a
atrair
Passivos, alienados,
conformados
Submissos e
desinteressados em
crescer, acomodados
Pessoas não
competitivas
Pessoas em busca da
autonomia
Estilos de Liderança
(Segundo a Análise Transacional, de Eric Berne)
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
• Conhecer a si mesmo
• Conhecer e praticar os seus valores
• Ter a coragem de reconhecer que todos somos interdependentes
e, portanto, parceiros
• Enfrentar os problemas de frente, com transparência, coerência e bom
senso.
• Dizer não toda vez que for adequado e necessário
• Identificar os riscos que teme correr
• Reconhecer que líderes são seres humanos e também erram
• Reconhecer que líderes e liderados influenciam e são influenciados
constantemente
(Krausz e De Boni, 2008)
Liderança Eficaz
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
• Ter abertura para ouvir, aprender e ponderar
• Entender as reações e resistências dos outros
• Ser firme, claro e direto ao comunicar-se
• Estar atento à coerência entre a linguagem verbal e não-verbal
• Respeitar a dignidade das pessoas
• Valorizar as contribuições do grupo
• Dar espaço para discordâncias, dúvidas, perguntas, questionamentos
• Estar preparado para esclarecer, dialogar, aceitar e alterar seus
posicionamentos
• Reconhecer seus erros e limitações
(Krausz e De Boni, 2008)
Liderança Eficaz
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
5 etapas para aprender a ser líder lateral
1. Estabelecer objetivos
2. Pensar de forma sistêmica
3. Aprender com a experiência (enquanto ela
está acontecendo)
4. Mobilizar pessoas
5. Fornecer feedback
Modelo de liderança lateral de Fisher e Sharp, especialistas em negociação em
Harvard, EUA.
Liderança Lateral
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Processo de Interação
Eu
OrganizaçãoOutros
Objetivos/
Demandas
Interação dos sistemas pessoal, interpessoal e organizacional (Moscovici, 2004)
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Componentes da dinâmica do grupo
Objetivos
• Como são
estabelecidos?
• O objetivo comum
é claro e aceito
por todos?
Motivação
• Qual o grau de
interesse?
• Há participação
plena e
espontânea?
Comunicação
• Como é
comunicação no
grupo?
• Há troca de
feedback aberto e
direto?
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Liderança
• Como é
exercida?
• Quais estilos
mais
usuais?
• Como são
as relações
líder
liderado?
Decisão
• Como são
tomadas as
decisões?
• Busca-se a
otimização
no uso das
divergências
?
Inovação
• O grupo tem
rotina?
• Como são
acolhidas as
ideias?
• Encoraja-se
a
criatividade
no grupo?
Relacionamento
• Como são as
relações entre
os membros?
• Como são
administrados
os conflitos?
Componentes da dinâmica do grupo
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Fase 1: Inclusão
Fase 2: Controle
Fase 3: Abertura e afeição
Fase 4: Interrupção (org.)
Fases do grupo, segundo Schultz
Fases da Dinâmica do Grupo
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Exposição e Feeback
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
aconselhar ajudar
coordenar concordar
dirigir consentir
iniciar contribuir
liderar prestar favores
analisar desistir
criticar distrair(-me)
desaprovar fazer concessões
julgar retrair(-me)
resistir ser evasivo
Alto
Alta
Baixo
Baixa
CONTROLE
SOCIABILIDADE
Quando estou num grupo, Eu costumo...
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Grupos
Formais
Informais
Equipes
Funcionais
Multifuncionais
Autogerenciadas
Virtuais
No ambiente organizacional
Grupo
Equipe
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Conflitos no Grupo
Como lidar com
os conflitos
interpessoais?
Tática de luta:
Competição
Táticas de fuga:
Repressão
Evasão
Táticas de diálogo:
apaziguamento
negociação
resolução de problemas
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
1.vivência
2. Análise
3.
Conceitua
ção
4. Conexão
Desenvolvimento de Equipes
Ciclo de Aprendizagem Vivencial – Fela Moscovici (2007)
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Ferramentas para Ambientes Competitivos
1. Identificação e seleção de pessoas
2. Remuneração e benefícios
3. Gestão de carreiras
4. Treinamento e desenvolvimento
5. Sistema de avaliação de desempenho
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Coaching
Estabelecer
foco
Descobrir
Possibilidades
Planejar
Ação
Remover
barreiras
Recapitular
R
E
A
L
I
D
A
D
E
A
T
U
A
L
A
M
E
T
A
Modelo de conversa coaching, Corporate Coach U
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
Coaching – perguntas poderosas
1- Estabelecer foco
O que você quer levar desta
conversa?
Hoje, onde você quer chegar?
2 – Descobrir Possibilidades
Quais são as saídas possiveis?
O que você já viu funcionar com
outras pessoas?
Quais as alternativas?
3 – Planejar a ação
De todas as opções, qual a mais
atraente?
Qual o primeiro passo?
O que você vai fazer?
4 – Remover barreiras
Que dificuldades você pode
encontrar?
O que está faltando?
Quais serão os obstáculos?
5- Recapitular
O que você vai fazer e quando?
O que você está levando desta
conversa?
Qual é o seu nível de
comprometimento?
Prof. Luciana Rezende
MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica
de Negócios
www.lerezende.com
LeRezende Consultoria
Luciana Rezende
contato@lerezende.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O papel do gestor como lider de sua equipe
O papel do gestor como lider de sua equipeO papel do gestor como lider de sua equipe
O papel do gestor como lider de sua equipe
Editora Moderna
 
Liderança e motivação
Liderança e motivaçãoLiderança e motivação
Liderança e motivação
francisleide
 
Cultura feedback
Cultura feedbackCultura feedback
Cultura feedback
Mayra de Souza
 

Mais procurados (20)

Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
O que é liderança
O que é liderançaO que é liderança
O que é liderança
 
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégiasTreinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
Treinamento & Desenvolvimento de Equipes: Modelos, Feramentas e estratégias
 
Liderança e Comunicação - Maurício Andrade
Liderança e Comunicação - Maurício AndradeLiderança e Comunicação - Maurício Andrade
Liderança e Comunicação - Maurício Andrade
 
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança lider coach, feedback, des ...
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança   lider coach, feedback, des ...Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança   lider coach, feedback, des ...
Aula 03, 04, 05 e 06 gestao pessoas e liderança lider coach, feedback, des ...
 
O papel do gestor como lider de sua equipe
O papel do gestor como lider de sua equipeO papel do gestor como lider de sua equipe
O papel do gestor como lider de sua equipe
 
Marketing Pessoal
Marketing PessoalMarketing Pessoal
Marketing Pessoal
 
Apresentação do tema motivação da equipe
Apresentação do tema motivação da equipeApresentação do tema motivação da equipe
Apresentação do tema motivação da equipe
 
Unidade 1 GestãO De Pessoas Unidade 01
Unidade 1   GestãO De Pessoas Unidade 01Unidade 1   GestãO De Pessoas Unidade 01
Unidade 1 GestãO De Pessoas Unidade 01
 
Liderança e gestão.ppt
Liderança e gestão.ppt Liderança e gestão.ppt
Liderança e gestão.ppt
 
Gestao por Processos
Gestao por ProcessosGestao por Processos
Gestao por Processos
 
Liderança e motivação
Liderança e motivaçãoLiderança e motivação
Liderança e motivação
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
 
FacilitAção | Que momento o grupo se encontra?
FacilitAção | Que momento o grupo se encontra?FacilitAção | Que momento o grupo se encontra?
FacilitAção | Que momento o grupo se encontra?
 
Fundamentos da Gestão Organizacional.pptx
Fundamentos da Gestão Organizacional.pptxFundamentos da Gestão Organizacional.pptx
Fundamentos da Gestão Organizacional.pptx
 
Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
 
Cultura feedback
Cultura feedbackCultura feedback
Cultura feedback
 
Desenvolvimento de Liderança.pptx
Desenvolvimento de Liderança.pptxDesenvolvimento de Liderança.pptx
Desenvolvimento de Liderança.pptx
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
Mentoria
Mentoria Mentoria
Mentoria
 

Destaque (10)

Liderança e gestão
Liderança e gestãoLiderança e gestão
Liderança e gestão
 
Palestra Gestão de Pessoas e Inovação
Palestra Gestão de Pessoas e InovaçãoPalestra Gestão de Pessoas e Inovação
Palestra Gestão de Pessoas e Inovação
 
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de PessoasCoaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
Coaching Como Ferramenta de Liderança e Gestão de Pessoas
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
 
Liderança e Gestão de pessoas
Liderança e Gestão de pessoasLiderança e Gestão de pessoas
Liderança e Gestão de pessoas
 
Coaching e avaliação de competencias
Coaching e avaliação de competenciasCoaching e avaliação de competencias
Coaching e avaliação de competencias
 
101 perguntas
101   perguntas101   perguntas
101 perguntas
 
Caderno - Gestão de Pessoas
Caderno - Gestão de PessoasCaderno - Gestão de Pessoas
Caderno - Gestão de Pessoas
 
GestãO Pessoas.Ppt
GestãO Pessoas.PptGestãO Pessoas.Ppt
GestãO Pessoas.Ppt
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
 

Semelhante a Liderança e gestão de pessoas em ambientes competitivos

1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx
1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx
1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx
CludiaLovato
 
liderdofuturoemummundoexponencial-manhacomrh-190326202235.pptx
liderdofuturoemummundoexponencial-manhacomrh-190326202235.pptxliderdofuturoemummundoexponencial-manhacomrh-190326202235.pptx
liderdofuturoemummundoexponencial-manhacomrh-190326202235.pptx
Pedro Luis Moraes
 
PROC.de MUDANÇA - PRODUTIVIDADE NOS LIONS
PROC.de MUDANÇA - PRODUTIVIDADE NOS LIONSPROC.de MUDANÇA - PRODUTIVIDADE NOS LIONS
PROC.de MUDANÇA - PRODUTIVIDADE NOS LIONS
Jaime F. Ribeiro
 
Marketing para Ambientes Disruptivos
Marketing para Ambientes DisruptivosMarketing para Ambientes Disruptivos
Marketing para Ambientes Disruptivos
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...
ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...
ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...
Hcmaze
 

Semelhante a Liderança e gestão de pessoas em ambientes competitivos (20)

Groupe SEB - MCM
Groupe SEB - MCMGroupe SEB - MCM
Groupe SEB - MCM
 
O Grande Líder
O Grande LíderO Grande Líder
O Grande Líder
 
1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx
1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx
1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx
 
Gestão de Pessoas Liderança e Motivação Abordagem Contemporâneaânea
Gestão de Pessoas Liderança e Motivação Abordagem Contemporâneaânea Gestão de Pessoas Liderança e Motivação Abordagem Contemporâneaânea
Gestão de Pessoas Liderança e Motivação Abordagem Contemporâneaânea
 
Boletim coaching julho 2015
Boletim coaching   julho 2015Boletim coaching   julho 2015
Boletim coaching julho 2015
 
liderdofuturoemummundoexponencial-manhacomrh-190326202235.pptx
liderdofuturoemummundoexponencial-manhacomrh-190326202235.pptxliderdofuturoemummundoexponencial-manhacomrh-190326202235.pptx
liderdofuturoemummundoexponencial-manhacomrh-190326202235.pptx
 
Liderança e Fundamentos de Coaching
Liderança e Fundamentos de CoachingLiderança e Fundamentos de Coaching
Liderança e Fundamentos de Coaching
 
PROC.de MUDANÇA - PRODUTIVIDADE NOS LIONS
PROC.de MUDANÇA - PRODUTIVIDADE NOS LIONSPROC.de MUDANÇA - PRODUTIVIDADE NOS LIONS
PROC.de MUDANÇA - PRODUTIVIDADE NOS LIONS
 
Administando com exelência.pdf
Administando com exelência.pdfAdministando com exelência.pdf
Administando com exelência.pdf
 
Estrategia e competitividade ferramentas de gestão para o sucesso em rh
Estrategia e competitividade   ferramentas de gestão para o sucesso em rhEstrategia e competitividade   ferramentas de gestão para o sucesso em rh
Estrategia e competitividade ferramentas de gestão para o sucesso em rh
 
Marketing para Ambientes Disruptivos
Marketing para Ambientes DisruptivosMarketing para Ambientes Disruptivos
Marketing para Ambientes Disruptivos
 
Gestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. RandesGestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. Randes
 
Oficina de lideranca diretores
Oficina de lideranca diretoresOficina de lideranca diretores
Oficina de lideranca diretores
 
Comportamento Gerencial
Comportamento GerencialComportamento Gerencial
Comportamento Gerencial
 
Liderança para equipes de projetos
Liderança para equipes de projetosLiderança para equipes de projetos
Liderança para equipes de projetos
 
ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...
ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...
ESTRATEGIAS DE LIDERANÇA E GERENCIAMENTO PARA IMPULSIONAR O CRESCIMENTO ORGAN...
 
Administração: teoria e prática na formação profissional
Administração: teoria e prática na formação profissionalAdministração: teoria e prática na formação profissional
Administração: teoria e prática na formação profissional
 
Administração - Teoria e Prática
Administração - Teoria e PráticaAdministração - Teoria e Prática
Administração - Teoria e Prática
 
Workshop Profiler - Mapeamento de Perfis
Workshop Profiler - Mapeamento de PerfisWorkshop Profiler - Mapeamento de Perfis
Workshop Profiler - Mapeamento de Perfis
 
Apresentação Webinário 1 - Cultura Ágil_0.pptx
Apresentação Webinário 1 - Cultura Ágil_0.pptxApresentação Webinário 1 - Cultura Ágil_0.pptx
Apresentação Webinário 1 - Cultura Ágil_0.pptx
 

Último

atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
GisellySobral
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 

Liderança e gestão de pessoas em ambientes competitivos

  • 1. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Fevereiro-2014
  • 2. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Liderança  Modelo do ambiente competitivo de negócios  A importância da liderança em ambientes competitivos  Estilos de Liderança  Competências necessárias ao Líder Contemporâneo Equipes  Fundamentos do desenvolvimento de equipes  Como transformar grupos em equipes  Equipes de alto desempenho Ferramentas de Gestão  Ferramentas de gestão de pessoas em ambientes competitivos  Comunicação e administração de conflitos  Coaching como ferramenta  Princípios e atuação do líder coach ASSUNTOS ABORDADOS
  • 3. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios
  • 4. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Evolução das correntes científicas Principais abordagens teóricas Teoria dos Traços - 1920 a 1940 Teorias Comportamentais - 1940 a 1960 Teorias Contingenciais - 1960 a 1980 Teoria Situacional - 1960 a 1980 Liderança Transformacional - 1980
  • 5. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios • aspectos físicos: estatura, peso, idade, força física; • habilidades: inteligência, fluência verbal, capacidade analítica; • personalidade: introversão, extroversão, autocontrole, autoconfiança Teoria dos Traços Liderança
  • 6. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios • liderança autocrática; • liderança democrática; • liderança liberal (laissez-faire). Teorias Comportamentais Liderança
  • 7. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios • liderança orientada para o relacionamento • liderança orientada para a tarefa Orientação do líder X Grau de controle Teorias Contingenciais Teoria Situacional • liderança legitimada pelos liderados Liderança
  • 8. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios • influência idealizada, de onde resultam admiração, respeito e confiança; • inspiradora, preocupa-se em harmonizar os objetivos individuais dos seguidores com os objetivos organizacionais; • estímulo à reflexão e ao questionamento, fazendo com que os seguidores coloquem em dúvida o status quo; • o líder considera relevante ouvir atentamente cada um dos seguidores; dar atenção às realizações e à necessidade de crescimento de cada um. Liderança Transformacional Liderança
  • 9. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios “Habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir objetivos comuns, inspirando confiança por meio da força do caráter.” (Hunter, 2005) “Capacidade de influenciar um grupo para alcançar metas.” (Robbins, 2006) Liderança
  • 10. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Competência
  • 11. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Ser competente “é assumir responsabilidades frente a situações de trabalho complexas, buscando lidar com eventos inéditos, surpreendentes, de natureza singular.” (Le Boterf, 2003) Competência
  • 12. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Gestão de Pessoas Mudanças rápidas e contínuas Demanda de Inovação Uso intensivo de conhecimento Gestão em redes Modelo de Ambiente Competitivo de Negócios Desafios da Liderança
  • 13. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Variáveis do Modelo Competências do Líder Mudanças rápidas e contínuas Empreendedorismo para identificar oportunidades Demanda de inovação Flexibilidade para mudar Uso intenso de conhecimento Capacidade de obter recursos para criar e desenvolver negócios Gestão em rede Atuação horizontal COMPETÊNCIAS PARA ENFRENTAMENTO DE AMBIENTE COMPETITIVO DE NEGÓCIOS (Tonet, 2012)
  • 14. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Processo de partilhar com os funcionários, aumentando assim sua confiança na própria capacidade de desempenhar suas funções e a crença de que influenciam a empresa com suas contribuições. - Bateman e Snel (1998) Doação de poder ou de autoridade ou, ainda, de liberdade, para realizar algo. - Cambridge Dictionary (2011)
  • 15. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios
  • 16. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Competências necessárias ao Líder 1. Gestão da competitividade Acessar a informação certa para aplicá-la na hora certa. Para Vergara (2011), as principais competências para o Líder Atual, que lida com constantes mudanças são:
  • 17. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios 2. Gestão da complexidade Ter visão sistêmica para ser capaz de lidar com a cultura organizacional, com os objetivos distintos e conflitos. Competências necessárias ao Líder
  • 18. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios 3. Gestão da adaptabilidade Flexibilidade para atuar diante das mudanças necessárias. Competências necessárias ao Líder
  • 19. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios 4. Gestão de equipes Capacidade de lidar com diversas expectativas e histórias de vida, conviver com pessoas. Competências necessárias ao Líder
  • 20. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios 5. Gestão da incerteza Capacidade de lidar com o desconhecido, informações incompletas, que acompanham as mudanças. Competências necessárias ao Líder
  • 21. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios 6. Gestão do aprendizado Capacidade para buscar autoconhecimento e favorecer o aprendizado de outras pessoas. Competências necessárias ao Líder
  • 22. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Aplicando habilidades de liderança
  • 23. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios
  • 24. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios 1. Espelho (importante para sinalização no caso de resgate) 2. Galão de gasolina (importante para sinalização, pois flutua na água e poderá ser incendiado com as notas de real com o isqueiro) 3. Água (para repor o líquido perdido com a transpiração) 4. Caixa de rações de emergência (para garantir um mínimo de alimentos básicos) 5. Caixa de primeiros socorros (para tratar dos feridos) 6. Dois cobertores (agasalho contra o frio e proteção contra o sol) 7. Plástico (para recolher água da chuva, servir de abrigo contra a intempérie) Ordem de importância dos itens intactos
  • 25. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios 8. Chocolate (reserva de alimento) 9. Almofada flutuante (salva-vida, caso alguém caia na água) 10. Corda de nylon (para amarrar o que sobrou, caso haja turbulência no mar) 11. Repelente de tubarões (pouca chance de mantê-los longe por muito tempo, caso apareçam) 12. Mapa de navegação da região (inúteis sem os equipamentos de navegação adicionais) 13. Kit para pesca (pouca probabilidade de pescar sem isca) 14. Conhaque (causará desidratação se for ingerido) Ordem de importância dos itens intactos
  • 26. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios • Como me senti liderando o grupo? • Qual foi a minha maior dificuldade? • Em que situações me sinto inseguro(a)? • Quem, do grupo, me causa medo? Por quê? • Como lido com o conflito? • Em que situações sinto-me confortável e tranqüilo(a), liderando um grupo? • Que competências, habilidades, conhecimentos e experiências possuo que facilitam o meu trabalho com grupos? • Que competências, habilidades, conhecimentos, experiências preciso desenvolver para facilitar o trabalho em grupo? • Como reajo quando recebo feedback positivo? • Como reajo quando recebo feedback negativo? • Que pessoas/situações provocam em mim sensação de desconforto? Reflexão e autoconhecimento
  • 27. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios • Liderança Coercitiva Baseia seus atos influenciais na coerção, na pressão e na posição que ocupa na estrutura de um determinado grupo. • Liderança Controladora Apoia-se nos atos influenciais predominantemente na sua posição e na manipulação material e emocional. • Liderança Orientadora Utiliza-se para exercer os atos influenciais da recompensa, do conhecimento e da capacidade de estabelecer redes de relacionamento. • Liderança Integradora Sua base de apoio para agregar as pessoas é constituída pelo conhecimento, capacidade de estabelecer redes de relacionamento e, principalmente, a competência relacional. Estilos de Liderança
  • 28. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Itens Coercitivo Controlador Orientador Integrador Como considera o liderado Alguém que não merece respeito ou consideração Alguém que não merece confiança Alguém que necessita de acompanhamento Alguém que merece respeito e consideração. Um parceiro, um igual Como toma decisões Impulsiva e impensadamente Pensando nas suas vantagens e interesses Consulta o grupo, mas decide sozinho Com o grupo, de forma consensual Como age diante de um conflito Com violência para reprimir o conflito Não o deixa emergir Procura conciliação Analisa as causas e procura opções junto com os envolvidos Como influencia as pessoas Através da pressão e da coerção Através da imposição direta ou indireta Através da sugestão, aconselhamento, proposta De forma indireta e sem intencionalidade Que tipo de liderados tende a atrair Passivos, alienados, conformados Submissos e desinteressados em crescer, acomodados Pessoas não competitivas Pessoas em busca da autonomia Estilos de Liderança (Segundo a Análise Transacional, de Eric Berne)
  • 29. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios • Conhecer a si mesmo • Conhecer e praticar os seus valores • Ter a coragem de reconhecer que todos somos interdependentes e, portanto, parceiros • Enfrentar os problemas de frente, com transparência, coerência e bom senso. • Dizer não toda vez que for adequado e necessário • Identificar os riscos que teme correr • Reconhecer que líderes são seres humanos e também erram • Reconhecer que líderes e liderados influenciam e são influenciados constantemente (Krausz e De Boni, 2008) Liderança Eficaz
  • 30. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios • Ter abertura para ouvir, aprender e ponderar • Entender as reações e resistências dos outros • Ser firme, claro e direto ao comunicar-se • Estar atento à coerência entre a linguagem verbal e não-verbal • Respeitar a dignidade das pessoas • Valorizar as contribuições do grupo • Dar espaço para discordâncias, dúvidas, perguntas, questionamentos • Estar preparado para esclarecer, dialogar, aceitar e alterar seus posicionamentos • Reconhecer seus erros e limitações (Krausz e De Boni, 2008) Liderança Eficaz
  • 31. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios 5 etapas para aprender a ser líder lateral 1. Estabelecer objetivos 2. Pensar de forma sistêmica 3. Aprender com a experiência (enquanto ela está acontecendo) 4. Mobilizar pessoas 5. Fornecer feedback Modelo de liderança lateral de Fisher e Sharp, especialistas em negociação em Harvard, EUA. Liderança Lateral
  • 32. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios
  • 33. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Processo de Interação Eu OrganizaçãoOutros Objetivos/ Demandas Interação dos sistemas pessoal, interpessoal e organizacional (Moscovici, 2004)
  • 34. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Componentes da dinâmica do grupo Objetivos • Como são estabelecidos? • O objetivo comum é claro e aceito por todos? Motivação • Qual o grau de interesse? • Há participação plena e espontânea? Comunicação • Como é comunicação no grupo? • Há troca de feedback aberto e direto?
  • 35. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Liderança • Como é exercida? • Quais estilos mais usuais? • Como são as relações líder liderado? Decisão • Como são tomadas as decisões? • Busca-se a otimização no uso das divergências ? Inovação • O grupo tem rotina? • Como são acolhidas as ideias? • Encoraja-se a criatividade no grupo? Relacionamento • Como são as relações entre os membros? • Como são administrados os conflitos? Componentes da dinâmica do grupo
  • 36. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Fase 1: Inclusão Fase 2: Controle Fase 3: Abertura e afeição Fase 4: Interrupção (org.) Fases do grupo, segundo Schultz Fases da Dinâmica do Grupo
  • 37. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Exposição e Feeback
  • 38. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios aconselhar ajudar coordenar concordar dirigir consentir iniciar contribuir liderar prestar favores analisar desistir criticar distrair(-me) desaprovar fazer concessões julgar retrair(-me) resistir ser evasivo Alto Alta Baixo Baixa CONTROLE SOCIABILIDADE Quando estou num grupo, Eu costumo...
  • 39. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Grupos Formais Informais Equipes Funcionais Multifuncionais Autogerenciadas Virtuais No ambiente organizacional Grupo Equipe
  • 40. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Conflitos no Grupo Como lidar com os conflitos interpessoais? Tática de luta: Competição Táticas de fuga: Repressão Evasão Táticas de diálogo: apaziguamento negociação resolução de problemas
  • 41. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios 1.vivência 2. Análise 3. Conceitua ção 4. Conexão Desenvolvimento de Equipes Ciclo de Aprendizagem Vivencial – Fela Moscovici (2007)
  • 42. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios
  • 43. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Ferramentas para Ambientes Competitivos 1. Identificação e seleção de pessoas 2. Remuneração e benefícios 3. Gestão de carreiras 4. Treinamento e desenvolvimento 5. Sistema de avaliação de desempenho
  • 44. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Coaching Estabelecer foco Descobrir Possibilidades Planejar Ação Remover barreiras Recapitular R E A L I D A D E A T U A L A M E T A Modelo de conversa coaching, Corporate Coach U
  • 45. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios Coaching – perguntas poderosas 1- Estabelecer foco O que você quer levar desta conversa? Hoje, onde você quer chegar? 2 – Descobrir Possibilidades Quais são as saídas possiveis? O que você já viu funcionar com outras pessoas? Quais as alternativas? 3 – Planejar a ação De todas as opções, qual a mais atraente? Qual o primeiro passo? O que você vai fazer? 4 – Remover barreiras Que dificuldades você pode encontrar? O que está faltando? Quais serão os obstáculos? 5- Recapitular O que você vai fazer e quando? O que você está levando desta conversa? Qual é o seu nível de comprometimento?
  • 46. Prof. Luciana Rezende MBA Executivo, Gestão Estratégica e Econômica de Negócios www.lerezende.com LeRezende Consultoria Luciana Rezende contato@lerezende.com