Lutas 1A

2.844 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.844
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
92
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lutas 1A

  1. 1. LUTAS 1. Introdução O substantivo luta do Latim lucta, significa “combate, com ou sem armas, entrepessoas ou grupos; disputa”. As lutas fazem parte da cultura corporal do movimento humano.Sempre fizeram parte do homem. Dentro de toda ação de defesa, ou de ataque, como a caçaou o combate na guerra, usando o corpo ou armas, está presente a luta, de forma organizadacomo as modalidades conhecidas, ou instintiva, emanada da necessidade do ser humano emproteger o seu próprio corpo, dessa forma é provável que a luta tenha surgido nos primórdiosda civilização humana. Nesta fase toda forma de combate seria travada de forma instintiva,sem as técnicas aprimoradas que vemos hoje. O hábito da luta é muito antigo, quer como método de preparação de guerreiros, quercomo modalidade de competição esportiva. Os historiadores registram que a luta era parteintegrante da educação ateniense, porque era consenso que as crianças e os jovens tinham quese preparar tanto para a paz quanto para a guerra. Já „artes marciais‟ expressa origem ouobjetivo militar, muito embora algumas tivessem sido aprimoradas em mosteiros, e outras têmsido definidas como „a cultura religiosa aplicada ao corpo. Presentemente, entre nós, as artesmarciais são praticadas principalmente como esporte, método de auto-defesa, exercício decondicionamento físico e, até mesmo, mecanismo de desenvolvimento espiritual. O intenso envolvimento do homem em cenários de lutas possivelmente foi um palcofértil para a criação de muitas técnicas de combate com ou sem armas, e inclusive para acriação destas. A necessidade de defender a própria vida contra agressores e de proteger opatrimônio, também motivaram a criação e o desenvolvimento de técnicas de luta. De uma forma ou outra as suas origens sempre estão relacionadas a algum momentoda história do homem, em que se fez necessário lutar para sobreviver ou alcançar a vitória.Concorda-se, então, com o dito nos Parâmetros Curriculares Nacionais, A Educação Física,junto às lutas há um vasto patrimônio cultural que deve ser valorizado, conhecido e desfrutadopor todos. 2. Tipos de lutas a. Judô Judô ou Judo (柔道 Juu Dou - "caminho suave" ou "caminho da suavidade", em línguajaponesa) é um desporto praticado como arte marcial, fundado por Jigoro Kano em 1882. Osseus principais objetivos são fortalecer o físico, a mente e o espírito de forma integrada, paraalém de desenvolver técnicas de defesa pessoal. Sua técnica utiliza basicamente a força e pesodo oponente contra ele. Palavras ditas por mestre Kano para definir a luta: "arte em que se usaao máximo a força física e espiritual". A vitória, ainda segundo seu mestre fundador,representa um fortalecimento espiritual.
  2. 2. b. Muay Thai O Muay Thai (boxe tailandês) é uma luta originária da Tailândia, país do qual é oesporte nacional. Arte marcial com mais de dois mil anos de existência criada pelo povotailandês como forma de defesa nas suas guerras e para obter uma boa saúde. Todo golpe doMuay Thai tem o objetivo de acabar com a luta (knock out). As combinações de golpes sãocerteiras e raramente se pode ver uma luta que chegue ao quinto round, pois geralmente onocaute vem antes. É uma luta que além de ter os socos devastadores do boxe, tem também osviolentos golpes com as canelas e pés, típicos desta luta. É considerada a arte marcial quemais faz uso eficiente dos joelhos e cotovelos. c. Kung fu Wushu é um termo chinês que literalmente significa arte da guerra. Este é o termocorreto para o que no ocidente se passou a chamar erroneamente de kung fu (ver tópicoabaixo). Na China o termo Kuo Shu, que significa arte nacional, também é usado, na acepçãode arte marcial. Além da habilidade em combate e ganho de saúde o wushu trabalha odesenvolvimento pessoal, advindo da disciplina, persistência e respeito aos limites; estrutura ocorpo e a mente ajudando no equilibrio psíquico e auxiliando a pessoa a vencer novosobstáculos e desafios.Esse tipo de luta possui vários estilos. d. Jiu-jitsu O jiu-jitsu ou jiu-jítsu, também conhecido pelas grafias jujutsu ou ju-jitsu (em japonês柔術, jū, "suavidade", "brandura", e jutsu, "arte", "técnica" (jiu jitsu é a denominação da arte ejiu "jutsu" é a denominação da arte de guerra)é uma arte marcial japonesa que utilizaalavancas e pressões para derrubar, dominar e submeter o oponente, tradicionalmente semusar golpes traumáticos, que não eram muito eficazes no contexto em que a luta foidesenvolvida, porque os guerreiros (bushi) usavam armaduras.No brasil há muitos praticantesa familia brasileira Grace difundiu o jiu-jitsu brasileiro pelo mundo pelos campeonatos assimtornando o jiu-jitsu brasileiro um dos mais respeitados do mundo e. Caratê O caratê / karatê ou karaté / caraté (em japonês 空手, karate, ou 空手道, karate-dō,"caminho da mão vazia"), é uma arte marcial japonesa, desenvolvida a partir do kenpō chinês(em particular o kung fu da China meridional) e de métodos autóctones de lutas das ilhasRyūkyū. O caratê é predominantemente uma arte de golpes, como pontapés (chutes), socos,joelhadas e cotoveladas e golpes com a palma da mão aberta. Bloqueios de articulações,lançamentos e golpes em áreas vitais também são ensinados, dependendo do estilo. Umpraticante de caratê é denominado "carateca" ou "karate-ka".
  3. 3. f. Boxe O boxe ou pugilismo é um estilo de luta e esporte de combate que usa apenas ospunhos, tanto para a defesa como para o ataque. A palavra deriva do inglês "to box", quesignifica "bater", ou "pugilismo" ("bater com os punhos"), expressão utilizada na Inglaterraentre 1000 e 1850. g. Capoeira A capoeira é uma expressão cultural Afro-brasileira que mistura luta, dança, culturapopular, música. Desenvolvida no Brasil por escravos africanos e seus descendentes, écaracterizada por golpes e movimentos ágeis e complexos, utilizando os pés, as mãos, acabeça, os joelhos, cotovelos, elementos ginástico-acrobáticos, e golpes desferidos combastões e facões, estes últimos provenientes do Maculelê. Uma característica que a distingueda maioria das outras artes marciais é o fato de ser acompanhada por música. h. Taekwondo O taekwondo é uma mistura de Hwarang-Do (Do significa "caminho", em todas asartes marciais orientais) usado pela elite Hwarang para proteger o reino de Silla, no ano 50a.C, com Taekkyon, uma antiga arte usada pelos samurangs - espécie de samurai coreano. Naarte do Hwarang-Doeram muito usadas as pernas, e um tipo de bastão chamado kwan, alémde naginatas, também muito comum na China. No Taekkyon também eram usados muitosgolpes com as pernas, e também se treinava com as Haidongs - tradicional espada coreana,parecida com a katana japonesa - além de arcos e flechas. Em torno de 60 a.C os membros doreino de Koguryo, satisfeitos com a arte usada para proteger o reino de Silla, decidiram criaruma arte melhor e mais forte - foi aí então que os nobres da elite aprenderam as antigas artesdo Hwarang-Do e do Taekkyon, assim fundindo as duas e criando o taekwondo. Alguns dosgolpes usados são o "Chute Cavalo", o "Chute Tornado" e o "Enforcamento com as pernas". 3. Importância das lutas nas aulas de Educação Física É importante dizer que as lutas são um conteúdo oficial da disciplina de EducaçãoFísica, apresentado pelos Parâmetros Curriculares Nacionais, entretanto, existem algunsargumentos que impedem que o professor incite essa prática. O primeiro deles é a falta devivência da maioria dos professores com as lutas, o segundo é a preocupação com a violênciaque se imagina que as lutas possam gerar,entretanto existem meios para que o professor possatrabalhar as lutas com os alunos sem tê-las praticado antes. judô, sumô, caratê, greco-romana,jiu-jitsu e capoeira. E tantas outras, Para o olhar mais leigo, todas parecem iguais, mas seanalisarmos cada uma delas, perceberemos que elas têm objetivos diferentes. Enquantoalgumas pretendem derrubar o adversário, outras procuram a imobilização e umas até odeslocamento do oponente de uma área delimitada. Ou seja, nenhuma delas tem a violênciacomo finalidade.
  4. 4. Alguns estudiosos da área, como Nascimento e Almeida em “A tematização das lutasna Educação Física escolar” afirmam que a violência pode sim se apresentar comoconsequência das lutas, mas também pode se apresentar durante a prática do futebol e dobasquetebol, por exemplo. Tudo depende de como o professor conduzirá a aula. Por isso,violência não é desculpa para que as lutas não sejam trabalhadas na escola. A pesquisa teórica sobre os diferentes tipos de lutas pode fazer alunos e professoraprenderem as técnicas e objetivos das lutas; vídeos das diferentes lutas podem apresentar edemonstrar a prática da luta e, a partir dela, o professor pode trabalhar brincadeiras que separeçam com a prática feita sob regras oficiais; por último, as discussões sobre a teoria, aprática e os materiais audiovisuais são fundamentais para o crescimento do aluno e para umretorno para o professor. Com as práticas de luta é possível, além de melhorar o desempenho físico do aluno,dar a ele um maior interesse nas aulas, sendo possível também a descoberta de novos talentospara o esporte. O trabalho intenso feito com o corpo durante as práticas e de uma formaregular podem ocasionar melhoras no estado físico e mental do ser humano. 4. História da luta O homem desde os tempos Pré-Históricos luta por uma questão de sobrevivência daespécie e do grupo no qual ele está inserido, bem como, por uma questão de liderança frenteaos membros de sua comunidade. Na Pré- História o ambiente era bastante hostil e asobrevivência dependia da lei do mais forte. Com o desenvolvimento da agricultura noPeríodo Neolítico o homem passa a acumular bens, e esses bens geraram a ganancia de outrosgrupos, isso faz surgir um grupo de homens dedicados a proteger a tribo do ataque de outrospovos primitivos hostis que sempre atacavam querendo se apossar das riquezas e dos recursosnaturais existentes na região. Sempre em uma aldeia a escolha do líder era feita pela vitória deum determinado guerreiro em uma luta. Esse líder seria o responsável pelo destino do grupo epor sua defesa contra ataques de grupos inimigos. Ao longo da História, a luta vem ganhando contornos em regiões distintas da Terra, evão sendo criados os mais variados estilos que vão servir para os mais diversos fins. Os povosda antiguidade usavam a luta para a preparação de seus exércitos, visando à conquista denovos territórios, a defesa de suas regiões e o entretenimento do povo. Povos como os Gregos,os Romanos, os Egípcios, os Chineses e os Japoneses desenvolveram técnicas de luta muitobem elaboradas e diversificadas ao longo da História. Muitos homens criaram escolas de luta para preparar seus discípulos nas mais variadasArtes Márcias. Esses homens eram conhecidos como mestres, em seus estilos de luta.Ensinavam tudo ou quase tudo a seus alunos, e antes de morrer passavam seu segredo parapessoas de sua família ou para pessoas de sua extrema confiança. Dessa forma as técnicas deluta iam passando de geração em geração, muitas vezes através da oralidade ou da prática detais técnicas ao longo da vida por um aprendiz, o qual passava boa parte de sua vidaestudando com um mestre sua técnica e seu estilo de luta. Esses alunos tinham que passar porvárias etapas ao longo de suas vidas, até atingir os mais variados graus, até o nível máximo demestre.
  5. 5. A luta da ao ser humano uma capacidade fora do comum, desenvolvendo suashabilidades, flexibilidade, raciocínio lógico, eleva a sua capacidade física e resistência. Muitodiferente de uma pessoa comum. A luta é também uma arma letal para quem pratica algumaforma de luta quando empregada de forma covarde contra uma pessoa que não sabe lutar. Éuma arma de defesa em certas ocasiões. Existem inúmeras lutas, todas com suascaracterísticas particulares, suas vantagens e suas desvantagens. Assim como no passado, a luta é muito utilizada pelas forças armadas das nações napreparação de seus contingentes. A luta também é bastante explorada no esporte, nasolimpíadas, em competições das mais variadas, como temas de filmes e da indústria dosvídeos games. Os povos indígenas também têm competições de lutaAs várias técnicas de luta eram praticadas ou não com armamentos especiais desenvolvidospara determinados estilos de lutas! A própria luta em si já é uma arma. No Japão feudalexistiram muitos grupos especializados conhecidos como Ninjas cuja técnica de luta era oNinjutsu esses guerreiros eram os piores inimigos dos Samurais e temidos em todo o Japãopois um único ninja poderia fazer o trabalho de muitos soldados em uma guerra.. Com amodernização do Japão tanto os ninjas quantos os samurais deixaram de ter tanta atuação.Existem muitas escolas no Japão e no mundo que trabalham o Ninjutsu.Luta como esporte olímpico Ao lado da corrida, a luta é provavelmente, o esporte de competição mais antigo domundo Por volta de 776 a . C a.C os gregos introduziram um esporte nos jogos Olímpicos,chamado pancrácio. Tratava-se de um combate com apenas duas regras, era proibido morder eera proibido atacar o adversário enfiando o dedo nos olhos. A luta terminava somentequando um dos competidores estava inconsciente, ou quando, se rendia ao levantar umadas mãos. Muitas vezes as lutas duravam horas, e frequentemente terminavam com a morte deum dos lutadores, ou até mesmo de ambos. Não é de se admirar que era a modalidade maispopular naqueles primeiros jogos, e em todo o mundo helênico. As lutas aconteciam em uma arena de formato quadrangular, de 3 a 4metros quadrados, e apresentavam um juiz equipado com uma vara, que utilizava para fazercom que as regras tivessem efeito. Grandes partes das lutas do pancrácio aconteciam no solo.As técnicas gerais aplicadas pelos lutares incluíam socos, imobilização de articulações,estrangulamentos, golpes de joelho e cotovelo, e chutes. Eventualmente, esseslutadores abasteceriam o hall de lendas e mitos de heróis gregos, ao ponto de acreditar-se quea lenda de Hércules teria nascido de um desses combatentes. Também acredita-se que paraseu exército, Alexandre o Grande teria usado as técnicas de luta sem armas que esses homenspossuíam. o pancrácio é o primeiro registro daquilo que podemos chamar de artes marciaismistas, e é o mais próximo que o homem conseguiu chegar de um esporte de combatesem nenhum tipo de restrição. Com ascenção de Roma, o boxe e a luta greco-romana gradualmente se tornaram mais populares no Ocidente, ao passo que na Ásia, as artesmarciais se estabeleceram. Com o tempo adquiriu a condição de espetáculos em alguns países, como o Japão,chegou a ser um rito. É importante ressaltar que até hoje é uma das formas mais utilizadas nodesenvolvimento físico da juventude. Não é possível determinar em exatidão as datas e asorigens da luta, mas em civilizações antigas temos evidências que já era praticada de 15 a 20mil anos atrás como nas gravuras e desenhos em cavernas da França, que mostram lutadores
  6. 6. em posições comuns as usadas nos combates atuais.Os sumérios deixaram provas semelhantesem pedras que datam de aproximadamente 5 mil anos.A mitologia conta que foi Gilgamesh, oprotetor da Suméria Antiga, quem lutou contra um búfalo para salvar a cidade de Uruk.Usoutambém sua força para vencer oponentes, os quais, derrotados, tornando-se seus amigos eauxiliares. Outras evidências arqueológicas demonstram que na China, Japão, Babilônia e Gréciaa Luta é praticada há milhares de anos. No Egito , hieróglifos exibindo cenas de combatesdatam de 2250 a .C..Só o túmulo de Vizier Ptahhotes apresenta seis diferentes tipos de Luta.No templo e túmulo de Beni Hasan , próximo ao rio Nilo , encontram-se gravuras com maisde 200 lutadores , muitos deles em posições ou aplicando golpes usados até hoje , o querevela a relação entre a Luta antiga e a moderna .Todos os deuses gregos eram lutadores.Opoeta Píndaro descreve Zeus e Kronos lutando pela posse do Universo e conta que a primeiraOlimpíada , em 776 a . C. , foi realizada para comemorar a vitória do primeiro. A Luta tornou-se um dos esportes favoritos dos gregos , como relata Homero na llíada,ao descrever o combate entre Ulisses por ocasião das cerimônias fúnebres Patroclo. Foi Teseu , o legendário herói ateniense , e matador do Minotauro , quem recebeu ocrédito, segundo a tradição grega , de grande organizador das regras da Luta . Com exceção do atletismo, o wrestling é o esporte mais antigo, de que se temconhecimento, e que se pratica ininterruptamente ao longo dos séculos de maneiracompetitiva. Foi introduzido nas antigas Olimpíadas em 708 AC.Pouco depois da data histórica do início dos Jogos Olímpicos, em 776 AC. O wrestlingantecede, historicamente, os Jogos Olímpicos desta época.Existem desenhos de lutadores nas cavernas de Sumero-Akkadian, datados de 3.000 DC. NoEgito, também existem estes tipos de desenhos, de 2.400 DC. Existem centenas de estilos diferentes de wrestling, ao redor do mundo. E muitas civilizações que possuem tribos indígenas, ainda seguem estes estilos. Entreestes estilos, alguns exemplos existentes, são o Glíma wrestling, praticado na Islândia, oSchwingen wrestling na Suíça e o Huka-Huka no Brasil.Mesmo assim, internacionalmente, apenas 4 são os principais estilos competitivos para owrestling amador: Greco-Romano, Estilo-Livre, Judô wrestling e Sambo wrestling. Este estilode judô, não está no programa dos Jogos Olímpicos. O Sambo, não está nas olimpíadas, é uma combinação do estilo-livre com o judô e émuito popular nas repúblicas da União Soviética. O Estilo-Livre é similar ao FolkstyleWrestling, que é praticado nos Estados Unidos (EUA). As pegadas não têm muitos limites,com tanto que não sejam perigosas, e podem ser aplicadas em qualquer parte do corpo. NoGreco-Romano, as pegadas estão limitadas somente acima da linha da cintura. O Wrestling estava no programa da primeira edição da Olimpíada da Era Moderna, em1896, e apenas em 1900, foi à única edição em que o esporte não constou no programa.Ambos os estilos, Estilo-Livre e Greco-Romano, são disputados em olimpíadas desde 1920.Antes disso, exceto em 1908, apenas um dos estilos era usado nos Jogos, o Greco-Romano.Hoje em dia os países que antes era a Rússia, são os países dominantes no wrestling mundial,especialmente no estilo Greco-Romano. Mas os Estados Unidos estão perto, em termostécnicos, no Estilo-Livre.
  7. 7. 5. Luta livre A luta livre profissional começou com lutadores carnavalescos que desafiavamqualquer pessoa a bater neles no ringue. Os desafiantes quase nunca ganhavam o dinheiro doprimeiro prêmio, uma vez que eles tinham ajudantes que trapaceavam para assegurar a suavitória. Conseqüentemente, perceberam que podiam ganhar mais dinheiro com a multidão doque com as taxas de entrada dos lutadores. Eles começaram a aceitar apostas nas lutas, quesempre eram combinadas. Às vezes, o lutador local também estava apostando, ajudando apromover a luta. Esses lutadores usavam nomes falsos e promoviam a animosidade damultidão para estimular as apostas. No final do século XIX, os promotores faziam eventos de lutas em arenas, parecidoscom o boxe. Durante algumas décadas, muitos promotores individuais fizeram eventos.Embora existissem cintos de campeão, nenhum deles era realmente verdadeiro. Em 1901, ospromotores se juntaram para formar uma organização aberta chamada Associação de LutaNacional, que premiava um único cinto de campeão. Após a Segunda Guerra Mundial, o NWA dividiu a luta em ligas regionais. Essasfederações ainda faziam parte do NWA - eles tinham acordos para não roubar os talentos umdo outro ou estender seus shows para regiões de outra liga. Contudo, a federação Nordeste,conhecida como a Federação de Luta do Mundo Todo (WWWF) foi um tanto divergente.Vince McMahon fundou o WWWF no início dos anos 60, e seu filho, Vince McMahon Jr.tomou posse nos anos 70. McMahon Jr. encurtou o nome para a Federação de Luta do Mundo(WWF) e quase que imediatamente quebrou o acordo. Ele entrou em competição direta comas ligas regionais, roubando seus lutadores, planejando shows de arena em seus locais efaturando contratos de televisão com fins lucrativos. As pequenas ligas não podiam competir. Nos anos 80, só uma das velhas ligas regionais da NWA ainda existia, funcionandono Sudeste. Esta liga essencialmente se tornou o NWA. O mago dos meios de comunicação,Ted Turner, comprou-o e modificou o nome para Campeonato Mundial de Luta (WCW). Elejogava os eventos televisionados do WCW contra WWF de McMahon e, durante algumtempo, WCW estava no topo. Afastou os grandes talentos WWF e ganhou deles nos índicesde audiência. Vários fatores, inclusive enredos pobremente concebidos e uma investigação federalda distribuição de esteróide (da qual McMahon foi eventualmente liberado), levaram o WWFao seu ponto mais baixo. Contudo, McMahon recuperou-se com ângulos criativos e lutadoresjovens e talentosos. Em 2001, ele comprou o WCW, tomando controle dos lutadores, marcasde comércio e biblioteca vídeo. Hoje, o WCW nao existe mais. Uma outra liga teve um impacto muito grande na luta profissional:CampeonatoExtremo de Luta (ECW). Liga menor, sediada em uma sala de jogo de bingo da Filadélfia, aECW ganhou atenção de fãs pelas madrugadas de transmissões em redes de esportes locais. OECW promoveu um estilo "radical", com lutadores executando movimentos desafiadores eperigosos que, de vez em quando, pareciam completamente insanos. Os personagens quasecômicos do WWF pareciam ter seus dias contados. O ECW apresentou lunáticos, lutas deescada nas quais a única função da escada era uma arma e uma obsessão pela destruição doscorpos dos outros lutadores em mesas, normalmente depois de um pulo da corda superior. OECW nunca ganhou muito dinheiro e só existiu durante aproximadamente cinco anos antes
  8. 8. que fosse à falência. Mas a popularidade do estilo radical teve um enorme impacto no WWF.Vince McMahon Jr. comprou o ECW e um estilo sujo de lutar chegou à massa. 6. Capoeira no Brasil A história da capoeira começa no século XVI, na época em que o Brasil era colônia dePortugal. A mão-de-obra escrava africana foi muito utilizada no Brasil, principalmente nosengenhos do nordeste brasileiro. Muitos destes escravos vinham da região de Angola, tambémcolônia portuguesa. Os angolanos, na África, faziam muitas danças ao som de músicas. Ao chegarem ao Brasil, os africanos perceberam a necessidade de desenvolver formasde proteção contra a violência e repressão dos colonizadores brasileiros. Eram constantementealvos de práticas violentas e castigos dos senhores de engenho. Quando fugiam das fazendas,eram perseguidos pelos capitães-do-mato, que tinham uma maneira de captura muitoviolenta. Os senhores de engenho proibiam os escravos de praticar qualquer tipo de luta.Logo, os escravos utilizaram o ritmo e os movimentos de suas danças africanas, adaptando aum tipo de luta. Surgia assim a capoeira, uma arte marcial disfarçada de dança. Foi uminstrumento importante da resistência cultural e física dos escravos brasileiros. A prática da capoeira ocorria em terreiros próximos às senzalas (galpões que serviamde dormitório para os escravos) e tinha como funções principais à manutenção da cultura, oalívio do estresse do trabalho e a manutenção da saúde física. Muitas vezes, as lutas ocorriamem campos com pequenos arbustos, chamados na época de capoeira ou capoeirão. Do nomedeste lugar surgiu o nome desta luta. Até o ano de 1930, a prática da capoeira ficou proibida no Brasil, pois era vista comouma prática violenta e subversiva. A polícia recebia orientações para prender os capoeiristasque praticavam esta luta. Em 1930, um importante capoeirista brasileiro, mestre Bimba,apresentou a luta para o então presidente Getúlio Vargas. O presidente gostou tanto desta arteque a transformou em esporte nacional brasileiro. A capoeira possui três estilos que se diferenciam nos movimentos e no ritmo musicalde acompanhamento. O estilo mais antigo, criado na época da escravidão, é a capoeira angola.As principais características deste estilo são: ritmo musical lento, golpes jogados mais baixos(próximos ao solo) e muita malícia. O estilo regional caracteriza-se pela mistura da malícia dacapoeira angola com o jogo rápido de movimentos, ao som do berimbau. Os golpes sãorápidos e secos, sendo que as acrobacias não são utilizadas. Já o terceiro tipo de capoeira é ocontemporâneo, que une um pouco dos dois primeiros estilos. Este último estilo de capoeira éo mais praticado na atualidade. 7. Conclusão É notável que desde o início da história humana, por demasiadas necessidades desobrevivência e proteção, foi criada uma espécie de defesa e ataque contra os perigos, sendodenominado luta, entretanto atualmente é possível observar uma transformação, de luta nãomais instintiva e sim aprimorada, pelas diversas civilizações, sendo as principais Grécia,importante para criar a luta, como esporte, nos jogos olímpicos e Esparta como requisito paratreinamento de seus guerreiros.
  9. 9. Uma questão bastante polêmica e discutível é a visão da luta como esporte, e nãocomo algo de violência, já que está inserida na cultura brasileira, como uma das principaisformas de expressão dos escravos, porém ainda é vista com preconceito por grande parte dapopulação. Outra questão importante que o trabalho pretendeu abordar foi o fato de no Brasil nãose ver o trabalho com esse esporte em grande quantidade nas escolas apesar de ser uma parteda disciplina de Educação física. Existem hoje vários estilos de luta, com diversas finalidades e por esse motivo, grandeparte da população mundial pratica os mais variados estilos de luta abordados neste trabalho. Contudo o foco deste trabalho é atentar para a deixa de uma visão bruta da luta comoesporte, e uma melhor noção da história e da constante convivência humana com o mesmo,além da informação que a prática pode ocasionar benefícios a saúde humana, tanto físicacomo mentalmente.

×