Homicídios de crianças e adolescentes

202 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
202
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Homicídios de crianças e adolescentes

  1. 1. HOMICÍDIOS CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES Alunos: Lucas Vinicius , Jhonatan Tawan
  2. 2.  O Brasil é um dos líderes mundiais na violência contra crianças e adolescentes. Segundo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) divulgado na noite de quinta-feira, o país é o vice- campeão global no número de homicídios de jovens de zero a 19 anos, com mais de 11 mil mortes em 2012 — atrás apenas da Nigéria, com cerca de 13 mil.
  3. 3.  E tem a sexta maior taxa de incidência deste tipo de crime sobre esta população, 17 a cada 100 mil habitantes da faixa etária, num ranking que é liderado na maioria por nações atingidas por conflitos de gangues armadas e guerras civis, como El Salvador (27 a cada 100 mil) e Guatemala (22).
  4. 4.  O Unicef aponta como principais causas dos altos índices de violência que atingem as crianças e adolescentes brasileiros a própria alta da criminalidade no país nas últimas décadas, o crescimento da desigualdade, o acesso mais fácil a armas de fogo, o maior consumo de drogas e um aumento substancial na população jovem.
  5. 5.  Juntos, tais fatores ajudam a explicar a principal razão para a má colocação do Brasil neste ranking mundial: o alto índice de homicídios que se abate sobre meninos e adolescentes do sexo masculino, particularmente afro-descendentes que vivem nas periferias e áreas carentes das grandes cidades. Em 2012, 31 a cada 100 mil deles foram assassinados, contra 3 a cada 100 mil garotas e jovens mulheres com zero a 19 anos, sendo três vezes mais negros do que brancos.
  6. 6. Trafico de Drogas  Eles são pequenos. Mal alcançam os pés no chão. Trocaram os brinquedos pelo crime: tráfico, furto, roubo. São crianças e adolescentes que não têm mais do que 14 anos e formam uma mão de obra muito assediada por traficantes e criminosos. Estão entrando cada vez mais cedo no crime, e exercendo papéis importantes em pontos de tráfico aos 12, 13 e 14 anos.
  7. 7.  Não há estatísticas de quantas crianças com menos de 12 anos estão envolvidas em crimes - como não podem ser responsabilizadas penalmente, não constam dos registros policiais. A percepção das autoridades (BM, Conselho Tutelar, Deca e Ciaca), porém, é de que esse número cresce todos os dias.
  8. 8. Esportes  são poucos os caminhos de saída das drogas, ou seja, aqueles que permitem o retorno a uma vida normal, após ter, o indivíduo, se tornado dependente de seu uso. No caso um deles é o Esporte que ajuda a muitos jovens saírem das drogas e assim evitarem seu fim próximo.

×