Ground school c152 - Aeroclube de Jundiaí

2.717 visualizações

Publicada em

Apresentação de familiarização da aeronave Cessna 152 para os alunos do Aeroclube de Jundiaí.

Publicada em: Educação

Ground school c152 - Aeroclube de Jundiaí

  1. 1. FAMILIARIZAÇÃO AERONAVE
  2. 2. ROTEIRO • INFORMAÇÕES GERAIS • LIMITAÇÕES • PRÉ VOO • PROCEDIMENTOS NORMAIS • PROCEDIMENTOS DE EMERGÊNCIA • PESO E BALANCEAMENTO Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 2
  3. 3. Informações gerais Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 3
  4. 4. Fuselagem Monomotor de dois lugares, o C152 possui fuselagem de estrutura semi-monocoque revestida em chapas de alumínio, este tipo de estrutura suporta esforços de tração e compressão. Monoplano de asa alta, com fixação semi-cantilever e diedro positivo (1°), a sua asa tem o formato retangular. Por ser usado em instrução elementar possui comandos de voo duplicados no cockpit. Estes comandos são ligados as superfícies de controle por cabos de aço. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 4
  5. 5. Controles de Voo Os Ailerons estão localizados no bordo de fuga, mais próximos a ponta da asa. Sua deflexão é de 20° para cima e 15° para baixo. Os flaps são do tipo “fowler”, localizados próximo a raiz da asa, seu acionamento é elétrico e possui as posições 0° - 10° - 20° - 30°, pré estabelecidas e controladas por uma chave seletora no painel, além de possuir um indicador visual de leitura de posição. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 5
  6. 6. Controles de Voo O Leme de direção é acionado pelos pedais, e está conjugado ao trem de nariz (triquilha). O curso total do leme é de 23° para cada lado. Em sua extremidade existe um compensador fixo de ajuste em solo. O profundor possui curso de 25° para cima e 18° para baixo. Esta superfície de comando, possui ainda um compensador de forca ajustável, acionado manualmente no painel da aeronave e possui indicação de posição. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 6
  7. 7. Trem de pouso O C152 possui trem de pouso fixo do tipo triciclo. O trem principal é de estrutura tubular e amortecimento do tipo laminar, fixado próximo a barriga do aeronave. A triquilha tem amortecimento hidropneumático (ar/óleo), está fixada no berço do motor, possui uma tesoura que tem por função manter a roda alinhada e transmitir os comando do pedal ao conjunto. Possui ainda um amortecedor pneumático com função de reduzir a ocorrência de shimmy (vibração na roda após o toque desalinhado). O curso da triquilha é de 8° para cada lado. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 7
  8. 8. Sistema de freios O sistema de freio consiste em discos solido instalado no trem principal e possui acionamento hidráulico. O comando do freio é dado no pedal em sua parte superior. Os comandos são independentes, desta forma o pedal da direita aciona o freio da roda direita e o pedal da esquerda aciona o freio da roda esquerda. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 8
  9. 9. Motorização O C152 é equipado com motor Lycoming O-235-N2C, de quatro cilindros horizontais opostos, refrigerados a ar, capaz de gerar 110 HP a 2550RPM. Algumas aeronaves do Aeroclube de Jundiaí, possuem instalado o kit que eleva a potencia disponível para 125HP. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 9
  10. 10. Hélices O C152 possui hélice bi-pá, metálica, de passo fixo, e diâmetro total de 69”, olhando da cabine o seu giro é no sentido horário. As aeronaves que possuem a hélice com ponta arredondada possuem melhor performance em cruzeiro, já as que possuem hélices de ponta reta, tem melhor tração para subidas. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 10
  11. 11. Sistema de Ignição O C152 possui dois magnetos (L e R), localizados na parte traseira do motor. Como os cilindros estão dispostos na horizontal, as velas ficam na parte inferior e outra na parte superior do cilindro. Cada magneto fornece descarga elétrica para uma vela de cada cilindro, sendo duas inferiores e duas superiores em cilindros opostos, desta forma os cilindros continuam em funcionamento mesmo em caso de falha de um magneto. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 11
  12. 12. Sistema de Ignição Este sistema é totalmente independente do sistema elétrico da aeronave. Uma vez que o motor esteja em funcionamento, ele permanece operacional mesmo em caso de perda de alternador e bateria. Durante o cheque de motor, ao verificar o funcionamento do magneto, ao selecionar o magneto esquerdo (para testá- lo) o sistema desliga o magneto direito, e vice versa. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 12
  13. 13. Sistema de partida O C152 vem equipado com sistema de partida elétrica. Trata-se de um motor de arranque, comandado por uma chave no painel da aeronave. A energia necessária para o sistema de partida é fornecida pela bateria da aeronave, e em alguns casos por fonte externa. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 13
  14. 14. Sistema elétrico A fonte primaria de energia do C152 é o alternador, que fornece corrente de 28 volts e 60 amperes. A corrente é gerada no alternador, apenas enquanto o motor está acionado. No canto direito do painel está o amperímetro, para leitura do correto funcionamento do alternador, existe ainda luz vermelha acionada quando ocorre anomalias no fornecimento de energia pelo alternador e indica que que a bateria está fornecendo toda energia em consumo no momento. Em alguns modelos existe ainda a luz vermelha indicativa de baixa voltagem da bateria, quando a carga fica abaixo dos 24 volts. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 14 RMK: durante o taxi ou operação de baixa RPM, pode ocorrer o acionamento da luz de baixa voltagem, devendo esta se apagar ao aumentar a RPM
  15. 15. Sistema elétrico O sistema possui, ainda, uma bateria de 24 volts que tem por função primaria fornecer energia para o motor de partida durante o acionamento e funciona como backup em caso de falha do alternador. A bateria deve ser capaz de suprir o fornecimento de energia por até 30 minutos, para componentes elétricos da aeronave em voos diurnos. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 15
  16. 16. Sistema elétrico O controle do sistema elétrico é feito pelo “MASTER SWITCH” localizado no canto inferior esquerdo do painel. O switch possui chave individual (liga/desliga) para controle da alternador e bateria. Quando equipados com a entrada de fonte externa, esta fica localizada no nariz do C152 do lado esquerdo. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 16 A Cessna recomenda que o Master Switch (BAT) esteja na posição “ON” antes de conectar a fonte externa, desta forma a bateria irá absorver picos de tensão, durante acoplamento da fonte.
  17. 17. Sistema elétrico Os circuitos individuais do sistema elétrico são protegidos por CB´s (circuit breaker). Caso ocorra alguma anomalia ou até mesmo um curto circuito, o CB “saltará”. Este circuito poderá ser resetado após 2 minutos, se o mesmo voltar a desarmar, ele NÃO deve ser resetado novamente. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 17
  18. 18. Sistema óleo O sistema de óleo prove lubrificação, resfriamento, selagem, limpeza e proteção contra corrosão. O sistema é pressurizado por uma bomba mecânica, acionada pelo funcionamento do motor, esta bomba fica localizada na parte traseira do motor, entre os magnetos. Faz parte do sistema, o filtro de óleo, a válvula by- pass, o cooler instalado na parte frontal esquerda do motor (próximo a entrada de ar) e um reservatório de óleo localizado na parte inferior do motor. Indicadores de pressão e temperatura do óleo estão disponíveis no painel. No C152 o nivel de óleo indicado para voos é de 5qt e vareta de óleo possui a marcação mínima de 4qt e máxima de 6qt. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 18
  19. 19. Sistema de combustível O C152 possui um tanque de 50 litros em cada asa, destes apenas 94 litros totais são utilizáveis. O consumo médio para voos de instrução é de 25 litros/hora. Os tanques são interligados entre si, o combustível segue por gravidade pela tubulação até chegar a válvula seletora (ON/OFF) na cabine, segue pelo filtro, dreno, primer e por fim chega ao carburador. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 19
  20. 20. Sistema de combustível O acesso aos tanques de combustível se faz por apoios na asa e montante. Apesar das aeronaves possuírem indicadores de nível de combustível no painel, a verificação de nível deverá ser feita de forma visual, com o uso da vareta medidora. O respiro do tanque fica localizado na parte inferior da asa esquerda próximo a fixação do montante, este deve sempre estar limpo e desobstruído. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 20
  21. 21. Sistema de combustível O C152 possui 3 pontos de drenagem de combustível, um em cada asa (na parte inferior traseira, próximo a raiz), e um no nariz do avião na parte inferior, acionado por uma válvula localizada ao lado da vareta do óleo (com acesso através da janela de inspeção do motor). Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 21
  22. 22. Sistema de alimentação O motor do C152 é alimentado por carburador, as manetes que o controlam estão posicionadas na parte central do painel, podendo ser comandadas pelo piloto e/ou instrutor. São elas: entrada de entrada de ar quente (“CARB HEAT” – preta curta), borboleta para entrada de ar (“THROTTLE” – preta), e mistura de combustível (“MIXTURE” – vermelha). Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 22
  23. 23. Sistema de alimentação O sistema possui ainda uma manete chamada “PRIMER”, que tem por função injetar combustível diretamente no cilindro, esta manete pode ser usada antes de dar partida para auxiliar no acionamento do motor em dias frios. Após o seu uso, o piloto deverá verificar se a mesma está fechada e travada. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 23
  24. 24. Sistema de alerta de stall O C152 possui um sistema capaz de produzir alerta sonoro indicando baixa velocidade. O aviso é emitido de 5 a 10 kts acima da velocidade do stall. Para verificar o funcionamento do sistema, o piloto deve inspecionar e sugar a tomada de ar, localizada na asa esquerda, que irá emitir um alerta sonoro. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 24
  25. 25. Sistema de iluminação O C152 é equipado com iluminação de painel, iluminação de cabine (DOME), Beacon, luzes de ponta de asa, strobes e luz de pouso/taxi. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 25
  26. 26. Sistema de vácuo O C152 dispõe de uma bomba de vácuo, ligada ao motor da aeronave, ela é responsável por manter o correto funcionamento do horizonte artificial e do giro direcional. Um indicador de pressão de sucção está disponível no painel (vacuômetro), a faixa de segurança de funcionamento é de 4,5 a 5,4 com o motor acionado e RPM próxima a de cruzeiro. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 26
  27. 27. Sistema de tomada de pressão No C152 a tomada de pressão estática fica localizada no nariz do avião do lado esquerdo, já o tubo de pitot (pressão dinâmica), fica na asa esquerda. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 27
  28. 28. Sistema de tomada de pressão Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 28 O piloto deve ficar atento a desobstrução dessas tomadas de pressão, para correto funcionamento dos instrumentos de voo. Ao lado podemos ver quais instrumentos são alimentados por cada tomada de pressão.
  29. 29. Ventilação e aquecimento da cabine O sistema de ventilação consiste em duas entradas de ar nas extremidades superiores do para-brisa e uma ventilação atrás do painel com entrada de ar na lateral direita do nariz. O aquecimento de cabine usa uma outra entrada de ar, com controle de uso independente. O ar é aquecido no motor antes de ir para cabine. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 29
  30. 30. Portas e janelas O C152 possui uma porta de cada lado da aeronave. A sua abertura é simples, com acionamento de uma fechadura. A porta possui uma janela que pode ser aberta durante o taxi, mas deve permanecer fechada durante todo o voo. Caso a porta abra em voo ou durante a decolagem, continue o seu voo normalmente e após o nivelamento peça auxílio do instrutor para fechá-la. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 30
  31. 31. Limitações Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 31
  32. 32. Dimensões Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 32 7,28 metros 10,18 metros 2,62 metros As dimensões exatas podem variar de acordo com o tipo de spinner, tipo de ponta de asa e strobe light.
  33. 33. Velocidades Marcações do Velocímetro Arco Branco (faixa de uso dos flaps) – 35 a 85kt Arco Verde (faixa normal de operação) – 40 a 111kt Arco Amarelo (faixa de atenção) – 111 a 149kt Linha Vermelha (não exceder) – 149 kt Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 33 LIMITAÇÕES DE VELOCIDADE C152 (KNOTS) VNE – velocidade nunca exceder 149 VNO – máxima velocidade estrutural de cruzeiro 111 VA – velocidade de manobras 104 VFE – velocidade máxima com flaps estendidos 85 Velocidade de Stall limpo 45 Velocidade de Stall full flap 38
  34. 34. Velocidades Velocidades consideradas para voos de instrução Devido ao tipo de voo (instrução), os parâmetros de velocidade que deverão ser empregados e respeitados, consideram uma margem de segurança, que prevê velocidades maiores dos mínimos estabelecidos no manual.. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 34 VELOCIDADES PARA INSTRUÇÃO C152 (KNOTS) Vr – Velocidade de Rotação 65 V2 – Velocidade de decolagem e subida 70 Vx – Velocidade de melhor ângulo de subida (flap 10°) 60 Vy – Velocidade de melhor razão de subida 70 Velocidade melhor razão de planeio (flape 0°) 70 Velocidade planeio flape 10° 70 Velocidade palneio flape 20° 65 Velocidade planeio flape 30° 60
  35. 35. Limites Peso máximo de decolagem – 1670 libras Máximo vento de traves observado – 12 knot Teto de serviço – 14.700 feet Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 35 FATOR CARGA FLAP UP FLAP DOWN G Positivo 4.4 G 3.5G G Negativo -1.76G 0
  36. 36. Limitações do motor LIMITAÇÕES DO MOTOR Tacômetro Marcações do Instrumento RPM máxima 2550 Linha Vermelha Faixa de operação normal 1900 - 2550 Arco Verde Temperatura do óleo Marcações do Instrumento Faixa de operação normal 100° - 245° F Arco Verde Máxima 245° F – 118°C Linha Vermelha Pressão do óleo Marcações do Instrumento Faixa de operação normal 60 – 90 psi Arco Verde Mínimo 25 psi Linha Vermelha Máximo 100 psi Linha Vermelha Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 36
  37. 37. Inspeção pré-voo Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 37
  38. 38. Check Interno - na cabine 1. Trava de comando e capas – remover 2. Mistura - cortada 3. Manete potência – toda reduzida 4. Magnetos – checar OFF e retirar a chave 5. Master Switch (BAT) – acionar posição ON a. Indicadores de combustível – verificar funcionamento b. Aquecimento Pitot – checar com a mão se a superfície esta morna c. Beacon - checar funcionamento d. Luzes de pouso/taxi – checar visualmente e. Flape - checar funcionamento e simetria 6. Master Switch (BAT) – acionar posição OFF 7. Instrumentos do motor e painel – verificar visualmente 8. Extintor de Incêndio – verificar fixação e validade 9. Seletora – verificar aberta Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 38
  39. 39. Check externo - empenagem 1. Inspecionar a fuselagem, antenas parte esquerda da aeronave. 2. Verificar estado geral. 3. Verificar articulação / compensador. 4. Verificar leme de direção e deriva. 5. Verificar estado geral das lâmpadas e antenas. 6. Inspecionar a fuselagem, antenas parte direita da aeronave. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 39
  40. 40. Check externo – lado direito ASA DIREITA 1. Verificar flape, aileron, ponta de asa. 2. Verificar fixação de parafusos, e contrapinos. 3. Verificar lâmpada ponta de asa. 4. Inspecionar bordo de ataque. 5. Verificar nível de combustível com a vareta medidora e fechar o tanque. 6. Drenar o combustível do tanque. 7. Verificar estado geral do intradorso e extradorso. TREM DE POUSO DIREITO 1. Verificar pneu, banda de rodagem, lateral e fixação da polaina. 2. Verificar sistema hidráulico de freio, pastilhas internas e externas. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 40
  41. 41. Cheque externo – dianteira NARIZ DO AVIÃO 1. Verificar pára-brisa limpo. 2. Inspecionar hélice, spinner e carenagens do motor. 3. Verificar nível do óleo (Min. 5 Qts). 4. Verificar filtro de ar desobstruído. 5. Drenar filtro de linha do combustível. 6. Verificar correia do alternador. 7. Verificar farol de pouso. TRIQUILHA 1. Verificar pneu, banda de rodagem, lateral e fixação da polaina 2. Verificar sistema hidráulico e anti-shimmy 3. Verificar tesoura e telescópio Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 41
  42. 42. Cheque externo – lado esquerdo TREM DE POUSO ESQUERDO 1. Verificar pneu, banda de rodagem, lateral e fixação da polaina. 2. Verificar sistema hidráulico de freio, pastilhas internas e externas. ASA ESQUERDA 1. Inspecionar bordo de ataque. 2. Verificar nível de combustível com a vareta medidora e fechar o tanque. 3. Drenar o combustível do tanque. 4. Verificar respiro do tanque desobstruido. 5. Retirar a capa do pitot. 6. Verificar lâmpada ponta de asa. 7. Verificar flape, aileron, ponta de asa. 8. Verificar fixação de parafusos, e contrapinos. 9. Verificar estado geral do intradorso e extradorso. Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 42
  43. 43. Procedimentos normais Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 43
  44. 44. Procedimentos normais ANTES DA PARTIDA 1. Master Avionics......................................OFF 2. Disjuntores ....................................Repostos 3. Ar quente (Carburador e cabine)... Fechado 4. Equipamentos Elétricos ............Desligados 5. Primer.. ..........................Fechado e Travado 6. Freio.................Aplicado (Calços na cabine) 7. Seletora.............................................Aberta PARTIDA 1. Mistura..................................................Rica 2. Manete de Potência.............. Avançar 1 cm 3. Bateria................................................Ligada 4. Área da Hélice / Sopro..........................Livre 5. Start (Contato).................................Acionar 6. Motor...........................................1000 RPM 7. Pressão do Óleo............................Acusando 8. Alternador....Ligar (Observar amperímetro) Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 44 APÓS PARTIDA 1. Master Avionics..................................................... ON 2. Rádios e Transponder............Ligados conf Necessário 3. Poltronas......................................................Ajustadas 4. Cintos............................................................Passados 5. Controle de Vôo...................Livres e correspondentes 6. Flapes........Verificar simetria e ajustar para decolagem 7. Compensador...............................................”TAKE OFF” 8. Altímetro............................... Ajuste QNH ou elevação 9. Velocímetro.......................Zero (capa pitot na cabine) 10. Climb......................................................................Zero 11. Horizonte Artificial..........................................Ajustado 12. Giro Direcional................................................Ajustado 13. Liquidômetros................................................Verifique 14. Temperatura do Óleo..................................Faixa Verde 15. Pressão do Óleo..........................................Faixa Verde 16. Portas e Janelas...............................................Travadas 17. Turn &Bank..........................................Verificar no Taxi 18. Freios....................................................Verificar no Taxi
  45. 45. Procedimentos normais PONTO DE ESPERA 1. Motor.....................................................1700 RPM 2. Mistura.................... Pico, corte, rica (lentamente) 3. Magnetos.......... Queda max 125 rpm, dif 50 RPM 4. Bomba de Vácuo............................ 4,6 – 5,4 in Hg 5. Ar quente.....Verificar Queda Máxima de 100 RPM 6. Marcha Lenta .............................. 600 à 800 RPM 7. Motor.....................................................1000 RPM BRIEFING DE DECOLAGEM 1. Indicador de vento da RWY...................Ajustar o manche 2. Bússola e Giro.......................................................Verificar 3. Transponder.................................................................ALT 4. Farol de Pouso..............................................................ON 5. Potência..................................... Verificar (min 2400 rpm) 6. Instrumentos do Motor.................................. Faixa verde 7. Decolar............................................Velocidade adequada 8. Falha do Motor antes da VR................Abortar decolagem 9. Falha do Motor depois da VR.............. ..Pousar em Frente 10. Falha do Motor 500 pés............................ Avaliar retorno 11. Após decolagem........................... Procedimento de saída Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 45 ANTES DA DECOLAGEM 1. Tráfego ................................................ Observar 2. Aviso / Autorização .................. Anuncie / Coteje DECOLAGEM 1. Bússola..................Verificar indicação com a pista 2. Transponder...................................................ALT 3. Farol de Pouso...............................................ON 4. Mistura............................................................Rica 5. Seletora.......................................................Aberta 6. Ar Quente.................................................Fechado 7. Potência......................................... Min. 2400 rpm 8. Instrumentos do Motor.......................Faixa Verde 9. Freios.........................................................Liberar 10. Decolar...........................................Vel. Adequada APÓS DECOLAGEM 1. Climb ....................................................... Positivo 2. Flap Recolhido...........................................300 pés 3. Farol Apagado...........................................400 pés 4. Primeira Curva ......................................... 500 pés 5. Potência ................................................ 2400 rpm
  46. 46. Procedimentos normais SUBIDA (Voo Ascendente) 1. Velocidade ....................................................70 Kt 2. Potência .................................................2400 rpm 3. Mistura............................................................Rica • CRUZEIRO (Voo Reto Horizontal) 1. Velocidade ....................................................85 Kt 2. Potência .................................................2200 RPM 3. Mistura.................................Conforme necessário DESCIDA (Voo Descendente) 1. Velocidade ....................................................80 Kt 2. Potência .................................................1800 RPM 3. Mistura.................................Conforme necessário ANTES DO POUSO ALUNO ..........................................Cheque Pré pouso INSTRUTOR .....................................................Ciente 1. Seletora..................................................Aberta 2. Mistura ......................................................Rica 3. Ar Quente......................Conforme Necessário 4. Farol.............................................................ON 5. Magnetos ...............................................Ambos 6. Primer.....................................................Travado 7. Velocidade................................................70 Kts 8. Altitude..............................................Adequada 9. Flap...................................Conforme necessário ALUNO................Cheque para pouso completo e avião configurado INSTRUTOR ....................................................Completo Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 46
  47. 47. Procedimentos normais ARREMETIDA ALUNO .................................................. Arremetendo INSTRUTOR ...................................................... Ciente 1. Potência .............................................Máxima 2. Ar Quente...........................................Fechado APÓS O POUSO 1. Flap...................................................Recolhido 2. Transponder........................................Stand-by 3. Farol................................Conforme necessário CORTE DO MOTOR 1. Motor .............................................. 1000 RPM 2. Mistura ................................................... Corte 3. Magnetos......................Desligar e tirar a chave 4. Master Avionics ................................... Desligar 5. Master...................................................Desligar ABANDONO DA AERONAVE 1. Calços........................................Colocados 2. Freio de estacionamento...................Livre 3. Capas de Pitot / Painel................Repostas 4. Cintos.......................Travados / Ajustados 5. Manche.........................................Travado 6. Hélice.............................................Vertical 7. Desembarcar documentos do avião e objetos pessoais Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 47
  48. 48. Procedimentos de emergência Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 48 Fonte: google
  49. 49. Procedimentos de emergência FOGO NO MOTOR DURANTE A PARTIDA 1. Motor de Partida ........................................Acione 2. Mistura...........................................................Corte 3. Manete de Potência ................................. Máxima 4. Seletora ....................................................... Feche OBS: Abandonar o avião se o fogo persistir FALHA DO MOTOR EM VOO 1. Velocidade......................................................70Kt 2. Localize um campo de pouso adequado 3. Seletora .......................................................Aberta 4. Mistura ........................................................... Rica 5. Ar quente.................................................... Aberto 6. Motor de Partida.........................................Acione OBS: Se restaurada a potência, identifique a origem da pane, caso não seja restaurada, proceda a uma aterragem sem potência FOGO NO MOTOR EM VÔO 1. Seletora.....................................................Fechada 2. Mistura.......................................................Cortada 3. Manete de Potência...................................Mínima 4. Aquecimento da Cabine............................Fechado 5. Magnetos...............................................Desligados OBS: Pousar sem potência, abandonar a aeronave assim que possível. Não abrir a janela até a conclusão do pouso. PERDA DE PRESSÃO / ALTA TEMPERATURA DO ÓLEO Aterrisse assim que possível e investigue a causa OBS: Prepare-se para eventual aterragem sem potência fora de aeródromo FOGO NO SISTEMA ELÉTRICO 1. Master........................................................Desligue 2. Ventilação Cabine............................................Abra 3. Aquecimento de Cabine................................Feche OBS: Aterrisse assim que possível Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 49
  50. 50. Procedimentos de emergência PARADA DO MOTOR APÓS DECOLAGEM Caso haja pista, pousar em frente. Não havendo, pousar em frente ou no máximo 45º para cada lado, usando curvas de pequena inclinação. 1. Velocidade..............................................................70 Kt 2. Mistura ...............................................................Cortada 3. Seletora..............................................................Fechada 4. Portas e Janelas...................................................Abertas 5. Objetos Cortantes ...........................................Afastados ATERRAGEM SEM POTÊNCIA E FORA DE AERÓDROMO 1. Velocidade ..............................................................70 Kt 2. Localize local para pouso, contra o vento, morro acima. 3. Seletora..............................................................Fechada 4. Mistura...............................................................Cortada 5. Magnetos.......................................................Desligados 6. Portas e Janelas..................................................Abertas 7. Objetos Cortantes...........................................Afastados 8. Aviso de May Day, May Day 9. Transponder………………………...........................……..7700 10. Pouso Garantido............................................Full Flap 11. Master...........................................................Desligue OBS: Pousar com os flapes totalmente estendidos e com o mínimo de velocidade possível. POUSO DE EMERGÊNCIA NA ÁGUA 1. Velocidade ...............................................70 Kt 2. Localize local para pouso, contra o vento 3. Seletora...............................................Fechada 4. Mistura.................................................Cortada 5. Magnetos.........................................Desligados 6. Portas e Janelas...................................Abertas 7. Objetos Cortantes.............................Afastados 8. Aviso de May Day 9. Transponder………...…………............…………..7700 10. Pouso Garantido...................................Full Flap 11. Master...................................................Desligue PORTA ABERTA 1. Velocidade ................................................ 70 Kt 2. Ventilação da Cabine ............................... Feche 3. Janela ......................................................... Abra 4. Efetuar o fechamento da porta Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 50
  51. 51. Procedimentos de emergência FORMAÇÃO DE GELO NO CARBURADOR 1. Aquecimento do Carburador ...................... Abrir 2. Mistura .............................. Conforme necessário PERDA DE PRESSÃO / ALTA TEMPERATURA DO ÓLEO 1. Aterrize assim que possível e investigue a causa OBS: prepare-se para eventual aterragem sem potência fora de aeródromo SOBRECARGA NO SISTEMA ELÉTRICO Corrente do alternador 20 Ampères acima do consumo usual 1. Consumo de Energia......................................Reduza FUNCIONAMENTO ÁSPERO DO MOTOR 1. Aquecimento do Carburador ................................ Abrir 2. Mistura ....................................... Conforme necessário 3. Seletora ..................................................................Aberta 4. Instrumentos do Motor .................................. Verifique 5. Magnetos ................................................ E - D – Ambos • OBS: Se a operação for satisfatória com qualquer um dos magnetos, continue operando nesse magneto com potência reduzida e manete de mistura “RICA” até que possa pousar no primeiro aeródromo disponível. Se a aspereza persistir, prepare-se para uma aterragem sem potência Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 51
  52. 52. Peso & Balanceamento Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 52
  53. 53. Peso & Balanceamento Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 53 A partir dos dados obtidos na “Ficha de peso e balanceamento” aplicar os valores totais nos gráficos, para verificação se os valores estão dentro do envelope de segurança para realização do voo.
  54. 54. Bons Voos!! Familiarização – Cessna 152 Por Lucas Carramenha 54
  55. 55. www.aeroclubejundiai.com.br aerojund@terra.com.br (11) 4582-1745 Aeronaves: Paulistinha (VFR) Cessna 152 (VFR e IFR) Cessna 172 (VFR e IFR) Seneca I (VFR e IFR) Cursos Práticos: Piloto Privado Piloto Comercial Instrutor de Voo Voo Por Instrumento Multimotor

×