Luca funchal - madeira - nov 2010

427 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
427
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Luca funchal - madeira - nov 2010

  1. 1. As novas tecnologiasestãoemtoda parte… <br />Laerte – Folha de SP<br />
  2. 2. Toda!<br />
  3. 3. Para as crianças, osartefatosvão ser umacoisa “natural”, como a TV foiparamuitos(as) de nós.<br />Mafalda - Quino<br />
  4. 4. “Claro que eu sei pra que serve esse celular, pai: é pra tirar fotos da gente!”<br />(Maria Eduarda, aos 2 anos e 10 meses)<br />
  5. 5.
  6. 6.
  7. 7.
  8. 8. Larry D. Rosen, sobre a geração Y, ouigeneration:<br />Precisamos de idéias sobre como redirecionar a intensa atividade gasta produzindo conteúdos para longe do que os críticos acreditam ser besteiras em direção a projetos significativos que tenham relação com a educação.<br />(Em: Rewired: Understanding the igeneration and the way they learn. Nova Iorque: MacMillan, 2010, p. 128)<br /> PC and Pixel - ThachBui<br />
  9. 9. Uma imagem da educação do futuro:<br />Freinet, seus alunos e a imprensa, em Saint Paul, França, por volta de 1930.<br />
  10. 10.
  11. 11.
  12. 12.
  13. 13. Usar os novos artefatos para diferenciar a pedagogia...<br />Kilpatrick, 1936: James foi encorajado a estudar eletricidade, e Henry borboletas, enquanto Mary foi encorajada a seguir seu interesse especial em música, Suzie seu interesse em desenho e Lizzie seu desejo de escrever poesia.<br />WilliiamHeard Kilpatrick. Remaking the curriculum.Nova Iorque e Chigaco: Newson &Company, 1936, página 102, 103.<br />
  14. 14. Uma metáfora – o super lápis<br />Herbert Kohl conta que, quando usou seu primeiro computador, por volta de 1980, as pessoas perguntavam:<br />Eu nunca limitei os lápis, canetas ou réguas a um lugar apenas. Eles eram úteis para tudo.<br />Será que ele deve ir para as atividades de escrita, matemática, ciências ou para o centro de artes?<br />Sua resposta: <br />Eu recoloquei a questão, pensando em outros instrumentos.<br />Atari 400<br />
  15. 15. Aovermososcomputadores – e as novas levas de artefatosinformatizados – comoespécies de super-lápis e de super-ferramentas, percebemosquesuaintroduçãoemnossasescolassó se efetivaráquando, emvez de ficaremlimitadosaoslaboratórios, eleschegaremao “coração” das salas, ouquandoaomenos parte do trabalhopedagógico for pensadaemfunção de seuimensopotencialcomoferramentas de pesquisa, aprendizagem, autoria e de comunicação.<br />By Franklin Agostinho<br />
  16. 16. Sempé<br />
  17. 17. Jim Meddick<br />O miúdo, quando não está como na escola condenada à guerra contra a autoridade, é capaz de disciplina e de vida democrática.<br /> Jean Piaget. Para onde vai a educação? Rio de Janeiro: José Olympio, 1996, página 270.<br /> <br />
  18. 18.
  19. 19. Anisio Teixeira – 1933:<br />Aescola tradicional nunca percebeu que, em uma lição de aritmética, podia estar ensinando os miúdos a não terem coragem, a não serem sociais, a alimentarem complexos de inferioridade, etc., de que iriam sofrer por toda a vida.<br /> <br />Então vemos que a velha escola, onde os miúdos iam para fazer aquilo que não queriam, com uma disciplina semi-militar, está profundamente inadequada não só para a sociedade presente, como para a própria concepção moderna da aprendizagem.<br /> <br />Anísio Teixeira. Educação Progressiva. São Paulo: Melhoramentos, 4ª ed., 1953, página 49.<br />
  20. 20.
  21. 21. Unicamente a vida social entre os próprios alunos, isto é, um auto-governo levado tão longe quanto possível e paralelo ao trabalho intelectual em comum, poderá levar a este duplo desenvolvimento de personalidades donas de si mesmas e de seu respeito mútuo.<br />Jean Piaget. Para onde vai a educação? Rio de Janeiro: José Olympio, 1996, página 63.<br />
  22. 22. COMPUTADORES TEM UMA “PACIÊNCIA DE JÓ” Softwares educativos são “cavalos de Tróia” para trabalharmos a construção da auto confiança de cada pessoa.<br />
  23. 23. Um computadornãobriganunca com a criançaqueerra…<br />A professora Oswaldina de Oliveira com seus alunos - Ipatinga - MG<br />
  24. 24. Uma pedagogia para a era dos super lápis<br />O que vale a pena ensinar?<br />Amor aos livros?<br />Igualdade?<br />Ciência? <br />Arte?<br />?<br />Sempé<br />
  25. 25. ORGANIZAÇÃO , UM CONCEITO RELATIVO:<br />Jean Piaget em seu escritório<br />
  26. 26.
  27. 27. “O homem joga somente quando é homem no pleno sentido da palavra, e somente é homem pleno quando joga.” <br /> Schiller, em “A educação estética do homem” - 1795<br /> Rio Preguiças – MA - Manu Rosset<br />
  28. 28. Taís - Manu Rosset<br />
  29. 29. Elesim, a senhoranão…<br />Inge Morath © The Inge Morath Foundation<br />The painter Pablo PICASSO at his house in Vallauris in the South of France.1953<br />
  30. 30. T. .S. Elliot:<br /> “Onde está a sabedoria que perdemos no conhecimento?<br /> Onde está o conhecimento que perdemos na informação?”<br />
  31. 31.
  32. 32. lucarixi@gmail.com<br />

×