A GRÉCIA
A GRÉCIA ANTIGA A Grécia Antiga foi grandiosamente responsável pela nossa vida atual, conhecida pelas grandes mudanças e c...
A GRÉCIA E SEU TERRITÓRIO Localizada no sul da Europa, utilizando uma península de relevo acidentado e um arquipélago no m...
A ORGANIZAÇÃO POLÍTICA ●  conjunto de cidades-estado independentes entre si; ●  características próprias embora a maioria ...
ECONOMIA ●  n o início  tinha   um caráter nitidamente agrícola e familiar. Enquanto o homem construía a casa, cultivava a...
<ul><li>A   DOMINAÇÃO   EXTERNA (OS PERSAS) </li></ul><ul><li>Os conflitos externos foram divididos em três guerras médica...
RELIGIÃO X FILOSOFIA ●  A Grécia era politeísta, ou seja, acreditava em vários deuses, e tinha como principal Zeus; ●  Com...
O HELENISMO <ul><ul><li>●  No ano de 338 a.C., na Guerra da Queronéia, a Grécia foi derrotada pela Macedônia. Houve a perd...
CONFLITOS INTERNOS A Guerra do Peloponeso foi um conflito militar entre as cidades-estado de Atenas e Esparta. Ocorreu ent...
A GRÉCIA ATUAL ÁREA: 131.957 km² CAPITAL: Atenas POPULAÇÃO: 11,26 milhões (em 2009) MOEDA: Euro NOME OFICIAL: República He...
INFORMAÇÕES Fontes de pesquisa: www.pt.wikipédia.org, www.brasilescola.com, www.4shared.com.br, br.answers.yahoo.com, e ww...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Grécia

4.485 visualizações

Publicada em

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.485
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
39
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
113
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Grécia

  1. 1. A GRÉCIA
  2. 2. A GRÉCIA ANTIGA A Grécia Antiga foi grandiosamente responsável pela nossa vida atual, conhecida pelas grandes mudanças e ciências, surgiu nela a filosofia (amor a sabedoria), que foi responsável pela libertação dos mitos, e a democracia (governo do povo), que é a nossa forma de organização política. Foi nela em que nasceram as chaves do conhecimento da natureza e do homem, nasceram também os grandes pensadores (Sócrates, Platão, Aristóteles etc), que ainda são fundamentais pelos nossos conhecimentos atuais. A Grécia Antiga foi o começo das decisões que hoje ainda nos ajudam a vivermos e organizarmos.
  3. 3. A GRÉCIA E SEU TERRITÓRIO Localizada no sul da Europa, utilizando uma península de relevo acidentado e um arquipélago no mar Egeu, a Grécia foi palco de uma civilização que se desenvolveu para além de seus limites geográficos. A Grécia era e ainda é dividida em três partes: Continental, Insular e Peninsular. MAPA ATUAL MAPA ANTIGO
  4. 4. A ORGANIZAÇÃO POLÍTICA ● conjunto de cidades-estado independentes entre si; ● características próprias embora a maioria das cidades-estado tivessem seus sistemas econômicos parecidos, excluindo-se de Esparta; ● no século VIII a.C., formaram-se pela Grécia Antiga diversas cidades independentes, cada uma delas desenvolveu seu próprio sistema de governo, suas leis, seu calendário, sua moeda; ● as cidades eram chamadas de pólis (em grego “cidade-estado”); ● a maioria das cidades-estado gregas era pequena, com populações de aproximadamente 20 mil habitantes ou menos na sua área urbana. ● as principais cidades eram bem maiores, no século IV a.C., Atenas tinha, por exemplo, estimados 170 mil habitantes em sua área urbana, Siracusa, aproximadamente 125 mil habitantes e Esparta apenas 40 mil habitantes.
  5. 5. ECONOMIA ● n o início tinha um caráter nitidamente agrícola e familiar. Enquanto o homem construía a casa, cultivava a terra, fabricava as armas, a mulher tratava da vida interior do lar, cozinhando, lavando, confeccionando as roupas; ● começo do sistema de trocas (forma primitiva da vida econômica) em que os pastores trocavam a lã e o leite de seus gados por utensílios e produtos que buscavam nas povoações vizinhas; ● os grandes domínios ficam limitados a um pequeno número, e a terra, até aí abandonada ou coberta de florestas, começa a ser racionalmente aproveitada; ● o sistema de trocas aperfeiçoa-se, por mostrar-se insuficiente, criando assim a moeda. ● o escravo grego, adquirido por compra aos povos orientais ou prisioneiro de guerra, embora sendo tratado com humanidade e podendo adquirir um pequeno pecúlio, não possuía teoricamente nenhum direito, não podendo pelo menos de início, libertar-se.
  6. 6. <ul><li>A DOMINAÇÃO EXTERNA (OS PERSAS) </li></ul><ul><li>Os conflitos externos foram divididos em três guerras médicas (a Primeira em 490 a.C., a segunda de 480 a 479 a.C., e a Terceira em 468 a.C.) e uma confederação (Confederação de Delos 478 a.C.). </li></ul><ul><li>As guerras médicas, entre gregos e persas, foram motivadas pelos seguintes fatores: </li></ul><ul><li>● choque de interesses entre o imperialismo grego e o imperialismo persa, ambos visando aos mercados consumidores do Oriente Próximo. Os persas, senhores das costas asiáticas do Mar Egeu, e das comunicações marítimas, ameaçavam o comércio, a prosperidade das cidades da Grécia balcânica e, principalmente, o aprovisionamento de trigo do Mar Negro; ● revolta das cidades gregas da Ásia Menor contra o domínio persa, encabeçada pela cidade de Mileto, governada por Aristágoras, auxiliada por Atenas e por Erétria, que enviaram dois mil homens. Os aliados entraram na Ásia e incendiaram Sardes. Os persas reagiram. Teve início a luta. </li></ul><ul><ul><li>Suas consequências foram: </li></ul></ul><ul><ul><li>● hegemonia de Atenas sobre as demais cidades gregas; </li></ul></ul><ul><ul><li>● revigoramento da democracia; </li></ul></ul><ul><ul><li>● decadência do Império Persa; </li></ul></ul><ul><ul><li>● formação da Confederação de Delos; </li></ul></ul><ul><ul><li>● rivalidade entre Atenas e Esparta. </li></ul></ul>
  7. 7. RELIGIÃO X FILOSOFIA ● A Grécia era politeísta, ou seja, acreditava em vários deuses, e tinha como principal Zeus; ● Com o surgimento dos grandes filósofos (Sócrates, Platão, Aristóteles), o mito dos deuses começou a deixar de existir; ● No começo, a religião, sobre a filosofia, acreditava que os pensamentos filosóficos eram a poluição das, por isto, em casos como o de Sócrates, para não fazer mais com que ele transmitisse suas ideias aos outros, principalmente aos jovens, fizeram beber um veneno chamado cicuta após prendê-lo. ● Surgiu-se então a ideia de Democracia ( demo=povo e kracia=governo ), terminando assim com a autoridade arbitrária dos deuses. ● A democracia grega era limitada a uma parcela da população: apenas homens livres adultos eram considerados cidadãos. Mulheres, crianças, escravos e estrangeiros não eram, ou seja, eles não podiam votar; ● Os participantes das assembleias pertenciam a grupos de elite, com grandes números de escravos.
  8. 8. O HELENISMO <ul><ul><li>● No ano de 338 a.C., na Guerra da Queronéia, a Grécia foi derrotada pela Macedônia. Houve a perda da autonomia político territorial da Grécia. </li></ul></ul><ul><ul><li>● O helenismo refere-se ao conhecimento filosófico produzido entre a morte do Alexandre e o início da filosofia medieval. </li></ul></ul><ul><ul><li>● Principal característica do helenismo: fusão entre a tradição grega e a cultura oriental. Disseminação do pensamento grego pela região da Síria, Egito, Babilônia, etc. </li></ul></ul><ul><ul><li>● Principais pensadores do helenismo: Plotino, Cícero, Zenão e Epicuro. </li></ul></ul><ul><ul><li>Principais perspectivas do período helenístico: </li></ul></ul><ul><ul><li>● NEOPITAGORISMO; </li></ul></ul><ul><ul><li>● NEOPLATONISMO ; </li></ul></ul><ul><ul><li>● ESTOICISMO ; </li></ul></ul><ul><ul><li>● EPICURISMO ; </li></ul></ul>
  9. 9. CONFLITOS INTERNOS A Guerra do Peloponeso foi um conflito militar entre as cidades-estado de Atenas e Esparta. Ocorreu entre os anos de 431 e 404 a.C. Esta guerra foi relatada detalhadamente por dois historiadores da Grécia Antiga, Xenofonte e Tucídides. Enquanto Esparta era voltada para o militarismo, Atenas era o centro político e cultural do período. Esta guerra também envolveu outras cidades-estado que se alinharam com Atenas ou Esparta. Causas da guerra: ● Os espartanos viam com desconfiança e ameaça o desenvolvimento econômico e aumento da influência política de Atenas na região da península do Peloponeso; ● Relações tensas entre as duas cidades-estado e disputa pela hegemonia política e econômica na região; A Guerra do Peloponeso terminou em abril de 404 a.C, após a rendição de Atenas e a conquista espartana em Helesponto. Os espartanos deram suporte a um golpe oligárquico, derrubando o sistema democrático e implantando um sistema de governo autoritário conhecido como Tirania dos Trinta. O fim da guerra derrubou o poder de Atenas na península e resultou na hegemonia política e economia de Esparta na região, com seu sistema voltado para o fortalecimento militar.
  10. 10. A GRÉCIA ATUAL ÁREA: 131.957 km² CAPITAL: Atenas POPULAÇÃO: 11,26 milhões (em 2009) MOEDA: Euro NOME OFICIAL: República Helênica ( Hellenike Demokratía ). NACIONALIDADE: grega DATA NACIONAL: 25 de março (Independência). CLIMA: mediterrâneo CIDADES PRINCIPAIS: Atenas, Salônica, Pireu, Patras, Héraclion. COMPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO: gregos 98%, outros 2% (censo de 1996). IDIOMA: grego (oficial ) RELIGIÃO: cristianismo (92,9%) , outras (4,7%), sem religião e ateísmo (2,4%). DENSIDADE DEMOGRÁFICA: 85,9 hab./km2 CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO: 0,3% ao ano (1995 a 2000). TAXA DE ANALFABETISMO: 2,9% (censo de 2007). IDH: 0,855 (2010) - muito elevado RENDA PER CAPITA: US$ 36.983 (em 2008). ECONOMIA DA GRÉCIA : Produtos Agrícolas: frutas, legumes e verduras, cereais, beterraba, tabaco. Pecuária: caprinos, suínos, ovinos, aves. Mineração: bauxita, minério de ferro, linhito, pedra-pome. Indústria:alimentícia, metalúrgica, têxtil, vestuário, química. * outro ponto forte da economia grega é o turismo. PIB: US$ 412,52 bilhões (2008) RELAÇÕES INTERNACIONAIS: Banco Mundial, FMI, OCDE, OMC, ONU, OTAN, União Européia. *Obs: Economia: A Grécia, atualmente, passava por crises econômicas, que agora, com novos tratados, buscam reverter a situação até 2015. Esporte: Na Grécia, já realizou-se três olimpíadas, em1896, 1906 e 2004.
  11. 11. INFORMAÇÕES Fontes de pesquisa: www.pt.wikipédia.org, www.brasilescola.com, www.4shared.com.br, br.answers.yahoo.com, e www.historiadigital.org Curiosidades: Presente de Grego A expressão “Presente de grego” significa um presente indesejado para o presenteado. De acordo com a lenda associada à conquista de Tróia pela Grécia, na chamada Guerra de Tróia, um grande cavalo de madeira foi deixado junto às muralhas da cidade. O seu interior era oco e nele se esconderam alguns soldados gregos. Os troianos acreditaram que o cavalo seria um presente em sinal de rendição do exército inimigo e abriram os portões da cidade, levando-o para dentro das muralhas. Durante a noite, os guerreiros gregos deixaram o artefacto e abriram os portões da cidade. O exército grego pôde assim entrar sem esforço em Tróia, conquistar a cidade, destruí-la e incendiá-la. O cavalo de Tróia teria sido uma invenção de Ulisses (o guerreiro mais sagaz da Ilíada e personagem da Odisseia) e construído por Epeu e foi o primeiro presente de grego.

×