1 1 arte e literatura

1.660 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

1 1 arte e literatura

  1. 1. Língua Portuguesa e LiteraturaLiteratura Gramática Redação Profa. Kathia
  2. 2. Literatura
  3. 3. ARTE, LITERATURASerra da Capivara-Piauí Grafiteiros OsGemeos LINGUAGEM, CULTURA
  4. 4. Arte • Expressão de sentimentos, valores, crenças e emoções • Combinação de formas, cores, gestos, ritmos, palavrasMunch, 1893 para falar de si e dos outros...
  5. 5. “A arte é uma mentira que revela a verdade” Pablo Picasso
  6. 6. História da arte = história do homem Formas artísticas:Música, pintura, escultura, dança, literatura,teatro, cinema, fotografia, blogs literários...
  7. 7. Razão de serEscrevo e pronto.Escrevo porque preciso,Preciso porque estou tonto.Ninguém tem nada com isso. Paulo Leminski
  8. 8. Função da literatura1. Construção de objetos autônomos como estrutura e significado
  9. 9. Função da literatura2. Forma de expressão; manifestação de emoções; visão de mundo dos indivíduos e da sociedade
  10. 10. Função da literatura3. Forma de conhecimento
  11. 11. Função da literatura Efeito humanizadorLiteratura (palavra)
  12. 12. Finalidades da palavra Entreter Emocionar Expressar sentimentos Criar mundos imaginários Denunciar problemas
  13. 13. Literatura de ficção, fugir da realidade (entreter...)Literatura alienada, função estética, “arte pela arte”Literatura engajada, defesa de ideias políticas, filosóficas, religiosas
  14. 14. Literatura Recria aspectos do mundo real (que podemos apreender por meio dasexperiências) em mundos imaginários.
  15. 15. Oral (literatura repentista, antigas fábulas) Escrita (Divina comédia, Ilíada...)
  16. 16. As mil e uma noites.
  17. 17. Literatura em diferentes tempos• Diálogo• Dom Quixote - Cervantes, 1547-1616) Picasso Dali Portinari
  18. 18. NO MEIO DO CAMINHONo meio do caminho tinha uma pedratinha uma pedra no meio do caminhotinha uma pedrano meio do caminho tinha uma pedra.Nunca me esquecerei desse acontecimentona vida de minhas retinas tão fatigadas.Nunca me esquecerei que no meio do caminhotinha uma pedratinha uma pedra no meio do caminhono meio do caminho tinha uma pedra.
  19. 19. Denotação Significado literal da palavras. f. Corpo duro, sólido, da natureza da rocha,e que, em geral, serve para construção.
  20. 20. ConotaçãoSignificado figurado da palavra einterpretada segundo o contexto (subjetivo)
  21. 21. Conotação nos provérbiosÁgua mole em pedra dura tanto bate até que fura
  22. 22. A expressão literária Leitura horizontal (significado literal)Leitura vertical (significado interpretado)
  23. 23. Ismália (Alphonsus de Guimaraens)Quando Ismália enlouqueceu,Pôs-se na torre a sonhar...Viu uma lua no céu,Viu outra lua no mar.No sonho em que se perdeu,Banhou-se toda em luar...Queria subir ao céu,Queria descer ao mar...
  24. 24. E, no desvario seu,Na torre pôs-se a cantar...Estava perto do céu,Estava longe do mar...E como um anjo pendeuAs asas para voar...Queria a lua do céu,Queria a lua do mar...As asas que Deus lhe deuRuflaram de par em par...Sua alma subiu ao céu,Seu corpo desceu ao mar...
  25. 25. Intertextualidade, diálogo, paródiaO Adeus de Teresa (Castro Alves, 1847-71)A vez primeira que eu fitei Teresa,Como as plantas que arrasta a correnteza,A valsa nos levou nos giros seus...E amamos juntos... E depois na sala"Adeus" eu disse-lhe a tremer coa fala...
  26. 26. Teresa (Manuel Bandeira, 1886-1968 )A primeira vez que vi TeresaAchei que ela tinha pernas estúpidasAchei também que a cara parecia uma perna.Quando vi Teresa de novoAchei que os olhos eram muito mais velhosque o resto do corpo(Os olhos nasceram e ficaram dez anosesperando que o resto do corpo nascesse).
  27. 27. Da terceira vez não vi mais nadaOs céus se misturaram com a terraE o espírito de Deus voltou a se mover sobrea face das águas.
  28. 28. Enem, 2011O anúncio publicitário está intimamente ligadoao ideário de consumo quando sua função évender um produto.No texto apresentado, utilizam-se elementoslinguísticos e extralinguísticos para divulgar aatração “Terror”, de um parque de diversões.O entendimento da propaganda requer doleitor
  29. 29. A) a identificação com o público alvo a que se destina o anúncio.B) a avaliação da imagem como uma sátira às trações de terror.C) a atenção para a imagem da parte do corpo humano selecionada aleatoriamente.D) o reconhecimento do intertexto entre a publicidade e um dito popular.E) a percepção do sentido literal da expressão “noites do terror”, equivalente à expressão “noites de terror”.
  30. 30. Produção de texto 1: Paródia• Fazer (criar, inventar) uma paródia a partir da letra de alguma música conhecida e atual.• Entregar na próxima aula.• Postar Face (Kathia Canizares)

×