GÊNERO TEXTUAL
CARTA
Professora: Rachel Colacique
Aluno: Luciano Barbosa Pereira
Disciplina: Língua Portuguesa
Público alvo: 7º Ano / Ensino Fundamental
Tempo previsto: 4 a 6 aulas
•

Assunto/Tema da aula: Gêneros Textuais – Carta

•

Estudo do gênero
Para nos comunicarmos, por escrito, com pessoas que...
Carta Formal
Carta

Mensagem manuscrita a uma pessoa para
comunicar-lhe algo. Espécie de conversa entre o
remetente e o de...
Apresenta uma estrutura padrão: local e
data (dia, mês e ano), interpelação inicial
(destinatário), texto e assinatura. Às...
•

Características do gênero textual carta
Objetivo do gênero textual – O objetivo da
carta pessoal é estabelecer a comuni...
•

Roteiro de trabalho em sala de aula

1. Pré-leitura

O momento de pré-leitura é importante para que os alunos se
anteci...
Proposta de atividade

Proposta 1
Vamos ver um fragmento do filme “Central do Brasil”, em que poderemos observar
os elemen...
Proposta de atividade

Proposta 2
Vamos ouvir a música “Meu caro amigo” do Chico Buarque, que serviu de modelo
de uma cart...
Rio de janeiro, 12 de abril de 1970.
Meu caro amigo,
Me perdoa, por favor, seu eu não lhe faço uma visita. Mas como agora ...
Proposta de atividade

Proposta 3
Vamos ver a animação da música do Chico Buarque “João e Maria”?

http://www.youtube.com/...
Proposta de atividade
Proposta 4
O professor deve providenciar cópias ou projetar a letra da música, para que todos
os alu...
•

João e Maria (Chico Buarque)

•

Agora eu era o herói
E o meu cavalo só falava inglês
A noiva do cowboy
Era você além d...
Proposta de atividade
Agora que já lemos a letra dessa bela canção, podemos fazer uma
atividade.
Escreva uma carta contand...
Avaliação
Para a atividade de avaliação, o professor pode optar pela
autoavaliação.
Depois de revisar o texto escrito por ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Produção textual carta

20.275 visualizações

Publicada em

0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
20.275
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
336
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Produção textual carta

  1. 1. GÊNERO TEXTUAL CARTA Professora: Rachel Colacique Aluno: Luciano Barbosa Pereira
  2. 2. Disciplina: Língua Portuguesa Público alvo: 7º Ano / Ensino Fundamental Tempo previsto: 4 a 6 aulas
  3. 3. • Assunto/Tema da aula: Gêneros Textuais – Carta • Estudo do gênero Para nos comunicarmos, por escrito, com pessoas que estão em espaços físicos diferentes, podemos nos servir do gênero textual carta. Independentemente da forma pela qual se viabilize, possui a seguinte estrutura: data, evocação, contato, mensagem, despedida, assinatura. Aquele que envia a mensagem é o remetente e aquele a quem a mensagem é enviada, o destinatário. A linguagem empregada costuma variar de acordo a situação: assunto, faixa etária, nível cultural, grau de formalidade entre remetente e destinatário. Envelope de Carta Informal Envelope de Carta Formal
  4. 4. Carta Formal Carta Mensagem manuscrita a uma pessoa para comunicar-lhe algo. Espécie de conversa entre o remetente e o destinatário. É enviada pelo correio, em envelope, em geral selado, preenchido com o nome e endereço do destinatário e o remetente. Pode conter informação particular, que varia em grau de formalismo, podendo chegar à informalidade, ocasião em que ocorrem marcas de oralidade (como eu ia dizendo..., ora, nem lhe conto..., você nem imagina...).
  5. 5. Apresenta uma estrutura padrão: local e data (dia, mês e ano), interpelação inicial (destinatário), texto e assinatura. Às vezes, por conter P.S. (post scriptum – escrito depois). A advertência inicial, ou vocativo, contém o nome do destinatário precedido de palavras de cortesia, como Querido(a), Caro(a), Prezado(a) Senhor(a) cuja opção dependerá do grau de informalidade entre as pessoas. Contato: “Desejo que esteja...”, “Como vão todos aí?”. A despedida pode ser carinhosa (Um forte abraço, Um beijo carinhoso) ou formal (Atenciosamente, Respeitosamente). Assinatura: “Cláudio”, “Seu padrinho”, “Jamesson Francisco”. Verbos geralmente no presente do indicativo. Carta Informal
  6. 6. • Características do gênero textual carta Objetivo do gênero textual – O objetivo da carta pessoal é estabelecer a comunicação entre amigos ou familiares, dando notícias e tratando de assuntos de interesse comum, podendo, ainda, expressar sentimentos afetivos (carta de amor). Modo de organização do discurso – Narrativo e expositivo argumentativo
  7. 7. • Roteiro de trabalho em sala de aula 1. Pré-leitura O momento de pré-leitura é importante para que os alunos se antecipem para a leitura, ativando seus conhecimentos prévios sobre o assunto. Logo, ele deve ser conduzido oralmente, com a participação de toda a turma. Podem ser propostas as seguintes questões para esse debate: a) Vocês já receberam cartas do seu pai, da sua mãe, de algum parente ou amigo?; b) De que tratava a carta?; c) Já escreveram carta para alguém?; d) De que tratava a carta?; e) Qual a opinião de vocês sobre as cartas de papel, estarem sendo substituídas por email, enviados pela internet? 2. Leitura do texto Após a atividade de pré-leitura, os alunos devem fazer a primeira leitura do texto.
  8. 8. Proposta de atividade Proposta 1 Vamos ver um fragmento do filme “Central do Brasil”, em que poderemos observar os elementos da elaboração da carta. http://www.youtube.com/watch?v=kfOOjqr-yjQ
  9. 9. Proposta de atividade Proposta 2 Vamos ouvir a música “Meu caro amigo” do Chico Buarque, que serviu de modelo de uma carta? http://www.youtube.com/watch?v=88QbytxUyLc
  10. 10. Rio de janeiro, 12 de abril de 1970. Meu caro amigo, Me perdoa, por favor, seu eu não lhe faço uma visita. Mas como agora apareceu um portador, mando notícias nessa fita. Aqui na terra, estão jogando futebol. Tem muito samba, muito choro e rock’ n’ roll. Uns dias chove, noutros dias bate sol. Mas o que eu quero é lhe dizer é que a coisa aqui está preta. Muita mutreta pra levar a situação, que a gente vai levando de teimoso e de pirraça. E a gente vai tomando, e também, sem a cachaça, ninguém segura esse rojão. Eu não pretendo provocar nem atiçar suas saudades. Mas acontece que não posso me furtar a lhe contar as novidades. É pirueta pra cavar o ganha-pão, que a gente vai cavando só de birra, só de sarro. E a gente vai fumando que, também, sem um cigarro, ninguém segura esse rojão. Eu quis até telefonar, mas a tarifa não tem graça. Eu ando aflito pra fazer você ficar a par de tudo que se passa. Muita careta pra engolir a transação, e a gente está engolindo cada sapo no caminho... E a gente vai se amando que, também, sem um carinho, ninguém segura esse rojão. Eu bem queria lhe escrever, mas o correio andou arisco. Se me permitem, vou tentar lhe remeter notícias frescas nesse disco. A Marieta manda um beijo para os seus. Um beijo na família, na Cecília e nas crianças. O Francis aproveita pra também mandar lembranças a todo o pessoal. Adeus, Chico Buarque
  11. 11. Proposta de atividade Proposta 3 Vamos ver a animação da música do Chico Buarque “João e Maria”? http://www.youtube.com/watch?v=CRIXprZqRd4
  12. 12. Proposta de atividade Proposta 4 O professor deve providenciar cópias ou projetar a letra da música, para que todos os alunos acompanhem. Vamos ler a letra da música do Chico Buarque “João e Maria”? http://www.youtube.com/watch?v=5tQdqepsLOs
  13. 13. • João e Maria (Chico Buarque) • Agora eu era o herói E o meu cavalo só falava inglês A noiva do cowboy Era você além das outras três Eu enfrentava os batalhões Os alemães e seus canhões Guardava o meu bodoque E ensaiava o rock para as matinês • Agora eu era o rei Era o bedel e era também juiz E pela minha lei A gente era obrigado a ser feliz E você era a princesa que eu fiz coroar E era tão linda de se admirar Que andava nua pelo meu país • Não, não fuja não Finja que agora eu era o seu brinquedo Eu era o seu pião O seu bicho preferido Vem, me dê a mão A gente agora já não tinha medo No tempo da maldade acho que a gente nem tinha nascido • Agora era fatal Que o faz-de-conta terminasse assim Pra lá deste quintal Era uma noite que não tem mais fim Pois você sumiu no mundo sem me avisar E agora eu era um louco a perguntar
  14. 14. Proposta de atividade Agora que já lemos a letra dessa bela canção, podemos fazer uma atividade. Escreva uma carta contando suas fantasias, assim como foi feito na canção. Porém, você terá que escolher uma opção: 1. Escrever a carta para o João, como se você fosse a Maria. 2. Escrever a carta para a Maria, como se você fosse o João.
  15. 15. Avaliação Para a atividade de avaliação, o professor pode optar pela autoavaliação. Depois de revisar o texto escrito por ele, o próprio aluno deverá responder às perguntas sugeridas a seguir. • Eu escrevi um texto formal ou informal? • Coloquei todos os elementos de uma carta? • Qual a finalidade da minha carta?

×