Controle de Qualidade em Cosmeticos

13.642 visualizações

Publicada em

Através da Resolução nº 79, de 28/8/2000 pode-se definir cosméticos, produtos de higiene e perfumes sendo,preparações constituídas por substâncias naturais ou sintéticas, de uso externo nas diversas partes do corpo humano, com o objetivo exclusivo ou principal de limpá-los, perfumá-los, alterar sua aparência e ou corrigir odores corporais e ou protegê-los ou mantê-los em bom estado.  

Publicada em: Estilo de vida
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.642
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
394
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Controle de Qualidade em Cosmeticos

  1. 1. Controle de Qualidade em Cosméticos Safia Naser Syntia Policena Rosa.
  2. 2. Conceito• cosmtico.jpg Através da Resolução nº 79, de 28/8/2000 pode-se definir cosméticos, produtos de higiene e perfumes sendo,preparações constituídas por substâncias naturais ou sintéticas, de uso externo nas diversas partes do corpo humano, com o objetivo exclusivo ou principal de limpá-los, perfumá-los, alterar sua aparência e ou corrigir odores corporais e ou protegê-los ou mantê-los em bom estado.
  3. 3. Controle de Qualidade em Definição Cosméticos• Cosméticos, Produtos de Higiene e Perfumes, são preparaçõestécnicas usadas para verificar o São operações constituídas por substânciascumprimento dos requerimentosexterno nas naturais ou sintéticas, de uso de qualidade. diversas partes do corpo humano, pele, sistema capilar, unhas, lábios, órgãos genitais externos, dentes e membranas mucosas da cavidade oral, É baseado em controles físico-químicos emicrobiológicos. exclusivo ou principal de limpá- com o objetivo los, perfumá-los, alterar sua aparência e ou corrigir odores corporais e ou protegê-los ou mantê-los em bom estado. em matérias Esses controles são feitosprimas,embalagens,de 28/8/2000 .processo (semi Resolução nº 79, produtos emacabado) e produto acabado.
  4. 4. Controles Físicos • Cor São operações técnicas usadas para O formulador deve adequar o produtoverificar o cumprimentocor requerimentos desenvolvido à dos padrão, dentro dasde qualidade. expectativas do consumidor. A avaliação de cor É baseadovisualmente ou com a ajuda de é feita em controles físico-químicos emicrobiológicos.Esses sempre será feitos aparelhos, mas controles são utilizado um padrão,que servirá de comparação, ou umem matérias-primas,embalagens, produtos número conforme escala de cores.em processo (semi-acabado) e produtoacabado.
  5. 5. Controles Físicos • Odor: – Determina-se pelo olfato, tendo um padrão como• Controles físicos: referência.Cor: controle muito importante, pois o formuladordeve adequar o produto desenvolvido à cor • Viscosidade:padrão,dentro das expectativas do consumidor. A – Mede a resistência de escoamento que ela oferece.Avaliação de cor é feita visualmente ou com a – Se escolhe a embalagemajuda Relaciona-se com asempre será utilizado um – de aparelhos, mas atividade e benefícios dospadrão,que servirá xampus. produtos , ex.: de comparação, ou um númeroconforme escala de cores.
  6. 6. Controles Físicos • Densidade:• Controles físicos:• - Odor: Determina-se pelo olfato, tendo um padrão como –Éreferência. calculada através da relação entre o peso (g) e o Viscosidade:Mede a resistência de escoamento que elaou mistura. volume (ml ou cm3) de uma substânciaoferece. Há aparelhos específicos que determinam a – A densidade das substâncias adicionadas interfere naviscosidade como: Viscosímetro de Brookfield, Copo deFord. A densidade é um fator muito importante num produto viscosidade final. – É pois se escolhe a a verificar se houve incorporaçãocosmético ,importante para embalagem, relaciona-se com aatividade doarbenefícios dos se a densidade estiver diminuída a de e no produto, produtos , como por exemplosxampus. quantidade de produto será menor e o produto ficará mais leve.
  7. 7. Controles Químicos• Controles físicos:• pH• - Densidade: é calculada através da relação entre o peso (g) e o• – Mede ou cm3) de uma substância ou alcalina volume (mla quantidade ácida (H+) ou mistura. (OH-)• Ex: existente em tem densidade igual a 1,0 g/ml,umasignifica que 1 a água a 25º C um meio. Para isto existe isto escala de 1g de 14, sendo 7 volume de 1ml, portanto em substancias a água ocupa o o valor estipulado para misturas, a densidade das substâncias adicionadas interfere na densidade neutras. final.• A análise da densidade é muito importante para a verificar se houve incorporação de ar no produto, com isso a densidade vai estar – Sólido ou Semi-sólido: solução/ dispersão/suspensão diminuída e quantidade de produto será menor e o produto ficará mais leve. da amostra em uma concentração aquosa• Existem aparelhos que e determinar o pH densímetros e preestabelecida medem a densidade: da mistura;• picnomêtros. – Loção ou Solução: determinar o pH diretamente sobre o líquido;
  8. 8. Controles Químicos• Teor – Determina o teor qualitativo e quantitativo de ativos cosmetológicos• Avaliação do FPS – Comprova o valor do fator de proteção solar (“in vitro”)• Comprovação da ação dos conservantes
  9. 9. Controle MicrobiológicoControles químicos:• •- pH: mede a quantidade ácida (H+) ou alcalina (OH-) Visa determinar a quantidade deexistente em um meio. Para isto existe no produto para microorganismo presente uma escalade 1comparação valor estipulado para substancias a 14, sendo 7 o com os limites estabelecidosneutras. pela Vigilância Sanitária.• - Teor: Determina o teor qualitativo e quantitativo deativos cosmetológicos• - Avaliação do FPS: comprova o valor do fator deproteção solar (“in vitro”)• - Comprovação da ação dos conservantes
  10. 10. Amostras de Retenção• Também chamadas de Amostras de Referência Futura, são as amostras do produto acabado que são retidas em material de embalagem original ou equivalente ao material de embalagem de comercialização, armazenadas nas condições especificadas, em quantidade suficiente para permitir que sejam executadas, no mínimo, duas análises completas.
  11. 11. Controle da Avaliação da qualidade segurança/risco Avaliação da Produção eficácia GMP Produto cosmético Definição das Parâmetros matérias primas iníciomicrobiológicos Final Parâmetros Estabilidade da físico-químicos fórmula Cosmetovigilância
  12. 12. Aspectos analíticos PARÂMETROS OBSERVADOS NA AVALIAÇÃO DOS INGREDIENTES– Nome comercial– Codificação INCI , quando houver.– Número CAS ou EINECS/ELINCS– Fórmula estrutural– Especificações físico-químicas, microbiológicas e de estabilidade, destacando-se os aspectos que podem influenciar na segurança do produto– Método de fabricação– Método de identificação– Grau de pureza– Impurezas/ identificação e quantificação– Compatibilidades e incompatibilidades– Possíveis mecanismos de decomposição– Restrição de uso– Condições particulares de estocagem e manuseio.
  13. 13. Aspectos toxicológicos• Toxicidade aguda oral e dérmica;• Absorção percutânea;• Irritação dérmica;• Irritação ocular;•Toxicidade sub crônica;• Mutagenicidade;• Fototoxicidade;•Teratogenicidade e toxicidade nareprodução humana;• Carcinogenicidade;• Toxicocinética;• Metabolismo;• Banco de dados•QSAR.
  14. 14. ANÁLISE DO RISCO DO PRODUTO • Tipo de produto; • Tipo de exposição, contato; • Concentração no produto acabado; • Quantidade de aplicação; Estabilidade/ Especificações FQIngredientes + Testes + • Tempo de exposição, contato; • Absorção percutânea; + e microbiológicas/ conhecimento • Interferência com outros produtos; • Frequência de uso; • Área de exposição, contato; • Local de aplicação; • Estágio de desenvolvimento e conhecimento; • Mercado alvo para o produto; • Base de dados
  15. 15. Possíveis riscos IRRITAÇÃOMatéria-prima ALERGIA Produto Acabado SISTÊMICO P..Masson
  16. 16. MONITORAÇÃO DA QUALIDADE PÓS COMERCIALIZAÇÃO OBJETIVO DA COSMETOVIGILÂNCIA• GARANTIR QUALIDADE,• SEGURANÇA E EFICÁCIA• DOS PRODUTOS DE• HIGIENE PESSOAL,• COSMÉTICOS E PERFUMES• JUNTO AO CONSUMIDOR.
  17. 17. CRITÉRIOS DE SEGURANÇA NECESSÁRIOS AOS PRODUTOS COSMÉTICOS Cumprir as Boas Práticas de Fabricação e Controle. Informar o consumidor, de maneira clara para evitar mau uso do produto; Deixar margem de segurança entre o nível de risco e o nível de uso do produto; Formular com ingredientes referenciados e de segurança comprovada;

×