Culinaria do río grande do sul2

707 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
707
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Culinaria do río grande do sul2

  1. 1. Gloria Krstulovic<br />Lorena Pérez<br />Culináriado Río Grande do Sul<br />
  2. 2. Historia<br />Tem como tradição a carne de charque, o churrasco e as influências sofridas pela Imigração Italiana e alemã ocorrida durante o século XIX. <br />Da mistura entre a comida indígena, portuguesa e espanhola e do homem do campo surge a chamada cozinha da Campanha e, com características mais urbana, a cozinha da região missioneira.<br />
  3. 3. Charque<br />A carne é salgada e exposta em galpões ventilados. O charque de hoje é a carne bovina, principalmente de vitela ou carne jovem, que é salgada e cortada em pedaços chamados de mantas. <br />Sua principal utilização é na elaboração do prato típicos regionais como arroz carreteiro, roupa velha (charque desfiado) e charque farroupilha no sul.<br />
  4. 4. Charque<br />
  5. 5. Arroz Carreteiro<br />Surgiu quando os carreteiros (transportadores de cargas) que atravessavam o sul do Brasil em carretas puxadas coziam em panela de ferro uma mistura de guizado de charque com arroz. <br />Por sua simplicidade podia ser preparado pelo viajante solitário.<br />
  6. 6. Arroz Carreteiro<br />
  7. 7. Churrasco<br />Na América do Sul a primeira grande área de criação de gado foi o pampa, extensa região de pastagem natural que compreende parte do território do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil, além da Argentina e Uruguai. <br />Foi ali que os vaqueiros, conhecidos como gaúchos, tornaram o prato famoso e típico.<br />
  8. 8. Churrasco<br />A carne assada era a refeição mais fácil de se preparar quando se passava dias fora de casa, bastando uma estaca de madeira, uma faca afiada, um bom fogo e sal grosso, ingrediente abundante que é utilizado como complemento alimentar do gado.<br />
  9. 9. Churrasco<br />
  10. 10. ColonizacaoAlemã<br />Imigrantes alemães fixaram-se na região sul a partir de 1824, instalaram-se em pequenas propriedades rurais, diversificando a economia. <br />Os colonos passaram a produzir alimentos até então não cultivados no Brasil, como por exemplo a batata, o que lhes conferiu o apelido de alemães batateiros. <br />Os colonos também foram os responsáveis pelo início da produção do Queijo Colonial, famoso na região da serra gaúcha.<br />
  11. 11. ColonizaçãoAlema<br />
  12. 12. Bebidas Gaúchas<br />O Mate<br />A Canha<br />A Cerveja<br />O Vinho<br />O Café<br />Água<br />
  13. 13. O Mate<br />Há vários tipos de mate, todos preparados a base de erva ilexparaguariensis<br />Recipiente=cuia de porongo e uma bomba de metal, tradicionalmente de prata e ouro.<br />Bomba de metal: prata e ouro<br />O mate maiscomum é o chimarrao, amargo e quente, servido aochiar da chaleira.<br />Mate doce: exclusivamente femenino, a cuia e quiasesempre de porcelana. Pode-se usar acucar, acucarqueimado o mel<br />
  14. 14. O Mate<br />
  15. 15. A Canha<br />A destilação do suco fermentado da cana-de-açúcar é conhecido em várias partes do mundo, mas no RS alcançou destaque especial na região do Litoral Norte, sendo mais famosa a cachaça "azulzinha" de Santo Antônio da Patrulha e a "marisqueira" de Torres. <br />Permitindo várias misturas, a canha é muitas vezes usada até como remédio. Sempre se disse entre os gaúchos que canha tem que ser feita por "pelo-duro", cerveja por "alemão-batata" e vinho por "gringo".<br />No Rio Grande do Sul é comum se fazer cachaça de abacaxi, de mandioca, de casca de uva (chmadagraspa) e até de batata inglesa.<br />
  16. 16. Cachaça Azulzinha<br />
  17. 17. A Cerveja<br />Os colonos alemães fazem artesanalmente a sua cerveja e ainda hoje, apesar de as festas de chope estarem matando os Kerbe tradicionais, tanto a cerveja branca "Spritzbier" como "Spatzbier" - cerveja preta -, continuam sendo produzidas em escala familiar. <br />
  18. 18. A Cerveja<br />
  19. 19. O Vinho<br />O Rio Grande do Sul já produzia bom vinho, ao estilo português, antes da chegada dos italianos, em 1875. <br />Os italianos e seus elevaram a produção do vinho gaúcho a níveis internacionais<br />O vinho artesanal, "de cantina", como se diz, é produzido muito facilmente, só precisando de observação permanente. <br />
  20. 20. O Vinho<br />Apesar de toda a sofisticada industrialização, do uso de fermentos especiais, ainda se faz vinho assim no Rio Grande do Sul, sem qualquer química extra<br />Localizada na Serra Gaúcha, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil, entre os municípios de Flores da Cunha e Nova Pádua, o roteiro enoturístico Vinhos dos Altos Montes é formado por dez vinícolas associadas na Apromontes (Associação de Produtores dos Vinhos dos Altos Montes).<br />
  21. 21. O Vinho<br />
  22. 22. O Café<br />Café puro, o café com leite, o café preto engrossado, o café com leite engrossado, <br />O gaúcho dos galpões gosta do "café de chaleira": bota-se a água a ferver em um recipiente. Sobre a água, põe-se pó de café, puro, mexendo bem. <br />
  23. 23. O Café<br />
  24. 24. Água<br />Existe muita água mineral no Rio Grande do Sul, com efeitos medicinais. <br />Água não se nega nunca e se mais de uma pessoa vai beber de um copo grande onde alguém já bebeu, antes de passar o copo põe um pouco de água fora, para que o próximo a beber não conheça os seus segredos.<br />
  25. 25. Água Mineral<br />
  26. 26. FIM<br />

×