O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
EtniaEtnia
AlémAlém
da Corda Cor
Etnia não é somente cor.
Esse ensaio retrata a Feira de São Joaquim por uma ótica que rompe com
a visão pigmentocrática. E...
Desconstruir para construir, como citado, remeteu à fragmen-
tação e ruptura.
O grid estabelecido permite uma ordenação da...
Lorena Fernandes
Rebecca Cerqueira
Symone Seidl
Trabalho realizado para as disciplinas
Design Editorial e Fotografia,
orie...
Livro Feira de São Joaquim
Livro Feira de São Joaquim
Livro Feira de São Joaquim
Livro Feira de São Joaquim
Livro Feira de São Joaquim
Livro Feira de São Joaquim
Livro Feira de São Joaquim
Livro Feira de São Joaquim
Livro Feira de São Joaquim
Livro Feira de São Joaquim
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Livro Feira de São Joaquim

112 visualizações

Publicada em

Projeto realizado por Lorena Fernandes, Rebecca Cerqueira e Symone Seidl

Publicada em: Design
  • Login to see the comments

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Livro Feira de São Joaquim

  1. 1. EtniaEtnia AlémAlém da Corda Cor
  2. 2. Etnia não é somente cor. Esse ensaio retrata a Feira de São Joaquim por uma ótica que rompe com a visão pigmentocrática. Etnia é cor, é traço, cultura, credo, crenças e sím- bolos. É tudo o que foi construído, acatado, constatado e que, no fim das contas, caracteriza algo ou alguém, plural ou singular. Ou ambos. Etnia é o quê, como, onde e por quê. Bom, indo mais aos fatos, etnia é ruptura. Quebra-se padrões e, assim, constrói-se outros, como cul- tura e contra-cultura. Entendemos, portanto, esse tema – que agora percebe-se o quão vasto é – é desconstruir para construir. Ou con- struir para desconstruir também. A questão é que nesse vai e vem de formações e identificações, algumas coisas ficam, umas retornam e outras nem pensam em voltar. Etnia é tudo o que se é o que o faz ser: É coisa viva, dinâmica, ruptiva e minuciosa. Lorena Fernandes | Rebecca Cerqueira | Symone Seidl
  3. 3. Desconstruir para construir, como citado, remeteu à fragmen- tação e ruptura. O grid estabelecido permite uma ordenação das fotos de forma que elas provoquem tensão, sugiram movimento em fotos sequencia- das e sejam quebradas, de tal maneira que reforce o conceito de Construção e Desconstrução, o posicionamento das imagens em maior destaque na página também traz esse conceito, uma vez que alternam o lado da página para permitir uma sensação de dese- quilíbrio e contraste. As fotos principais, por vezes, contam com o apoio de fotografias secundárias, hora montadas como sequência, transmitindo dinamicidade e movimento, hora como recortes da fotografia principal, para destacar detalhes e propiciar uma releitu- ra da narrativa – Mais uma vez, a presença da ideia de desconstruir para construir. A paleta cromática foi retirada das próprias fotos, encontrando cores predominantes que se repetiam na maior parte das fotos dessa publicação. O formato horizontalizado veio como solução para o padrão das fotografias, sendo elas horizontais, proporcionando uma melhor relação entre o conteúdo imagético e seu suporte.
  4. 4. Lorena Fernandes Rebecca Cerqueira Symone Seidl Trabalho realizado para as disciplinas Design Editorial e Fotografia, orientado por Renata Kalid e Marina Sartório, responsaveis pelas respectivas matérias.

×