Circulação nos vegetais
Adriana Bragatin RA: 09001
Aristeu Jr. RA: 09005
Beatriz Gabrieli RA: 09xxx
Elisa T. Matsubara RA:...
Índice
Foto do dia 26/10/2010
As 4 folhas não
ensacadas no 1º
dia
Foto do dia 26/10/2010
Folha da planta
ensacada com
papel alumínio e
vedada, no 1º
dia
Foto do dia
26/10/2010
Folha ensacada com
papel celofane e
vedada com fita crepe
Foto do dia
26/10/2010
Foto da folha com gordura vegetal
em ambos os lados da folha e
ensacada com papel celofane e
vedado...
Foto do dia
26/10/2010
Folha com
gordura vegetal
apenas na
superfície
superior da
planta e ensacada
com papel
celofane.
Foto do dia
28/10/2010
Foto do dia
28/10/2010
Foto do dia
28/10/2010
Foto do dia
28/10/2010
Foto do dia
30/10/2010
Foto do dia 30/10/2010
Na foto pode se observar nesta folha
gotículas de água.
(que estão indicadas) folha 2
Foto do dia
30/10/2010
Foto do dia
30/10/2010
Foto do dia
28/10/2010
Foto 2:
Nesta foto pode se observar q a planta
“usou” da água presente no recipiente.
Aproximadamen...
Discussões
• A partir das gotículas de água formadas na folha 2 é possível observar um dos três
fenômenos envolvidos no de...
• À condução da seiva bruta pela planta se deve a outros dois fatores além da
transpiração:capilaridade(fenômeno físico qu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trab ti01

204 visualizações

Publicada em

tRabalho de bio corrigido com 18 slides

Publicada em: Educação, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Trab ti01

  1. 1. Circulação nos vegetais Adriana Bragatin RA: 09001 Aristeu Jr. RA: 09005 Beatriz Gabrieli RA: 09xxx Elisa T. Matsubara RA: 09017 Giulia F. Gonçalves RA: 09022 Juliana M. de Oliveira RA: 09024 Rodrigo H. Hideto RA: 09038 Victória P. Fonseca RA: 09040 Colégio Técnico de Campinas- CTC Profª: Ionara Biologia 2º Alimentos
  2. 2. Índice
  3. 3. Foto do dia 26/10/2010 As 4 folhas não ensacadas no 1º dia
  4. 4. Foto do dia 26/10/2010 Folha da planta ensacada com papel alumínio e vedada, no 1º dia
  5. 5. Foto do dia 26/10/2010 Folha ensacada com papel celofane e vedada com fita crepe
  6. 6. Foto do dia 26/10/2010 Foto da folha com gordura vegetal em ambos os lados da folha e ensacada com papel celofane e vedado com fita crepe
  7. 7. Foto do dia 26/10/2010 Folha com gordura vegetal apenas na superfície superior da planta e ensacada com papel celofane.
  8. 8. Foto do dia 28/10/2010
  9. 9. Foto do dia 28/10/2010
  10. 10. Foto do dia 28/10/2010
  11. 11. Foto do dia 28/10/2010
  12. 12. Foto do dia 30/10/2010
  13. 13. Foto do dia 30/10/2010 Na foto pode se observar nesta folha gotículas de água. (que estão indicadas) folha 2
  14. 14. Foto do dia 30/10/2010
  15. 15. Foto do dia 30/10/2010
  16. 16. Foto do dia 28/10/2010 Foto 2: Nesta foto pode se observar q a planta “usou” da água presente no recipiente. Aproximadamente 50 mL. Foto do dia 26/10/2010 Foto 1: No 1º dia o recipiente foi preenchido até a medida de 2000mL. Foto do dia 30/10/2010 Foto 3: A planta não absorveu tanta água como do 1º para o 3º dia. Aparentemente ela não absorveu tanta água. Foto 1 Foto 2 Foto 3
  17. 17. Discussões • A partir das gotículas de água formadas na folha 2 é possível observar um dos três fenômenos envolvidos no deslocamento da seiva bruta: a transpiração que é a perda de água na forma de vapor pela superfície corporal de plantas e animais.As plantas apresentam uma taxa de transpiração mesmo com seus estômatos completamente fechados(transpiração cuticular).quando estes se abrem para que a planta possa absorver gás carbônico utilizado na fotossíntese a perda de água dos estômatos soma-se a transpiração(transpiração estomatar). • A abertura dos estômatos das plantas depende de diversos fatores,os principais são: luminosidade(a maioria das plantas abre seus estômatos assim que amanhece e os fecha ao anoitecer, isso permite que a folha receba CO2 para a fotossíntese.), concentração de gás carbônico(os estômatos se abrem em baixas concentrações e fecham em altas,pode ser interpretado como uma adaptação relacionada a fotossíntese) e quantidade de água disponível para as raízes(faltando água para a planta os estômatos se fecham independente dos fatores anteriores).
  18. 18. • À condução da seiva bruta pela planta se deve a outros dois fatores além da transpiração:capilaridade(fenômeno físico que resulta das propriedades de adesão e coesão das moléculas de água,quando estão em um tubo de pequeno calibre, as moléculas conseguem aderir nas paredes internas do tubo provocando a elevação da coluna líquida formando pontes de hidrogênio, como a água também forma, as moléculas de água que estão em contato com as paredes arrastam as que estão mais ao centro) e pressão positiva(fenômeno no qual as raízes das plantas empurram a seiva bruta para cima).

×