Sistema Tegumentar

833 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
833
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema Tegumentar

  1. 1. Sistema tegumentar
  2. 2. Composição Química da Pele • O elemento mais importante da composição química da pele é a água, com um valor de cerca de 70%, que se distribui diferentemente nas diversas camadas da pele, sendo a hipoderme a mais hidratada. • As substâncias de natureza proteica representam 27,5% dos constituintes químicos da pele, como aminoácidos (cistina, desmosina, hidroxiprolina, isodesmosina, prolina, tirosina, valina), proteínas (elastina, colágeno, melanina, queratina). • Os lípidos simples (ácidos gordos, colesterol, esqualeno), os lípidos complexos (ceramidas, fosfolípidos, esfingolípidos) e os lípidos de reserva (triglicéridos) são constituintes muito importantes. • Os glicídios (a glicose, ác hialurônico e glicogênio) são, essencialmente, elementos fornecedores de energia. • Dos sais minerais, sempre presentes, destacamos como principais os que incluem o sódio, o potássio, o cálcio, o magnésio, o zinco, o ferro, o fósforo, o enxofre e o iodo.
  3. 3. Histologia da pele • 1. Características gerais • A pele ou tegumento externo, constitui o invólucro do revestimento do organismo, protegendo-o do meio exterior. Continua no nível dos orifícios naturais pelas mucosas. • A espessura da pele varia de 0,05 mm na nuca a 5mm na planta dos pés. Sua superfície é de aproximadamente 1.75m2 no adulto. • Podemos considerar a pele uma espécie de órgão "espelho" que reflete e amplifica as reações do organismo pouco acessíveis à investigação. • 2.Estrutura • · na superfície: a epiderme - tecido epitelial estratificado. • · na camada média: a derme - tecido conjuntivo; • · na camada profunda: a hipoderme - tecido conjuntivo adiposo.
  4. 4. • É um epitélio pavimentoso e estratificado. Compreende 4 tipos de células: • Queratinócitos • São as mais numerosas células epidérmicas, caracterizadas por sua forma, e disposição particulares. • Repartem-se em seis camadas, desde a profundidade até a periferia Epiderme
  5. 5. • · Melanócitos • São inseridas na camada basal germinativa e repousam sobre a lâmina basal; Há presença, na célula, de vesículas: os melanossomos, organelas responsáveis pela síntese da melanina, consequentemente, pelo processo de pigmentação. • · Células de Langerhans • Pertencem à família dos macrófagos e são em número de 400 a 900/mm2. • São células móveis que se deslocam entre a derme e a epiderme.
  6. 6. • Função da Celula de Langerhans • A célula de Langerhans tem numerosas interações com os queratinócitos que a envolvem tendo: • - função na regulagem das mitoses; • - função na maturação das células epidérmicas e na queratinização; • - função de proteção, pois é capaz de fagocitar partículas estranhas como o vírus; • - função nos fenômenos imunitários epidérmicos, principalmente estimulando a produção de certos linfócitos.
  7. 7. • Células de Merckel • Estão situadas no nível da camada basal germinativa. As células de Merckel estão presentes na pele imberbe, no nível do nariz, dos lábios e das regiões genitais. Os desmossomos rudimentares as unem aos queratinócitos vizinhos; o citoplasma é granuloso; o núcleo contém inclusões específicas. • Cria-se,ainda, o disco de Merckel, corpúsculo que participa da inervação da pele.
  8. 8. • Elemento de sustentação e nutrição da epiderme e seus anexos. Contém entre 20% e 40% da água total do corpo, sua espessura aumenta no decorrer da infância e da adolescência, para estacionar e diminuir depois dos 50 anos. A derme é um tecido conjuntivo que se divide em duas partes: • · Derme superficial ou papilar • É formada por tecido conjuntivo frouxo. As fibras elásticas e as fibras de reticulina são aí numerosas. • Cada papila contém: • - uma arteríola; • - uma vênula; • - capilares linfáticos; • - terminações nervosas; • - fibras elásticas dirigidas verticalmente. Derme
  9. 9. • Derme profunda ou reticular • É formada por tecido conjuntivo denso. As fibras de colágeno e de elastina se entrelaçam paralelamente à superfície cutânea. • É neste nível que se encontram as glândulas sebáceas, as glândulas sudoríparas e os folículos pilosos. • Esta camada é igualmente bem vascularizada e bem inervada.
  10. 10. • É um tecido subcutâneo que une a derme aos órgãos profundos. É formado por tecido conjuntivo adiposo de espessura muito variável conforme sua localização. As células adiposas ou adipócitos são agrupados em lóbulos separados por tabiques conjuntivos ou septo. • A hipoderme é formada por duas camadas: • · uma superficial, caracterizada por fibras de reticulina perpendiculares ao plano cutâneo; • · uma profunda, caracterizada por fibras de reticulina paralelas ao plano cutâneo. Hipoderme
  11. 11. • A hipoderme tem duas grandes funções: • · Reserva de gorduras • Mobilização de gorduras ou lipólise • Outras funções da hipoderme • - Função energética: em caso de necessidade, a lipólise libera rapidamente os ácidos graxos. • - Função na termogênese: a função da gordura é essencial na homeotermia. • - Função de proteção mecânica de amortecimento, sobretudo, no nível dos órgãos internos.
  12. 12. 1. Função de secreção: • Através de suas glândulas: • · sebáceas, que secretam o sebo; • · sudoríparas, que secretam o suor. Algumas funções da pele
  13. 13. • 2. Função de absorção: • A absorção cutânea se faz em parte no nível da camada córnea e dos folículos pilossebáceos. Alguns fatores que influenciam na absorção: • · a integridade da epiderme: a alteração da camada córnea aumenta a absorção; • · a espessura da epiderme diminui; • · a hidratação do stratum corneum; • · a vasodilatação aumenta; • · a absorção é facilitada pela utilização de meios mecânicos (fricções, pulverizações, vaporizações e elétricos (ionoforese); • · enfim, a absorção de um produto pela pele será em função de seu coeficiente de lipossolubilidade(solubilidade nas gorduras). • 3. Função de respiração: • Ela é fraca mas indispensável.
  14. 14. • 4. Função de reserva: • Reserva de lipídios no nível da hipoderme. • 5. Produção de vitamina D • Sob influência dos UV, uma parte do colesterol da pele é transformada em vitamina D, anti-raquítica. • 6. Função elétrica • A pele é carregada negativamente; atrai os íons carregados positivamente e repele os íons carregados negativamente. • 7. Função de cicatrização • A pele possui um grande poder de regeneração tanto no nível da derme, como no da epiderme. • O que importa é que a vascularização da derme seja boa. As escaras de decúbito nos enfermos deitados à muito tempo são difíceis de cicatrizar, pois a vascularização dérmica é fraca.

×