Campos
Localização
 Os Campos são encontrados em diversas regiões do planeta: estepes
(Rússia), pradarias (América do Norte), sa...
Características
 Os campos são formados por herbáceas, gramíneas e pequenos arbustos
esparsos com características diversa...
Estepes e Savanas
 Estepe é o nome dado a um tipo de vegetação de regiões temperadas
ou subtropicais. Essa formação veget...
Estepe
Savana
Fauna
 A fauna é bem vasta , povoada por cerca de 102 espécies de mamíferos,
476 de aves e 50 de peixes Possuem mamíferos...
Flora
 Esse bioma se caracteriza pela vegetação rasteira ou arbustiva. Nas
estepes encontrarmos gramíneas (como o capim e...
Adaptações necessárias para
sobrevivência nos Campos
 Devido a baixa umidade, as plantas tem sua altura reduzida, são mai...
Clima dos Campos
 O clima da região é o subtropical úmido. Os verões são quentes, os
invernos são frios e chove regulamen...
Gráfico climático
Gráfico da pluviosidade e amplitude
térmica.
CERRADO
Cerrado é um bioma do tipo biócoro savana
que ocorre no Brasil constituindo-se num dos
seis grandes biomas brasil...
Definição
 É composto por três biomas e seis fisionomias: o bioma campo
tropical (fisionomia campo limpo), o bioma savana...
Características do Cerrado
 O Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro, estendendo-se por uma
área de 2.045.064 km², ab...
 A vegetação, em sua maior parte, é semelhante à de savana, com
gramíneas, arbustos e árvores esparsas. As árvores têm ca...
Desertos
Localização
 Principais desertos do mundo e localização:
 Na África:
 Deserto do Saara (região norte da África)
 Deser...
Características dos desertos
 A areia cobre apenas 20% dos desertos terrestres. A maior parte da areia está
em lençóis de...
Fauna
 A fauna predominante no deserto é composta por animais roedores (ratos-
cangurus), por répteis (serpentes e lagart...
Flora
 A paisagem dos desertos é marcada por uma vegetação herbácea,
pequenos arbustos e cactos. Os desertos têm plantas ...
Adaptações da flora para a
sobrevivência no deserto
 Adaptações das plantas à aridez
 As plantas desenvolvem diferentes ...
Estratégia Forma de
adaptação
Características Exemplo
Sobreviver as
secas
Adaptação
Morfologia e
Metabolismo
1. Extração e...
Adaptações dos animais à aridez
 O problema fisiológico mais básico para os animais dos desertos é manter o
balanço hídri...
 No caso das serpentes, obrigadas a ficar no chão, onde a temperatura
pode alcançar 80° C durante o dia, elas desenvolvem...
Clima desértico
 Caracteriza-se por pequena quantidade de chuvas e grande amplitude
térmica. Trata-se de um clima quente ...
Gráfico de amplitude térmica e
pluviosidade
Gráfico do clima desértico frio
Biomas: CAMPOS, CERRADOS e DESERTOS. E + Estepes e Savanas.
Biomas: CAMPOS, CERRADOS e DESERTOS. E + Estepes e Savanas.
Biomas: CAMPOS, CERRADOS e DESERTOS. E + Estepes e Savanas.
Biomas: CAMPOS, CERRADOS e DESERTOS. E + Estepes e Savanas.
Biomas: CAMPOS, CERRADOS e DESERTOS. E + Estepes e Savanas.
Biomas: CAMPOS, CERRADOS e DESERTOS. E + Estepes e Savanas.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Biomas: CAMPOS, CERRADOS e DESERTOS. E + Estepes e Savanas.

5.823 visualizações

Publicada em

Tudo sobre os Biomas CAMPOS, CERRADO e DESERTOS: localização, características, clima, fauna e flora, adaptações necessárias para a sobrevivência.
E ainda: definição de Estepes e Savanas!

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.823
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
63
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biomas: CAMPOS, CERRADOS e DESERTOS. E + Estepes e Savanas.

  1. 1. Campos
  2. 2. Localização  Os Campos são encontrados em diversas regiões do planeta: estepes (Rússia), pradarias (América do Norte), savanas (África), pampas (sul do Brasil) e cerrados (região central do Brasil).  Os Campos ocupam áreas descontínuas do Brasil. Na Região Norte, esse bioma está presente sob a forma de savanas de gramíneas baixas, nas terras firmes do Amazonas, de Roraima e do Pará. Na Região Sul, surge como as pradarias mistas subtropicais.  Os Campos do Sul são formados principalmente pelos pampas gaúchos, com clima subtropical, região plana de vegetação aberta e de pequeno porte que se estende do Rio Grande do Sul à Argentina e ao Uruguai..
  3. 3. Características  Os campos são formados por herbáceas, gramíneas e pequenos arbustos esparsos com características diversas, conforme a região. Esse bioma pode ser classificado da seguinte forma:  Campos limpos – Predomínio das gramíneas;  Campos sujos – Há a presença de arbustos, além das gramíneas;  Campos de altitude – Áreas com altitudes superiores a 1,4 mil metros, encontradas na serra da Mantiqueira e no Planalto das Guianas;  Campos da hileia – É um tipo de formação rasteira encontrado na Amazônia e é caracterizado pelas áreas inundáveis da Amazônia oriental, como a ilha de Marajó;  Campos meridionais – Não há presença arbustiva, predomina uma extensa área com gramíneas, propícia para o desenvolvimento da atividade agropecuária. Destaca-se a Campanha Gaúcha, no Rio Grande do Sul, e os Campos de Vacaria, no Mato Grosso do Sul.
  4. 4. Estepes e Savanas  Estepe é o nome dado a um tipo de vegetação de regiões temperadas ou subtropicais. Essa formação vegetal se estabelece em planícies, sendo destituída de espécies arbóreas, é constituída basicamente por gramíneas (herbáceas).  Savana é nome dado a um tipo de cobertura vegetal constituída, em geral, por gramíneas e árvores esparsas. A topografia geralmente é plana com clima tropical, apresentando duas estações bem definidas, sendo uma chuvosa e uma seca. As Savanas ocorrem, principalmente, na zona intertropical do planeta, por esse motivo recebe uma enorme quantidade de luz solar.
  5. 5. Estepe
  6. 6. Savana
  7. 7. Fauna  A fauna é bem vasta , povoada por cerca de 102 espécies de mamíferos, 476 de aves e 50 de peixes Possuem mamíferos de grande porte (como girafas, onças, zebras), insetos e répteis.  Entre outros animais os campos abrigam a onça-pintada, capivara, veado, lontra, lobo guará, tamanduá, jaguatirica e aves como a ema, marrecos, arara-azul e garça.
  8. 8. Flora  Esse bioma se caracteriza pela vegetação rasteira ou arbustiva. Nas estepes encontrarmos gramíneas (como o capim e grama) e nas savanas arbustos e árvores de pequeno porte.  A vegetação campestre forma um tapete herbáceo com menos de 1 metro, com pouca variedade de espécies. Sete tipos de cacto e de bromélia são endêmicos da região, além de uma espécie de peixe - o cará
  9. 9. Adaptações necessárias para sobrevivência nos Campos  Devido a baixa umidade, as plantas tem sua altura reduzida, são mais simples e resistentes ao clima. Por esse mesmo motivo, os anfíbios não são comuns em Campos, pois podem sofrer desidratação.  Outra característica é observada no caso dos mamíferos. Estes, normalmente, andam em bando, o que funciona como mecanismo de defesa contra predadores no ambiente.
  10. 10. Clima dos Campos  O clima da região é o subtropical úmido. Os verões são quentes, os invernos são frios e chove regulamente o ano todo.  É a região com a maior amplitude térmica do país, isto é, onde há maior variação da temperatura. No verão a temperatura pode chegar a 35°C, e no inverno podem registrar temperaturas menores de 0°C.  Não existe estação seca. No tempos de frio podem ocorrer geadas e até mesmo nevar.
  11. 11. Gráfico climático
  12. 12. Gráfico da pluviosidade e amplitude térmica.
  13. 13. CERRADO Cerrado é um bioma do tipo biócoro savana que ocorre no Brasil constituindo-se num dos seis grandes biomas brasileiros.
  14. 14. Definição  É composto por três biomas e seis fisionomias: o bioma campo tropical (fisionomia campo limpo), o bioma savana (fisionomias campo sujo, campo cerrado e cerrado sensu stricto) e o bioma floresta estacional (fisionomia cerradão).
  15. 15. Características do Cerrado  O Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro, estendendo-se por uma área de 2.045.064 km², abrangendo oito estados do Brasil Central: Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí e o Distrito Federal.  Cortado por três das maiores bacias hidrográficas da América do Sul, tem índices pluviométricos regulares que lhe propiciam sua grande biodiversidade.  Nas regiões onde o cerrado predomina, o clima é quente e há períodos de chuva e de seca, com incêndios espontâneos esporádicos, com alguns anos de intervalo entre eles, ocorrendo no período da seca.
  16. 16.  A vegetação, em sua maior parte, é semelhante à de savana, com gramíneas, arbustos e árvores esparsas. As árvores têm caules retorcidos e raízes longas, que permitem a absorção da água  Grande parte do Cerrado já foi destruída, em especial para a instalação de cidades e plantações, o que o torna um bioma muito mais ameaçado do que a Amazônia.
  17. 17. Desertos
  18. 18. Localização  Principais desertos do mundo e localização:  Na África:  Deserto do Saara (região norte da África)  Deserto da Líbia (leste do deserto do Saara)  Na Europa:  Deserto de Accona (Toscana, Itália)  Deserto de Monegros (Espanha)  Na Ásia e Oriente Médio:  Deserto da Arábia (Arábia Saudita, Jordânia, Síria, Iraque e Iêmem)  Deserto de Badain Jaran (China)  Na América:  Deserto de Mojave (Califórnia, Estados Unidos)  Deserto da Patagônia (Argentina e Chile)  Na Oceania:  Deserto de Gibson (Austrália)  Grande Deserto Arenoso (norte da Austrália)
  19. 19. Características dos desertos  A areia cobre apenas 20% dos desertos terrestres. A maior parte da areia está em lençóis de areia e bancos de areia — vastas regiões de dunas onduladas que lembram as ondas no mar.  Quase 50% das superfícies dos desertos são planícies onde a ação eólica - removendo os pequenos grãos de areia - expõe cascalho solto composto principalmente de pedriscos ásperos, mas às vezes com pedras arredondadas.  Outras superfícies de terras áridas são compostas de leitos de pedra aflorados e expostos, solos desérticos e depósitos fluviais, incluindo depósitos aluviais, leitos secos, lagos do deserto e oásis. Afloramentos de leitos de pedra normalmente ocorrem como pequenos montes, cercados por extensas planícies erodidas.  Oásis são áreas com vegetação irrigada por fontes subterrâneas, poços ou por irrigação. Muitos são artificiais. Os oásis são frequentemente o único lugar nos desertos que permitem ao homem efetuar plantios e fixar moradia permanente.
  20. 20. Fauna  A fauna predominante no deserto é composta por animais roedores (ratos- cangurus), por répteis (serpentes e lagartos), e por insetos. Os animais e plantas têm marcantes adaptações à falta de água. Muitos animais saem das tocas somente à noite, e outros podem passar a vida inteira sem beber água, extraindo-a do alimento que ingerem. Um dos animais característicos dos desertos é o camelo.
  21. 21. Flora  A paisagem dos desertos é marcada por uma vegetação herbácea, pequenos arbustos e cactos. Os desertos têm plantas adaptadas para sobreviver em condições extremas, como as xerófitas (categoria dos cactos) e as pratófitas, que são plantas de raízes longas que se adaptaram para sobreviver no deserto.
  22. 22. Adaptações da flora para a sobrevivência no deserto  Adaptações das plantas à aridez  As plantas desenvolvem diferentes estratégias para sobreviver sob as condições extremas dos desertos.  Podemos classificar as plantas em duas grandes categorias, segundo a estratégia de adaptação:  (A) Sobreviver às piores condições graças a um uso eficiente da água, ou  (B) Sobreviver de maneira efêmera aproveitando as melhores condições, usando a água para uma reprodução abundante.
  23. 23. Estratégia Forma de adaptação Características Exemplo Sobreviver as secas Adaptação Morfologia e Metabolismo 1. Extração e uso extremamente eficiente da água 2. Proteção contra evaporação 3. Acumulo de água em tecidos Cactus, Acacias, "True Xerophytes" Sobreviver sob formas diferentes Ciclo de vida efêmero 1. Uso rápido dos recursos abundantes e efêmeros 2. Reprodução abundante
  24. 24. Adaptações dos animais à aridez  O problema fisiológico mais básico para os animais dos desertos é manter o balanço hídrico do corpo, maximizando a entrada de água e minimizando a saída (através da urina, da respiração ou da transpiração).  Os camelos são um exemplo perfeito de uma adaptação a esse problema: eles podem beber uma quantidade de água enorme durante um tempo mínimo, causando uma diluição do sangue suficiente para causar morte para outros animais. Além disso, eles podem suportar uma elevação da temperatura do corpo até 44°C , o que minimiza a transpiração.  Um outro exemplo da minimização das perdas de água é a produção de urina muito concentrada, ou seja que contém muito pouco água.  Alguns animais procuram se enterrar na areia durante o dia no intuito de se esconder do alto calor existente na superfície do deserto. Especialistas afirmam que a 20 centímetros abaixo da areia a temperatura pode ser reduzida para menos da metade. Alguns tipos de animais possuem apenas hábitos noturnos.
  25. 25.  No caso das serpentes, obrigadas a ficar no chão, onde a temperatura pode alcançar 80° C durante o dia, elas desenvolvem uma maneira particular de mover-se no chão, minimizando a superfície de contato com ele.  Os animais que não podem evitar o sol durante o dia adotam uma posição ótima para minimizar o impacto dos raios solares (ex: o esquilo).
  26. 26. Clima desértico  Caracteriza-se por pequena quantidade de chuvas e grande amplitude térmica. Trata-se de um clima quente e muito seco, com índices pluviométricos inferiores a 250 mm anuais. Devido à aridez, de dia a temperatura chega a 45°C e a noite -5°C.  Pode ser dividido em duas categorias diferentes:  Clima desértico quente - encontrados na costa ocidental dos continentes chegando ate o litoral. (Norte da África: Deserto do Saara).  Clima desértico frio - encontrados no interior dos continentes em regiões limitadas por altas montanhas. (Regiões do EUA: Montanhas Rochosas).  A diferença entre eles é que na região desértica quente, a temperatura nunca fica abaixo de 0°C, enquanto nas frias, pode ficar abaixo de 0°C a qualquer momento, podendo até nevar.
  27. 27. Gráfico de amplitude térmica e pluviosidade
  28. 28. Gráfico do clima desértico frio

×