IV Seminário do Conexões de Saberes na UFRPE                    Extensão Universitária e Comunidades Populares: promovendo...
IV Seminário do Conexões de Saberes na UFRPE                  Extensão Universitária e Comunidades Populares: promovendo  ...
IV Seminário do Conexões de Saberes na UFRPE                 Extensão Universitária e Comunidades Populares: promovendo   ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho apresentado no IV Seminário do Conexões de Saberes na UFRPE

409 visualizações

Publicada em

Trabalho apresentado no IV Seminário do Conexões de Saberes na UFRPE

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
409
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho apresentado no IV Seminário do Conexões de Saberes na UFRPE

  1. 1. IV Seminário do Conexões de Saberes na UFRPE Extensão Universitária e Comunidades Populares: promovendo Cidadania e Inclusão Social - 8 e 9 de setembro de 2011 Recife, PE BOLSISTAS EM ATIVIDADES DE EXTENSÃO: APRENDIZAGENS A PARTIR DA REALIZAÇÃO DA FEIRA DE CURSOS UFES/2011 Regiane Nágime Cordeiro1; Geisa Katiane da Silva2; Leticia Cavassana Soares3; Valdete Côco4Linha temática: Tema 2: Extensão universitária e cidadania. RESUMOConsiderando o tripé ensino, pesquisa e extensão na configuração do Programa PET, opresente estudo focaliza as aprendizagens vivenciadas pelas estudantes que compõem ogrupo Pet Conexões Projeto Educação, com o desenvolvimento de uma experiência deextensão denominada Feira de Cursos. Tomando as atividades de extensão como parteintegrante do processo formativo, a experiência evidencia o diálogo com a comunidadeacadêmica no planejamento e preparação da atividade e com a comunidade externa noprocesso de execução. Para destacar os saberes e aprendizados derivados desses encontros,numa perspectiva exploratória, recorremos a relatos das representantes do grupo e aregistros integrantes dos diários de campo, dos relatórios e do acervo de fotos. Os dadosindicam que, além da satisfação por integrar a realização do evento, se destacamaprendizagens relativas ao desempenho pessoal, especialmente no processo de secomunicar com o publico informando, com pertinência, o cenário da universidade de modoa efetivar um chamamento da comunidade para esse espaço.Palavras-chave: Extensão, Feira de cursos, Jovens universitários INTRODUÇÃO A feira de cursos baseia-se em uma atividade formativa, efetivada numa parceriaentre Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD e os grupos vinculados ao Programa deEducação Tutorial PET s, ambos desta universidade. O objetivo principal da atividade élevar a comunidade externa esclarecimentos sobre distintas áreas de graduação, além demostrar o que a universidade tem a oferecer em termos de estrutura física e políticassociais. Através desta atividade a universidade abre novos caminhos aqueles que lutam embusca de passar no vestibular.1 Graduanda em Educação Física na Universidade Federal do Espírito Santo, bolsista do Pet ConexõesProjeto Educação,<regianenagimec@hotmail.com> .2 Graduanda em Artes Visuais na Universidade Federal do Espírito Santo, bolsista do Pet Conexões ProjetoEducação, <geisakatiane@hotmail.com>3 Graduanda em Pedagogia na Universidade Federal do Espírito Santo, bolsista do Pet Conexões ProjetoEducação,<leticiacavassana@hotmail.com>4 Doutora em Educação pela Universidade Federal Fluminense PPGE/FE/UFF. Professora do Centro deeducação, da Universidade Federal do Espírito DLCE/PPGE/CE/UFES. Tutora do Grupo PET Conexões:Projeto Educação. <valdetecoco@hotmail.com>.
  2. 2. IV Seminário do Conexões de Saberes na UFRPE Extensão Universitária e Comunidades Populares: promovendo Cidadania e Inclusão Social - 8 e 9 de setembro de 2011 Recife, PE A nós participantes/organizadores, é dado a oportunidade de interagir de mododireto e objetivo com os integrantes da comunidade externa, oportunizando a eles, de outraforma, a vivência de nossas rotinas de estudos, de dialogar sobre possíveis campos deatuação, além de darmos um retorno aqueles que de forma indireta nos ajudaram a chegaronde estamos e que diariamente contribuem para que nossa permanência venha a perdurar.Nessa perspectiva, todos os grupos PETs, cada um com duas representações, atuam noprocesso de planejamento e encaminhamento para a execução do evento. Na execuçãopropriamente dita, cada grupo amplia o número de representantes atuando no recebimentoda comunidade por dois dias consecutivos. MATERIAL E MÉTODOS Nesse processo de, simultaneamente, atuar conjuntamente com vistas à realizaçãodo evento, compartilhar processos de aprendizagens variados desde a articulação àexecução de atividade de extensão junto à comunidade e de conhecer/apresentar o universoda universidade, em especial, nosso curso de origem, focalizamos os saberes eaprendizados derivados da inserção nessa atividade, recorrendo, numa perspectivaexploratória, a relatos das representantes do grupo e a registros integrantes dos diários decampo, dos relatórios e do acervo de fotos que, por conta das rotinas do nosso grupo,acumulamos. Nesse propósito, para focalizar nossa inserção nessa rede dialógica (BAKHTIN,1992), tomamos o sentido de formação associado à idéia de convite em que nos formamoscontinuamente no encontro com o outro, em diferentes espaços e tempos em que circulamconhecimentos, valores e saberes em práticas sociais que considera que a história de cadaum possa ser ressignificada em nossos processos contínuos de formação (KRAMER,2005). RESULTADOS E DISCUSSÕES Para focalizar nosso processo formativo, com as aprendizagens que se destacam apartir da inserção no grupo de realização da atividade de extensão relativa à feira de cursos,tomamos três movimentos de análise: os primeiros contatos, o desenvolvimento das açõescom vistas à realização do evento e a execução da atividade. Assim, consideramos nossainserção na especificidade de cada etapa, acenando uma totalidade do trabalho. O PETConexões Educação foi representado no grupo organizador da atividade por duasintegrantes, que regularmente atuaram na fase de planejamento e encaminhamentos para a
  3. 3. IV Seminário do Conexões de Saberes na UFRPE Extensão Universitária e Comunidades Populares: promovendo Cidadania e Inclusão Social - 8 e 9 de setembro de 2011 Recife, PEexecução. No processo de distribuição das tarefas, ficou responsável pelas apresentaçõesculturais que aconteceriam no decorrer do evento. Dando um passo de cada vez, comnossas táticas (CERTEAU, 1993) dia a dia fomos cultivando o pertencimento frente aosgrupos PETs. Simultaneamente, a preocupação também se fazia presente e a ansiedadeaumentava mais e mais. Entretanto, o otimismo norteava nossas ações e a vontade de que oevento acontecesse da melhor forma possível fez com que nossas atitudes estivessemvoltadas para esse fim. REFERÊNCIASBAKHTIN, M. M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1997.BRASIL. MEC. Manual de Orientações Básicas PET. Disponível em<http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/PETmanual.pdf> Acesso em 20 de fevereirode 2011.CERTEAU, M. de. A invenção do cotidiano. Trad. José Luiz Miranda. Linha D Água, nº8, junho, 1993, p. 31-45.KRAMER, S. A título de conclusão: formação de professores, a necessária democratizaçãoda educação infantil. In: _______ (org.). Profissionais de educação infantil: gestão eformação. São Paulo: Ática, 2005, p. 217-228.

×