Em Cristo, todas as coisas são
redimidas
Lição 13
• Paulo apoia sua esperança em Deus.
• Quando falamos de “Esperança” não podemos ser
simplista (usar aquelas expressões pr...
Romanos 8 versículo 24 e 25
“Porque, na esperança, fomos salvos. Ora,
esperança que se vê não é esperança; pois o que
algu...
Jesus Cristo é a chave.
Por que sofremos tanto nesta vida?
Romanos 8 versículo 18
“ Porque para mim tenho por certo que os
sofrimentos do tempo presente não podem ser
comparados com...
Daniel Simoncelos
“Este (Paulo) não falava de um sofrimento por causa de
não ter dinheiro para jantar em um bom restaurant...
A- Um efeito didático do sofrimento
• “O sofrimento produz o desencanto por este
mundo, isso nos faz perceber que o sentid...
Sua felicidade não pode estar
limitada em:
Sua felicidade não pode estar
limitada em:
Sua felicidade não pode estar
limitada em:
João 17 versículos 14, 15 e 16
“Eu lhes tenho dado a tua palavra, e o
mundo os odiou, porque eles não são do
mundo, como t...
Mas o que pode significar o termo
mundo, neste contexto bíblico?
Precisamos aprender a viver as
promessas
“Podemos aprender a nos alegrar com as
promessas de Deus e entender que Ele tem
b...
João 16 versículo 33
“Estas coisas vos tenho dito para
que tenhais paz em mim. No
mundo, passais por aflição; mas
tende bo...
A felicidade terrestre é momentânea?
B. Acima de toda comparação
“Contudo, aquilo que sofremos agora é
insignificante, se compararmos com a glória que
Ele nos ...
“ Não há comparação, não existe nada neste
mundo, que seja comparável à glória que será
revelada em nós (página 47).
Romanos 8 versículo 28
“Sabemos que todas as coisas cooperam
para o bem daqueles que amam a Deus,
daqueles que são chamado...
Apocalipse 21 versículos 3 e 4
“Então ouvi grande voz vinda do trono, dizendo:
Eis o tabernáculo de Deus com os homens. De...
II. A redenção da criação
“Deus fala em suas obras e cabe a nós
silenciar e ouvir o testemunho silencioso
delas”. (página 47)
Vejamos o salmo de número 19
“Os céus proclamam a glória de Deus, e o
firmamento anuncia as obras das suas mãos.
Um dia di...
Mas então o que eles falam?
O autor fala da personificação
[...] Então Paulo faz uso de uma figura de linguagem, a
personificação, isto é, atribuir vi...
A presença de Deus
Se concebemos que a terra é redonda e está em orbita
ao redor do sol, o que de fato a sustem nesta condição?
Curiosidade:
Isaías 40 versículo 22
“Ele é o que está assentado sobre a redondeza da
terra, cujos moradores são com gafanh...
Tomando nota:
O profeta Isaías, teria vivido entre 765 AC e 681
a.C., durante os reinados de Uzias, Jotão, Acaz e
Ezequias...
A criação é testemunha de Deus
A natureza é uma
maravilha divina
Quem coloriu as penas do pavão?
Obra do destino ou travessuras do acaso?
Efeitos da presença humana
Romanos 8 versículo 20
“Pois a criação está sujeita à vaidade, não
voluntariamente, mas por causa daquele que a
sujeitou [...
Significado do termo vaidade
“Ter vaidade é ter como princípio a ostentação, a exibição
exagerada da sua riqueza, de suas ...
O autor desta lição diz:
“[...] Isso é assim porque nós, seres humanos,
humilhamos e expusemos a criação à ruína. A
criaçã...
Isso nos leva a pensar num filosofo
chamado John Locke
Locke foi um dos pensadores que ressaltavam o “estado de natureza”
...
Com o dinheiro surgiu o comércio e também uma nova
forma de propriedade. O uso de moeda levou, finalmente, à
concentração ...
Com isso temos:
• A ganancia em ter cada vez mais dinheiro, para isso
temos que explorar a natureza.
• Vaidade.
• Por que ...
Mateus 16 versículo 26
“Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e
perde a sua alma? Ou que dará o homem em ...
John Locke
A criação sofre
“Sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme
e suporta angústias até agora”. Traduzindo numa
forma mais literal a cria...
III. A nossa redenção
“Não somente a natureza, mas também
nós, que temos o Espirito Santo,
aguardamos esse momento.”
De acordo com o autor
“O homem sem Cristo, por mais miserável e decadente que
esteja sua vida, ainda ama este mundo e não ...
“Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo”
1 João 2. 15
Por vezes, nossa mente fica absorvida pelos
problemas deste mundo, como contas a
pagar, impostos, filhos irreverentes,
enq...
A fé e a esperança em Deus nos servem de
apoio.
Palavras do autor
Paulo responde que, de fato, Deus não permite que
subamos até o céu para dar pelo menos uma espiadinha,
...
Considerações finais:
Precisamos aprender a nos gloriar em suas promessas
e torna-las vivas em nosso cotidiano. Devemos
ag...
Fontes:
• http://daniellimajunior.webnode.com.br/products/reavive%20sua%20esperan
%C3%A7a%20%28romanos%208%3A18-25%29/
• h...
Em cristo, todas as coisas são redimidas
Em cristo, todas as coisas são redimidas
Em cristo, todas as coisas são redimidas
Em cristo, todas as coisas são redimidas
Em cristo, todas as coisas são redimidas
Em cristo, todas as coisas são redimidas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Em cristo, todas as coisas são redimidas

230 visualizações

Publicada em

Reflexões a partir de estudos bíblicos.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
230
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Em cristo, todas as coisas são redimidas

  1. 1. Em Cristo, todas as coisas são redimidas Lição 13
  2. 2. • Paulo apoia sua esperança em Deus. • Quando falamos de “Esperança” não podemos ser simplista (usar aquelas expressões prontas: “deixa disso”, “força, irmão”, “isso vai passar”, etc.). • Mas devemos voltar para a cruz, e o sacrifício de Cristo. “Ele nunca nos dará uma benção maior do que a que Ele já nos deu em Cristo Jesus” (autor da lição)
  3. 3. Romanos 8 versículo 24 e 25 “Porque, na esperança, fomos salvos. Ora, esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, com o espera? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos.
  4. 4. Jesus Cristo é a chave.
  5. 5. Por que sofremos tanto nesta vida?
  6. 6. Romanos 8 versículo 18 “ Porque para mim tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós”.
  7. 7. Daniel Simoncelos “Este (Paulo) não falava de um sofrimento por causa de não ter dinheiro para jantar em um bom restaurante ou não poder fazer uma viagem, mas o sofrimento inclusive de talvez ser torturado e morto”.
  8. 8. A- Um efeito didático do sofrimento • “O sofrimento produz o desencanto por este mundo, isso nos faz perceber que o sentido de nossas vidas não pode estar limitado a esta existência” ( pg. 46). • “Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas é amor, paz e justiça”.
  9. 9. Sua felicidade não pode estar limitada em:
  10. 10. Sua felicidade não pode estar limitada em:
  11. 11. Sua felicidade não pode estar limitada em:
  12. 12. João 17 versículos 14, 15 e 16 “Eu lhes tenho dado a tua palavra, e o mundo os odiou, porque eles não são do mundo, como também eu não sou. Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal. Eles não são do mundo, como também Eu não sou”.
  13. 13. Mas o que pode significar o termo mundo, neste contexto bíblico?
  14. 14. Precisamos aprender a viver as promessas “Podemos aprender a nos alegrar com as promessas de Deus e entender que Ele tem bênçãos muito maiores para nos revelar”
  15. 15. João 16 versículo 33 “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflição; mas tende bom ânimo; Eu venci o mundo”.
  16. 16. A felicidade terrestre é momentânea?
  17. 17. B. Acima de toda comparação “Contudo, aquilo que sofremos agora é insignificante, se compararmos com a glória que Ele nos dará mais tarde”. Rm 8-18 Bíblia Viva
  18. 18. “ Não há comparação, não existe nada neste mundo, que seja comparável à glória que será revelada em nós (página 47).
  19. 19. Romanos 8 versículo 28 “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”.
  20. 20. Apocalipse 21 versículos 3 e 4 “Então ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles. E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram”.
  21. 21. II. A redenção da criação
  22. 22. “Deus fala em suas obras e cabe a nós silenciar e ouvir o testemunho silencioso delas”. (página 47)
  23. 23. Vejamos o salmo de número 19 “Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos. Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite. Não há linguagem, nem há palavras, delas não se ouve nenhum som; no entanto, por toda a terra se faz ouvir a sua voz, e as suas palavras, até aos confins do mundo [...]”. Sl 19 versículos 1 à4
  24. 24. Mas então o que eles falam?
  25. 25. O autor fala da personificação [...] Então Paulo faz uso de uma figura de linguagem, a personificação, isto é, atribuir vida humana a criaturas irracionais. Fica demonstrado que, de fato, ela tem um misterioso relacionamento com o Criador. Assim também afirma o v. 21: “na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus”. (lição, página 47)
  26. 26. A presença de Deus
  27. 27. Se concebemos que a terra é redonda e está em orbita ao redor do sol, o que de fato a sustem nesta condição?
  28. 28. Curiosidade: Isaías 40 versículo 22 “Ele é o que está assentado sobre a redondeza da terra, cujos moradores são com gafanhotos; é ele quem estende os céus como cortina e os desenrola como tenda para neles habitar”.
  29. 29. Tomando nota: O profeta Isaías, teria vivido entre 765 AC e 681 a.C., durante os reinados de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias. Galileu Galilei (em italiano: Galileo Galilei; Pisa, 15 de fevereiro de 1564 — Florença, 8 de janeiro de 1642 ).
  30. 30. A criação é testemunha de Deus
  31. 31. A natureza é uma maravilha divina
  32. 32. Quem coloriu as penas do pavão?
  33. 33. Obra do destino ou travessuras do acaso?
  34. 34. Efeitos da presença humana
  35. 35. Romanos 8 versículo 20 “Pois a criação está sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou [...]”.
  36. 36. Significado do termo vaidade “Ter vaidade é ter como princípio a ostentação, a exibição exagerada da sua riqueza, de suas qualidades e capacidades físicas ou intelectuais. Vaidade é uma característica de que tem orgulho, de quem tem um conceito exagerado de suas qualidades, que é soberbo, arrogante, que se acha grandioso. É uma característica daquele indivíduo que tem a vaidade acima de qualquer coisa”.
  37. 37. O autor desta lição diz: “[...] Isso é assim porque nós, seres humanos, humilhamos e expusemos a criação à ruína. A criação sabe que de nós ela recebe apenas destruição, então ela ‘olha’ para os céus e aguarda, ansiosamente, o retorno de Jesus”.
  38. 38. Isso nos leva a pensar num filosofo chamado John Locke Locke foi um dos pensadores que ressaltavam o “estado de natureza” humano como algo anterior a ao estado civil vivenciado por nós hoje. Suas principais obras discutiam o termo “propriedade” que em sua visão significava: vida, liberdade e bens. O homem era naturalmente livre e proprietário de sua pessoa e de seu trabalho. Como a terra fora dada por Deus em comum a todos os homens, quando este cultiva a terra isso permitia a sua posse. Concorda-se então que essa propriedade era limitada uma vez que não se podia cultivar a terra além de suas forças. Aí vem o que nos importa, com o aparecimento do dinheiro essa situação mudou, possibilitando a troca de coisas úteis, mas perecíveis, por algo duradouro (ouro e prata), convencionalmente aceito pelos homens.
  39. 39. Com o dinheiro surgiu o comércio e também uma nova forma de propriedade. O uso de moeda levou, finalmente, à concentração da riqueza e à distribuição desigual dos bens entre os homens. Esse foi, para Locke, o processo que determinou a passagem da propriedade limitada, baseada no trabalho, à propriedade ilimitada, fundada na acumulação possibilitada pelo advento do dinheiro. ( “Os clássicos da politica”, página 85)
  40. 40. Com isso temos: • A ganancia em ter cada vez mais dinheiro, para isso temos que explorar a natureza. • Vaidade. • Por que os país não concordam em diminuir os índices de emissão de CO² na atmosfera? • Em vários momentos o próprio homem explorou seus semelhantes para obter o lucro (dinheiro).
  41. 41. Mateus 16 versículo 26 “Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perde a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?
  42. 42. John Locke
  43. 43. A criação sofre
  44. 44. “Sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora”. Traduzindo numa forma mais literal a criação sofre dores de parto desde da queda do homem. Desta forma ela também aguarda a volta de Cristo.
  45. 45. III. A nossa redenção
  46. 46. “Não somente a natureza, mas também nós, que temos o Espirito Santo, aguardamos esse momento.”
  47. 47. De acordo com o autor “O homem sem Cristo, por mais miserável e decadente que esteja sua vida, ainda ama este mundo e não trocá-lo por nada.” (lição página 48) É Verdade que infelizmente, passamos por momentos em que sequer nos lembramos do céu. Geralmente porque estamos ocupados demais com esta vida. Quando isso acontece é sinal que estamos saindo da rota, e deixando- nos enamorar por este mundo.
  48. 48. “Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo” 1 João 2. 15
  49. 49. Por vezes, nossa mente fica absorvida pelos problemas deste mundo, como contas a pagar, impostos, filhos irreverentes, enquanto as promessas de Deus são invisíveis e ainda “não tocáveis”
  50. 50. A fé e a esperança em Deus nos servem de apoio.
  51. 51. Palavras do autor Paulo responde que, de fato, Deus não permite que subamos até o céu para dar pelo menos uma espiadinha, mas nos deu a capacidade de crer, de manter nossa fé em sua Palavra e em suas promessas. A virtude está em alimentar essa esperança, mantendo a vida incorrupta e os olhos fitos em Jesus Cristo.
  52. 52. Considerações finais: Precisamos aprender a nos gloriar em suas promessas e torna-las vivas em nosso cotidiano. Devemos aguardar, assim como a criação, ansiosamente, a redenção final, quando desfrutaremos de todos as bênção prometidas pelo Pai.
  53. 53. Fontes: • http://daniellimajunior.webnode.com.br/products/reavive%20sua%20esperan %C3%A7a%20%28romanos%208%3A18-25%29/ • http://colunas.gospelmais.com.br/romanos-8-o-capitulo-do-espirito- santo_1566.html • http://pt.wikipedia.org/

×