1
OO QQUUEE ÉÉ 
HHIIPPEERRTTEENNSSÃÃOO AARRTTEERRIIAALL 
OOUU PPRREESSSSÃÃOO AALLTTAA?? 
2
O s a n g u e c i r c u l a p e l o c o r p o 
h u m a n o g r a ç a s a o e f e i t o 
i m p u l s o r d o c o r a ç ã o ...
O coração trabalha em dois tempos 
Quando se dilata 
(diástole) 
enche-se de sangue 
Quando se contrai 
(sístole) 
expulsa...
A p r e s s ã o a r t e r i a l é a p r e s s ã o q u e o s a n g u e e x e r c e 
n a p a r e d e d a s a r t é r i a s ....
H i p e r t e n s ã o A r t e r i a l o u 
P r e s s ã o A l t a é q u a n d o a 
p r e s s ã o q u e o s a n g u e f a z ...
7 
Para entendermos melhor, podemos comparar o 
coração e os vasos a uma torneira aberta ligada a 
vários esguichos. Ao fe...
EEXXIISSTTEE 
UUMM NNÚÚMMEERROO 
MMÁÁGGIICCOO?? 
8
9
QQUUAALL AA CCAAUUSSAA DDAA 
HHIIPPEERRTTEENNSSÃÃOO 
AARRTTEERRIIAALL?? 
10
Na maioria das vezes não 
conseguimos saber com precisão a 
causa da hipertensão, mas sabemos 
que muitos fatores indireto...
FFAATTOORREESS NNÃÃOO MMOODDIIFFIICCÁÁVVEEIISS 
GENÉTICA IDADE 
ETNIA 
12
FFAATTOORREESS MMOODDIIFFIICCÁÁVVEEIISS 
13 
OBESIDADE
FFAATTOORREESS MMOODDIIFFIICCÁÁVVEEIISS 
14 
ESTRESSE
QQUUAAIISS OOSS SSIINNTTOOMMAASS DDAA 
HHIIPPEERRTTEENNSSÃÃOO AARRTTEERRIIAALL 
OOUU PPRREESSSSÃÃOO AALLTTAA?? 
15
Exceto quando a pressão é muito alta 
ou quando há uma outra doença 
associada à hipertensão, o portador 
frequentemente n...
PPOORR QQUUEE ÉÉ IIMMPPOORRTTAANNTTEE 
FFAAZZEERR OO DDIIAAGGNNÓÓSSTTIICCOO 
PPRREECCOOCCEE EE TTRRAATTAARR 
AADDEEQQUUAAD...
CONSEQUÊNCIAS DA PRESSÃO ALTA 
Derrame 
Cerebral 
Diminuição 
da visão 
por lesões 
na retina 
Lesão 
nas 
artérias 
Desga...
CONSEQUÊNCIAS DA PRESSÃO ALTA 
C O N S E Q U Ê N C I A D A P R E S S Ã O A L T A 
“ A u m e n t o d a m m u s c u l a r d ...
CONSEQUÊNCIAS DA PRESSÃO ALTA 
20 
C O N S E Q U Ê N C I A D A P R E S S Ã O A L T A 
“ D a n o s é r i o n o s r i n M I ...
CONSEQUÊNCIAS DA PRESSÃO ALTA 
21
CONSEQUÊNCIAS DA PRESSÃO ALTA 
22 
C O N S E Q U Ê N C I A D A P R E S S Ã O A L T A 
“ A u m e n t a o r i s c o d e d e ...
CCOOMMOO DDIIAAGGNNOOSSTTIICCAARR?? 
23
Bem, primeiro, para o indivíduo ssaabbeerr ssee éé 
hhiippeerrtteennssoo,, bbaassttaa mmeeddiirr ssuuaa pprreessssããoo aar...
Não medicamentoso 
ou mudanças no estilo 
de vida 
Medicamentoso 
25
Sendo hipertenso, 
com um tratamento 
adequado, pode-se 
controlar a 
pressão arterial 
levando o paciente 
a ter uma vida...
27
SEGUNDO: 
Reduza a ingestão 
de alimentos com 
muitas calorias e 
ricos em gordura. 
P RIMEIRO: 
Fuja do sal. 
28
TERCEIRO: 
Prefira alimentos 
não industrializados 
QUARTO: 
Relaxe! 
29
ALIMENTOS QQUUEE DDEEVVEEMM SSEERR EEVVIITTAADDOOSS 
A L I M E N T O S 
1.Carnes gordurosas (acém, alcatra, costela); 
2.V...
AALLIIMMEENNTTOOSS RREECCOOMMEENNDDAADDOOSS 
A dieta deve ser planejada individualmente! 
1.Carnes magras (patinho, coxão ...
COMO EEVVIITTAARR OO CCOONNSSUUMMOO DDEE SSAALL ?? 
EEVVIITTEE:: 
A L I M E N T O S 
1.Acrescentar sal aos alimentos já pr...
COMO EEVVIITTAARR OO CCOONNSSUUMMOO DDEE SSAALL ?? 
SSUUBBSSTTIITTUUIIÇÇÕÕEESS:: 
A L I M E N T O S 
1.Substituir o sal po...
D e v e - s e p a r a r t o t a l m e n t e 
d e u s a r b e b i d a a l c o ó l i c a . 
M I N I S T É R I O D A S A Ú D ...
Deve-D e v e se - s e tentar p a r a reduzir r t o t a l m ou e até 
n t e 
parar d e u s de a r fumar. 
b e b i d a a l c...
36
N o t e b e m , o s e x e r c í c i o s f í s i c o s 
d e v e m s e r o r i e n t a d o s p e l o 
m é d i c o p a r a q ...
PRATIQUE 
Caminhada pelo bairro 
38
P o r s i s ó , e l e s n ã o 
d i m i n u e m a t e n s ã o 
a r t e r i a l , m a s 
c o n t r i b u e m p a r a r e d u...
P a r a f i n a l i z a r , 
f a l a r e m o s s o b r e 
o s m e d i c a m e n t o s 
q u e d e v e r ã o s e r 
i n d i ...
É fundamental no tratamento 
seguir todas as orientações 
médicas e de toda a equipe 
de saúde envolvida com o 
tratamento...
42
LLEEMMBBRREE--SSEE:: 
SSEE VVOOCCÊÊ NNÃÃOO TTEEMM HHIIPPEERRTTEENNSSÃÃOO,, 
CCUUIIDDEE PPAARRAA EEVVIITTAARR.. 
SSEE VVOOC...
MMUUIITTOO OOBBRRIIGGAADDOO !! 
MUITO OBRIGADO! 
44
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Hipertensão

204 visualizações

Publicada em

Hipertensão para leigos (PSF)

Publicada em: Saúde
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
204
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hipertensão

  1. 1. 1
  2. 2. OO QQUUEE ÉÉ HHIIPPEERRTTEENNSSÃÃOO AARRTTEERRIIAALL OOUU PPRREESSSSÃÃOO AALLTTAA?? 2
  3. 3. O s a n g u e c i r c u l a p e l o c o r p o h u m a n o g r a ç a s a o e f e i t o i m p u l s o r d o c o r a ç ã o . . . . . . Q u e a t u a c o m o s e f o s s e u m a b o m b a . M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n i c o - D e g e n e r a t i v a s 3
  4. 4. O coração trabalha em dois tempos Quando se dilata (diástole) enche-se de sangue Quando se contrai (sístole) expulsa o sangue DIÁSTOLE SÍSTOLE Graças a esses movimentos de contração e dilatação o sangue circula permanentemente pelos vasos sangüíneos (artérias e veias). 4
  5. 5. A p r e s s ã o a r t e r i a l é a p r e s s ã o q u e o s a n g u e e x e r c e n a p a r e d e d a s a r t é r i a s . E é m e d i d a e m m i l í m e t r o s d e m e r c ú r i o . Q u a n d o o c o r a ç ã o s e c o n t r a i t e m o s u m a p r e s s ã o m á x i m a ( s i s t ó l i c a ) A o s e m e d i r e s t a p r e s s ã o s e d e t e r m i n a m d u a s p r e s s õ e s : M Á X I M A M Í N I M A Q u a n d o e l e s e d i l a t a t e m o s u m a p r e s s ã o m í n i m a ( d i a s t ó l i c a ) M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n i c o - D e g e n e r a t i v a s 5
  6. 6. H i p e r t e n s ã o A r t e r i a l o u P r e s s ã o A l t a é q u a n d o a p r e s s ã o q u e o s a n g u e f a z n a p a r e d e d a s a r t é r i a s , p a r a e l e s e m o v i m e n t a r , é m u i t o f o r t e , f i c a n d o a c i m a d o s l i m i t e s n o r m a i s . E x p l i c a r e i : M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n i c o - D e g e n e r a t i v a s 6
  7. 7. 7 Para entendermos melhor, podemos comparar o coração e os vasos a uma torneira aberta ligada a vários esguichos. Ao fecharmos a ponta dos esguichos, a pressão irá subir. Da mesma maneira, quando o coração bombeia o sangue e os vasos estão estreitados, a pressão dentro dos vasos aumenta
  8. 8. EEXXIISSTTEE UUMM NNÚÚMMEERROO MMÁÁGGIICCOO?? 8
  9. 9. 9
  10. 10. QQUUAALL AA CCAAUUSSAA DDAA HHIIPPEERRTTEENNSSÃÃOO AARRTTEERRIIAALL?? 10
  11. 11. Na maioria das vezes não conseguimos saber com precisão a causa da hipertensão, mas sabemos que muitos fatores indiretos podem ser responsáveis pelo seu surgimento, sejam eles fatores modificáveis ou não modificáveis. 11
  12. 12. FFAATTOORREESS NNÃÃOO MMOODDIIFFIICCÁÁVVEEIISS GENÉTICA IDADE ETNIA 12
  13. 13. FFAATTOORREESS MMOODDIIFFIICCÁÁVVEEIISS 13 OBESIDADE
  14. 14. FFAATTOORREESS MMOODDIIFFIICCÁÁVVEEIISS 14 ESTRESSE
  15. 15. QQUUAAIISS OOSS SSIINNTTOOMMAASS DDAA HHIIPPEERRTTEENNSSÃÃOO AARRTTEERRIIAALL OOUU PPRREESSSSÃÃOO AALLTTAA?? 15
  16. 16. Exceto quando a pressão é muito alta ou quando há uma outra doença associada à hipertensão, o portador frequentemente não apresenta qualquer sintoma. 16
  17. 17. PPOORR QQUUEE ÉÉ IIMMPPOORRTTAANNTTEE FFAAZZEERR OO DDIIAAGGNNÓÓSSTTIICCOO PPRREECCOOCCEE EE TTRRAATTAARR AADDEEQQUUAADDAAMMEENNTTEE AA HHIIPPEERRTTEENNSSÃÃOO?? 17
  18. 18. CONSEQUÊNCIAS DA PRESSÃO ALTA Derrame Cerebral Diminuição da visão por lesões na retina Lesão nas artérias Desgaste acelerado no coração por doenças no coração (infarto, insuficiência cardíaca e arritmias) Dano sério nos rins 18
  19. 19. CONSEQUÊNCIAS DA PRESSÃO ALTA C O N S E Q U Ê N C I A D A P R E S S Ã O A L T A “ A u m e n t o d a m m u s c u l a r d o c o r a I S T O É R U I M 19 M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n i c o - D e g e n e r a t i v a s
  20. 20. CONSEQUÊNCIAS DA PRESSÃO ALTA 20 C O N S E Q U Ê N C I A D A P R E S S Ã O A L T A “ D a n o s é r i o n o s r i n M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n i c o - D e g e n e r a t i v a s
  21. 21. CONSEQUÊNCIAS DA PRESSÃO ALTA 21
  22. 22. CONSEQUÊNCIAS DA PRESSÃO ALTA 22 C O N S E Q U Ê N C I A D A P R E S S Ã O A L T A “ A u m e n t a o r i s c o d e d e r r a m e “ M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C O N S E Q U Ê N C I A D A P R E S S Ã “ D i m M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n i c o - D e g e n e r a t i v a s
  23. 23. CCOOMMOO DDIIAAGGNNOOSSTTIICCAARR?? 23
  24. 24. Bem, primeiro, para o indivíduo ssaabbeerr ssee éé hhiippeerrtteennssoo,, bbaassttaa mmeeddiirr ssuuaa pprreessssããoo aarrtteerriiaall Após confirmado o aumento da pressão arterial: você é hipertenso. Vamos ao tratamento! 24
  25. 25. Não medicamentoso ou mudanças no estilo de vida Medicamentoso 25
  26. 26. Sendo hipertenso, com um tratamento adequado, pode-se controlar a pressão arterial levando o paciente a ter uma vida absolutamente normal. Esse tratamento poderá estender-se por toda a vida. 26
  27. 27. 27
  28. 28. SEGUNDO: Reduza a ingestão de alimentos com muitas calorias e ricos em gordura. P RIMEIRO: Fuja do sal. 28
  29. 29. TERCEIRO: Prefira alimentos não industrializados QUARTO: Relaxe! 29
  30. 30. ALIMENTOS QQUUEE DDEEVVEEMM SSEERR EEVVIITTAADDOOSS A L I M E N T O S 1.Carnes gordurosas (acém, alcatra, costela); 2.Vísceras (fígado, coração, rins); 3.Embutidos (linguiça, paio, salsicha, hambúrguer, empanados); 4.Frios (mortadela, presunto, salame, copa); 5.Leite integral, creme de leite, manteiga, iogurte integral 6.Queijos cremosos 7.Maionese; 8.Consumo excessivo de ovos; 9.Frituras, banha de porco e toucinho defumado; 10.Óleo/gordura de coco e óleo de dendê; 11.Açúcar e doces; 12.Bebidas alcoólicas; 30 N Ã O R E C O M E N D A D O S - F r i t u r a s - C r e m e d e l e i t e - M a i o n e s e - F r i o s - E m b u t i d o s ( s a l s i c h a , l i n g u i ç a , p r e s u n t o , m o r t a d e l a , s a l a m e , c o p a , e t c . ) - B a n h a - E n l a t a d o s M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n ic o - D e g e n e r a t iv a s
  31. 31. AALLIIMMEENNTTOOSS RREECCOOMMEENNDDAADDOOSS A dieta deve ser planejada individualmente! 1.Carnes magras (patinho, coxão mole, contra-filé); 2.Peixes (sardinha, truta, pescado) 3.Frango sem pele; 4.Margarina com óleo vegetal e pouca gordura saturada; 5.Óleos vegetais (girassol, milho, soja, canola, azeite de oliva); 6.Pães e cereais integrais (trigo, arroz, milho, centeio e aveia); 7.Ervilha, feijão, grão-de-bico, lentilha; 8.Batata e mandioca cozidas ou assadas; 9.Verduras e legumes; 10.Frutas (com moderação); 11.Leite desnatado, iogurte desnatado, queijo branco ou ricota 31
  32. 32. COMO EEVVIITTAARR OO CCOONNSSUUMMOO DDEE SSAALL ?? EEVVIITTEE:: A L I M E N T O S 1.Acrescentar sal aos alimentos já prontos; 2.Ter um saleiro à mesa; 3.Carnes salgadas (bacalhau, charque, carne-seca e defumados); 4.Temperos industrializados (ketchup, mostarda, shoyu e caldos); 5.Embutidos (salsicha, mortadela, linguiça, presunto, salame); 6.Queijos salgados (parmesão, mussarela, gorgonzola) 7.Conservas (picles, azeitona, aspargo, alcachofra); 8.Enlatados (molho pronto de tomate, milho, ervilha, sardinha) 9.Salgadinhos (chips, amendoim salgado); 32 N Ã O R E C O M E N D A D O S - F r i t u r a s - C r e m e d e l e i t e - M a i o n e s e - F r i o s - E m b u t i d o s ( s a l s i c h a , l i n g u i ç a , p r e s u n t o , m o r t a d e l a , s a l a m e , c o p a , e t c . ) - B a n h a - E n l a t a d o s M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n ic o - D e g e n e r a t iv a s
  33. 33. COMO EEVVIITTAARR OO CCOONNSSUUMMOO DDEE SSAALL ?? SSUUBBSSTTIITTUUIIÇÇÕÕEESS:: A L I M E N T O S 1.Substituir o sal por temperos naturais (salsinha, cebola, orégano, hortelã, limão, alho, manjericão, coentro, louro, pimentas secas); 2.Consumir os alimentos em seu estado natural; 3.Consumir queijo branco ou ricota sem sal; 4.Trocar salgadinhos por biscoitos com teor de sódio reduzido. 33 N Ã O R E C O M E N D A D O S - F r i t u r a s - C r e m e d e l e i t e - M a i o n e s e - F r i o s - E m b u t i d o s ( s a l s i c h a , l i n g u i ç a , p r e s u n t o , m o r t a d e l a , s a l a m e , c o p a , e t c . ) - B a n h a - E n l a t a d o s M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n ic o - D e g e n e r a t iv a s
  34. 34. D e v e - s e p a r a r t o t a l m e n t e d e u s a r b e b i d a a l c o ó l i c a . M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n i c o - D e g e n e r a t i v a s 34
  35. 35. Deve-D e v e se - s e tentar p a r a reduzir r t o t a l m ou e até n t e parar d e u s de a r fumar. b e b i d a a l c o ó l i c a . M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n i c o - D e g e n e r a t i v a s 35
  36. 36. 36
  37. 37. N o t e b e m , o s e x e r c í c i o s f í s i c o s d e v e m s e r o r i e n t a d o s p e l o m é d i c o p a r a q u e n ã o s e j a m p r e j u d i c i a i s . E x e r c í c i o s q u e e x i j a m g r a n d e s e s f o r ç o s f í s i c o s n ã o s ã o r e c o m e n d a d o s . M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n i c o - D e g e n e r a t i v a s 37
  38. 38. PRATIQUE Caminhada pelo bairro 38
  39. 39. P o r s i s ó , e l e s n ã o d i m i n u e m a t e n s ã o a r t e r i a l , m a s c o n t r i b u e m p a r a r e d u z i r o e x c e s s o d e p e s o . C o n s e r v a r o b o m e s t a d o d o c o r a ç ã o e a r t é r i a s , a l i v i a r o e s t r e s s e f a v o r e c e r o r e l a x a m e n t o . M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n i c o - D e g e n e r a t i v a s 39
  40. 40. P a r a f i n a l i z a r , f a l a r e m o s s o b r e o s m e d i c a m e n t o s q u e d e v e r ã o s e r i n d i c a d o s p e l o m é d i c o , p o i s c a d a c a s o é u m c a s o . N ã o v á t o m a r r e m é d i o s q u e d i m i n u e m a p r e s s ã o a r t e r i a l p o r c o n t a p r ó p r i a , h é i n ? M I N I S T É R I O D A S A Ú D E C o o r d e n a ç ã o d e D o e n ç a s C r ô n i c o - D e g e n e r a t i v a s 40
  41. 41. É fundamental no tratamento seguir todas as orientações médicas e de toda a equipe de saúde envolvida com o tratamento Não perder as consultas agendadas e aferir frequentemente a pressão Não interromper o tratamento Considerar sempre o médico e todos os integrantes da equipe de saúde, pessoas amigas e que estão preocupadas com sua saúde e qualidade de vida. 41
  42. 42. 42
  43. 43. LLEEMMBBRREE--SSEE:: SSEE VVOOCCÊÊ NNÃÃOO TTEEMM HHIIPPEERRTTEENNSSÃÃOO,, CCUUIIDDEE PPAARRAA EEVVIITTAARR.. SSEE VVOOCCÊÊ TTEEMM,, CCUUIIDDEE PPAARRAA CCOONNTTRROOLLAARR.. HHIIPPEERRTTEENNSSÃÃOO NNÃÃOO TTEEMM CCUURRAA MMAASS TTEEMM CCOONNTTRROOLLEE!! NNÃÃOO AABBAANNDDOONNEE OO TTRRAATTAAMMEENNTTOO!! 43
  44. 44. MMUUIITTOO OOBBRRIIGGAADDOO !! MUITO OBRIGADO! 44

×