Successfully reported this slideshow.

A Ilha de Páscoa

1.682 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

A Ilha de Páscoa

  1. 3. A Ilha da Páscoa , ou Rapa Nui , é uma ilha localizada no Oceano Pacífico, e pertence ao Chile . É considerada «o umbigo do mundo», por ser o lugar habitado mais isolado do planeta. Também é o maior museu ao ar livre do mundo, pelos seus famosos e impressionantes moáis , estátuas de pedra que chegam a medir até10 metros de altura.
  2. 6. Os Moáis são únicos no mundo e foram construídos pelos rapanui. Mais de 900 Moáis e 270 Ahu (ou altares) decoram toda a costa e o interior da Ilha. Como foram construídos e transportados para onde estão hoje, ainda é um mistério.
  3. 12. Os M oáis são os únicos vestígios da misteriosa e ancestral cultura dos antigos habitantes da Ilha: a cultura Rapa Nui . Toda a Ilha é considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO desde 1995, e tanto seu governo como sua administração são regidos por estatutos e leis especiais.
  4. 17. A antiga denominação dessas terras era « Te Pito» ou «Te Henua» (“O Umbigo do Mundo “). Seu significado refere-se à idéia dela ser o centro espiritual de seu mundo, o mundo da Polinésia . O nome tradicional é  Rapa Nui (Ilha Grande) no antigo idioma do  Tahití .
  5. 18. Geograficamente , surgiu de três vulcões . O Poike , de 3 milhões de anos, o Rano Kau de 2,5 milhões e o Maunga Terevaka de 10.000 a 12.000 anos. Eles estão nos vértices do triângulo que é o formato da Ilha. Mais de 70 crateras surgiram depois, e a erosão marinha deu-lhe sua forma definitiva.
  6. 19. Vista do interior da cratera do Vulcão Rano Kau .
  7. 21. Moái é uma palavra da linguagem nativa rapanui, que significa “ escultura ”. Perto do vulcão Rano Raraku , se encontra a pedreira de onde foram retiradas as pedras para a construção das esculturas. Nessa pedreira existem mais 397 esculturas , em diferentes estágios de construção. Aparentemente, em pleno processo de construção, os criadores dos moáis abandonaram repentinamente as obras.
  8. 23. Cada moái pesa mais de 10 toneladas, e por isso representa um enigma como conseguiram cortar a pedra vulcânica, de particular dureza, talhá-las, e transportá-las a seus lugares definitivos.
  9. 26. Quem criou os moáis? Ninguém o sabe ao certo, mas se crê que os antigos habitantes polinésios que haviam se estabelecido nas ilhas, dedicaram generações inteiras à sua construção, entre os séculos XII e XVII . Em 1978, uma descoberta lançou uma luz sobre a razão de ser dos moáis : foi possível estabelecer que nos globos oculares existiam pequenas rochas vermelhas de obsidiana ou coral. Supõe-se que, posteriormente, por causa de lutas tribais, os olhos foram arrancados e atirados ao mar , onde foram localizados.
  10. 28. Por que foram criados os moáis? Não se sabe ao certo. Alguns crêem que as estátuas representavam seus antepassados . Os moáis eram montados sobre plataformas ceremoniais, todos «olhando» para o interior da ilha , para que os espíritos dos mortos canalizassem seu “ maná ” (poder sobrenatural) para seus descendentes.
  11. 30. Montanhas inteiras foram derrubadas para sua construção. As ferramentas que foram empregadas para talhar as pedras vulcânicas foram feitas de obsidiana e basalto. Membros do Museu Kon Tiki realizaram um experimento, mediante o qual provaram que eram necessários, pelo menos, 20 homens , munidos de cordas e armações de madeira, para poder mover um moái de 9 toneladas.
  12. 32. O que chama realmente a atenção, é o formato dos caminhos pelos quais se especula foram levados os moáis para sua localização atual. Todos os caminhos têm sua base em forma de V , quer dizer, com um profundo sulco central. Eles foram talhados no próprio leito de pedra da ilha , uma obra de engenharia não menos misteriosa quanto a construção dos moáis. Nos flancos dessas estradas, fileiras de pedras encravadas em solo rochoso. Especula-se que eram parte de algum engenhoso mecanismo que permitia levar as estátuas caminho acima, o que a mãos vazias seria impossível.
  13. 34. Para o ocidente, Rapa Nui foi descoberta pelo holandês Jakob Roggeveen no ano de 1722. Foi-lhe dado o nome de Ilha da Páscoa porque era o período da Páscoa no ocidente. Sua primeira impressão, vista de seu navio, era de que se tratava de uma terra de gigantes , pensando que os Moáis eram pessoas. Após conhecer o povo da ilha, descreveu-o como um povo amistoso com bonitas mulheres e homens amáveis. Jacob Roggeveen (1659-1729)
  14. 40. <ul><li>A. MOAI ESCORIA ROJA </li></ul><ul><li>B. MOAI TUTURI-RANO RARAKU </li></ul><ul><ul><li>C. MOAI AHU VAI URI-TAHAI </li></ul></ul><ul><ul><li>D. MOAI KO TE RIKU-TAHAI </li></ul></ul><ul><li>E. MOAI AHU TONGARIKI-HOTU ITI </li></ul><ul><li>F. MOAI PARO-AHU TE PITO KURA </li></ul><ul><li>G. MOAI RANO RARAKU (TERMINAL) </li></ul>
  15. 43. Aeroporto
  16. 49. Uma informação curiosa: existe um grupo de 7 moáis, que são os únicos que estão voltados («olhando») para o exterior da ilha. Esses moáis parecem representar os sete exploradores que precederam os primeiros colonizadores europeus.

×