SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
MINI – CURSO DE TEOLOGIA SISTEMÁTICA
02 - TEONTOLOGIA
BASEADO NA VISÃO BÍBLICA
POR: PB. LEONAM DOS SANTOS
TEONTOLOGIA
“DOUTRINA DE DEUS”
VIVEMOS EM UM UNIVERSO CUJA IMENSIDÃO NOS REVELA UM CRIADOR
PODEROSO,POR ISSO O ESTUDO SOBRE DEUS É MUITO IMPORTANTE PARA UMA
COMPREENSÃO PROFUNDA, MAS AO MESMO TEMPO BÁSICA DESTE TREMEMENDO
SER.
SABER QUEM É DEUS, SEU CARATÉR E O MODO COMO ELE SE RELACIONA COM O
MUNDO E COM O HOMEM EM PARTICULAR É IMPORTANTISSÍMO PARA UM
RELACIONAMENTO CORRETO COM ELE, NA VERDADE O CONTEÚDO DA NOSSA
TEOLOGIA E DA VIDA CRISTÃ DEPENDEM DA COMPREENSÃO QUE TEMOS SOBRE
ELE, PORTANTO NESTA LIÇÃO ESTUDAREMOS A EXISTÊNCIA DE DEUS E A SUA
NATUREZA.
INTRODUÇÃO
1 - DEFINIÇÃO BÍBLICA E TEOLÓGICA
A BÍLIA SAGRADA DESCREVE O SENHOR DEUS DE VÁRIAS MANEIRAS, AS
ESCRITURAS O CHAMAM DE: CRIADOR DOS CÉUS E DA TERRA(GN- 1:1), SENHOR
(GN- 2:15), ETERNO(IS-40:28), REI(SL-10:16), JUIZ(SL- 75:7), ALTISSÍMO(SL-
7:17), ESPÍRITO(JO- 4:24) ETC...
O DICIONÁRIO TEOLÓGICO DA CPAD DÁ A SEGUINTE DEFINIÇÃO SOBRE DEUS:
“SER SUPREMO, ABSOLUTO E INFINITO POR EXCELÊNCIA, CRIADOR DOS CÉUS E
DA TERRA, ETERNO E IMUTAVÉL, ONIPOTENTE, ONISCIENTE E ONIPRESENTE(JÓ-
42:2 ; SL-139), SER INCRIADO, É A RAZÃO PRIMEIRA DE TUDO QUANTO EXISTE”.
QUEM É DEUS ?
2 - DEFINIÇÃO LINGÜÍSTICA
A PALAVRA DEUS É A TRADUÇÃO DO VOCÁBULO HEBRAICO “ ELŌHÎM”; NO
GREGO, TEMOS A PALAVRA THÉOS. ELŌHÎM É UM SUBSTANTIVO PLURAL QUE,
TENDO EM VISTA DETERMINADOS CONTEXTOS, ENCERRA ESTE PRINCÍPIO: A
EXISTÊNCIA DA SANTÍSSIMA TRINDADE.
3 - DEFINIÇÃO DO DICIONÁRIO SECULAR
O DICIONÁRIO MICHAELIS DEFINE DEUS DA SEGUINTE FORMA: O SER
SUPREMO; O ESPÍRITO INFINITO E ETERNO, CRIADOR E PRESERVADOR DO
UNIVERSO OU COMO CADA UMA DAS DIVINDADES MASCULINAS DO POLITEÍSMO,
JÁ O AURÉLIO DIZ O SEGUINTE: SER INFINITO, PERFEITO,CRIADOR DO
UNIVERSO. NAS RELIGIÕES POLITEÍSTAS, DIVINDADE MASCULINA SUPERIOR AOS
HOMENS.
CONTINUAÇÃO
A CRENÇA EM DEUS É UM FENÔMENO UNIVERSAL. TODOS OS POVOS
MANIFESTARAM UMA CRENÇA EM UMA DIVINDADE SUPREMA, ESTA CRENÇA É
INTUITIVA E RACIONAL, POIS ORIGINA-SE NA ALMA DAS PESSOAS E DESENVOLVE-
SE PELA OBSERVAÇÃO E EXPERIÊNCIA(AT-14:17 ; 17:27-28 ; RM – 1:19-21).
ALÉM DA CONSCIÊNCIA INTERIOR DE DEUS QUE AS PESSOAS POSSUEM, QUE
LHES DÁ O CLARO TESTEMUNHO DO FATO QUE DEUS EXISTE, A CLARA
EVIDÊNCIA DE SUA EXISTÊNCIA PODE SER VISTA NA ESCRITURA E NA NATUREZA.
POR ESTA RAZÃO OS ESCRITORES BÍBLICOS NENHUMA PREUCUPAÇÃO TIVERAM
EM PROVAR A EXISTÊNCIA DE DEUS. POIS O TODO – PODEROSO FAZIA PARTE DE
SEU COTIDIANO; ERA INCOCEBÍVEL VIVER SEM ELE OU À PARTE DELE(SL- 26).
A EXISTÊNCIA DE DEUS
1- ARGUMENTO COSMOLÓGICO
O NOME VEM DE COSMOS(MUNDO). ESTE ARGUMENTO FOI USADO DE FORMA MAIS
FORTE POR THOMÁS DE AQUINO(1225 -1274), PORÉM, PODE-SE TRAÇAR ESTE TIPO
DE ARGUMENTO DE VOLTA A PLATÃO, O QUAL TÊM SIDO USADO POR FILÓSOFOS E
TEÓLOGOS NOTÁVEIS DESDE ENTÃO.
O RACIOCÍNIO BASEIA-SE NA LEI DA CAUSA E EFEITO. AFIRMA-SE QUE TUDO
QUANTO EXISTE TEM UMA CAUSA QUE LHE SEJA ADEQUADA E EFICIENTE. ORA, O
MUNDO EXISTE COMO EFEITO, LOGO TEM DE HAVER UMA CAUSA QUE SEJA
SUFICIENTE PARA EXPLICAR A EXISTÊNCIA DO MUNDO.
2 – ARGUMENTO ONTOLÓGICO
ONTOS(GR) SIGNIFICA SER , ESTE ARGUMENTO FOI DESENVOLVIDO POR
ANSELMO(1033-1109). BASEIA-SE NA IDÉIAS ABSTRATAS NECESSÁRIAS DA MENTE
HUMANA, PARA ANSELMO O HOMEM TEM A IDÉIA DE UM SER ABSOLUTAMENTE
PERFEITO, SUPERIOR E INFINITO. ATRAVÉS DE PERCEPÇÕES DO MUNDO OBJETIVO,
SUBJETIVO E ESPIRITUAL(RELIGIOSO).
ARGUMENTOS SOBRE A EXISTÊNCIA DE DEUS
3 - ARGUMENTO MORAL
BASEIA-SE NA NATUREZA MORAL DO HOMEM.O SER HUMANO TEM A CONSCIÊNCIA DO BEM
E DO MAL, E DO SEU DEVER DE EVITAR O MAL E PRATICAR O BEM, ESTA CONSCIÊNCIA
MORAL INDICA UM SER PARA LEGISLAR A CONDUTA DO SER HUMANO(RM- 2:14-15).
4 - ARGUMENTO TELEOLÓGICO
TELOS(GR.) SIGNIFICA FIM, PROPÓSITO, DESÍGNIO.O ARGUMENTO BASEIA-SE NO
PROPÓSITO OU DESÍGNIO QUE SE VERIFICA NA ORDEM DAS COISAS CRIADAS. O UNIVERSO
REVELA ORGANIZAÇÃO, ORDEM, HARMONIA, PROPÓSITO, INDICANDO ASSIM A
EXISTÊNCIA DE UM SER INTELIGENTE QUE O TERIA PLANEJADO ANTES DE TÊ-LO
FEITO(SL- 19:1-6).
5 - ARGUMENTO HISTÓRICO
ESTE ARGUMENTO BASEIA-SE NOS FATOS DA HISTÓRIA PARA COMPROVAR A EXISTÊNCIA
DE DEUS, USANDO OS FATOS DOS CULTOS DOS POVOS DA ANTIGUIDADE, MAS
SOBRETUDO OS FATOS OCORRIDOS NA HISTÓRIA DE ISRAEL( AT-17:27).
ARGUMENTOS
1 - ATEÍSMO
NEGAM A EXISTÊNCIA DE DEUS, A GRANDE MAIORIA DELES NÃO NASCEU ATEU, A
PERCEPÇÃO SOBRE DEUS FOI AFETADA POR FATORES DA NATUREZA PECAMINOSA DO
PRÓPRIO INDIVÍDUO, DA CULTURA SECULAR OU ATRAVÉS DA DECEPÇÃO COM A RELIGIÃO
(RM- 1:19-21).
HÁ DOIS TIPOS DE ATEUS: OS PRÁTICOS E OS TÉORICOS. OS PRÁTICOS NEGAM A
EXISTÊNCIA DE DEUS POR CONVENIÊNCIA PESSOAL, PREFEREM VIVER COMO SE DEUS
NÃO EXISTISSE, JÁ OS TÉORICOS USAM A TESE DO CONVENCIMENTO RACIONAL,
POSSUEM UMA EXPLICAÇÃO. ENTRETANTO, SEUS ARGUMENTOS FALHAM EM ALGUM
LUGAR(SL-14:1).OBS: EXISTE TAMBÉM OS ATEUS MATERIALISTAS
2 - PANTEÍSMO
NO PANTEÍSMO NÃO HÁ UM DEUS PESSOAL NEM REVELAÇÃO ESPECIAL.PARA ELES TUDO É
DEUS E DEUS É TUDO(GN-1:1-2).
ARGUMENTOS DIVERGENTES
3 - AGNOSTICISMO
AFIRMAM QUE O HOMEM NÃO PODE CONHEÇER A REALIDADE DAS COISAS, PORTANTO
NÃO PODEM AFIRMAR QUE DEUS EXISTE, PORÉM TAMBÉM NÃO NEGAM A EXISTÊNCIA DE
DEUS, POIS ACHAM QUE NÃO SE PODE PROVAR TAL COISA( RM- 1:19-21).
4 - POLITEÍSMO E O DEÍSMO
O POLITEÍSMO NEGA A EXISTÊNSIA DE UM DEUS ÚNICO, ELES ACREDITAM NA
PLURALIDADE DE “deuses”, JÁ O DEÍSMO É UMA POSIÇÃO FILÓSOFICA NATURALISTA
QUE ACEITA A EXISTÊNCIA E NATUREZA DE DEUS (CRIADOR OU NÃO) ATRAVÉS DA RAZÃO
E DA EXPERIÊNCIA PESSOAL, EM VEZ DOS ELEMENTOS COMUNS DAS RELIGIÕES TEÍSTAS
COMO A REVELAÇÃO DIRETA, OU TRADIÇÃO. DEUS É UM CRIADOR OU ORGANIZADOR DO
UNIVERSO , É A PRIMEIRA CAUSA DA FILOSOFIA DEÍSTA. EM PALAVRAS MAIS SIMPLES: UM
DEÍSTA É AQUELE QUE ESTÁ INCLINADO A AFIRMAR A EXISTÊNCIA DE DEUS, MAS NÃO
PRATICA NENHUMA RELIGIÃO ASSIM, UM DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DESTA POSIÇÃO
É BASEADA NA CONSOLIDAÇÃO DE QUE DEUS EXISTE E CRIOU O UNIVERSO FÍSICO MAS
NÃO INTERFERE COM ELE, PORTANTO NÃO É SOBERANO( AT-17:26-28).
DIVERGENTES
O SENHOR DEUS DESEJA REVELAR-SE AO SER HUMANO, POIS AMA-O COM UM AMOR
ETERNO. AMANDO-NOS COMO NOS AMA, ELE UTILIZA VÁRIAS FORMAS COMPREENSÍVEIS
PARA SE REVELAR A HUMANIDADE, REVELAÇÕES ESTAS QUE PODEM SER ENTENDIDAS POR
UM FILÓSOFO OU ATÉ MESMO UMA LAVADEIRA.
A PALAVRA REVELAÇÃO PROVÉM DO LATIM REVELATIONE E SIGNIFICA: REVELAR, TIRAR O
VÉU, DESCOBRIR( 2 C0- 3:16 ), A SEGUIR VEREMOS ALGUMAS FORMAS DE DEUS SE
REVELAR AO HOMEM.
1 – PALAVRA DE DEUS
O SENHOR DEUS USA AS ESCRITURAS SAGRADAS PARA SE REVELAR AO HOMEM, POIS A
BÍBLIA É CONSIDERADA A REVELAÇÃO DEFINITIVA E ACABADA DE DEUS ACERCA DE SEUS
PLANOS EM RELAÇÃO A HUMANIDADE. É ATRAVÉS DELA QUE CONHEÇEMOS A DEUS( DT-
5:22-23 ; JO- 5:39 ; 2 TM- 3:15-17).
A REVELAÇÃO DE DEUS
2 – NATUREZA
A EXISTÊNCIA E O PODER DE DEUS PODEM SER VISTOS CLARAMENTE ATRAVÉS DA
OBSERVAÇÃO DO UNIVERSO. A ORDEM, DETALHES E MARAVILHA DA CRIAÇÃO FALAM DA
EXISTÊNCIA DE UM CRIADOR PODEROSO E GLORIOSO.
A REVELAÇÃO GERAL REVELA DEUS COMO CRIADOR, MAS NÃO REVELA O REDENTOR,
NARRANDO APENAS A GRANDEZA DE DEUS (SL.8:1;SL-19;1-4; IS.40:12-17; RM-1:19-20).
ELA É AMPLA, REVELANDO AS VERDADES DA CIÊNCIA, HISTÓRIA E MATEMÁTICA, PELAS
LEIS DA NATUREZA E TAMBÉM É ESSENCIAL PARA A RAZÃO HUMANA PELO
QUESTIONAMENTO DOS FATOS DA VIDA.
REVELAÇÃO 2
3 – HOMEM
COMO COROA DA CRIAÇÃO O SER HUMANO TEM UM PAPEL MUITO IMPORTANTE NA
REVELAÇÃO DIVINA, QUANDO O HOMEM SE VOLTA PARA DEUS E O SERVE, ELE RECEBE A
NOVA NATUREZA DE DEUS, PASSA A TER OS ATRIBUTOS MORAIS DO SENHOR, GERANDO
NO INDIVÍDUO UMA NOVA VIDA. É JUSTAMENTE ESTA NOVA VIDA QUE ATRAI PESSOAS A
DEUS(GN- 1:26 ; MT- 5:16).
REVELAÇÃO 3
4 – JESUS
A FORMA SUPREMA DA REVELAÇÃO ESPECIAL É A PESSOA DE JESUS CRISTO. DEUS SE
TORNOU UM SER HUMANO (JOÃO 1:1,14 ; 14:8-9). HEBREUS 1:1-3 RESUME MUITO BEM:
“HAVENDO DEUS, OUTRORA, FALADO, MUITAS VEZES E DE MUITAS MANEIRAS, AOS PAIS,
PELOS PROFETAS, NESTES ÚLTIMOS DIAS, NOS FALOU PELO FILHO, A QUEM CONSTITUIU
HERDEIRO DE TODAS AS COISAS, PELO QUAL TAMBÉM FEZ O UNIVERSO. ELE, QUE É O
RESPLENDOR DA GLÓRIA E A EXPRESSÃO EXATA DO SEU SER.” DEUS SE TORNOU UM SER
HUMANO NA PESSOA DE JESUS CRISTO PARA SE IDENTIFICAR CONOSCO, PARA SER UM
EXEMPLO PARA NÓS, PARA NOS ENSINAR, PARA SE REVELAR A NÓS E, MAIS IMPORTANTE,
PARA NOS PROVIDENCIAR SALVAÇÃO AO SE HUMILHAR COM MORTE NA CRUZ (FILIPENSES
2:6-8). JESUS CRISTO É A “REVELAÇÃO ESPECIAL” MAIS SUPREMA DE DEUS.
REVELAÇÃO 4
SÃO AS QUALIDADES OU CARACTERISTICAS DO SER DIVINO, EM VIRTUDE DAS QUAIS ELE
SE DISTINGUE DE TODOS OS SERES CRIADOS E SEM AS QUAIS ELE NÃO SERIA DIGNO DO
CULTO E DO SERVIÇO DO HOMEM.
1 - AUTOEXISTÊNCIA
É A PERFEIÇÃO DE DEUS EM PODER EXISTIR POR SÍ MESMO, NA COMPLETA AUTONOMIA DE
QUALQUER FONTE, ORIGEM OU ENERGIA(JO- 5:26).
2 - ESPIRITUALIDADE
DEUS É ESPÍRITO, AFIRMOU O SENHOR JESUS À MULHER SAMARITANA (JO 4.24). NESTA
DEFINIÇÃO ESSENCIAL DE DEUS, APRENDEMOS ALGO MUITO IMPORTANTE: DEUS É UM
ESPÍRITO PURO E SIMPLES. ELE É O QUE É. SENDO ESPÍRITO, TRANSCENDE O MUNDO
MATERIAL; COM ESTE, PORÉM, MANTÉM UM RELACIONAMENTO REDENTIVO (JO 5.37).
ATRIBUTOS PESSOAIS(NATURAIS)
3 - IMUTABILIDADE
É A QUALIDADE QUE DEUS TEM PELA QUAL NÃO HÁ MUDANÇA EM SEU PRÓPRIO SER , EM
SEUS ATRIBUTOS E EM SEUS PROPÓSITOS ETERNOS(ML-3:6 ; TG-1:17).
4 - IMENSIDÃO
ATRIBUTO EXCLUSIVO DE DEUS, QUE O FAZ TRANSCENDER A TODOS OS LIMITES QUER DO
MUNDO FÍSICO, QUER DO ESPIRITUAL, OU DO CELESTIAL (IS 57:15).
5 - INFINIDADE
A INFINIDADE DE DEUS É A QUALIDADE DE DEUS SER ISENTO DE TODA E QUALQUER
LIMITAÇÃO IMPOSTA PELA CRIAÇÃO(SL- 145:3 ; RM- 11:33).
6 - ETERNIDADE
É A INFINIDADE DE DEUS EM RELAÇÃO AO TEMPO. ELE DURA PELOS SÉCULOS SEM FIM(SL-
90:2 ; EF-3:21).
NATURAIS
7 - ONIPRESENÇA
DEUS É IMANENTE, ESTÁ EM TODAS AS PARTES DO ESPAÇO( SL- 139:7-10 ; AT-17:27-28).
8 - ONISCIÊNCIA
DIZ RESPEITO A ABRANGÊNCIA DO CONHECIMENTO DIVINO. DEUS CONHEÇE A SÍ PRÓPRIO
E TODAS AS COISAS QUE DELE PROVÊM(SL-139:1-6 ; PV-15:3 ; HB-4:13).
9 - ONIPOTÊNCIA
É A INFINIDADE DE DEUS EM RELAÇÃO AO PODER; SIGNIFICA QUE DEUS TUDO PODE(JÓ-
42:2 ; IS- 43:13; MT-28:18 ; AP-1:8).
10 - UNIDADE
ESTE ATRIBUTO SALIENTA A UNIDADE E A UNICIDADE DE DEUS, ISTO É, DEUS É ÚNICO.
IMPLICA QUE EXISTE UM SÓ DEUS, SOBERANO; TUDO MAIS DEPENDE DELE(DT- 6:4 ; IS-
44:6 ; EF-4:5-6 ; 1 TM- 2:5).
11 - SOBERANIA
DEUS É SOBERANO, ISTO É, ELE TEM O DIREITO ABSOLUTO DE GOVERNAR SUAS
CRIATURAS E DISPOR DELAS COMO LHE APRAZ(DT- 4:35 ; MT-20:15 ; RM- 9:21).
NATURAIS
SÃO ATRIBUTOS DIVINOS COMPARTILHADOS COM A HUMANIDADE, QUE PODEM E DEVEM
SER POSSUÍDOS POR TODOS OS SERVOS DO SENHOR.
1 - SANTIDADE
NO SENTIDO MAIS AMPLO A SANTIDADE DE DEUS SIGNIFICA QUE ELE É ABSOLUTAMENTE
PERFEITO EM TUDO. DEUS É SANTO(HB.QADOSH – SEPARADO) E EXIGE QUE TODOS OS
SEUS SERVOS TAMBÉM O SEJAM (LV 19.2 ; 1 PE- 1:15-16).
2 - JUSTIÇA
DEUS É RETO NO SEU CARATÉR E EM TUDO O QUE ELE FAZ. NÃO HÁ INJUSTIÇA NAS SUAS
AÇÕES. POR SER JUSTO DEUS ORDENA QUE OS SEU POVO TAMBÉM O SEJA(1 JO- 3:7).
3 - MISERICÓRDIA
É UM ASPECTO DA BONDADE DE DEUS, RELACIONA-SE COM A CONDIÇÃO DE SOFRIMENTO
E NECESSIDADE DO HOMEM(É CONDOER-SE DO SOFREDOR),O SENHOR NOS ENSINA A
EXERÇER A MISERICÓRDIA AOS NECESSITADOS(MT- 5:7 ; CL- 3:12).
ATRIBUTOS MORAIS
4 - SABEDORIA
DEUS É SÁBIO, OU SEJA, É AQUELE QUE SABE DE TODAS AS COISAS, E POR SUA GRAÇA
NOS REPARTE UM POUCO DESTA SABEDORIA(TG-1:5).
5 - AMOR
ELE AMOU-NOS COM UM AMOR ETERNO, ENTREGANDO O SEU FILHO POR NÓS, POR ISSO,
DEVEMOS TAMBÉM AMAR UNS AOS OUTROS(JO- 13:34 ; 1 JO- 4:8).
MORAIS
1- YHWH ( ‫יהוה‬) TETRAGRAMA; NOME IMPRONUNCIÁVEL DE
DEUS; É TRADUZIDO POR SENHOR.
2 - ADONAY ( ‫חשם‬ ) SENHOR
3 - ELOHIM – (‫אלחים‬) DEUS
4 - EL ( ‫אל‬ ) DEUS "AQUELE QUE VAI ADIANTE OU COMEÇA AS
COISAS"
5 - EL-ELYON ( ‫עליון‬ ‫אל‬) DEUS ALTISSIMO
6 - EL-OLAN ( ‫עלם‬ ‫אל‬) DEUS ETERNO
7 - EL-RO‘I DEUS QUE VÊ
8 - EL-SHADDAY ( ‫שדי‬ ‫אל‬) DEUS TODO - PODEROSO
9 - YHWH (JEOVÁ) JIREH – ( ‫ֶה‬‫א‬ ְ‫ִר‬ ‫י‬ ‫יהוה‬) O SENHOR PROVERÁ
10 - YHWH (JEOVÁ) NISSI – ( ‫נסי‬ ‫יהוה‬) O SENHOR É MINHA BANDEIRA
NOMES DE DEUS(GR, HB E AR)
11- YHWH (JEOVÁ) RAFAH – ( ‫רפה‬ ‫)יהוה‬ SENHOR QUE SARA
12- YHWH (JEOVÁ) SABAOTH ( ‫צבאות‬ ‫)יהוה‬ SENHOR DOS EXÉRCITOS
13- YHWH (JEOVÁ) SHALOM – ( ‫שלום‬ ‫)יהוה‬ SENHOR É PAZ
14- YHWH (JEOVÁ) SHAMMAH – ( ‫שמה‬ ‫)יהוה‬ SENHOR PRESENTE
15- YHWH (JEOVÁ) TZIDIKENU – ( ‫צדקנו‬ ‫)יהוה‬ SENHOR JUSTIÇA NOSSA
16- ATTIQ YÔMIN ANCIÃO DE DIAS
17- THÉOS DEUS
18- KÍRIOS SENHOR
19- PATER PAI
20- ABA PAPAI(PAI)
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Doutrina do homem
Doutrina do homemDoutrina do homem
Doutrina do homem
 
A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo A doutrina do espírito santo
A doutrina do espírito santo
 
Cristologia aula02
Cristologia aula02Cristologia aula02
Cristologia aula02
 
Teontologia - AULA 02
Teontologia - AULA 02Teontologia - AULA 02
Teontologia - AULA 02
 
IBADEP - BIBLIOLOGIA AULA 3.pptx
IBADEP - BIBLIOLOGIA AULA 3.pptxIBADEP - BIBLIOLOGIA AULA 3.pptx
IBADEP - BIBLIOLOGIA AULA 3.pptx
 
A doutrina do pecado
A doutrina do pecadoA doutrina do pecado
A doutrina do pecado
 
A importância da teologia hoje
A importância da teologia hojeA importância da teologia hoje
A importância da teologia hoje
 
PENTECOSTES
PENTECOSTESPENTECOSTES
PENTECOSTES
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
 
Aula 3 soteriologia
Aula 3   soteriologiaAula 3   soteriologia
Aula 3 soteriologia
 
Lição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvaçãoLição 1 - Uma promessa de salvação
Lição 1 - Uma promessa de salvação
 
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIAFORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
 
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
 
Angeologia
 Angeologia Angeologia
Angeologia
 
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptxANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
 
Curso de Bibliologia
Curso de BibliologiaCurso de Bibliologia
Curso de Bibliologia
 
Eclesiologia ana
Eclesiologia anaEclesiologia ana
Eclesiologia ana
 
Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01Bibliologia - Introdução - Aula 01
Bibliologia - Introdução - Aula 01
 
Panorama do novo testamento
Panorama do novo testamentoPanorama do novo testamento
Panorama do novo testamento
 
Ebd 2011 lio 2 NOMES E SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO
Ebd 2011 lio 2   NOMES E SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTOEbd 2011 lio 2   NOMES E SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO
Ebd 2011 lio 2 NOMES E SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO
 

Semelhante a MINI-CURSO DE TEOLOGIA - TEONTOLOGIA

A bíblia e a fé cristã (1)
A bíblia e a fé cristã (1)A bíblia e a fé cristã (1)
A bíblia e a fé cristã (1)Recife Metro
 
Introdução a teologia sistemática
Introdução a teologia sistemáticaIntrodução a teologia sistemática
Introdução a teologia sistemáticaAniel Wagner Cruz
 
Introdução à Teologia Sistemática 1
Introdução à Teologia Sistemática 1Introdução à Teologia Sistemática 1
Introdução à Teologia Sistemática 1Luciana Lisboa
 
Aula 4 fundamentos da teologia
Aula 4   fundamentos da teologiaAula 4   fundamentos da teologia
Aula 4 fundamentos da teologiaArthur Monteiro
 
Lição 4 - Deus é o Criador e se Relaciona
Lição 4 - Deus é o Criador e se RelacionaLição 4 - Deus é o Criador e se Relaciona
Lição 4 - Deus é o Criador e se RelacionaÉder Tomé
 
Teologia do novo testamento
Teologia do novo testamentoTeologia do novo testamento
Teologia do novo testamentoJose Ventura
 
Desmascarando seitas e heresias parte 2
Desmascarando seitas e heresias   parte 2Desmascarando seitas e heresias   parte 2
Desmascarando seitas e heresias parte 2ThayaneCristineManho
 
4- A igreja primitiva.pptx
4- A igreja primitiva.pptx4- A igreja primitiva.pptx
4- A igreja primitiva.pptxPIB Penha - SP
 
Teo do n t slide do dia 27 de janeiro
Teo do n t slide do dia 27 de janeiroTeo do n t slide do dia 27 de janeiro
Teo do n t slide do dia 27 de janeiroJose Ventura
 
Disciplina Introdução a Teologia - Completo.ppt
Disciplina Introdução a Teologia - Completo.pptDisciplina Introdução a Teologia - Completo.ppt
Disciplina Introdução a Teologia - Completo.pptTatianeHernandes3
 

Semelhante a MINI-CURSO DE TEOLOGIA - TEONTOLOGIA (20)

Definindo teologia capitulo i
Definindo teologia   capitulo iDefinindo teologia   capitulo i
Definindo teologia capitulo i
 
A bíblia e a fé cristã (1)
A bíblia e a fé cristã (1)A bíblia e a fé cristã (1)
A bíblia e a fé cristã (1)
 
Introdução a teologia sistemática
Introdução a teologia sistemáticaIntrodução a teologia sistemática
Introdução a teologia sistemática
 
Introdução à Teologia Sistemática 1
Introdução à Teologia Sistemática 1Introdução à Teologia Sistemática 1
Introdução à Teologia Sistemática 1
 
Aula 4 fundamentos da teologia
Aula 4   fundamentos da teologiaAula 4   fundamentos da teologia
Aula 4 fundamentos da teologia
 
Lição 4 - Deus é o Criador e se Relaciona
Lição 4 - Deus é o Criador e se RelacionaLição 4 - Deus é o Criador e se Relaciona
Lição 4 - Deus é o Criador e se Relaciona
 
7 pneumatologia
7   pneumatologia7   pneumatologia
7 pneumatologia
 
A_DOUTRINA_DE_DEUS_apostila.docx
A_DOUTRINA_DE_DEUS_apostila.docxA_DOUTRINA_DE_DEUS_apostila.docx
A_DOUTRINA_DE_DEUS_apostila.docx
 
A_DOUTRINA_DE_DEUS_apostila.pdf
A_DOUTRINA_DE_DEUS_apostila.pdfA_DOUTRINA_DE_DEUS_apostila.pdf
A_DOUTRINA_DE_DEUS_apostila.pdf
 
Teologia do novo testamento
Teologia do novo testamentoTeologia do novo testamento
Teologia do novo testamento
 
A pessoa de cristo
A pessoa de cristoA pessoa de cristo
A pessoa de cristo
 
Religião
ReligiãoReligião
Religião
 
Desmascarando seitas e heresias parte 2
Desmascarando seitas e heresias   parte 2Desmascarando seitas e heresias   parte 2
Desmascarando seitas e heresias parte 2
 
Apostila de Teontologia.pdf
Apostila de Teontologia.pdfApostila de Teontologia.pdf
Apostila de Teontologia.pdf
 
4- A igreja primitiva.pptx
4- A igreja primitiva.pptx4- A igreja primitiva.pptx
4- A igreja primitiva.pptx
 
Teo do n t slide do dia 27 de janeiro
Teo do n t slide do dia 27 de janeiroTeo do n t slide do dia 27 de janeiro
Teo do n t slide do dia 27 de janeiro
 
Disciplina Introdução a Teologia - Completo.ppt
Disciplina Introdução a Teologia - Completo.pptDisciplina Introdução a Teologia - Completo.ppt
Disciplina Introdução a Teologia - Completo.ppt
 
Testemunha de Jeová
Testemunha de JeováTestemunha de Jeová
Testemunha de Jeová
 
A Verdadeira Religião
A Verdadeira ReligiãoA Verdadeira Religião
A Verdadeira Religião
 
Teologia de deus
Teologia de deusTeologia de deus
Teologia de deus
 

Mais de Leonam dos Santos (20)

Sindrome de Lúcifer
Sindrome de LúciferSindrome de Lúcifer
Sindrome de Lúcifer
 
Dias melhores
Dias melhoresDias melhores
Dias melhores
 
Como identificar uma seita
Como identificar uma seitaComo identificar uma seita
Como identificar uma seita
 
Acordem!
Acordem!Acordem!
Acordem!
 
Terceiro templo
Terceiro temploTerceiro templo
Terceiro templo
 
Sinais do anticristo
Sinais do anticristoSinais do anticristo
Sinais do anticristo
 
Síndrome de Lúcifer
Síndrome de LúciferSíndrome de Lúcifer
Síndrome de Lúcifer
 
Dias melhores
Dias melhoresDias melhores
Dias melhores
 
É hora de acordar!
É hora de acordar!É hora de acordar!
É hora de acordar!
 
FOLHETOS PARA EVANGELISMO
FOLHETOS PARA EVANGELISMOFOLHETOS PARA EVANGELISMO
FOLHETOS PARA EVANGELISMO
 
04- DISCIPULADO NO NOVO TESTAMENTO
04-  DISCIPULADO NO NOVO TESTAMENTO04-  DISCIPULADO NO NOVO TESTAMENTO
04- DISCIPULADO NO NOVO TESTAMENTO
 
03- A ORIGEM DO DISCIPULADO
03-  A ORIGEM DO DISCIPULADO03-  A ORIGEM DO DISCIPULADO
03- A ORIGEM DO DISCIPULADO
 
Cuidado com os Neo-Gnósticos
Cuidado com os Neo-GnósticosCuidado com os Neo-Gnósticos
Cuidado com os Neo-Gnósticos
 
02 - JESUS E O DISCIPULADO
02 - JESUS E O DISCIPULADO02 - JESUS E O DISCIPULADO
02 - JESUS E O DISCIPULADO
 
01- DISCIPULADO
01- DISCIPULADO01- DISCIPULADO
01- DISCIPULADO
 
O Anticristo Será Muçulmano?
O Anticristo Será Muçulmano?O Anticristo Será Muçulmano?
O Anticristo Será Muçulmano?
 
Quem tem razão?
Quem tem razão?Quem tem razão?
Quem tem razão?
 
TERCEIRA GUERRA - PARTE 2
TERCEIRA GUERRA - PARTE 2TERCEIRA GUERRA - PARTE 2
TERCEIRA GUERRA - PARTE 2
 
HIPOCRISIA
HIPOCRISIAHIPOCRISIA
HIPOCRISIA
 
O SEGREDO DA SABEDORIA
O SEGREDO DA SABEDORIAO SEGREDO DA SABEDORIA
O SEGREDO DA SABEDORIA
 

Último

EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxLuisCarlosAlves10
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfaulasgege
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 

Último (20)

EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 

MINI-CURSO DE TEOLOGIA - TEONTOLOGIA

  • 1. MINI – CURSO DE TEOLOGIA SISTEMÁTICA 02 - TEONTOLOGIA BASEADO NA VISÃO BÍBLICA POR: PB. LEONAM DOS SANTOS
  • 3. VIVEMOS EM UM UNIVERSO CUJA IMENSIDÃO NOS REVELA UM CRIADOR PODEROSO,POR ISSO O ESTUDO SOBRE DEUS É MUITO IMPORTANTE PARA UMA COMPREENSÃO PROFUNDA, MAS AO MESMO TEMPO BÁSICA DESTE TREMEMENDO SER. SABER QUEM É DEUS, SEU CARATÉR E O MODO COMO ELE SE RELACIONA COM O MUNDO E COM O HOMEM EM PARTICULAR É IMPORTANTISSÍMO PARA UM RELACIONAMENTO CORRETO COM ELE, NA VERDADE O CONTEÚDO DA NOSSA TEOLOGIA E DA VIDA CRISTÃ DEPENDEM DA COMPREENSÃO QUE TEMOS SOBRE ELE, PORTANTO NESTA LIÇÃO ESTUDAREMOS A EXISTÊNCIA DE DEUS E A SUA NATUREZA. INTRODUÇÃO
  • 4. 1 - DEFINIÇÃO BÍBLICA E TEOLÓGICA A BÍLIA SAGRADA DESCREVE O SENHOR DEUS DE VÁRIAS MANEIRAS, AS ESCRITURAS O CHAMAM DE: CRIADOR DOS CÉUS E DA TERRA(GN- 1:1), SENHOR (GN- 2:15), ETERNO(IS-40:28), REI(SL-10:16), JUIZ(SL- 75:7), ALTISSÍMO(SL- 7:17), ESPÍRITO(JO- 4:24) ETC... O DICIONÁRIO TEOLÓGICO DA CPAD DÁ A SEGUINTE DEFINIÇÃO SOBRE DEUS: “SER SUPREMO, ABSOLUTO E INFINITO POR EXCELÊNCIA, CRIADOR DOS CÉUS E DA TERRA, ETERNO E IMUTAVÉL, ONIPOTENTE, ONISCIENTE E ONIPRESENTE(JÓ- 42:2 ; SL-139), SER INCRIADO, É A RAZÃO PRIMEIRA DE TUDO QUANTO EXISTE”. QUEM É DEUS ?
  • 5. 2 - DEFINIÇÃO LINGÜÍSTICA A PALAVRA DEUS É A TRADUÇÃO DO VOCÁBULO HEBRAICO “ ELŌHÎM”; NO GREGO, TEMOS A PALAVRA THÉOS. ELŌHÎM É UM SUBSTANTIVO PLURAL QUE, TENDO EM VISTA DETERMINADOS CONTEXTOS, ENCERRA ESTE PRINCÍPIO: A EXISTÊNCIA DA SANTÍSSIMA TRINDADE. 3 - DEFINIÇÃO DO DICIONÁRIO SECULAR O DICIONÁRIO MICHAELIS DEFINE DEUS DA SEGUINTE FORMA: O SER SUPREMO; O ESPÍRITO INFINITO E ETERNO, CRIADOR E PRESERVADOR DO UNIVERSO OU COMO CADA UMA DAS DIVINDADES MASCULINAS DO POLITEÍSMO, JÁ O AURÉLIO DIZ O SEGUINTE: SER INFINITO, PERFEITO,CRIADOR DO UNIVERSO. NAS RELIGIÕES POLITEÍSTAS, DIVINDADE MASCULINA SUPERIOR AOS HOMENS. CONTINUAÇÃO
  • 6. A CRENÇA EM DEUS É UM FENÔMENO UNIVERSAL. TODOS OS POVOS MANIFESTARAM UMA CRENÇA EM UMA DIVINDADE SUPREMA, ESTA CRENÇA É INTUITIVA E RACIONAL, POIS ORIGINA-SE NA ALMA DAS PESSOAS E DESENVOLVE- SE PELA OBSERVAÇÃO E EXPERIÊNCIA(AT-14:17 ; 17:27-28 ; RM – 1:19-21). ALÉM DA CONSCIÊNCIA INTERIOR DE DEUS QUE AS PESSOAS POSSUEM, QUE LHES DÁ O CLARO TESTEMUNHO DO FATO QUE DEUS EXISTE, A CLARA EVIDÊNCIA DE SUA EXISTÊNCIA PODE SER VISTA NA ESCRITURA E NA NATUREZA. POR ESTA RAZÃO OS ESCRITORES BÍBLICOS NENHUMA PREUCUPAÇÃO TIVERAM EM PROVAR A EXISTÊNCIA DE DEUS. POIS O TODO – PODEROSO FAZIA PARTE DE SEU COTIDIANO; ERA INCOCEBÍVEL VIVER SEM ELE OU À PARTE DELE(SL- 26). A EXISTÊNCIA DE DEUS
  • 7. 1- ARGUMENTO COSMOLÓGICO O NOME VEM DE COSMOS(MUNDO). ESTE ARGUMENTO FOI USADO DE FORMA MAIS FORTE POR THOMÁS DE AQUINO(1225 -1274), PORÉM, PODE-SE TRAÇAR ESTE TIPO DE ARGUMENTO DE VOLTA A PLATÃO, O QUAL TÊM SIDO USADO POR FILÓSOFOS E TEÓLOGOS NOTÁVEIS DESDE ENTÃO. O RACIOCÍNIO BASEIA-SE NA LEI DA CAUSA E EFEITO. AFIRMA-SE QUE TUDO QUANTO EXISTE TEM UMA CAUSA QUE LHE SEJA ADEQUADA E EFICIENTE. ORA, O MUNDO EXISTE COMO EFEITO, LOGO TEM DE HAVER UMA CAUSA QUE SEJA SUFICIENTE PARA EXPLICAR A EXISTÊNCIA DO MUNDO. 2 – ARGUMENTO ONTOLÓGICO ONTOS(GR) SIGNIFICA SER , ESTE ARGUMENTO FOI DESENVOLVIDO POR ANSELMO(1033-1109). BASEIA-SE NA IDÉIAS ABSTRATAS NECESSÁRIAS DA MENTE HUMANA, PARA ANSELMO O HOMEM TEM A IDÉIA DE UM SER ABSOLUTAMENTE PERFEITO, SUPERIOR E INFINITO. ATRAVÉS DE PERCEPÇÕES DO MUNDO OBJETIVO, SUBJETIVO E ESPIRITUAL(RELIGIOSO). ARGUMENTOS SOBRE A EXISTÊNCIA DE DEUS
  • 8. 3 - ARGUMENTO MORAL BASEIA-SE NA NATUREZA MORAL DO HOMEM.O SER HUMANO TEM A CONSCIÊNCIA DO BEM E DO MAL, E DO SEU DEVER DE EVITAR O MAL E PRATICAR O BEM, ESTA CONSCIÊNCIA MORAL INDICA UM SER PARA LEGISLAR A CONDUTA DO SER HUMANO(RM- 2:14-15). 4 - ARGUMENTO TELEOLÓGICO TELOS(GR.) SIGNIFICA FIM, PROPÓSITO, DESÍGNIO.O ARGUMENTO BASEIA-SE NO PROPÓSITO OU DESÍGNIO QUE SE VERIFICA NA ORDEM DAS COISAS CRIADAS. O UNIVERSO REVELA ORGANIZAÇÃO, ORDEM, HARMONIA, PROPÓSITO, INDICANDO ASSIM A EXISTÊNCIA DE UM SER INTELIGENTE QUE O TERIA PLANEJADO ANTES DE TÊ-LO FEITO(SL- 19:1-6). 5 - ARGUMENTO HISTÓRICO ESTE ARGUMENTO BASEIA-SE NOS FATOS DA HISTÓRIA PARA COMPROVAR A EXISTÊNCIA DE DEUS, USANDO OS FATOS DOS CULTOS DOS POVOS DA ANTIGUIDADE, MAS SOBRETUDO OS FATOS OCORRIDOS NA HISTÓRIA DE ISRAEL( AT-17:27). ARGUMENTOS
  • 9. 1 - ATEÍSMO NEGAM A EXISTÊNCIA DE DEUS, A GRANDE MAIORIA DELES NÃO NASCEU ATEU, A PERCEPÇÃO SOBRE DEUS FOI AFETADA POR FATORES DA NATUREZA PECAMINOSA DO PRÓPRIO INDIVÍDUO, DA CULTURA SECULAR OU ATRAVÉS DA DECEPÇÃO COM A RELIGIÃO (RM- 1:19-21). HÁ DOIS TIPOS DE ATEUS: OS PRÁTICOS E OS TÉORICOS. OS PRÁTICOS NEGAM A EXISTÊNCIA DE DEUS POR CONVENIÊNCIA PESSOAL, PREFEREM VIVER COMO SE DEUS NÃO EXISTISSE, JÁ OS TÉORICOS USAM A TESE DO CONVENCIMENTO RACIONAL, POSSUEM UMA EXPLICAÇÃO. ENTRETANTO, SEUS ARGUMENTOS FALHAM EM ALGUM LUGAR(SL-14:1).OBS: EXISTE TAMBÉM OS ATEUS MATERIALISTAS 2 - PANTEÍSMO NO PANTEÍSMO NÃO HÁ UM DEUS PESSOAL NEM REVELAÇÃO ESPECIAL.PARA ELES TUDO É DEUS E DEUS É TUDO(GN-1:1-2). ARGUMENTOS DIVERGENTES
  • 10. 3 - AGNOSTICISMO AFIRMAM QUE O HOMEM NÃO PODE CONHEÇER A REALIDADE DAS COISAS, PORTANTO NÃO PODEM AFIRMAR QUE DEUS EXISTE, PORÉM TAMBÉM NÃO NEGAM A EXISTÊNCIA DE DEUS, POIS ACHAM QUE NÃO SE PODE PROVAR TAL COISA( RM- 1:19-21). 4 - POLITEÍSMO E O DEÍSMO O POLITEÍSMO NEGA A EXISTÊNSIA DE UM DEUS ÚNICO, ELES ACREDITAM NA PLURALIDADE DE “deuses”, JÁ O DEÍSMO É UMA POSIÇÃO FILÓSOFICA NATURALISTA QUE ACEITA A EXISTÊNCIA E NATUREZA DE DEUS (CRIADOR OU NÃO) ATRAVÉS DA RAZÃO E DA EXPERIÊNCIA PESSOAL, EM VEZ DOS ELEMENTOS COMUNS DAS RELIGIÕES TEÍSTAS COMO A REVELAÇÃO DIRETA, OU TRADIÇÃO. DEUS É UM CRIADOR OU ORGANIZADOR DO UNIVERSO , É A PRIMEIRA CAUSA DA FILOSOFIA DEÍSTA. EM PALAVRAS MAIS SIMPLES: UM DEÍSTA É AQUELE QUE ESTÁ INCLINADO A AFIRMAR A EXISTÊNCIA DE DEUS, MAS NÃO PRATICA NENHUMA RELIGIÃO ASSIM, UM DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DESTA POSIÇÃO É BASEADA NA CONSOLIDAÇÃO DE QUE DEUS EXISTE E CRIOU O UNIVERSO FÍSICO MAS NÃO INTERFERE COM ELE, PORTANTO NÃO É SOBERANO( AT-17:26-28). DIVERGENTES
  • 11. O SENHOR DEUS DESEJA REVELAR-SE AO SER HUMANO, POIS AMA-O COM UM AMOR ETERNO. AMANDO-NOS COMO NOS AMA, ELE UTILIZA VÁRIAS FORMAS COMPREENSÍVEIS PARA SE REVELAR A HUMANIDADE, REVELAÇÕES ESTAS QUE PODEM SER ENTENDIDAS POR UM FILÓSOFO OU ATÉ MESMO UMA LAVADEIRA. A PALAVRA REVELAÇÃO PROVÉM DO LATIM REVELATIONE E SIGNIFICA: REVELAR, TIRAR O VÉU, DESCOBRIR( 2 C0- 3:16 ), A SEGUIR VEREMOS ALGUMAS FORMAS DE DEUS SE REVELAR AO HOMEM. 1 – PALAVRA DE DEUS O SENHOR DEUS USA AS ESCRITURAS SAGRADAS PARA SE REVELAR AO HOMEM, POIS A BÍBLIA É CONSIDERADA A REVELAÇÃO DEFINITIVA E ACABADA DE DEUS ACERCA DE SEUS PLANOS EM RELAÇÃO A HUMANIDADE. É ATRAVÉS DELA QUE CONHEÇEMOS A DEUS( DT- 5:22-23 ; JO- 5:39 ; 2 TM- 3:15-17). A REVELAÇÃO DE DEUS
  • 12. 2 – NATUREZA A EXISTÊNCIA E O PODER DE DEUS PODEM SER VISTOS CLARAMENTE ATRAVÉS DA OBSERVAÇÃO DO UNIVERSO. A ORDEM, DETALHES E MARAVILHA DA CRIAÇÃO FALAM DA EXISTÊNCIA DE UM CRIADOR PODEROSO E GLORIOSO. A REVELAÇÃO GERAL REVELA DEUS COMO CRIADOR, MAS NÃO REVELA O REDENTOR, NARRANDO APENAS A GRANDEZA DE DEUS (SL.8:1;SL-19;1-4; IS.40:12-17; RM-1:19-20). ELA É AMPLA, REVELANDO AS VERDADES DA CIÊNCIA, HISTÓRIA E MATEMÁTICA, PELAS LEIS DA NATUREZA E TAMBÉM É ESSENCIAL PARA A RAZÃO HUMANA PELO QUESTIONAMENTO DOS FATOS DA VIDA. REVELAÇÃO 2
  • 13. 3 – HOMEM COMO COROA DA CRIAÇÃO O SER HUMANO TEM UM PAPEL MUITO IMPORTANTE NA REVELAÇÃO DIVINA, QUANDO O HOMEM SE VOLTA PARA DEUS E O SERVE, ELE RECEBE A NOVA NATUREZA DE DEUS, PASSA A TER OS ATRIBUTOS MORAIS DO SENHOR, GERANDO NO INDIVÍDUO UMA NOVA VIDA. É JUSTAMENTE ESTA NOVA VIDA QUE ATRAI PESSOAS A DEUS(GN- 1:26 ; MT- 5:16). REVELAÇÃO 3
  • 14. 4 – JESUS A FORMA SUPREMA DA REVELAÇÃO ESPECIAL É A PESSOA DE JESUS CRISTO. DEUS SE TORNOU UM SER HUMANO (JOÃO 1:1,14 ; 14:8-9). HEBREUS 1:1-3 RESUME MUITO BEM: “HAVENDO DEUS, OUTRORA, FALADO, MUITAS VEZES E DE MUITAS MANEIRAS, AOS PAIS, PELOS PROFETAS, NESTES ÚLTIMOS DIAS, NOS FALOU PELO FILHO, A QUEM CONSTITUIU HERDEIRO DE TODAS AS COISAS, PELO QUAL TAMBÉM FEZ O UNIVERSO. ELE, QUE É O RESPLENDOR DA GLÓRIA E A EXPRESSÃO EXATA DO SEU SER.” DEUS SE TORNOU UM SER HUMANO NA PESSOA DE JESUS CRISTO PARA SE IDENTIFICAR CONOSCO, PARA SER UM EXEMPLO PARA NÓS, PARA NOS ENSINAR, PARA SE REVELAR A NÓS E, MAIS IMPORTANTE, PARA NOS PROVIDENCIAR SALVAÇÃO AO SE HUMILHAR COM MORTE NA CRUZ (FILIPENSES 2:6-8). JESUS CRISTO É A “REVELAÇÃO ESPECIAL” MAIS SUPREMA DE DEUS. REVELAÇÃO 4
  • 15. SÃO AS QUALIDADES OU CARACTERISTICAS DO SER DIVINO, EM VIRTUDE DAS QUAIS ELE SE DISTINGUE DE TODOS OS SERES CRIADOS E SEM AS QUAIS ELE NÃO SERIA DIGNO DO CULTO E DO SERVIÇO DO HOMEM. 1 - AUTOEXISTÊNCIA É A PERFEIÇÃO DE DEUS EM PODER EXISTIR POR SÍ MESMO, NA COMPLETA AUTONOMIA DE QUALQUER FONTE, ORIGEM OU ENERGIA(JO- 5:26). 2 - ESPIRITUALIDADE DEUS É ESPÍRITO, AFIRMOU O SENHOR JESUS À MULHER SAMARITANA (JO 4.24). NESTA DEFINIÇÃO ESSENCIAL DE DEUS, APRENDEMOS ALGO MUITO IMPORTANTE: DEUS É UM ESPÍRITO PURO E SIMPLES. ELE É O QUE É. SENDO ESPÍRITO, TRANSCENDE O MUNDO MATERIAL; COM ESTE, PORÉM, MANTÉM UM RELACIONAMENTO REDENTIVO (JO 5.37). ATRIBUTOS PESSOAIS(NATURAIS)
  • 16. 3 - IMUTABILIDADE É A QUALIDADE QUE DEUS TEM PELA QUAL NÃO HÁ MUDANÇA EM SEU PRÓPRIO SER , EM SEUS ATRIBUTOS E EM SEUS PROPÓSITOS ETERNOS(ML-3:6 ; TG-1:17). 4 - IMENSIDÃO ATRIBUTO EXCLUSIVO DE DEUS, QUE O FAZ TRANSCENDER A TODOS OS LIMITES QUER DO MUNDO FÍSICO, QUER DO ESPIRITUAL, OU DO CELESTIAL (IS 57:15). 5 - INFINIDADE A INFINIDADE DE DEUS É A QUALIDADE DE DEUS SER ISENTO DE TODA E QUALQUER LIMITAÇÃO IMPOSTA PELA CRIAÇÃO(SL- 145:3 ; RM- 11:33). 6 - ETERNIDADE É A INFINIDADE DE DEUS EM RELAÇÃO AO TEMPO. ELE DURA PELOS SÉCULOS SEM FIM(SL- 90:2 ; EF-3:21). NATURAIS
  • 17. 7 - ONIPRESENÇA DEUS É IMANENTE, ESTÁ EM TODAS AS PARTES DO ESPAÇO( SL- 139:7-10 ; AT-17:27-28). 8 - ONISCIÊNCIA DIZ RESPEITO A ABRANGÊNCIA DO CONHECIMENTO DIVINO. DEUS CONHEÇE A SÍ PRÓPRIO E TODAS AS COISAS QUE DELE PROVÊM(SL-139:1-6 ; PV-15:3 ; HB-4:13). 9 - ONIPOTÊNCIA É A INFINIDADE DE DEUS EM RELAÇÃO AO PODER; SIGNIFICA QUE DEUS TUDO PODE(JÓ- 42:2 ; IS- 43:13; MT-28:18 ; AP-1:8). 10 - UNIDADE ESTE ATRIBUTO SALIENTA A UNIDADE E A UNICIDADE DE DEUS, ISTO É, DEUS É ÚNICO. IMPLICA QUE EXISTE UM SÓ DEUS, SOBERANO; TUDO MAIS DEPENDE DELE(DT- 6:4 ; IS- 44:6 ; EF-4:5-6 ; 1 TM- 2:5). 11 - SOBERANIA DEUS É SOBERANO, ISTO É, ELE TEM O DIREITO ABSOLUTO DE GOVERNAR SUAS CRIATURAS E DISPOR DELAS COMO LHE APRAZ(DT- 4:35 ; MT-20:15 ; RM- 9:21). NATURAIS
  • 18. SÃO ATRIBUTOS DIVINOS COMPARTILHADOS COM A HUMANIDADE, QUE PODEM E DEVEM SER POSSUÍDOS POR TODOS OS SERVOS DO SENHOR. 1 - SANTIDADE NO SENTIDO MAIS AMPLO A SANTIDADE DE DEUS SIGNIFICA QUE ELE É ABSOLUTAMENTE PERFEITO EM TUDO. DEUS É SANTO(HB.QADOSH – SEPARADO) E EXIGE QUE TODOS OS SEUS SERVOS TAMBÉM O SEJAM (LV 19.2 ; 1 PE- 1:15-16). 2 - JUSTIÇA DEUS É RETO NO SEU CARATÉR E EM TUDO O QUE ELE FAZ. NÃO HÁ INJUSTIÇA NAS SUAS AÇÕES. POR SER JUSTO DEUS ORDENA QUE OS SEU POVO TAMBÉM O SEJA(1 JO- 3:7). 3 - MISERICÓRDIA É UM ASPECTO DA BONDADE DE DEUS, RELACIONA-SE COM A CONDIÇÃO DE SOFRIMENTO E NECESSIDADE DO HOMEM(É CONDOER-SE DO SOFREDOR),O SENHOR NOS ENSINA A EXERÇER A MISERICÓRDIA AOS NECESSITADOS(MT- 5:7 ; CL- 3:12). ATRIBUTOS MORAIS
  • 19. 4 - SABEDORIA DEUS É SÁBIO, OU SEJA, É AQUELE QUE SABE DE TODAS AS COISAS, E POR SUA GRAÇA NOS REPARTE UM POUCO DESTA SABEDORIA(TG-1:5). 5 - AMOR ELE AMOU-NOS COM UM AMOR ETERNO, ENTREGANDO O SEU FILHO POR NÓS, POR ISSO, DEVEMOS TAMBÉM AMAR UNS AOS OUTROS(JO- 13:34 ; 1 JO- 4:8). MORAIS
  • 20. 1- YHWH ( ‫יהוה‬) TETRAGRAMA; NOME IMPRONUNCIÁVEL DE DEUS; É TRADUZIDO POR SENHOR. 2 - ADONAY ( ‫חשם‬ ) SENHOR 3 - ELOHIM – (‫אלחים‬) DEUS 4 - EL ( ‫אל‬ ) DEUS "AQUELE QUE VAI ADIANTE OU COMEÇA AS COISAS" 5 - EL-ELYON ( ‫עליון‬ ‫אל‬) DEUS ALTISSIMO 6 - EL-OLAN ( ‫עלם‬ ‫אל‬) DEUS ETERNO 7 - EL-RO‘I DEUS QUE VÊ 8 - EL-SHADDAY ( ‫שדי‬ ‫אל‬) DEUS TODO - PODEROSO 9 - YHWH (JEOVÁ) JIREH – ( ‫ֶה‬‫א‬ ְ‫ִר‬ ‫י‬ ‫יהוה‬) O SENHOR PROVERÁ 10 - YHWH (JEOVÁ) NISSI – ( ‫נסי‬ ‫יהוה‬) O SENHOR É MINHA BANDEIRA NOMES DE DEUS(GR, HB E AR)
  • 21. 11- YHWH (JEOVÁ) RAFAH – ( ‫רפה‬ ‫)יהוה‬ SENHOR QUE SARA 12- YHWH (JEOVÁ) SABAOTH ( ‫צבאות‬ ‫)יהוה‬ SENHOR DOS EXÉRCITOS 13- YHWH (JEOVÁ) SHALOM – ( ‫שלום‬ ‫)יהוה‬ SENHOR É PAZ 14- YHWH (JEOVÁ) SHAMMAH – ( ‫שמה‬ ‫)יהוה‬ SENHOR PRESENTE 15- YHWH (JEOVÁ) TZIDIKENU – ( ‫צדקנו‬ ‫)יהוה‬ SENHOR JUSTIÇA NOSSA 16- ATTIQ YÔMIN ANCIÃO DE DIAS 17- THÉOS DEUS 18- KÍRIOS SENHOR 19- PATER PAI 20- ABA PAPAI(PAI) FIM