O linho

20.796 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
20.796
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
213
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O linho

  1. 1. LinhoÉ a fibra têxtil mais antiga do mundo. Descobertahá mais de 8.000 a.C, conforme registros históricos,teve seu uso constatado até em construções demoradias pré-históricas.Não se tem a data exata de quando a fibra do linhocomeçou a ser tecido pelo homem. Mas há registros quecomprovam o seu cultivo em 2.500 a.C.
  2. 2. As múmias egípcias eramenroladas em tecido depuro linho e tinha osignificado de luz epureza – a tumba dofaraó Ramssés II, mortoem 1213 a.C, foidescoberta em 1881 d. C,e o linho que envolvia amúmia estava emperfeito estado deconservação – após3.000 anos. Além da sua As planícies doexistência, isso comprova rio Nilo servema resistência da fibra emrelação a ação do tempo. de leito para o linho há milhares de anos.
  3. 3. Material nobre, se espalhou pela Europa, em primeiro lugarpelos fenícios, célebres comerciantes e navegadores ilustrescompravam o linho no Egito para exportá-lo para Irlanda,Inglaterra e Bretanha Com o incentivo de Carlos Magno à sua produção, o linho tornou-se o principal artigo têxtil europeu na Idade Média.
  4. 4. O LINHO NO MUNDOO maior produtor de linho no mundo é a Rússia – comLituânia, Litônia e Estônia, responsável por quase metade daprodução mundial. O linho de melhor qualidade vem daBélgica e dos países vizinhos.A Irlanda até hoje é conhecida pela excelente qualidade deseus tecidos de linho.
  5. 5. • O LINHO NO BRASIL• A cultura do linho em nosso país teve inicio com a vinda de imigrantes europeus.• Os primeiros imigrantes alemães chegaram a Porto Alegre em 18 de julho de 1824.• No final do século XIX, chegaram os poloneses, que já sabiam trabalhar com plantação, juntaram-se aos imigrantes alemães para o cultivo do linho.• Guarani da Missões é a única região do Brasil onde ainda se cultiva o linho, no noroeste gaúcho, contudo não mais para extração de fibras têxteis e sim por suas sementes, para a fabricação de linhaça, um óleo utilizado no preparo de tintas, esmaltes, vernizes e até na medicina.O cultivo do linho com finalidade têxtil foi quase totalmenteextinto nos anos 1960, por causa da concorrência de outrasfibras vegetais e sintéticas.
  6. 6. Fases do linhoSementeiraCom o terreno pronto, faz-se o lançamento das sementes para aterra.RegasAs regas são efetuadas consoante as necessidades da terra.Mondas retirar os infestantes.ArrancadaQuando o linho (planta) estiver “maduro” arranca-se da terra.Ripagem Operação que consiste em retirar a “baganha” (cápsula).Maceração; o linho deve ficar todo alinhado no mesmo sentido, de modo apermitir que se efetue esta operação. Esta consiste na dissociaçãodos cimentos pecticos e hemicelulósicos, que ligam os feixes de fibrasentre si, sendo efetuada por microorganismos (fungos e bactérias) emanaerobiose, no “poço”. O tempo em média de 8 a 10 dias.
  7. 7. Secagem da Palhapara evitar a formação de bolores e para que seque rápida eo mais uniformemente possível.AcondicionamentoA palha está macerada desde que apresente uma corcinzento-prateada e se destaque facilmente da fibra porfricção dos caules na mão.MaçarEsmaga-se a palha batendo com um maço de madeira atéque seja possível separar a parte lenhosa da fibra.”Amadar”esfregar, manualmente o linho maçado, torcendo-o emespiral, possibilitando a separação dos restos de celulose etornando-o mais maleável.EspadelagemOperadoras batem tantas vezes na palha até que possibilitea separação dos “tascos” ou “tomentos”.Sedar funciona como um “crivo” e apresenta dois tipos de malha,uma grossa e fina. A de malha mais grossa serve paraseparação da “estopa grossa” dos fios mais finos e a demalha mais fina, para separar a “estopa linheira” das fibras delinho.
  8. 8. Fiação produzir, por torção das fibras têxteis (fibras essas que são paralelas), umcilindro de comprimento ilimitado que se designa por “fio”. Este deveapresentar em todo o seu comprimento o mesmo aspecto e a mesmaresistência.Estas qualidades só podem ser obtidas em secção transversal e um bom fioé sempre composto por 40 a 50 fibras têxteis.Sarilho serve para enrolar o fio das maçarocas em meadas.BarrelaAs meadas são retiradas do sarilho, molhadas e bem batidas na pedra deum lavadoro, em seguida são colocadas nos cortiços grandes em cuja bocae colocado um pano coberto de cinza, a que se chama “barreleiro”, comfunção de filtro. Durante 3 dias deita-se água a ferver. O líquido penetra ofiltro acumula-se dentro do cortiço e é escoada pelo fundo.Dobadoura passar o fio das meadas para novelos.UrdiduraOperação que consiste na preparação dos fios de teia para seremcolocados no tear.TearConfecção dos diferentes tipos de tecido:Pano liso;Riscos e quadros;Mantês“Rifado”
  9. 9. Fábrica de linho do BrasilJacarepaguá orgulha-se de sediar o único produto de linho noBrasil para os mercados de moda e decoração. O Linifício Leslieé a única fábrica de tecidos de linho do país e é conhecida pelaexcelente qualidade e por suas coleções vanguardistas.Fundada em 1951, aempresa teve inicial-mente a produçãovoltada para a fabrica-ção de tecidos delinho para roupa mas-culina. Expandindo nadécada de 60 com aprodução de fios maisgrossos para estabe-lecer-se no mercadode decoração.
  10. 10. No final dos anos 50 a Leslie optou pela nãodependência de importação de fibra de linho, suaprincipal matéria prima, iniciando o cultivo domesmo em terras próprias, localizadas em SantaCatarina. Manteve assim o suprimento exclusivo defibra nacional até meados dos anos 90, quandoficou mais vantajoso exportá-la.
  11. 11. Atualmente a fibra utilizada pela Leslie é importada da Françae da Bélgica. Em posse da matéria prima a empresa produzdiferentes titulagens de fios, tece e faz o acabamento naprópria fábrica.Leslie continua a atuar fortemente no mercado externo querepresenta hoje cerca de 50% de suas vendas.E o resultado final é uma enorme variedade de pesos e coresde tecido que valorizam e marcam os projetos de moda edecoração mais exigentes
  12. 12. LEMBRANÇASQuando se fala em linho no Brasil, não se pode deixar de citara Braspérola. Inaugurada em 1953 e Vitória, no Espírito Santo,chegou a ser a maior fábrica de linho das Américas, com 1,9mil empregados. Na década de 80, o puro linho Braspérolaganhou novas tramas, cores e estampas. A Braspérolaexportava para mais de vinte países, mas, de modoinesperado, encerrou atividades em 3 de setembro de 2001.Outro nome que deve ser lembrado é a Teba ( IndústriasTêxteis Barbero), iniciada pelo italiano Antônio Barbero nacidade de Sorocaba, interior de São Paulo. Esta tambémfechada entre o ano de 1995.
  13. 13. Classificação O linho é uma planta herbácea, que chega a atingir um metro de altura e pertence à família das lináceas. Linum usitatissimumPlantam-se três tipos de linho:*Linho de fibras (linho para debulhar), para a obtenção defibras têxteis;*Da semente, para a obtenção de óleo de linhaça;*Linho de cruzamento, conseguido pelo cruzamento do linhode fibras com óleo foi desenvolvido para dar um rendimentosuficiente de fibras e óleo.
  14. 14. COMPOSIÇÃOCompõe-se basicamente de uma substância fibrosa, da qualse extraem as fibras longas para a fabricação de tecidos e deuma substância lenhosa.Produz sementes oleaginosas e a sua farinha é utilizadapara cataplasmas de papas, usada para fins medicinais.
  15. 15. •COMPOSIÇÃO QUÍMICA - Linho (espadelado) 80,8% decelulose, 3,8% de pectina, 1,5% graxa e cera, 3,9% desubstância solúvel em água, e 10% água.•HIGROSCOPICIDADE - Absorção de umidade quando aumidade relativa é 100% até 23% do peso seco. Tolerânciacombinada em fibras de linho até 12,00%, em fios de linho12,00% e em fios de estopa 12,50%.•ABSORÇÃO DE UMIDADE E INTUMESCÊNCIA - Muitoalta. A água é otimamente absorvida, mas tambémliberada depressa.•CAPACIDADE DE SER ALVEJADO E TINGIDO - Muitoboa; é possível tingidura de máxima garantia.•LAVABILIDADE E RESISTÊNCIA À FERVURA - resistemà fervura. Por causa da sua superfície lisa, a fibra de linhorepele a sujeira. Os tecidos são facilmente laváveis.• O linho desfia pouco.
  16. 16. Com a mudança do estilo de vida quepassou a ser mais agitado e com umaparticipação maior da mulher , houveuma necessidade de tecidos (fibras)mais fáceis de serem usados emrelação a praticidade como, fáceis delavar, que não amassem muito, nãoprecisar passar – ferro... Sendo assimo linho foi “esquecido” (apesar de estarsempre na paralela da moda nascoleções de verão), pelo seu baixopoder de resiliência – amassa comfacilidade e por ter um processo deprodução muito caro.
  17. 17. Mas, por ser uma fibra nobre e ter queparticipar, entrar novamente namoda com força total esses problemasforam solucionados da seguinte maneira: As industrias têxteis estão produ-zindo a fibra do linho misturado aoutras fibras tais como o algodão, a vis-Cose, sem perder suas características.Além disso, o linho recebe um banhode resina, dando a ele um aspecto deencerado que faz com que o tecidoamasse menos.
  18. 18. Toda essa tecnologia faz dele, “ oLinho dos tempos atuais”, agradávelao toque e com caimento perfeito.Para completar o poder do linho, foiincluída a estampa floral para dar umtoque ainda mais fresco as coleçõesde verão.
  19. 19. UsabilidadeA linhaça é a semente do linho, muitoutilizada em culinária, na farmaceuticaou na cosmética. Na culinária , com a semente,prepara-se pães, bolos, etc.Se extrai o óleo de linhaça que é ricoem Ómega 3, Ómega 6 e Ómega 9,eficaz recurso para a redução doexcesso de colesterol e contra doençascardiovasculares em geral, e câncer,principalmente como preventivo.Reduz as taxas de glicose nosdiabéticos e auxilia nas dietas deemagrecimento. Regularização dofuncionamento do intestino, emespecial no tratamento da prisão deventre e na revitalização da pele.Usado na indústria cosmética parahidratações e compressas.
  20. 20. Usos e costumes relacionados com o linhoEra costume, na ilha daMadeira, as famílias “deitarema sua teia”, ou seja,semeareme trabalharem o linho, o qualera destinado ao dote dassuas filhas. Cada dotecorrespondia à medida desete ramos, que correspondeaproximadamente a oitometros de tecido.Nas zonas rurais, até meadosdo século XX, muitas peçasde vestuário e roupas deuso doméstico, eram tecidasno tear. Toalhas de mão, atoalha para a cesta doalmoço, as toalhas de mesa,os lençóis, camisas e blusas,eram em linho ou estopa,tecido no tear.
  21. 21. Toalha da Ilha da Madeira
  22. 22. No século XIII, surgiram as famosas “batistas” – tecido muitofino de linho utilizado em vestidos, blusas, camisas e roupasíntimas.A crinolina, nascida da tecelagem do linho e da crina decavalo em conjunto, surgiu somente no século XVIII.Esse tecido, um tanto armado, era usado em armações parasaias e acabou designando a própria peça do vestuário.
  23. 23. Sustentabilidade Linho é o tecido mais ecológico que existe.Pesquisas internacionais comprovam que o mesmoé sete vezes mais ecológico que o algodão. Énecessário muito pouco fertilizante químico nocultivo da planta do linho. Durante o processo deprodução praticamente tudo é utilizado, desde apalha que envolve a fibra ( para serragem decavalos) até a semente (alimentação, cosméticos,tintas, etc.) O cultivo é renovável, não exaurindo asriquezas naturais da terra.
  24. 24. Características do Tecido de LINHO - Brilhante e flexível. - Bonito, elegante e suave. - Forte e durável. - Suporta a pintura quando molhados. - Possui baixa elasticidade. - Possui grande resistência à tração. - Altamente absorvente. - Seca rapidamente. - Termo-regulável - Antialérgico - Antibacteriano - Resistente ao desgaste e à abrasão.
  25. 25. Propriedades do Linho•Comprimento da Fibra - Fibra singela, 25mm (aprox) Fibra longa 40 a 70 cm Estopa 20 a 35 cm.•Finura da Fibra - Na fibra singela, irregular, afinada emdireção da ponta. Na fibra de Filaça não se usaindicação, porque não tem importância na técnica defiação.•Superfície da Fibra - Lisa.•Cor - Maceração no orvalho: cinza; maceração naágua: amarelada. Quanto mais clara, maior seu valor.•Brilho e Aspecto - A calandragem dá à superfície lisada fibra um aspecto sedoso.•Conservação do calor - Reduzida, pois é bomcondutor de calor•Toque - Liso e frio.
  26. 26. • TESTES• DE COMBUSTÃO - Chama um tanto amarela, rápida. Opequeno resíduo de cinzas incandesce por pouco tempo.Cheiro de papel queimado.•TESTE DE ROTURA - Em fios, som claro; as pontas darotura são longas, rígidas e se destacam.•ALONGAMENTO - Muito pequeno; abaixo doalongamento do algodão.•RESISTÊNCIA - A seco: muito alta,A úmido: em fios de linho 130 a 140% da resistência aseco.•ELASTICIDADE E RESISTÊNCIA AO AMASSAMENTO -Muito reduzida. A resistência ao amassamento dos fiospode ser melhorada pelo acabamento ou mistura comoutras fibras.•COMPOSIÇÃO QUÍMICA - Linho (espadelado) compõe-se de 80,8% de celulose, 3,8% de pectina, 1,5% graxa ecera, 3,9% de substância solúvel em água, e 10% água.
  27. 27. •COMPORTAMENTO PARA COM O CALOR - No calorcontínuo a 120 C, a fibra fica amarela, e no calorcontínuo de 150 C ela decompõe-se.•TEMPERATURA NO PASSAR - 220 a 245 C, desdeque o tecido esteja bem umedecido.•PLASTICIDADE - Muito reduzida.•ESTABILIDADE DA FORMA - Inferior ao algodão.•COMPORTAMENTO PARA COM ÁCIDOS E LIXÍVIAS- Ácidos concentrados atacam a fibra, em especial oácido sulfúrico, clorídrico e nítrico. Lixívia forte atacaigualmente a fibra; lixívia fraca não prejudica a fibra.
  28. 28. O linho é um dostecidos consideradosmais nobres na históriada moda, por suatradição. Como umsímbolo de poder e deriqueza, mantém-seainda hoje com elevadoprestígio.* Por todos os seusatributos e tradição,muitas pessoas sonhamainda, cobrir-se commaravilhosos lençóis delinho!
  29. 29. ESTÁCIO –FIC - Design de ModaTecnologia Textil, Profa. VeraEquipe:Ana KarineAndréiaFádinaJulietaLedaZélia

×