Prevenção de Estresse: Qualidade de Vida e bem-estar no ambiente de trabalho

2.361 visualizações

Publicada em

Palestra ministrada por Silvia Rezende Azevedo Floh - Psicóloga e Pedagoga, CRP 06/57937-5, Coordenadora técnica da Clinica LARES, Cursos e aprimoramento em Dependência Química e Co-dependência.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.361
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prevenção de Estresse: Qualidade de Vida e bem-estar no ambiente de trabalho

  1. 1. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES LARES“Lugar de Afeto, Respeito e Expressão dos Sentimentos” 2012©LARES (11) 3699.4245www.lares.psc.br Prevenção de Estresse: Qualidade de Vida e bem-estar no ambiente de trabalho
  2. 2. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES
  3. 3. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Um programa de bem-estar e qualidade de vida bem estruturado deve ter sua visão e missão alinhadas à visão, missão e valores da empresa como um todo e deve entrar como um aspecto da estratégia organizacional.
  4. 4. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Programa de Qualidade de Vida Planejar programas de promoção de saúde, qualidade de vida ou bem-estar nas empresas implica uma reflexão sobre quais serão as áreas abordadas, identificar os objetivos e expectativas da empresa com o programa as meta da organização o resultado esperado. O programa só se torna viável quando ele agrega valor dentro do negócio da empresa. – Melhorar a imagem da empresa por meio do programa de qualidade de vida, é importante que se pense cuidadosamente em campanhas de comunicação e divulgação da empresa externamente – Intenção é reduzir os custos em geral Presenteísmo / Absenteísmo/ Turnover / Incapacidade – de longo prazo e aposentadorias por invalidez.
  5. 5. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Avaliação Diagnóstica e Pesquisa FASE 1: Levantamento de Dados 1. Mapeamento Inicial com a Plataforma FURFLE 2. Avaliação Clima organizacional. 3. Avaliação do nível de Estresse identificando os motivadores internos e externos. 4. Benefícios e facilitadores para o bem estar já existentes na empresa. 5. Avaliação de riscos a saúde do trabalhador doenças. 6. Avaliação dos aspectos da cultura da organização. 7. Procurar se existe Manual do código de conduta “Código de Conduta Ética da Empresa”, 8. Avaliação sobre o estágio de prontidão da empresa para Implementação de um programa.
  6. 6. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Programa de Qualidade de vida Redução Benefícios 1. Custos em geral 2. Presenteísmo 3. Turnover . 4. Absenteísmo 5. Fatores de risco – (tabagismo, atividade física, obesidade, estresse, padrão alimentar). As doenças crônicas (doenças cardiovasculares, derrames cerebrais, câncer e diabetes 6. Incapacidade / acidentes de trabalho. 7. Perda de material e danos a equipamento 8. Mortalidade. • Produtividade • ? • ? • ?
  7. 7. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Sensibilização e Envolvimento A empresa receberá um panorama geral dos resultados •Indicadores de saúde / Fatores de risco •Indicadores econômicos •Necessidades da empresa •O espaço físico da empresa para as ações e a viabilidade de cada uma delas nas instalações da empresa. •Investimento necessário
  8. 8. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Desenvolvimento do Programa Importante compreender os estágios de prontidão para mudanças: •Pré-contemplação: Não está interessado em mudar. •Contemplação: Pretende mudar nos próximos seis meses. •Preparação: Preparando-se para mudar nos próximos 30 dias. •Ação: Os primeiros seis meses de mudança do comportamento. •Manutenção: Mudança realizada por mais de seis meses. •Finalização: Estágio de estabilidade da mudança. •Recaída: O indivíduo volta para o estágio anterior.
  9. 9. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Desenvolvimento do Programa • É importante que se mantenham por algum tempo as ações, até que as pessoas conheçam e participem. • A mudança de comportamento é um processo que precisa ser cuidadosamente acompanhado. Por isso, as ações precisam ser renovadas e oferecidas algumas vezes, ao longo do ano. • A Association for Fitness in Business (1992) sugere que se aproveitem os diferentes ciclos ao longo do ano, para oferecer diversas atividades
  10. 10. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Definição do Modelo e da Abrangência do Programa  A sensibilização é uma forma de transmitir informações importantes às pessoas para que elas possam compreender melhor e para que possam ter o poder e a opção de tomar decisões.  A participação dos empregados na elaboração e desenho do programa é fator essencial para o seu sucesso.  Capacitação para gestores e Suporte das Lideranças.  Estabelecer políticas e normas de confidencialidade com todos os envolvidos no processo.
  11. 11. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Definição do Modelo e da Abrangência do Programa A. Marketing / Campanhas de comunicação. B. Nome e Logo do Programa. C. Endomarketing - vender uma ideia para o cliente interno, ou seja, o funcionário da empresa. D. Elaborar material de apoio do programa. E. Planejamento de um cronograma gráfico com as tarefas a serem cumpridas relacionadas meses de maior volume de trabalho, como fechamento de metas ou preparação de orçamentos. F. Criar um ambiente de Suporte para proporcionar às pessoas envolvidas no programa um ambiente saudável.
  12. 12. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Escolha das Ações • Gerenciamento de Estresse para Executivos. • Intervenções individuas –Terapia ,Coaching: Gestão de Estresse, Grupo de Resiliência • Plano de Assistência Médica e Odontológica • Exames Periódicos de Saúde: Acompanhamento de Grupos de Risco • Internet (chat, web, vídeo conferência) • Grupos de modalidades esportivas, torneio corrida e/ou caminhada
  13. 13. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Escolha das Ações • Academia na empresa ou descontos em academias • Meditação, Ioga, Tai Chi e Espaço Zen • Nutrição: Orientação, almoço saudável, Oficinas de culinárias, Garrafas de água para os funcionários, festivais temáticos no restaurante da empresa, troca de máquinas de salgadinhos e chocolates na empresa por alimentos saudáveis. • Orientação sobre qualidade de sono • O tema segurança do funcionário e dos visitantes merece toda a atenção da empresa.
  14. 14. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Escolha das Ações • Ergonomia aspectos ambientais e biomecânicos • Sessões de fisioterapia:, Massagem, Bioenergética, Ginástica laboral • SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho). • Palestras, treinamentos, cursos Consultorias. • Campanhas de vacinação, temáticas, preventivas e Programa pré-natal • Palestras informativas sobre saúde emocional • Gerenciamento de tempo
  15. 15. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Escolha das Ações • Orientação financeira • Dependência química / Tabagismo: • Sessão de cinema na empresa Coral, teatro, cultura, lazer e passeio ecológico • Família na empresa • Oficinas praticas • Torneios esportivos • Comemorações de datas especiais • Preparação para a aposentadoria (PPA): • Responsabilidade social e incentivo ao voluntariado
  16. 16. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Objetivo geral do Programa de Qualidade de Vida Criar uma politica interna, uma cultura organizacional do bem estar coletivo com responsabilidade, comprometimento, parceria e participação de gestores, diretores da empresa, lideranças e os trabalhadores.
  17. 17. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Lançamento do Programa de Qualidade de Vida Implementação do Programa de Qualidade de Vida
  18. 18. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES AVALIAÇÃO Distinção entre o Impacto das ações (efeitos imediatos )e os Resultados do programa. Avaliação e monitoramento Participação – É o indicador mais básico.
  19. 19. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Programa Viver em Equilíbrio da TRÊS PILARES  Saúde Integral - alimentação, saúde do trabalhador, atividade física e planejamento financeiro.  Saúde Mental - aspectos emocionais, relacionamentos e convívio social  Saúde Social- lazer, cultura, sócio ambiental, espiritualidade e voluntariado Clínica de
  20. 20. (11) 3699.4245www.lares.psc.br 2013©LARES Referências Bibliográficas • Etapas de Implantação de Programas de Qualidade de Vida e a Mudança de Comportamentos - Ricardo Martineli Massola - Especialista em Gestão da Qualidade de Vida na Empresa – UNICAMP • Metodologia para Implementação de Programas de Bem-estar e Qualidade de Vida Alberto Ogata e Sâmia Simurro - Adaptado de “Guia Prático de Qualidade de Vida – Como planejar e gerenciar o melhor programa para sua empresa “ publicado pela Editora Campus Elsevier, com autorização dos autores

×