Distúrbios do Sono
Juliana Dantas Rodriguez
Fisioterapeuta Cardiorrespiratória e Sono
Instituto do Sono de Osasco
VOCÊ RONCA???
STRESS???
Isso tudo é normal???
Sono
Definição: estado ativo e complexo
de inconsciência do qual a pessoa
pode ser despertada por estímulos
sensoriais ou ...
Quantas horas de sono
preciso dormir por dia?
Qual a importância do sono?
Estudos em animais mostram que a
ausência de sono por mais de 10 dias é
incompatível com a vid...
O sono é um regulador
das condições de saúde
Responsável pelo desempenho físico e
mental, capaz de influenciar na
coordenação motora, na capacidade de
raciocínio e de ...
Fisiologia do sono
A cada noite de sono, 2 sonos se
alternam:
- Sono NREM, composto pelos sonos 1, 2 e 3
- Sono REM
Distúrbios do sono
Apnéia
Narcolepsia
Insônia
Pernas inquietas
Sonambulismo
Terror noturno
Pesadelo
Bruxismo
Paralisia do ...
Narcolepsia
Caracteriza-se por ataques repetidos e irresistíveis de sono,
provocando um sono involuntário em situações imp...
Sonambulismo
Seqüência de comportamentos
complexos. Atos motores automáticos
como sentar na cama, andar, abrir e
fechar po...
Distúrbio comportamental do
sono REM
Perda intermitente da atonia do sono REM, acompanhada de
atividade motora compatível ...
Insônia
Insônia
- Insônia inicial: dificuldade em iniciar o sono;
- Insônia intermediária: presença de episódios que
interrompem o...
Insônia
A classificação da insônia se dá por sua duração.
- Insônia transitória (algumas noites);
- Insônia curta (duração...
Insônia
A insônia transitória e a insônia de curta duração estão
relacionadas à circunstâncias adversas da vida e stress.
...
Insônia
O tratamento para a insônia inclui instruções relacionadas com
a higiene do sono, terapias comportamentais com téc...
Sindrome das Pernas Inquietas
Sindrome das Pernas Inquietas
Apnéia
Síndrome da Apnéia e Hipopnéia Obstrutiva do Sono
É o bloqueio das vias aéreas superiores durante o sono,
causado p...
Respiração normal
Ronco (hipopnéia)
Ruído consequente da vibração dos tecidos da garganta
Apnéia
Ronco: problema social
Apnéia: problema de saúde
Apnéia
Alguns sinais e sintomas:
Ronco
Hipersonolência diurna
Sono agitado
Obesidade
Irritabilidade
Mudança de personalida...
Apnéia
Consequências para a mente:
Alteração da Concentração
Alteração do Alerta
Estado de Depressão
Ansiedade
Oscilações ...
Apnéia
Consequências para o corpo:
Dores Musculares
Fadiga Muscular
Alterações Cardiovasculares
Alterações hormonais
Apnéia
Consequências a longo prazo:
Hipertensão
Infarto agudo do miocárdio
Acidente vascular cerebral (derrame)
Apnéia
Medidas comportamentais:
Manter peso corpóreo ideal
Evitar dormir de barriga para cima.
Evitar álcool
Parar de fuma...
CPAP
CPAP
Apnéia
Possível consequência de sonolência no
trânsito:
Diagnóstico
Polissonografia
Exame que monitora o sono e que nos fornece dados
confiáveis para o diagnóstico e tratamento a...
POLISSONOGRAFIA
Instituto do Sono de Osasco
OBRIGADO
Av Santo Antonio 2000 Jd. Bela Vista - Osasco - SP
Tel 36540777 / 36991786
Médico res...
Distúrbios do Sono
Distúrbios do Sono
Distúrbios do Sono
Distúrbios do Sono
Distúrbios do Sono
Distúrbios do Sono
Distúrbios do Sono
Distúrbios do Sono
Distúrbios do Sono
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Distúrbios do Sono

1.947 visualizações

Publicada em

Palestra ministradada pela Dra. Juliana Dantas Rodriguez CREFITO 3: 107.627- F Fisioterapia cardio-respiratória - Instituto do Sono de Osasco

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.947
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
122
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Distúrbios do Sono

  1. 1. Distúrbios do Sono Juliana Dantas Rodriguez Fisioterapeuta Cardiorrespiratória e Sono Instituto do Sono de Osasco
  2. 2. VOCÊ RONCA???
  3. 3. STRESS???
  4. 4. Isso tudo é normal???
  5. 5. Sono Definição: estado ativo e complexo de inconsciência do qual a pessoa pode ser despertada por estímulos sensoriais ou outros.
  6. 6. Quantas horas de sono preciso dormir por dia?
  7. 7. Qual a importância do sono? Estudos em animais mostram que a ausência de sono por mais de 10 dias é incompatível com a vida.
  8. 8. O sono é um regulador das condições de saúde
  9. 9. Responsável pelo desempenho físico e mental, capaz de influenciar na coordenação motora, na capacidade de raciocínio e de memória, na ansiedade, na disposição emocional, no desempenho cognitivo, além da regulação hormonal, da recuperação física, do crescimento e da temperatura corporal.
  10. 10. Fisiologia do sono A cada noite de sono, 2 sonos se alternam: - Sono NREM, composto pelos sonos 1, 2 e 3 - Sono REM
  11. 11. Distúrbios do sono Apnéia Narcolepsia Insônia Pernas inquietas Sonambulismo Terror noturno Pesadelo Bruxismo Paralisia do sono Ronco Transtorno Alimentar Noturno
  12. 12. Narcolepsia Caracteriza-se por ataques repetidos e irresistíveis de sono, provocando um sono involuntário em situações impróprias (dirigindo, durante reuniões, etc). A cataplexia são episódios de perda súbita do tônus muscular, com duração de segundos a minutos, geralmente ocorrem por um forte estímulo emocional.
  13. 13. Sonambulismo Seqüência de comportamentos complexos. Atos motores automáticos como sentar na cama, andar, abrir e fechar portas, abrir uma janela, subir escadas, vestir-se e até mesmo preparar alimentos. Termina por despertar com vários minutos de confusão.
  14. 14. Distúrbio comportamental do sono REM Perda intermitente da atonia do sono REM, acompanhada de atividade motora compatível com atuação em sonhos. Exemplo: socos, chutes, tapas, correr para fora da cama.
  15. 15. Insônia
  16. 16. Insônia - Insônia inicial: dificuldade em iniciar o sono; - Insônia intermediária: presença de episódios que interrompem o sono; - Insônia terminal: despertar cedo; Seu resultado é uma vigília alterada, com sonolência excessiva, cansaço, falta de energia e mal estar.
  17. 17. Insônia A classificação da insônia se dá por sua duração. - Insônia transitória (algumas noites); - Insônia curta (duração inferior a 3 semanas); - Insônia crônica (mais de três semanas de duração);
  18. 18. Insônia A insônia transitória e a insônia de curta duração estão relacionadas à circunstâncias adversas da vida e stress. A insônia crônica está mais comumente associada aos distúrbios psiquiátricos entre eles, o distúrbio da ansiedade.
  19. 19. Insônia O tratamento para a insônia inclui instruções relacionadas com a higiene do sono, terapias comportamentais com técnicas de relaxamento e estratégias de restrição do sono para melhorar a eficiência do mesmo, dieta equilibrada, exercícios físicos, acupuntura, assim como o uso cauteloso de medicamentos hipnóticos.
  20. 20. Sindrome das Pernas Inquietas
  21. 21. Sindrome das Pernas Inquietas
  22. 22. Apnéia Síndrome da Apnéia e Hipopnéia Obstrutiva do Sono É o bloqueio das vias aéreas superiores durante o sono, causado pelo relaxamento excessivo dos músculos e ou estreitamento da orofaringe causando episódios repetitivos de apnéia e hipopnéia.
  23. 23. Respiração normal
  24. 24. Ronco (hipopnéia) Ruído consequente da vibração dos tecidos da garganta
  25. 25. Apnéia
  26. 26. Ronco: problema social Apnéia: problema de saúde
  27. 27. Apnéia Alguns sinais e sintomas: Ronco Hipersonolência diurna Sono agitado Obesidade Irritabilidade Mudança de personalidade Depressão Baixa na capacidade intelectual Hipertensão arterial Arritmia cardíaca Dor de cabeça matinal Impotência sexual
  28. 28. Apnéia Consequências para a mente: Alteração da Concentração Alteração do Alerta Estado de Depressão Ansiedade Oscilações de Atitudes/Personalidades Alteração de Aprendizado/Memória
  29. 29. Apnéia Consequências para o corpo: Dores Musculares Fadiga Muscular Alterações Cardiovasculares Alterações hormonais
  30. 30. Apnéia Consequências a longo prazo: Hipertensão Infarto agudo do miocárdio Acidente vascular cerebral (derrame)
  31. 31. Apnéia Medidas comportamentais: Manter peso corpóreo ideal Evitar dormir de barriga para cima. Evitar álcool Parar de fumar. Evitar privação voluntária de sono Evitar refeições pesadas antes de dormir
  32. 32. CPAP
  33. 33. CPAP
  34. 34. Apnéia Possível consequência de sonolência no trânsito:
  35. 35. Diagnóstico Polissonografia Exame que monitora o sono e que nos fornece dados confiáveis para o diagnóstico e tratamento adequado dos diversos distúrbios do sono.
  36. 36. POLISSONOGRAFIA
  37. 37. Instituto do Sono de Osasco OBRIGADO Av Santo Antonio 2000 Jd. Bela Vista - Osasco - SP Tel 36540777 / 36991786 Médico responsável: Dr. Odair Motta Fisioterapeuta: Juliana Dantas Rodriguez http://institutodosonodeosasco.com.br

×