ORGÂNULOS DO CITOPLASMA
BIOLOGIA A (Profª Lara)
Livro Texto Capítulo 9
Caderno 3
Aulas 31 a 35
CITOPLASMA
 Região compreendida entre a membrana plasmática e a
membrana nuclear.
 Solução coloidal formada principalmen...
HIALOPLASMA (Citosol)
 Material gelatinoso no qual ficam mergulhados as
organelas e inclusões.
 Composição química: água...
Movimentos do Hialoplasma
 Ciclose
Movimentos do Hialoplasma
 Movimento Ameboide
CITOESQUELETO
 Rede de filamentos proteicos que cruza a células em
diversas direções, dando-lhe firmeza e consistência.
...
CITOESQUELETO
Componentes:
a) Microfilamentos de actina (formados pela proteína
denominada actina, relacionados ao movimento celular);
b...
ORGANELAS CELULARES
As diversas estruturas presentes no citoplasma
das células eucarióticas desempenham funções
específica...
 Sistema de membranas duplas, lipoproteicas
espalhadas pelo hialoplasma e que se comunica com
a membrana plasmática e com...
Retículo Endoplasmático Rugoso e Liso
Funções em comum:
Transporte de substâncias;
Armazenamento de substâncias.
Funções:
Produção de proteínas para exportação (que serão
eliminadas para atuar fora da célula);
Transporte e modificaçã...
Funções:
 Síntese de lipídios (ácidos graxos, fosfolipídios e esteroides);
 Abundante nas células do fígado (hepatócitos...
 São os agentes da síntese de proteínas.
Constituição: duas subunidades de tamanhos
diferentes, formados por RNA ribossô...
 Sistema de membranas lipoproteicas que forma pequenos
sacos dispostos paralelamente e de onde brotam vesículas.
 Nunca ...
3) Sistema de Golgi – SECREÇÃO CELULAR
3) Sistema de Golgi – SECREÇÃO CELULAR
3) Sistema de Golgi – FORMAÇÃO DO ACROSSOMO
3) Sistema de Golgi – FORMAÇÃO DOS LISOSSOMOS
4) Lisossomos
 Pequenas vesículas, originadas do sistema de Golgi.
Contém enzimas digestivas de todos os tipos.
 Direta...
4) Lisossomos – Tipos de digestão
 Heterofagia  material a ser digerido pelos
lisossomos é proveniente do meio externo, ...
4) Lisossomos – Heterofagia e Autofagia
I. Fagocitose (englobamento de partículas sólidas);
II. Formação do fagossomo (bolsas membranosas);
III. Formação do vacúo...
I. Lisossomo primário engloba o orgânulo (que é
proveniente da própria célula), formando o vacúolo
autofágico;
II. Formaçã...
4) Lisossomos – Autólise
 Os lisossomos rompem-se e liberam suas enzimas digestivas,
digerindo assim a célula inteira.
 ...
5) Peroxissomos
 São encontrados em todas as células eucarióticas e são
especializados no processamento das reações de
ox...
6) Mitocôndrias
 São organelas responsáveis pela respiração celular e produção de
energia à célula, sob a forma de ATP;
...
 As mitocôndrias possuem DNA próprio, ou seja, elas são
originadas de mitocôndrias pré-existentes;
 São de origem matern...
7) Cloroplastos
 Exclusivos de células de plantas e algas (organismos
fotossintetizantes).
 Apresentam a cor verde (clor...
8) Centríolos
 Estruturas de forma cilíndrica, não membranosas,
constituídas por 9 trincas da proteína tubulina e ocas na...
8) Centríolos
8) Centríolos - CÍLIOS
 Estruturas de locomoção numerosas e curtas.
 Onde são encontrados?
• Tecido epitelial da traquei...
8) Centríolos - FLAGELOS
 Estruturas de locomoção pouco numerosas (únicas) e
longas.
 Onde são encontrados?
• Espermatoz...
9) Vacúolos
 Bolsas delimitadas por membranas lipoproteicas,
originadas a partir de vesículas do retículo endoplasmático....
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Orgânulos do citoplasma
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Orgânulos do citoplasma

1.405 visualizações

Publicada em

Orgânulos do citoplasma

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.405
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
742
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • 1 mm = 1m/1.000
    1 µm = 1m/ 1.000.000
    1nm = 1m/1.000.000.000
  • A CÉLULA ANIMAL VISTA AO MICROSCÓPIO ELETRÔNICO
  • OS COMPONENTES DO CITOPLASMA
  • Aminoácidos radioativos penetram na célula  RER usados na síntese de proteínas  armazenamento no RE  transporte p/ o sistema de Golgi  formação de vesículas a partir do Golgi (grãos de zimógeno)  direcionamento das vesículas para o pólo secretor da célula  fusão com a membrana plasmática  secreção para a luz do ácino pancreático.
  • Células caliciformes produtoras de muco, presentes no intestino. A função é lubrificar e proteger o epitélio intestinal.
  • ACROSSOMO  vesícula presente na cabeça do espermatozoide, que possui enzimas que degradam o envoltório celular do óvulo, possibilitando o processo de fecundação.
  • Silicose (doença em que a inspiração de sílica leva à formação de um tecido fibroso nos pulmões, com a consequente redução da superfície respiratória. O acúmulo de sílica nos lisossomos afeta a estabilidade da membrana lisossômica. Isso pode levar os lisossomos a agirem como "bolsas suicidas", derramando suas enzimas no interior da célula, e promovendo a autólise. O pó de sílica é o elemento principal que constitui a areia, fazendo com que a doença acometa , normalmente, pessoas em que o trabalho envolve exposição a esse tipo de material, como mineiros, trabalhadores de fábricas e os que lidam com alvenaria.
  • Na divisão celular, cada centríolo sofre duplicação (Cada célula possuirá 4 centríolos). Cada par migra para um dos pólos da célula. Enquanto se afastam, aparecem entre eles fibras proteicas que constituem o fuso de divisão (citoesqueleto). Em volta de cada par de centríolos também aparece um conjunto de fibras denominadas fibras do áster. Antes de ser distribuído para as células-filhas, cada cromossomo se prende a uma fibra do fuso.
    Fibras do fuso e fibras do áster são microtúbulos.
  • Orgânulos do citoplasma

    1. 1. ORGÂNULOS DO CITOPLASMA BIOLOGIA A (Profª Lara) Livro Texto Capítulo 9 Caderno 3 Aulas 31 a 35
    2. 2. CITOPLASMA  Região compreendida entre a membrana plasmática e a membrana nuclear.  Solução coloidal formada principalmente por água e proteínas, onde estão mergulhados uma série de organelas, ribossomos e outras estruturas responsáveis por funções importantes, tais como: digestão, respiração, secreção, síntese de proteínas.  Citoplasma (Procariontes X Eucariontes)
    3. 3. HIALOPLASMA (Citosol)  Material gelatinoso no qual ficam mergulhados as organelas e inclusões.  Composição química: água, proteínas, açúcares, aminoácidos, sais minerais.  Consistência varia conforme a região da célula: fluido (sol), viscoso (gel). • Ectoplasma (gel) • Endoplasma (sol)
    4. 4. Movimentos do Hialoplasma  Ciclose
    5. 5. Movimentos do Hialoplasma  Movimento Ameboide
    6. 6. CITOESQUELETO  Rede de filamentos proteicos que cruza a células em diversas direções, dando-lhe firmeza e consistência.  Fundamental para os movimentos celulares.  Funções: • Confere suporte e sustentação às estruturas nela inseridas; • Auxilia no transporte de vesículas entre as organelas; • Orientação e separação dos cromossomos durante a divisão celular; • Determina a forma da célula e orientação de suas organelas; • Participa da contração e do relaxamento das células musculares; • Movimentos celulares (ciclose, movimento ameboide).
    7. 7. CITOESQUELETO
    8. 8. Componentes: a) Microfilamentos de actina (formados pela proteína denominada actina, relacionados ao movimento celular); b) Microtúbulos (formados pela proteína denominada tubulina, relacionados ao movimento e manutenção da forma celular). As fibras do fuso (divisão celular), os centríolos, os cílios e os flagelos são constituídos por microtúbulos. c) Filamentos intermediários (constituídos por proteínas fibrosas de grande resistência (queratina), relacionados à manutenção da forma da célula. São as estruturas mais estáveis do citoesqueleto. CITOESQUELETO
    9. 9. ORGANELAS CELULARES As diversas estruturas presentes no citoplasma das células eucarióticas desempenham funções específicas, essenciais à vida da célula. Por serem comparáveis aos órgãos de um organismo, elas são denominadas orgânulos ou organelas celulares/citoplasmáticas
    10. 10.  Sistema de membranas duplas, lipoproteicas espalhadas pelo hialoplasma e que se comunica com a membrana plasmática e com a membrana nuclear 1) Retículo Endoplasmático (RE) 1.1) RE Rugoso (Granular)  Também chamado deTambém chamado de ergatoplasma.ergatoplasma. Apresenta ribossomos aderido àApresenta ribossomos aderido à sua superfíciesua superfície.. 1.2) RE Liso (Agranular)RE Liso (Agranular)  não apresenta ribossomos.não apresenta ribossomos.  Tipos de Retículo Endoplasmático (RE)
    11. 11. Retículo Endoplasmático Rugoso e Liso Funções em comum: Transporte de substâncias; Armazenamento de substâncias.
    12. 12. Funções: Produção de proteínas para exportação (que serão eliminadas para atuar fora da célula); Transporte e modificação de proteínas; Produção de enzimas lisossômicas (que fazem a digestão intracelular). 1.1) Retículo Endoplasmático Rugoso (RER)
    13. 13. Funções:  Síntese de lipídios (ácidos graxos, fosfolipídios e esteroides);  Abundante nas células do fígado (hepatócitos). Absorve substâncias tóxicas, modificando-as ou destruindo-as, de modo a não causarem danos ao organismo. Eliminação de parte do álcool, medicamentos e outras substâncias potencialmente nocivas que ingerimos;  As células das gônadas apresentam REL bem desenvolvido, pois é nele que os hormônios esteroides são sintetizados.  As células musculares possuem o REL especializado no armazenamento de íons Ca+2 que promovem a contração muscular quando são liberados no citosol. Retículo Sarcoplasmático. 1.2) Retículo Endoplasmático Liso (REL)
    14. 14.  São os agentes da síntese de proteínas. Constituição: duas subunidades de tamanhos diferentes, formados por RNA ribossômico e proteínas.  Se formam no interior do nucléolo.  Presentes em procariontes e em eucariontes.  Podem ser encontrados isolados no hialoplasma, reunidos por uma fita de RNAm (polirribossomos) ou associados à membrana do RER. 2) Ribossomos
    15. 15.  Sistema de membranas lipoproteicas que forma pequenos sacos dispostos paralelamente e de onde brotam vesículas.  Nunca apresenta ribossomos.  Funções: Armazenamento , empacotamento e transporte de produtos de secreção; Síntese de carboidratos; Formação do acrossomo dos espermatozoides. Formação dos lisossomos.  Bem desenvolvido em células que secretam substâncias (produzem substâncias e as exportam para serem usadas fora da célula). 3) Sistema de Golgi (Complexo de Golgi/ Golgiense)
    16. 16. 3) Sistema de Golgi – SECREÇÃO CELULAR
    17. 17. 3) Sistema de Golgi – SECREÇÃO CELULAR
    18. 18. 3) Sistema de Golgi – FORMAÇÃO DO ACROSSOMO
    19. 19. 3) Sistema de Golgi – FORMAÇÃO DOS LISOSSOMOS
    20. 20. 4) Lisossomos  Pequenas vesículas, originadas do sistema de Golgi. Contém enzimas digestivas de todos os tipos.  Diretamente relacionados com a digestão intracelular (materiais de fora da célula ou de origem celular).  Papel nos pluricelulares?  Importante na defesa da célula, digerindo partículas por ela englobadas (ex.: leucócitos).  Reciclagem de orgânulos fora de uso, reaproveitamento de moléculas.
    21. 21. 4) Lisossomos – Tipos de digestão  Heterofagia  material a ser digerido pelos lisossomos é proveniente do meio externo, por fagocitose e/ou pinocitose;  Autofagia  material a ser digerido provém do meio celular (ex.:organelas celulares velhas). A digestão dessas organelas produz componentes para o citoplasma.  Autólise  Processo pelo qual uma célula se autodestrói. Uma instabilidade da membrana lisossômica promove a ruptura dos lisossomos e extravasamento das enzimas hidrolíticas, as quais digerem a célula inteira.
    22. 22. 4) Lisossomos – Heterofagia e Autofagia
    23. 23. I. Fagocitose (englobamento de partículas sólidas); II. Formação do fagossomo (bolsas membranosas); III. Formação do vacúolo digestivo (fagossomo + lisossomos primários); IV. Formação do vacúolo residual (restos do processo digestivo); V. Clasmocitose: eliminação do conteúdo para o meio extracelular. 4) Lisossomos – Heterofagia (Etapas)
    24. 24. I. Lisossomo primário engloba o orgânulo (que é proveniente da própria célula), formando o vacúolo autofágico; II. Formação do vacúolo residual (restos do processo digestivo); III. Clasmocitose: eliminação do conteúdo para o meio extracelular 4) Lisossomos – Autofagia (Etapas)
    25. 25. 4) Lisossomos – Autólise  Os lisossomos rompem-se e liberam suas enzimas digestivas, digerindo assim a célula inteira.  Nos organismos pluricelulares esse processo pode ocorrer em situações não patológicas ou patológicas: Não patológicas: esse processo tem a função de remoção de células mortas. Patológicas: podem levar os lisossomos a agirem como “bolsas suicidas”. (ex.: silicose)  Apoptose (morte celular programada) Autodestruição celular que ocorre de forma ordenada e que demanda energia para sua execução; Mecanismo geneticamente controlado de morte celular que é importante no desenvolvimento fetal e pode ser importante na proteção aos tecidos e órgãos contra o câncer.
    26. 26. 5) Peroxissomos  São encontrados em todas as células eucarióticas e são especializados no processamento das reações de oxidação e degradação de compostos tóxicos.  Organelas membranosas que contém a enzima catalase.  Degradação da água oxigenada (subproduto de reações do metabolismo). H2O2  2H2O + O2  A água oxigenada é tóxica para a célula (mutagênica).  Abundantes nas células do fígado e dos rins, pois oxidam (destroem) diversas substâncias tóxicas (como o álcool).
    27. 27. 6) Mitocôndrias  São organelas responsáveis pela respiração celular e produção de energia à célula, sob a forma de ATP;  Quanto mais ativa a célula, maior é o número de mitocôndrias que ela contém. Maior demanda energética;  Presente tanto em células animais quanto em células vegetais.
    28. 28.  As mitocôndrias possuem DNA próprio, ou seja, elas são originadas de mitocôndrias pré-existentes;  São de origem materna;  Seu surgimento é explicado pela Teoria Endossimbiótica (as mitocôndrias são descendentes dos antigos seres procarióticos que um dia, se instalaram no citoplasma de células eucarióticas primitivas). 6) Mitocôndrias
    29. 29. 7) Cloroplastos  Exclusivos de células de plantas e algas (organismos fotossintetizantes).  Apresentam a cor verde (clorofila).  Ocorre o processo de fotossíntese (a clorofila capta a luz solar com máxima eficiência).  Estruturalmente semelhantes às mitocôndrias (dupla membrana, DNA próprio). Evidências para a Teoria Endossimbionte.  Ao contrário do que ocorre na mitocôndria, todo o processo fotossintético ocorre no interior do cloroplasto.
    30. 30. 8) Centríolos  Estruturas de forma cilíndrica, não membranosas, constituídas por 9 trincas da proteína tubulina e ocas na região central.  Apresentam-se aos pares e estão próximas ao núcleo.  Possuem capacidade de autoduplicação, no período que precede a divisão celular.  Funções: Orientação da divisão celular; Participam da organização do fuso de divisão (estrutura do citoesqueleto envolvida na meiose e mitose); Formação dos cílios e flagelos, estruturas que possibilitam a locomoção celular.
    31. 31. 8) Centríolos
    32. 32. 8) Centríolos - CÍLIOS  Estruturas de locomoção numerosas e curtas.  Onde são encontrados? • Tecido epitelial da traqueia e brônquios; • Tubas uterinas; • Protozoários ciliados
    33. 33. 8) Centríolos - FLAGELOS  Estruturas de locomoção pouco numerosas (únicas) e longas.  Onde são encontrados? • Espermatozoides; • Protozoários flagelados.
    34. 34. 9) Vacúolos  Bolsas delimitadas por membranas lipoproteicas, originadas a partir de vesículas do retículo endoplasmático.  Podem se originar da membrana plasmática (pinocitose e fagocitose).  Estruturas de armazenamento, que podem ser de vários tipos: • Vacúolos alimentares ou fagossomos; • Vacúolos digestivos; • Vacúolos contráteis ou pulsáteis; • Vacúolos de células vegetais.

    ×