Evolução biológica 1 (PRÉ)

873 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
873
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
399
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Evolução biológica 1 (PRÉ)

  1. 1. Quitéria Paravidino
  2. 2. Introdução  Evolução biológica é o conjunto de mudanças hereditárias, que ocorrem nas populações dos seres vivos ao longo do tempo.  “Nada em Biologia faz sentido exceto à luz da evolução.” Theodosius Dobzhansky (1900-1975)
  3. 3. Evolução uma questão de adaptação Os seres vivos da Terra atual estão adaptados ao meio em que vivem. Existência de um ajuste entre seres vivos e o ambiente.
  4. 4. Fixismo  Ideia dominante no ocidente até meados do séc. XVIII.  Seres vivos: fixos e imutáveis.  Mundo estático e as espécies surgiram independentemente umas das outras.  Para os criacionistas, as espécies foram originadas por criação divina e, como tal, são perfeitas e estáveis, mantendo-se fixas ao longo dos tempos.  Os seres vivos são imutáveis?
  5. 5. Transformismo  Questionamento ao fixismo (séc.XVIII).  As espécies poderiam se transformar ao longo do tempo.
  6. 6. Jean-Baptiste Lamarck (1744-1829)  Em 1809, em sua obra intitulada Philosophie Zoologique (Filosofia Zoológica).  As formas de vida progridem, por transformação gradual, em direção a uma maior complexidade e perfeição.
  7. 7. Princípios fundamentais:  Lei do uso e do desuso: o uso de determinadas partes do corpo do organismo faz com que estas se desenvolvam, e o desuso faz com que se atrofiem.  Lei da herança dos caracteres adquiridos: alterações provocadas em determinadas características do organismo, pelo uso e desuso, são transmitidas aos descendentes.
  8. 8. Modificações ambientais Necessidade de adaptação Novos comportamentos Uso ou desuso de órgãos Modificações no organismo Transmissão das características adquiridas aos descendentes Adaptação das espécies ao longo do tempo
  9. 9. LAMARCK AMBIENTE: causa das transformações
  10. 10.  PONTOS POSITIVOS  Importância da adaptação.  Modificações constantes ao longo do tempo.  PONTOS NEGATIVOS  Evolução associada à melhora e progresso.  Herança das características adquiridas.
  11. 11. Charles Robert Darwin (1809-1882)  Avô paterno: Erasmus Darwin – médico e evolucionista.  Pai: Robert Darwin – médico.  Iniciou e não concluiu a faculdade de Medicina.  Estudou Teologia em Cambridge.  Cientista e naturalista.
  12. 12. Princípios fundamentais  Há variações entre indivíduos da mesma espécie.  Modificações casuais, nascem com o indivíduo e podem ser hereditárias.  Há uma contínua luta pela vida.  Há variações que permitem melhor adaptação.  Maiores chances de sobreviver, reproduzir e deixar descendentes.  Sobrevivência dos mais aptos (seleção natural).
  13. 13. SELEÇÃO NATURAL Atuando sobre VARIABILIDADE Possibilita ADAPTAÇÃO
  14. 14. Melanismo Industrial
  15. 15. DARWIN AMBIENTE: seleciona as transformações
  16. 16.  PONTOS POSITIVOS  A evolução é lenta, gradual e permanente, visando à adaptação.  Processo evolutivo: manutenção das variações favoráveis pela seleção natural.  Progressiva diversificação a partir dos ancestrais.  PONTO NEGATIVO  Explicação não satisfatória sobre a origem e a transmissão das variações.
  17. 17. Genética e Evolução ampliando a compreensão da natureza.
  18. 18. A variabilidade é determinada por:  MEIOSE: processo de formação dos gametas, onde ocorre a recombinação genética (separação dos cromossomos homólogos e crossing-over).  FECUNDAÇÃO: onde ocorre a transmissão das características hereditárias e combinação de genes de indivíduos diferentes.  MUTAÇÕES: modificações casuais do material genético podendo ocasionar o aparecimento de novos genes.
  19. 19. MUTAÇÃO RECOMBINAÇÃO GÊNICA VARIABILIDADE Gera Gera SELEÇÃO NATURAL Atuando sobre ADAPTAÇÃO
  20. 20. Deriva Genética  Ação do acaso na manutenção de determinadas características.  Uma população bem-sucedida pode ser eliminada em decorrência de eventos climáticos, catástrofes naturais ou desastres ecológicos.  Importante em populações pequenas.

×