Aulas 19 a 21 introdução à química orgânica - 2º ano

1.094 visualizações

Publicada em

2º ANO | aulas 19 a 21 - Introdução à Química Orgânica | QUÍMICA | Prof. Rodrigo Almeida

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.094
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
466
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulas 19 a 21 introdução à química orgânica - 2º ano

  1. 1. * A Química orgânica é a parte da ciência que estuda os compostos do elemento carbono; * No início do século XIX, imperava a “Teoria da Força Vital” defendida por Berzelius : Todo composto orgânico deveria ser obtido a partir de um animal ou vegetal, e nunca sintetizado em laboratório; * Em 1828,Friedrich Wöhler sintetiza a uréia em laboratório, abalando a Teoria de Berzelius.
  2. 2. * Corresponde a Teoria Estrutural da Química Orgânica, através dos seguintes postulados (1858): - O carbono é tetravalente; - As quatro valências são equivalentes; - Propriedade de encadeamento; - Caráter anfótero do carbono. * A propriedade mais importante é aquela relacionada ao encadeamento, pois, formam cadeias carbônicas de tamanhos e formas variadas.
  3. 3. * Num composto orgânico, além dos átomos de carbono, podem existir outros elementos como o O, S, N e P que podem ou não fazer parte da cadeia de carbonos, ou seja, serem ou não heteroátomos – Elementos organógenos; * Existem várias maneiras de se representar uma cadeia carbônica : Fórmula molecular, fórmula estrutural plana, fórmula em bastão (fórmula bond line).
  4. 4. * Carbono primário: Liga-se diretamente, no máximo, a outro átomo de carbono ou a nenhum outro átomo de carbono na cadeia; * Carbono secundário: Liga-se diretamente a apenas dois átomos de carbono na cadeia; * Carbono terciário: Liga-se diretamente a apenas três átomos de carbono na cadeia; * Carbono quaternário: Liga-se diretamente a quatro átomos de carbono na cadeia; * A presença de duplas ou triplas ligações (insaturações) não influem na classificação dos átomos de carbono.
  5. 5. * De acordo com a disposição dos átomos de carbono de uma cadeia carbônica, ela pode ser classificada em três grupos: 1) Cadeias abertas, acíclicas ou alifáticas: Possui pelo menos duas extremidades livres e nenhum ciclo. 2) Cadeias fechadas ou cíclicas: Não possuem extremidades livres, os átomos unem-se, originando ciclos. 3) Cadeias mistas: Possuem pelo menos um ciclo (anel) e uma extremidade, são as cadeias fechadas ramificadas.
  6. 6. * Quanto à disposição dos átomos de carbono, as cadeias carbônicas abertas podem ser classificadas em: - RETAS OU NORMAIS : Todos os átomos de carbono dispõem-se em um único eixo, ou seja, não apresentam carbonos terciários nem quaternários. - RAMIFICADAS : Os átomos de carbono dispõem-se em mais de um eixo, ou seja, apresentam na sua estrutura átomos de carbonos terciários e/ou quaternários.
  7. 7. * Quanto ao tipo de ligação entre os átomos de carbono, as cadeias podem ser classificadas em: - SATURADAS : Os átomos de carbono unem- se somente através de ligações simples. - INSATURADAS : Existe pelo menos uma insaturação (dupla ou tripla ligação) entre os átomos de carbono.
  8. 8. * Quanto à natureza dos átomos que as constituem, as cadeias abertas podem ser classificadas em: - HOMOGÊNEAS : Possuem uma sequência (esqueleto) formada apenas por átomos de carbono. - HETEROGÊNEAS : Existe pelo menos um heteroátomo entre os átomos de carbono, sendo que os heteroátomos mais comuns são O, N, S e P.
  9. 9. * As cadeias cíclicas subdividem-se em: aromáticas e alicíclicas ou não-aromáticas; * Estas cadeias possuem as mesmas classificações das cadeias abertas vistas anteriormente, acrescentando algumas outras classificações; * Para as cadeias fechadas, usamos os termos homocíclica e heterocíclica.
  10. 10. * São aquelas que possuem em sua estrutura, pelo menos um núcleo benzênico; * A representação do benzeno indica que existe uma nuvem de elétrons deslocados devido às duplas ligações alternadas com ligações saturadas; * Esse deslocamento das duplas ligações dentro da cadeia fechada é chamado de RESSONÂNCIA; * Como o próprio nome sugere, apresentam odor agradável, porém, muitas são extremamente tóxicas.
  11. 11. * São cadeias fechadas que não têm núcleo aromático (anel ou núcleo benzênico); * Para classificarmos as cadeias cíclicas, podemos utilizar os mesmos critérios usados para a classificação das cadeias abertas; * Um outro critério que pode ser utilizado para a classificação das cadeias cíclicas está relacionado com a quantidade de ciclos (anéis ou núcleos).
  12. 12. * São aquelas que apresentam um único ciclo ou anel em sua estrutura; * Este ciclo ou anel pode ser aromático ou não- aromático; * É uma classificação que serve tanto para cadeias aromáticas ou alicíclicas.
  13. 13. * São aquelas que apresentam, pelo menos, dois ciclos ou anéis em sua estrutura; * Estes ciclos ou anéis podem ser aromáticos ou não-aromáticos; * É uma classificação que serve tanto para cadeias aromáticas ou alicíclicas.

×