Quitéria Paravidino
Aulas 23 a 25
glicídios
proteínas
Ácidos nucleicos
Na+
Na+
Na+
Na+
Na+
K+ K+
K+
K+
A membrana plasmática regula o que entra e sai do cit...
 Está presente em todas as células.
 Em algumas células, há envoltórios adicionais
externos à membrana – são as membrana...
 Os vírus são acelulares e, por isso, não
possuem membrana plasmática.
Microscópio óptico
Microscópio eletrônico
 Dupla camada de fosfolipídeos.
 Estabiliza a estrutura da
membrana,
 A fluidez permite que algumas
moléculas se movime...
 Permite trocas
seletivas entre a
célula e o meio.
 Às vezes, utiliza
energia para o
transporte.
 Podem estar
associadas à
membrana, às vezes
ordenadas.
 A ordem específica
permite a realização
de reações químicas
em ...
 Liga-se a uma
molécula específica
(hormônio ou
anticorpo).
 A substância pode
atuar como
mensageira,
desencadeando uma
...
 Identifica a célula,
nos casos em que
outras células se
liguem a ela.
 “Fixa” células vizinhas
entre si.
 Liga-se a estruturas
do citoesqueleto,
permitindo o
ancoramento do
citoesqueleto à
membrana.
 Dessa maneira,
participa ...
O glicocálice ou glicocálix
 Camada de carboidratos ligados a proteínas
ou lipídios na face externa da membrana das
célul...
 Transporte de substâncias através da
membrana plasmática sem gasto de energia.
 A difusão é um movimento que busca o
es...
 A difusão é a passagem de soluto através da
membrana plasmática.
 Difusão simples: pequenas moléculas passam
através da...
 Difusão facilitada: é a passagem de
substâncias não-lipossolúveis pela
membrana plasmática com a ajuda de
proteínas.
Pro...
 Uma membrana é dita semipermeável
quando deixa passar apenas moléculas de
água e não permitem a passagem de soluto.
 A ...
 Variação entre solvente e soluto.
 Hemácia em solução isotônica.
 A água entra e sai com a mesma velocidade.
 A hemácia não altera seu volume e mantém a
...
 Hemácia em solução hipertônica.
 O meio tem mais soluto que seu citoplasma.
 A água sai da hemácia.
 A hemácia fica p...
 Hemácia em solução hipotônica.
 O meio tem menos soluto que o seu
citoplasma.
 A água entra na hemácia.
 A hemácia fi...
A parede celular tem elasticidade limitada e tem
permeabilidade total tanto à água como aos sais.
 Célula vegetal em
solução isotônica.
 A água entra e sai com a
mesma velocidade.
 A parede celular não
sofre pressão d...
 Célula vegetal em solução
hipotônica.
 O meio tem menos soluto
que a concentração de seu
vacúolo.
 A água penetra na c...
 Célula vegetal em solução
hipertônica.
 O meio tem mais soluto que
a concentração de seu
vacúolo.
 A célula perde água...
 Transporte de substâncias através da
membrana plasmática com gasto de energia.
 CARACTERÍSTCAS:
 Ocorre contra o gradi...
A bomba de sódio e potássio
 Além do transporte passivo e ativo, certas
substâncias entram e saem das células.
 A membrana plasmática é capaz de cap...
 Englobamento de partículas sólidas.
 Emissão de pseudópodes para englobar e
colocar no interior da célula.
 Há evagina...
 Englobamento de partículas muito pequenas
ou líquidas.
 Não ocorre emissão de pseudópodes.
 Há invaginação de membrana...
 Processo reverso à endocitose.
 Eliminação de substâncias armazenadas em
bolsas citoplasmáticas membranosas.
 Estas bo...
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
A membrana plasmática e a permeabilidade
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A membrana plasmática e a permeabilidade

1.426 visualizações

Publicada em

A membrana plasmática e a permeabilidade

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.426
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
580
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
82
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A membrana plasmática e a permeabilidade

  1. 1. Quitéria Paravidino Aulas 23 a 25
  2. 2. glicídios proteínas Ácidos nucleicos Na+ Na+ Na+ Na+ Na+ K+ K+ K+ K+ A membrana plasmática regula o que entra e sai do citoplasma. Tem permeabilidade seletiva. Na+
  3. 3.  Está presente em todas as células.  Em algumas células, há envoltórios adicionais externos à membrana – são as membranas esqueléticas (paredes celulares)  Na célula vegetal: membrana celulósica.  Na célula bacteriana: parede celular com peptidioglicano.  Na célula de fungos: parede celular com quitina.
  4. 4.  Os vírus são acelulares e, por isso, não possuem membrana plasmática.
  5. 5. Microscópio óptico Microscópio eletrônico
  6. 6.  Dupla camada de fosfolipídeos.  Estabiliza a estrutura da membrana,  A fluidez permite que algumas moléculas se movimentem lateralmente dentro do mesmo plano da membrana.  Uma molécula de fosofolipídeo se movimenta de um extremo a outro da membrana da célula em pouco mais de 1s.  Todas membranas biológicas têm estrutura similar.  O colesterol tanto pode aumentar quanto diminuir a fluidez
  7. 7.  Permite trocas seletivas entre a célula e o meio.  Às vezes, utiliza energia para o transporte.
  8. 8.  Podem estar associadas à membrana, às vezes ordenadas.  A ordem específica permite a realização de reações químicas em sequência determinada.
  9. 9.  Liga-se a uma molécula específica (hormônio ou anticorpo).  A substância pode atuar como mensageira, desencadeando uma resposta celular.
  10. 10.  Identifica a célula, nos casos em que outras células se liguem a ela.
  11. 11.  “Fixa” células vizinhas entre si.
  12. 12.  Liga-se a estruturas do citoesqueleto, permitindo o ancoramento do citoesqueleto à membrana.  Dessa maneira, participa da manutenção da forma da célula.
  13. 13. O glicocálice ou glicocálix  Camada de carboidratos ligados a proteínas ou lipídios na face externa da membrana das células animais.  Funções: proteção, adesão, reconhecimento e identificação celular.
  14. 14.  Transporte de substâncias através da membrana plasmática sem gasto de energia.  A difusão é um movimento que busca o estado de equilíbrio.  A difusão é um movimento direcional – de regiões de alta concentração para regiões de menor concentração.
  15. 15.  A difusão é a passagem de soluto através da membrana plasmática.  Difusão simples: pequenas moléculas passam através da bicamada lipídica.
  16. 16.  Difusão facilitada: é a passagem de substâncias não-lipossolúveis pela membrana plasmática com a ajuda de proteínas. Proteína canal Proteínas carreadoras
  17. 17.  Uma membrana é dita semipermeável quando deixa passar apenas moléculas de água e não permitem a passagem de soluto.  A difusão de água, através de uma membrana semipermeável é denominada osmose.
  18. 18.  Variação entre solvente e soluto.
  19. 19.  Hemácia em solução isotônica.  A água entra e sai com a mesma velocidade.  A hemácia não altera seu volume e mantém a sua forma.
  20. 20.  Hemácia em solução hipertônica.  O meio tem mais soluto que seu citoplasma.  A água sai da hemácia.  A hemácia fica plasmolisada ou crenada.
  21. 21.  Hemácia em solução hipotônica.  O meio tem menos soluto que o seu citoplasma.  A água entra na hemácia.  A hemácia fica túrgida e por excesso de turgidez pode sofrer hemólise.
  22. 22. A parede celular tem elasticidade limitada e tem permeabilidade total tanto à água como aos sais.
  23. 23.  Célula vegetal em solução isotônica.  A água entra e sai com a mesma velocidade.  A parede celular não sofre pressão de nenhum lado e se mantém frouxa.  Célula vegetal flácida.
  24. 24.  Célula vegetal em solução hipotônica.  O meio tem menos soluto que a concentração de seu vacúolo.  A água penetra na célula, distendendo a parede celular, até atingir seu limite de elasticidade.  Célula vegetal túrgida.  A parede celular não permite que a membrana plasmática se rompa.
  25. 25.  Célula vegetal em solução hipertônica.  O meio tem mais soluto que a concentração de seu vacúolo.  A célula perde água.  O vacúolo se retrai, a membrana plasmática se destaca da parede celular.  Célula vegetal plasmolisada.
  26. 26.  Transporte de substâncias através da membrana plasmática com gasto de energia.  CARACTERÍSTCAS:  Ocorre contra o gradiente de concentração – de um meio de menor concentração para o de maior concentração.  Implica consumo de energia (ATP).  Depende de proteínas transportadoras especiais.
  27. 27. A bomba de sódio e potássio
  28. 28.  Além do transporte passivo e ativo, certas substâncias entram e saem das células.  A membrana plasmática é capaz de capturar materiais externos englobando-os no interior de vacúolos.  Esta capacidade é chamada ENDOCITOSE.  Dois tipos: FAGOCITOSE e PINOCITOSE.
  29. 29.  Englobamento de partículas sólidas.  Emissão de pseudópodes para englobar e colocar no interior da célula.  Há evaginação de membrana – dobra da membrana para o exterior.  Formação do fagossomo.  Nos protozoários – processo de nutrição.  Nos animais – mecanismo de defesa.
  30. 30.  Englobamento de partículas muito pequenas ou líquidas.  Não ocorre emissão de pseudópodes.  Há invaginação de membrana – dobra da membrana para o interior da célula.  Formação do pinossomo.  Ocorre nas células do revestimento do intestino delgado para capturar gotículas de lipídio do alimento digerido.  Englobamento de LDL para aproveitar o colesterol na produção de suas membranas.
  31. 31.  Processo reverso à endocitose.  Eliminação de substâncias armazenadas em bolsas citoplasmáticas membranosas.  Estas bolsas se aproximam da membrana plasmática, se fundem a ela, expelindo seu conteúdo.  Eliminação de restos da digestão intracelular.  Eliminação de secreções por células de glândulas.

×