SlideShare uma empresa Scribd logo
Sais minerais
Conceito
Sais minerais (forma insolúvel) e íons (forma solúvel, eletricamente
carregada) são componentes inorgânicos da matéria viva e
desempenham papéis estruturais e reguladores.
 Macrominerais – São necessários em grandes quantidades. Ex:
Fósforo, Cálcio e Sódio.
 Microminerais – São necessários em pequenas quantidades. Ex: Ferro,
Zinco e Iodo.
Íons sódio, potássio e cloreto (𝐍𝐚+
, 𝐊+
𝐞 𝐂𝐥−
)
 Sódio é o íon positivo mais abundante em animais, já o potássio,
também positivo, é o íon mais abundante em plantas. O cloreto, por outro
lado, é o íon negativo abundante em todos os seres vivos.
 Não ocorrem na forma de sais minerais.
 Eles em conjunto atuam no equilíbrio osmótico – Por meio da osmose
(passagem de solvente de um meio menos concentrado para um mais
concentrado) a água permanece no meio em que as concentrações
desses íons sejam maiores.
 Ex: Quando uma pessoa come alimentos ricos em NaCl, a concentração
de cloreto de sódio fica maior que a do sangue (que é de 0,9%), havendo
saída da água do sangue para o estômago. Com o volume de água
diminuído, o indivíduo sente sede, para que água do sangue seja
reposta.
 Bomba de sódio e potássio: As concentrações desses íons se mantêm
mais ou menos constantes no meio intra e extracelular. Devido à essas
concentrações fora e dentro da célula, é causada uma polaridade na
membrana plasmática: o meio intracelular é negativo em relação ao meio
extracelular positivo. Essa polaridade é a base para a condução do
impulso nervoso.
Cálcio e Magnésio (𝐂𝐚++ 𝐞 𝐌𝐠++)
 99% do cálcio em humanos está presente no ossos e nos dentes, na
forma de sais, como o fosfato de cálcio (Ca3PO4) e o carbonato de
cálcio (CaCO3). Além disso, está presente no exoesqueletos de
crustáceos e concha de moluscos.
 Cálcio iônico – Atua nos processos de coagulação sanguínea,
contração muscular, transmissão do impulso nervoso (sinapse) e
ativação enzimática.
 Magnésio iônico – Síntese proteica. Os ribossomos (responsáveis pela
síntese de proteínas) são formados por duas unidades, as quais
permanecem unidas na presença de magnésio. O magnésio também é
parte da molécula de clorofila, que permite a reação de fotossíntese nas
plantas.
 Em conjunto, o cálcio e magnésio atuam controlando a permeabilidade
das membrana por meio da abertura e fechamento de canais.
Ferro (Fe)
 É adquirido por meio da ingestão de alimentos como fígado, carnes
vermelhas, gemas de ovos, leguminosas como o feijão e verduras como
o espinafre.
 Normalmente, está associado a proteínas na forma
de um grupamento chamado heme, que apresenta
também átomos de carbono, oxigênio, nitrogênio e
hidrogênio.
 Pode ser encontrado na forma férrica Fe+++
(ferro oxidado) ou na forma
ferrosa Fe++ (ferro reduzido, mais fácil de ser absorvido). No tratamento
de pacientes anêmicos, muitas vezes, é administrado sulfato ferroso, no
qual há íons Fe++
.
 A vitamina C é fundamental para a boa absorção intestinal de ferro, uma
vez que auxilia na conversão da forma férrica em ferrosa.
 Hemoglobina – Proteína formada por quatro subunidades proteicas (duas
cadeias α e duas β), além de um grupamento heme em cada cadeia. A função
da hemoglobina é transportar oxigênio e gás carbônico no sangue, sendo que o
O2 se liga aos íons de ferro do grupo heme para serem transportados, enquanto
o CO2 se liga à parte proteica da hemoglobina.
Sem ferro não é possível fabricar hemoglobina e sem hemoglobina não é possível
fabricar hemácias ou transportar gases. A deficiência de ferro na alimentação
provoca uma diminuição na quantidade de hemoglobina no sangue, doença
conhecida como anemia ferroptiva.
 Mioglobina – Proteína que armazena oxigênio no músculo, para o seu
suprimento adequado. Está presente na musculatura de alguns vertebrados e
dá cor vermelha ao músculo.
Fosfato (𝑷𝑶 𝟒
−−−
)
 Está relacionado ao metabolismo energético, fazendo parte do ATP
(Adenosina trifosfato). Também está associado à composição dos ácidos
nucleicos, fazendo parte de seus nucleotídeos – Cada um apresenta
uma base nitrogenada, uma pentose e um grupo fosfato. Está presente
em sais, como o fosfato de cálcio e de magnésio que compõem a parte
mineral dos ossos, dentes, conchas e carapaças.
Outros
 Iodo (I) – Parte fundamental dos hormônios da glândula tireóidea
(tiroxina outros), os quais controlam o metabolismo corporal.
 Flúor (F) – Participa da parte mineral dos dentes, tornando-os
resistentes a cáries.
 Cobalto (Co) – Participa da composição da vitamina B12, que, por sua
vez, colabora com o processo de síntese de hemácias.
 Zinco (Zn) e Manganês (Mn) – Agem como cofatores, respectivamente,
aos processos digestivos e neuromusculares.
 Cobre (Cu) – Participa da estrutura de enzimas, pigmentos respiratórios
e é essencial à síntese da hemoglobina.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
emanuel
 
II. 1 Água, sais minerais e vitaminas
II. 1 Água, sais minerais e vitaminasII. 1 Água, sais minerais e vitaminas
II. 1 Água, sais minerais e vitaminas
Rebeca Vale
 
Aula de bioquímica celular
Aula de bioquímica celularAula de bioquímica celular
Aula de bioquímica celular
luam1969
 
vitaminas
vitaminas vitaminas
vitaminas
divadias
 
Composição Química do Ser Vivo
Composição Química do Ser VivoComposição Química do Ser Vivo
Composição Química do Ser Vivo
Killer Max
 
Alimentação e nutrientes
Alimentação e nutrientesAlimentação e nutrientes
Alimentação e nutrientes
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana
Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana
Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana
Isabella Neves Silva
 
Aula Bioquimica
Aula BioquimicaAula Bioquimica
Aula Bioquimica
Luana Monteiro
 
Nutrição
NutriçãoNutrição
Nutrição
Eduarda Cortina
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
Messias Miranda
 
Ácidos Nucléicos (DNA e RNA)
Ácidos Nucléicos (DNA e RNA)Ácidos Nucléicos (DNA e RNA)
Ácidos Nucléicos (DNA e RNA)
Gabriel Resende
 
Minerais
MineraisMinerais
Compostos inorgânicos e orgânicos [modo de compatibilidade]
Compostos inorgânicos e orgânicos  [modo de compatibilidade]Compostos inorgânicos e orgânicos  [modo de compatibilidade]
Compostos inorgânicos e orgânicos [modo de compatibilidade]
César Milani
 
Sistema locomotor slides
Sistema locomotor slidesSistema locomotor slides
Sistema locomotor slides
Gedimar Pereira
 
Glicidios
GlicidiosGlicidios
II. 2 Carboidratos e lipídios
II. 2 Carboidratos e lipídiosII. 2 Carboidratos e lipídios
II. 2 Carboidratos e lipídios
Rebeca Vale
 
Ciclos Biogeoquímicos
Ciclos BiogeoquímicosCiclos Biogeoquímicos
Ciclos Biogeoquímicos
profatatiana
 
Micronutrientes
MicronutrientesMicronutrientes
Micronutrientes
Evaldo Potma
 
Aula respiração celular
Aula respiração celularAula respiração celular
Aula respiração celular
Tércio De Santana
 
Alimentos e nutrientes
Alimentos e nutrientesAlimentos e nutrientes
Alimentos e nutrientes
Ana Beatriz Gonçalves
 

Mais procurados (20)

Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
II. 1 Água, sais minerais e vitaminas
II. 1 Água, sais minerais e vitaminasII. 1 Água, sais minerais e vitaminas
II. 1 Água, sais minerais e vitaminas
 
Aula de bioquímica celular
Aula de bioquímica celularAula de bioquímica celular
Aula de bioquímica celular
 
vitaminas
vitaminas vitaminas
vitaminas
 
Composição Química do Ser Vivo
Composição Química do Ser VivoComposição Química do Ser Vivo
Composição Química do Ser Vivo
 
Alimentação e nutrientes
Alimentação e nutrientesAlimentação e nutrientes
Alimentação e nutrientes
 
Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana
Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana
Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana
 
Aula Bioquimica
Aula BioquimicaAula Bioquimica
Aula Bioquimica
 
Nutrição
NutriçãoNutrição
Nutrição
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
Ácidos Nucléicos (DNA e RNA)
Ácidos Nucléicos (DNA e RNA)Ácidos Nucléicos (DNA e RNA)
Ácidos Nucléicos (DNA e RNA)
 
Minerais
MineraisMinerais
Minerais
 
Compostos inorgânicos e orgânicos [modo de compatibilidade]
Compostos inorgânicos e orgânicos  [modo de compatibilidade]Compostos inorgânicos e orgânicos  [modo de compatibilidade]
Compostos inorgânicos e orgânicos [modo de compatibilidade]
 
Sistema locomotor slides
Sistema locomotor slidesSistema locomotor slides
Sistema locomotor slides
 
Glicidios
GlicidiosGlicidios
Glicidios
 
II. 2 Carboidratos e lipídios
II. 2 Carboidratos e lipídiosII. 2 Carboidratos e lipídios
II. 2 Carboidratos e lipídios
 
Ciclos Biogeoquímicos
Ciclos BiogeoquímicosCiclos Biogeoquímicos
Ciclos Biogeoquímicos
 
Micronutrientes
MicronutrientesMicronutrientes
Micronutrientes
 
Aula respiração celular
Aula respiração celularAula respiração celular
Aula respiração celular
 
Alimentos e nutrientes
Alimentos e nutrientesAlimentos e nutrientes
Alimentos e nutrientes
 

Destaque

Community perceptions and participation in health in the context of the commu...
Community perceptions and participation in health in the context of the commu...Community perceptions and participation in health in the context of the commu...
Community perceptions and participation in health in the context of the commu...
REACHOUTCONSORTIUMSLIDES
 
Yang Kee Logistics - Our Core Values
Yang Kee Logistics - Our Core ValuesYang Kee Logistics - Our Core Values
Yang Kee Logistics - Our Core Values
Yang Kee Logistics
 
Offre sponsoring Fête des Mères 2017
Offre sponsoring Fête des Mères 2017Offre sponsoring Fête des Mères 2017
Offre sponsoring Fête des Mères 2017
Altice Media Publicité
 
Métodos de enseñanza Musical Fundamentos 3
Métodos de enseñanza Musical Fundamentos 3Métodos de enseñanza Musical Fundamentos 3
Métodos de enseñanza Musical Fundamentos 3
Fundación Bigott
 
Let’s learn english
Let’s learn englishLet’s learn english
Let’s learn english
Wu Po-Feng
 
Anatomy of the heart
Anatomy of the heartAnatomy of the heart
Anatomy of the heart
Ian Cost
 
Kuliah 8 kulit kuku 2015
Kuliah 8 kulit kuku 2015Kuliah 8 kulit kuku 2015
Kuliah 8 kulit kuku 2015
mohamad andre galang
 
Kuliah 11 sistem digesti new
Kuliah 11 sistem digesti  newKuliah 11 sistem digesti  new
Kuliah 11 sistem digesti new
mohamad andre galang
 
Урок 52 для 11 класу - Поняття про систему керування вмістом сайту. Поняття х...
Урок 52 для 11 класу - Поняття про систему керування вмістом сайту. Поняття х...Урок 52 для 11 класу - Поняття про систему керування вмістом сайту. Поняття х...
Урок 52 для 11 класу - Поняття про систему керування вмістом сайту. Поняття х...
VsimPPT
 
Урок 27 для 3 класу - Таблиці в тексті: орієнтування в клітинках. Доповнення ...
Урок 27 для 3 класу - Таблиці в тексті: орієнтування в клітинках. Доповнення ...Урок 27 для 3 класу - Таблиці в тексті: орієнтування в клітинках. Доповнення ...
Урок 27 для 3 класу - Таблиці в тексті: орієнтування в клітинках. Доповнення ...
VsimPPT
 
Подвижные в подвижном
Подвижные в подвижномПодвижные в подвижном
Подвижные в подвижном
Mihail Krikunov
 

Destaque (11)

Community perceptions and participation in health in the context of the commu...
Community perceptions and participation in health in the context of the commu...Community perceptions and participation in health in the context of the commu...
Community perceptions and participation in health in the context of the commu...
 
Yang Kee Logistics - Our Core Values
Yang Kee Logistics - Our Core ValuesYang Kee Logistics - Our Core Values
Yang Kee Logistics - Our Core Values
 
Offre sponsoring Fête des Mères 2017
Offre sponsoring Fête des Mères 2017Offre sponsoring Fête des Mères 2017
Offre sponsoring Fête des Mères 2017
 
Métodos de enseñanza Musical Fundamentos 3
Métodos de enseñanza Musical Fundamentos 3Métodos de enseñanza Musical Fundamentos 3
Métodos de enseñanza Musical Fundamentos 3
 
Let’s learn english
Let’s learn englishLet’s learn english
Let’s learn english
 
Anatomy of the heart
Anatomy of the heartAnatomy of the heart
Anatomy of the heart
 
Kuliah 8 kulit kuku 2015
Kuliah 8 kulit kuku 2015Kuliah 8 kulit kuku 2015
Kuliah 8 kulit kuku 2015
 
Kuliah 11 sistem digesti new
Kuliah 11 sistem digesti  newKuliah 11 sistem digesti  new
Kuliah 11 sistem digesti new
 
Урок 52 для 11 класу - Поняття про систему керування вмістом сайту. Поняття х...
Урок 52 для 11 класу - Поняття про систему керування вмістом сайту. Поняття х...Урок 52 для 11 класу - Поняття про систему керування вмістом сайту. Поняття х...
Урок 52 для 11 класу - Поняття про систему керування вмістом сайту. Поняття х...
 
Урок 27 для 3 класу - Таблиці в тексті: орієнтування в клітинках. Доповнення ...
Урок 27 для 3 класу - Таблиці в тексті: орієнтування в клітинках. Доповнення ...Урок 27 для 3 класу - Таблиці в тексті: орієнтування в клітинках. Доповнення ...
Урок 27 для 3 класу - Таблиці в тексті: орієнтування в клітинках. Доповнення ...
 
Подвижные в подвижном
Подвижные в подвижномПодвижные в подвижном
Подвижные в подвижном
 

Semelhante a Sais minerais.

Citologia
CitologiaCitologia
Nutrientes minerais para ruminantes
Nutrientes minerais para ruminantesNutrientes minerais para ruminantes
Bioq.clinica metab. mineral e osseo
Bioq.clinica   metab. mineral e osseoBioq.clinica   metab. mineral e osseo
Bioq.clinica metab. mineral e osseo
Adele Janie
 
Composição química da célula água e sais minerais
Composição química da célula   água e sais mineraisComposição química da célula   água e sais minerais
Composição química da célula água e sais minerais
jorgehenriqueangelim
 
2 uma visão geral da biologia
2   uma visão geral da biologia2   uma visão geral da biologia
2 uma visão geral da biologia
Nilderlânia Paulino Sampaio
 
QuíM. De Alim. I Minerais
QuíM. De Alim. I   MineraisQuíM. De Alim. I   Minerais
QuíM. De Alim. I Minerais
Ricardo Stefani
 
fisiologia do sistema osteoarticular - TIV - ênfase 1 2o. semestre.pptx
fisiologia do sistema osteoarticular - TIV - ênfase 1      2o. semestre.pptxfisiologia do sistema osteoarticular - TIV - ênfase 1      2o. semestre.pptx
fisiologia do sistema osteoarticular - TIV - ênfase 1 2o. semestre.pptx
JadiellJordan
 
Minerais e água
Minerais e águaMinerais e água
Minerais e água
Renilson Souza
 
Apostila Citologia 9 Ano Prof Luca
Apostila Citologia 9 Ano   Prof  LucaApostila Citologia 9 Ano   Prof  Luca
Apostila Citologia 9 Ano Prof Luca
Luis carlos de Luna
 
Metabolismo do ferro
Metabolismo do ferroMetabolismo do ferro
Metabolismo do ferro
Pablo Ferreira
 
Camada de ozônio
Camada de ozônioCamada de ozônio
Camada de ozônio
estagio2
 
Camada de ozonio
Camada de ozonioCamada de ozonio
Camada de ozonio
Facos - Cnec
 
Cálcio e fósforo
Cálcio e fósforoCálcio e fósforo
Cálcio e fósforo
Lucimar Tamiko Passos Miyata
 
Aula_5 Genetica e Embriologia (2020_03_19 15_11_22 UTC).ppt
Aula_5 Genetica e Embriologia (2020_03_19 15_11_22 UTC).pptAula_5 Genetica e Embriologia (2020_03_19 15_11_22 UTC).ppt
Aula_5 Genetica e Embriologia (2020_03_19 15_11_22 UTC).ppt
HerminioMendes3
 
Sais minerais
Sais mineraisSais minerais
Sais minerais
URCA
 
Nutrientes
NutrientesNutrientes
Nutrientes
wagneripo
 
Biologia aula 01 bioquímica
Biologia aula 01 bioquímicaBiologia aula 01 bioquímica
Biologia aula 01 bioquímica
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Biologia aula 01 bioquímica
Biologia aula 01   bioquímica Biologia aula 01   bioquímica
Biologia aula 01 bioquímica
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Composição quimica das células modulo 4
Composição quimica das células modulo 4Composição quimica das células modulo 4
Composição quimica das células modulo 4
Marcos Albuquerque
 
Composição quimica das células modulo 4
Composição quimica das células modulo 4Composição quimica das células modulo 4
Composição quimica das células modulo 4
Marcos Albuquerque
 

Semelhante a Sais minerais. (20)

Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Nutrientes minerais para ruminantes
Nutrientes minerais para ruminantesNutrientes minerais para ruminantes
Nutrientes minerais para ruminantes
 
Bioq.clinica metab. mineral e osseo
Bioq.clinica   metab. mineral e osseoBioq.clinica   metab. mineral e osseo
Bioq.clinica metab. mineral e osseo
 
Composição química da célula água e sais minerais
Composição química da célula   água e sais mineraisComposição química da célula   água e sais minerais
Composição química da célula água e sais minerais
 
2 uma visão geral da biologia
2   uma visão geral da biologia2   uma visão geral da biologia
2 uma visão geral da biologia
 
QuíM. De Alim. I Minerais
QuíM. De Alim. I   MineraisQuíM. De Alim. I   Minerais
QuíM. De Alim. I Minerais
 
fisiologia do sistema osteoarticular - TIV - ênfase 1 2o. semestre.pptx
fisiologia do sistema osteoarticular - TIV - ênfase 1      2o. semestre.pptxfisiologia do sistema osteoarticular - TIV - ênfase 1      2o. semestre.pptx
fisiologia do sistema osteoarticular - TIV - ênfase 1 2o. semestre.pptx
 
Minerais e água
Minerais e águaMinerais e água
Minerais e água
 
Apostila Citologia 9 Ano Prof Luca
Apostila Citologia 9 Ano   Prof  LucaApostila Citologia 9 Ano   Prof  Luca
Apostila Citologia 9 Ano Prof Luca
 
Metabolismo do ferro
Metabolismo do ferroMetabolismo do ferro
Metabolismo do ferro
 
Camada de ozônio
Camada de ozônioCamada de ozônio
Camada de ozônio
 
Camada de ozonio
Camada de ozonioCamada de ozonio
Camada de ozonio
 
Cálcio e fósforo
Cálcio e fósforoCálcio e fósforo
Cálcio e fósforo
 
Aula_5 Genetica e Embriologia (2020_03_19 15_11_22 UTC).ppt
Aula_5 Genetica e Embriologia (2020_03_19 15_11_22 UTC).pptAula_5 Genetica e Embriologia (2020_03_19 15_11_22 UTC).ppt
Aula_5 Genetica e Embriologia (2020_03_19 15_11_22 UTC).ppt
 
Sais minerais
Sais mineraisSais minerais
Sais minerais
 
Nutrientes
NutrientesNutrientes
Nutrientes
 
Biologia aula 01 bioquímica
Biologia aula 01 bioquímicaBiologia aula 01 bioquímica
Biologia aula 01 bioquímica
 
Biologia aula 01 bioquímica
Biologia aula 01   bioquímica Biologia aula 01   bioquímica
Biologia aula 01 bioquímica
 
Composição quimica das células modulo 4
Composição quimica das células modulo 4Composição quimica das células modulo 4
Composição quimica das células modulo 4
 
Composição quimica das células modulo 4
Composição quimica das células modulo 4Composição quimica das células modulo 4
Composição quimica das células modulo 4
 

Mais de Lara Lídia

Lipídios
LipídiosLipídios
Lipídios
Lara Lídia
 
Nox - Número de Oxidação.
Nox - Número de Oxidação.Nox - Número de Oxidação.
Nox - Número de Oxidação.
Lara Lídia
 
Glicídios.
Glicídios.Glicídios.
Glicídios.
Lara Lídia
 
Grécia antiga.
Grécia antiga.Grécia antiga.
Grécia antiga.
Lara Lídia
 
Separação de misturas.
Separação de misturas.Separação de misturas.
Separação de misturas.
Lara Lídia
 
Introdução à evolução
Introdução à evoluçãoIntrodução à evolução
Introdução à evolução
Lara Lídia
 
Cartografia.
Cartografia.Cartografia.
Cartografia.
Lara Lídia
 
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
Lara Lídia
 
Substâncias puras, misturas e sistemas.
Substâncias puras, misturas e sistemas.Substâncias puras, misturas e sistemas.
Substâncias puras, misturas e sistemas.
Lara Lídia
 
Campo elétrico.
Campo elétrico.Campo elétrico.
Campo elétrico.
Lara Lídia
 
Força elétrica
Força elétricaForça elétrica
Força elétrica
Lara Lídia
 
Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.
Lara Lídia
 
Romantismo.
Romantismo.Romantismo.
Romantismo.
Lara Lídia
 
Números quânticos.
Números quânticos.Números quânticos.
Números quânticos.
Lara Lídia
 
Fenícios e persas
Fenícios e persasFenícios e persas
Fenícios e persas
Lara Lídia
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
Lara Lídia
 
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Lara Lídia
 
Funções de linguagem.
Funções de linguagem.Funções de linguagem.
Funções de linguagem.
Lara Lídia
 
Complexo açucareiro brasileiro.
Complexo açucareiro brasileiro.Complexo açucareiro brasileiro.
Complexo açucareiro brasileiro.
Lara Lídia
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
Lara Lídia
 

Mais de Lara Lídia (20)

Lipídios
LipídiosLipídios
Lipídios
 
Nox - Número de Oxidação.
Nox - Número de Oxidação.Nox - Número de Oxidação.
Nox - Número de Oxidação.
 
Glicídios.
Glicídios.Glicídios.
Glicídios.
 
Grécia antiga.
Grécia antiga.Grécia antiga.
Grécia antiga.
 
Separação de misturas.
Separação de misturas.Separação de misturas.
Separação de misturas.
 
Introdução à evolução
Introdução à evoluçãoIntrodução à evolução
Introdução à evolução
 
Cartografia.
Cartografia.Cartografia.
Cartografia.
 
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
A mineração no período colonial e as atividades subsidiárias.
 
Substâncias puras, misturas e sistemas.
Substâncias puras, misturas e sistemas.Substâncias puras, misturas e sistemas.
Substâncias puras, misturas e sistemas.
 
Campo elétrico.
Campo elétrico.Campo elétrico.
Campo elétrico.
 
Força elétrica
Força elétricaForça elétrica
Força elétrica
 
Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.Complexos geoeconômicos.
Complexos geoeconômicos.
 
Romantismo.
Romantismo.Romantismo.
Romantismo.
 
Números quânticos.
Números quânticos.Números quânticos.
Números quânticos.
 
Fenícios e persas
Fenícios e persasFenícios e persas
Fenícios e persas
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
 
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
 
Funções de linguagem.
Funções de linguagem.Funções de linguagem.
Funções de linguagem.
 
Complexo açucareiro brasileiro.
Complexo açucareiro brasileiro.Complexo açucareiro brasileiro.
Complexo açucareiro brasileiro.
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 

Último

Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Luana Neres
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdfBiologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Acrópole - História & Educação
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Luana Neres
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdfBiologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 

Sais minerais.

  • 2. Conceito Sais minerais (forma insolúvel) e íons (forma solúvel, eletricamente carregada) são componentes inorgânicos da matéria viva e desempenham papéis estruturais e reguladores.  Macrominerais – São necessários em grandes quantidades. Ex: Fósforo, Cálcio e Sódio.  Microminerais – São necessários em pequenas quantidades. Ex: Ferro, Zinco e Iodo.
  • 3. Íons sódio, potássio e cloreto (𝐍𝐚+ , 𝐊+ 𝐞 𝐂𝐥− )  Sódio é o íon positivo mais abundante em animais, já o potássio, também positivo, é o íon mais abundante em plantas. O cloreto, por outro lado, é o íon negativo abundante em todos os seres vivos.  Não ocorrem na forma de sais minerais.  Eles em conjunto atuam no equilíbrio osmótico – Por meio da osmose (passagem de solvente de um meio menos concentrado para um mais concentrado) a água permanece no meio em que as concentrações desses íons sejam maiores.  Ex: Quando uma pessoa come alimentos ricos em NaCl, a concentração de cloreto de sódio fica maior que a do sangue (que é de 0,9%), havendo saída da água do sangue para o estômago. Com o volume de água diminuído, o indivíduo sente sede, para que água do sangue seja reposta.
  • 4.  Bomba de sódio e potássio: As concentrações desses íons se mantêm mais ou menos constantes no meio intra e extracelular. Devido à essas concentrações fora e dentro da célula, é causada uma polaridade na membrana plasmática: o meio intracelular é negativo em relação ao meio extracelular positivo. Essa polaridade é a base para a condução do impulso nervoso.
  • 5. Cálcio e Magnésio (𝐂𝐚++ 𝐞 𝐌𝐠++)  99% do cálcio em humanos está presente no ossos e nos dentes, na forma de sais, como o fosfato de cálcio (Ca3PO4) e o carbonato de cálcio (CaCO3). Além disso, está presente no exoesqueletos de crustáceos e concha de moluscos.  Cálcio iônico – Atua nos processos de coagulação sanguínea, contração muscular, transmissão do impulso nervoso (sinapse) e ativação enzimática.  Magnésio iônico – Síntese proteica. Os ribossomos (responsáveis pela síntese de proteínas) são formados por duas unidades, as quais permanecem unidas na presença de magnésio. O magnésio também é parte da molécula de clorofila, que permite a reação de fotossíntese nas plantas.  Em conjunto, o cálcio e magnésio atuam controlando a permeabilidade das membrana por meio da abertura e fechamento de canais.
  • 6. Ferro (Fe)  É adquirido por meio da ingestão de alimentos como fígado, carnes vermelhas, gemas de ovos, leguminosas como o feijão e verduras como o espinafre.  Normalmente, está associado a proteínas na forma de um grupamento chamado heme, que apresenta também átomos de carbono, oxigênio, nitrogênio e hidrogênio.  Pode ser encontrado na forma férrica Fe+++ (ferro oxidado) ou na forma ferrosa Fe++ (ferro reduzido, mais fácil de ser absorvido). No tratamento de pacientes anêmicos, muitas vezes, é administrado sulfato ferroso, no qual há íons Fe++ .  A vitamina C é fundamental para a boa absorção intestinal de ferro, uma vez que auxilia na conversão da forma férrica em ferrosa.
  • 7.  Hemoglobina – Proteína formada por quatro subunidades proteicas (duas cadeias α e duas β), além de um grupamento heme em cada cadeia. A função da hemoglobina é transportar oxigênio e gás carbônico no sangue, sendo que o O2 se liga aos íons de ferro do grupo heme para serem transportados, enquanto o CO2 se liga à parte proteica da hemoglobina. Sem ferro não é possível fabricar hemoglobina e sem hemoglobina não é possível fabricar hemácias ou transportar gases. A deficiência de ferro na alimentação provoca uma diminuição na quantidade de hemoglobina no sangue, doença conhecida como anemia ferroptiva.  Mioglobina – Proteína que armazena oxigênio no músculo, para o seu suprimento adequado. Está presente na musculatura de alguns vertebrados e dá cor vermelha ao músculo.
  • 8. Fosfato (𝑷𝑶 𝟒 −−− )  Está relacionado ao metabolismo energético, fazendo parte do ATP (Adenosina trifosfato). Também está associado à composição dos ácidos nucleicos, fazendo parte de seus nucleotídeos – Cada um apresenta uma base nitrogenada, uma pentose e um grupo fosfato. Está presente em sais, como o fosfato de cálcio e de magnésio que compõem a parte mineral dos ossos, dentes, conchas e carapaças.
  • 9. Outros  Iodo (I) – Parte fundamental dos hormônios da glândula tireóidea (tiroxina outros), os quais controlam o metabolismo corporal.  Flúor (F) – Participa da parte mineral dos dentes, tornando-os resistentes a cáries.  Cobalto (Co) – Participa da composição da vitamina B12, que, por sua vez, colabora com o processo de síntese de hemácias.  Zinco (Zn) e Manganês (Mn) – Agem como cofatores, respectivamente, aos processos digestivos e neuromusculares.  Cobre (Cu) – Participa da estrutura de enzimas, pigmentos respiratórios e é essencial à síntese da hemoglobina.