ARCADISMO
ARCADISMO - CONCEITO De origem italiana, o Arcadismo é o movimento literário do século XVIII, o Séculodas Luzes. O predo...
CARACTERÍSTICAS DO ARCADISMO Valorização da vida no campo Critíca a voda nos crentos urbanos
PRINCIPAIS AUTORES DO ARCADISMO - Cláudio Manoel da Costa( 1729- 1789)Obras: Obras poéticas- 1768(obra inicial doArcadism...
RELAÇÃO DO CONTEXTO HISTÓRICO E SOCIAL O clima de renovação atingiu fortemente Portugal que, no começo do século XVIII,pa...
INTERPRETAÇÃO DE UM POEMA ÁRCADE Quem deixa o trato pastoril, amadoPela ingrata, civil correspondência,Ou desconhece o ro...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Novo(a) apresentação do microsoft office power point

392 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
392
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Novo(a) apresentação do microsoft office power point

  1. 1. ARCADISMO
  2. 2. ARCADISMO - CONCEITO De origem italiana, o Arcadismo é o movimento literário do século XVIII, o Séculodas Luzes. O predomínio da razão sobre os demais valores da atividade humana faz comque o homem do século XVIII elimine a fé e a crença religiosa (dramáticas noperíodo barroco) de sua rotina. Sendo assim, o rebuscamento excessivo dalinguagem é abolido, fazendo com que a arte se torne mais simples, equilibradae harmônica. A Europa do século XVIII caracteriza-se por transformações no modo de pensare conceber o mundo. A literatura não surge como expressão direta das vivênciasdo autor, mas sim, como formação intelectual; uma literatura baseada nosautores clássicos consagrados (Camões, Horácio, Petrarca, Virgílio, Homeroetc.). Por ser baseado nesses autores, o Arcadismo faz uso da mímese.
  3. 3. CARACTERÍSTICAS DO ARCADISMO Valorização da vida no campo Critíca a voda nos crentos urbanos
  4. 4. PRINCIPAIS AUTORES DO ARCADISMO - Cláudio Manoel da Costa( 1729- 1789)Obras: Obras poéticas- 1768(obra inicial doArcadismo no Brasil); Vila Rica- 1839 ( épico sobrea fundação de Vila Rica)- Tomás Antônio Gonzaga ( 1744- 1810)Obras: Líras de Marília de Dirceu, As CartasChilenas, Tratado de Direito Natural- Santa Rita Durão( 1722-1784)Obra: Caramuru
  5. 5. RELAÇÃO DO CONTEXTO HISTÓRICO E SOCIAL O clima de renovação atingiu fortemente Portugal que, no começo do século XVIII,passava pelo período final de sua reestruturação econômica, política e cultural.Durante o reinado de João V de Portugal (1707-1750) percebe-se, no país, uma certaabertura intelectual e política, como por exemplo a licença concedida à Congregaçãodo Oratório para ministrar ensino, até então privilégio da Companhia de Jesus.Em 1746, Luís António Verney, inspirado nas idéias dos racionalistas franceses,publica as cartas que compõem o seu "Verdadeiro Método de Estudar", obra em quecritica o ensino tradicional e propõe reformas que visam a colocar a culturaportuguesa a par com a do resto da Europa.Caberá, entretanto, ao marquês de Pombal, ministro de José I de Portugal (1750-1777), concretizar essas aspirações. Agindo com plena autonomia de poderes, odespotismo esclarecido de Pombal operou verdadeira transformação nos rumos dacultura portuguesa:- expulsou os jesuítas em 1759, o que enfraqueceu bastante a influência religiosa nocampo cultural;- incentivou os estudos científicos;- reformou o ensino e,- apesar de manter um sistema de censura, afrouxou muito a repressão que eraexercida pelo Santo Ofício (a Inquisição).Em Portugal, o arcadismo iniciou-se oficialmente em 1756, com a fundação da“Arcádia Lusitana”, entidade em que se reuniam intelectuais e artistas para discutiremArte.A “Arcádia Lusitana” tinha por lema a frase latina "Inutilia truncat" ("acabe-se com asinutilidades"), que vai caracterizar todo o movimento no país. Visavam com istoerradicar os exageros, o rebuscamento, e a extravagância preconizados peloBarroco, retornando a uma literatura simples.
  6. 6. INTERPRETAÇÃO DE UM POEMA ÁRCADE Quem deixa o trato pastoril, amadoPela ingrata, civil correspondência,Ou desconhece o rosto da violência,Ou do retiro a paz não tem provado.Que bem é ver nos campos transladadoNo gênio do pastor, o da inocência!E que mal é no trato, e na aparênciaVer sempre o cortesão dissimulado!Ali respira amor sinceridade;Aqui sempre a traição seu rosto encobre;Um só trata a mentira, outro a verdade.Ali não há fortuna, que soçobre;Aqui quanto se observa, é variedade:Oh ventura do rico! Oh bem do pobre!

×