SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 50
Quem é José?
MODELO DE VIRTUDES O pouco que se sabe sobre José,deixa de ser pouco, para tornar-se muito, se o tomarmos como modelo de  obediência, de bondade, de docilidade, de castidade, de justiça, de pobreza, de santidade.Sua vida transcorreu na humildade e no silêncio.As virtudes de José, nos fazem lembrar das virtudes de Maria.
José, esposo de Maria. Maria estava desposada com José. Antes de coabitarem,  ela concebeu por obra do Espírito Santo.                            (Mt. 1,18)
Obra de Salvação O Salvador deu início  à obra de salvação com a união        virginal e santa de José e Maria,  manifestando sua     vontade de purificar e santificar a família,  santuário do amor humano  e berço da vida. João Paulo II
Sonho de José O anjo do Senhor aparece em sonho a José. Fala-lhe a respeito do Mistério da Encarnação.   Tranquiliza, assim, o seu coração.(Mt.1,20-21) Despertando do sonho, José fez como o anjo do Senhor                                 lhe havia mandado,e recebeu em sua casa, sua esposa.   (Mt.1,24)
José, homem justo. José não disse nenhuma palavra quando  da sua ”anunciação”: “fez como o anjo do Senhor lhe ordenara” (Mt. 1,24). Na sua atitude silenciosa  pode captar-se perfeitamente  a verdade contida no juizo  que nos dá o Evangelho: “o justo” (Mt. 1,19) .                                                                                                                  João Paulo II
É maravilhoso saber: Que o matrimônio de Maria e José se deu exatamente no momento culminante da história da salvação, quando Deus manifestou o seu amor pela humanidade, mediante os dons do Verbo.                                                  “Exortação Apostólica Redemptoris Custos,”.                                                             João Paulo II, Papa.
Recenseamento O primeiro recenseamento de toda a terra aconteceu, no tempo do império romano, de César Augusto.Entre todos os demais, José foi se registrar juntamente com Maria, que estava grávida. José desempenhou, em relação ao menino, a tarefa importante e significativa de inserir oficialmente o nome de “Jesus Filho de José de Nazaré” (Jo 1.45), no Registro do Império. (João Paulo II) Jesus veio ao mundo, antes de o censo ter sido feito.
O Nascimento de Jesus Senhor Jesus, diante da Tua divina presença, queremos permanecer  e te adorar. Te oferecemos o nosso coração, o nosso ser, como lugar para o Teu nascimento.  Perdoa-nos, Senhor, pela porta fechada e pelo quanto te fizemos andar, procurando um lugar para nascer. Recebe, Senhor, a riqueza que nos deste ao Te fazer pobre por nós;  recebe o incenso do nosso  louvor e a essência da nossa humanidade. Nós te adoramos e te reconhecemos como nosso Deus  e Senhor. Amém.  “...Hoje vos nasceu na cidade de Davi o Salvador, que é o Cristo, Senhor.”  (Lc 2,11)
José é aquele que tem o encargo de inserir o Filho de Deus no mundo.  (João Paulo II)
A PATERNIDADE DE JOSÉ José  traz  consigo um   sinal real, como que    um  “selo do céu”: a  sua PATERNIDADE. José foi chamado por Deus para servir, no exercício de sua paternidade, diretamente a Pessoa e a Missão de Jesus.   Ele coopera no grande   mistério  da Redenção.   Ele é verdadeiramente “Ministro da Salvação” (Papa João Paulo II)  Ele  traz em seus  braços, o Menino Jesus,             o Filho de Deus, confiado a ele como  o pai-adotivo, o guardião,  o protetor de Jesus.
Outros Santos Santo Antônio São Benedito São Cristóvão Carregam o Menino Jesus, mas não trazem consigo   a marca da paternidade como José,  revelado nas Escrituras.
CIRCUNCISÃO (Sinal da Aliança de Deus  com Abraão (Gn. 17,10) O primeiro dever religioso do pai, é a circuncisão de um filho. José, com esta cerimônia  (Lc.2,21), exercitou seu direito   e dever em relação a Jesus.     (João Paulo II) José deu ao menino, quando o levaram a circuncidar, o nome de Jesus.
Nazaré José, assim como Maria, era descendente de Davi.  Ele morava em Nazaré, pequena cidade da Galiléia.
Jesus era chamado o “Filho do Carpinteiro”  (Mt. 13,55) José trabalhava como carpinteiro, vivia do trabalho de suas mãos.     Era costume judaico, o pai ensinar ao filho, seu ofício.
Apresentação do Menino Jesus no Templo  (Lc. 2,22-40) O resgate  do primogênito, é um outro dever do pai, que é cumprido  por José. Esta cerimônia referida por São Lucas, incluía o  resgate do primogênito. Jesus é o verdadeiro “preço”  do resgate. Ele cumpre e supera o rito do A.T.  Não  sendo Ele um  simples homem  sujeito a ser  resgatado, mas  o próprio autor do resgate. No primogênito estava representado o povo da Aliança, resgatado da escravidão  para passar  a pertencer a Deus. “Todo primogênito do sexo masculino   será consagrado ao Senhor.” (Ex. 13,2)
José foi aquele  a quem Deus confiou a guarda dos seus mais preciosos tesouros. José levantou-se de noite, pegou o menino e sua mãe e partiu para o Egito.(Mt. 2,14)
Retorno a Nazaré Após a morte de Herodes, José retorna a Nazaré    com Jesus e Maria.
A perda e o encontro  do Menino Jesus no Templo. José, aquele       a quem  o próprio Filho de Deus obedecia. (Lc. 2,51) Teu pai e eu ...  andávamos  a  tua procura.      (Lc.2,48)
Sagrada Família José, foi o escolhido de Deus para formar e proteger a Sagrada Família.
Sustentação e a Educação de Jesus em Nazaré O crescimento de Jesus  “em sabedoria, em estatura e em graça” (Lc. 2,52), deu-se no âmbito da Sagrada Família, sob o olhar de São José, que tinha a função de alimentar,  vestir e instruir Jesus na Lei e num ofício, conforme os deveres estabelecidos para o pai.                  (João Paulo II)
Trabalho, expressão de amor. Graças ao seu trabalho, onde exercitava o próprio ofício  com Jesus, José aproximou o trabalho humano do Mistério da Redenção.                     (João Paulo II) A Igreja pôs em realce o trabalho de José, com a memória litúrgica de  São José Operário,  fixada no  primeiro de maio.
PATRONO DA IGREJA CATÓLICA    
Dia 19 de março, celebramos a Festa de São José. A cada dia 19 do mês celebramos,                                      na  Sede da Comunidade,  Missa em homenagem ao nosso Padroeiro.
Grande Devoto de São José O Papa João XXIII  que tinha uma grande devoção por São José,  estabeleceu que  no cânone romano da missa,  memorial perpétuo da Redenção, fosse inserido o nome de José,  ao lado do nome de Maria  e antes dos nomes dos Apóstolos, Sumos Pontífices e dos Mártires. Papa João XXIII
O Exemplo de Santa Tereza  Santa Teresa de Jesus,  uma das maiores devotas de São José, dizia querer "convencer todas as pessoas a serem devotas deste glorioso Santo”. Dizia ficar espantada com os favores que recebia de Deus por intercessão de  São José. Tereza d’Ávila
I de  a  J o sé !
José do Egito ,[object Object]
Toda autoridade foi confiada  a José.
Responsável pelas provisões de alimento no Egito, foi nomeado primeiro-ministro do Rei do Egito.
Ao faltar pão, o Faraó disse a todos os egípcios:
“Ide a José...” (Gn. 1,55),[object Object]
Escolhido e eleito“Ministro da Salvação”.
Responsável  pela guarda e proteção da Mãe e do Filho de Deus, Pão Vivo, descido do Céu.
“Quem sustentou Aquele que os fieis deviam comer    como Pão de vida eterna.” ,[object Object]
A Igreja da Terra  e a Igreja do Céu, nos recomenda:
 “ Ide a José!”,[object Object]
São José, exemplo para nós. A vida de São José é exemplo para todos nós. Ele é modelo de Virtudes. Aquele a quem a Igreja do céu e da terra   nos aponta como tão glorioso santo   e intercessor:   “Ide a José”.  Ele que “sustentou Aquele a quem  todos nós devíamos comer como Pão de vida eterna”.
    São José, Patrono dos Agonizantes Meu glorioso São José, pela dor do seu  coração, ao decidir  abandonar secretamente a Virgem Maria, e diante da consolação e da alegria que o senhor sentiu ao saber do grandioso e soberano Mistério da Encarnação, nós vos pedimos  a graça  por  uma vida justa e uma morte santa, assistidos por Jesus e por Maria. Amém.
José, a nós  revelado pelas Escrituras  e testemunhado por tantos santos e devotos,  é o mesmo hoje, a quem aprendemos a recorrer em nossas aflições e tribulações. Sua vida nos ensina e nos convida a uma experiência diária do seu silêncio, da sua obediência, do seu trabalho e de tantas outras virtudes que passamos a conhecer   da sua história meritória diante de Cristo. Por seu exemplo, vem nos mostrar que viveu uma vida inteira de dedicação e de intimidade com Jesus e com Maria. Na sua fidelidade, viveu sob a orientação divina e sob essa  orientação, ele não fez as coisas do seu jeito, ainda que a razão exigia, mas em ato de fé, nos ensina a fazer do jeito que Deus quer. Ele soube esperar; deu tempo ao tempo. E Deus o inspirou. José nos ensina, a viver cada hoje, sempre e unicamente na  dependência de Deus. José quer nos ensinar a cuidar do que é essencial em nossa vida.
Significado do Nome:
José, significa:  Deus acrescente filhos. A comunidade São José traz, em si,  o nome do seu padroeiro, bem como o seu significado. Daí entendermos, ser A   Comunidade São José,   uma Grande Família.
 Capela da Comunidade São José
 Centro de formaçãocomunidade são josé
Renovação de compromisso  na sede da comunidade
                  Missa    na sede da comunidade

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide semana santa
Slide semana santaSlide semana santa
Slide semana santa
jucrismm
 

Mais procurados (20)

O verdadeiro cristão 01.02.2015
O verdadeiro cristão 01.02.2015O verdadeiro cristão 01.02.2015
O verdadeiro cristão 01.02.2015
 
Discipulado: uma necessidade urgente!
Discipulado: uma necessidade urgente!Discipulado: uma necessidade urgente!
Discipulado: uma necessidade urgente!
 
Palestra maturidade cristã
Palestra   maturidade cristãPalestra   maturidade cristã
Palestra maturidade cristã
 
Seitas e Heresias
Seitas e HeresiasSeitas e Heresias
Seitas e Heresias
 
Apostila missiologia
Apostila missiologiaApostila missiologia
Apostila missiologia
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
 
Maria, Mãe de Jesus uma Serva Humilde.
Maria, Mãe de Jesus uma Serva Humilde.Maria, Mãe de Jesus uma Serva Humilde.
Maria, Mãe de Jesus uma Serva Humilde.
 
7. arrebatamento
7. arrebatamento7. arrebatamento
7. arrebatamento
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
 
Panorama do NT - Efésios
Panorama do NT - EfésiosPanorama do NT - Efésios
Panorama do NT - Efésios
 
O Caminho de Jericó
O Caminho de JericóO Caminho de Jericó
O Caminho de Jericó
 
26 Quem é Jesus Cristo?
26   Quem é Jesus Cristo?26   Quem é Jesus Cristo?
26 Quem é Jesus Cristo?
 
Estudos por esta causa me ponho de joelhos
Estudos  por esta causa me ponho de joelhosEstudos  por esta causa me ponho de joelhos
Estudos por esta causa me ponho de joelhos
 
Batismo com o Espírito Santo
Batismo com o Espírito SantoBatismo com o Espírito Santo
Batismo com o Espírito Santo
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
 
Vida de oração
Vida de oraçãoVida de oração
Vida de oração
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
 
Slide semana santa
Slide semana santaSlide semana santa
Slide semana santa
 
Evangelismo
EvangelismoEvangelismo
Evangelismo
 
A origem do pecado
A origem do pecadoA origem do pecado
A origem do pecado
 

Destaque

Apresentação da E. E.São José
 Apresentação da E. E.São José Apresentação da E. E.São José
Apresentação da E. E.São José
weleslima
 
09 O príncipe que veio do rio / 09 the prince from the river portuguese
09 O príncipe que veio do rio / 09 the prince from the river portuguese09 O príncipe que veio do rio / 09 the prince from the river portuguese
09 O príncipe que veio do rio / 09 the prince from the river portuguese
Ping Ponga
 
06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese
06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese
06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese
Ping Ponga
 
A familia de jesus
A familia de jesus A familia de jesus
A familia de jesus
PAFB
 
Abraão escolheu ser amigo de deus
Abraão escolheu ser amigo de deusAbraão escolheu ser amigo de deus
Abraão escolheu ser amigo de deus
cchamaviva
 

Destaque (20)

A VIDA DE JOSÉ
A VIDA DE JOSÉA VIDA DE JOSÉ
A VIDA DE JOSÉ
 
Lbj lição 12 A família de jesus
Lbj lição 12   A família de jesusLbj lição 12   A família de jesus
Lbj lição 12 A família de jesus
 
O Sonho de José
O Sonho de JoséO Sonho de José
O Sonho de José
 
Apresentação da E. E.São José
 Apresentação da E. E.São José Apresentação da E. E.São José
Apresentação da E. E.São José
 
José um líder temente a Deus
José um líder temente a DeusJosé um líder temente a Deus
José um líder temente a Deus
 
Lição 13 josé, a realidade de um sonho
Lição 13   josé, a realidade de um sonhoLição 13   josé, a realidade de um sonho
Lição 13 josé, a realidade de um sonho
 
Estudos josé do egito
Estudos  josé do egitoEstudos  josé do egito
Estudos josé do egito
 
José, semelhante a Jesus
José, semelhante a JesusJosé, semelhante a Jesus
José, semelhante a Jesus
 
Cantos de são josé
Cantos de são joséCantos de são josé
Cantos de são josé
 
Um LCMS
Um LCMSUm LCMS
Um LCMS
 
Letras
LetrasLetras
Letras
 
09 O príncipe que veio do rio / 09 the prince from the river portuguese
09 O príncipe que veio do rio / 09 the prince from the river portuguese09 O príncipe que veio do rio / 09 the prince from the river portuguese
09 O príncipe que veio do rio / 09 the prince from the river portuguese
 
Lar São José
Lar São JoséLar São José
Lar São José
 
06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese
06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese
06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese
 
Viagem ao tempo de jesus
Viagem ao tempo de jesusViagem ao tempo de jesus
Viagem ao tempo de jesus
 
A familia de jesus
A familia de jesus A familia de jesus
A familia de jesus
 
EBD CPAD lições bíblicas 4 trimestre 2015 aula 13 José,A realidade de um sonho.
EBD CPAD lições bíblicas 4 trimestre 2015 aula 13 José,A realidade de um sonho.EBD CPAD lições bíblicas 4 trimestre 2015 aula 13 José,A realidade de um sonho.
EBD CPAD lições bíblicas 4 trimestre 2015 aula 13 José,A realidade de um sonho.
 
O pais de jesus
O pais de jesusO pais de jesus
O pais de jesus
 
Oferta do missões amigos de deus
Oferta do missões   amigos de deusOferta do missões   amigos de deus
Oferta do missões amigos de deus
 
Abraão escolheu ser amigo de deus
Abraão escolheu ser amigo de deusAbraão escolheu ser amigo de deus
Abraão escolheu ser amigo de deus
 

Semelhante a História de São José

44 1, 2 e 3 joão
44  1, 2 e 3 joão44  1, 2 e 3 joão
44 1, 2 e 3 joão
PIB Penha
 
Batismo de Jesus
Batismo de JesusBatismo de Jesus
Batismo de Jesus
pr_afsalbergaria
 

Semelhante a História de São José (20)

Curso de josefologia - Quem é são josé?
Curso de josefologia - Quem é são josé?Curso de josefologia - Quem é são josé?
Curso de josefologia - Quem é são josé?
 
Carta Apostólica Patris corde.pdf
Carta Apostólica Patris corde.pdfCarta Apostólica Patris corde.pdf
Carta Apostólica Patris corde.pdf
 
Jesus cristo
Jesus cristoJesus cristo
Jesus cristo
 
Lição 12 José, o pai terreno de jesus - um homem de caráter
Lição 12   José, o pai terreno de jesus - um homem de caráterLição 12   José, o pai terreno de jesus - um homem de caráter
Lição 12 José, o pai terreno de jesus - um homem de caráter
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de João
 
Jose, trabalhador, esposo, pai, santo
Jose, trabalhador, esposo, pai, santoJose, trabalhador, esposo, pai, santo
Jose, trabalhador, esposo, pai, santo
 
44 1, 2 e 3 joão
44  1, 2 e 3 joão44  1, 2 e 3 joão
44 1, 2 e 3 joão
 
Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Lição 03 - A Salvação e o Advento do SalvadorLição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
 
6 ra quarta semana para envio- Retiro de Advento/Natal 2013…
6 ra quarta semana para envio- Retiro de Advento/Natal 2013…6 ra quarta semana para envio- Retiro de Advento/Natal 2013…
6 ra quarta semana para envio- Retiro de Advento/Natal 2013…
 
LIÇÃO 12 - José, o pai terreno de Jesus - um homem de caráter
LIÇÃO 12 - José, o pai terreno de Jesus - um homem de caráterLIÇÃO 12 - José, o pai terreno de Jesus - um homem de caráter
LIÇÃO 12 - José, o pai terreno de Jesus - um homem de caráter
 
Ebd bos
Ebd bosEbd bos
Ebd bos
 
Retiro do Advento_Parte 5_terceira semana
Retiro do Advento_Parte 5_terceira semanaRetiro do Advento_Parte 5_terceira semana
Retiro do Advento_Parte 5_terceira semana
 
Lição 13 - Jesus Cristo, o Modelo Supremo de Caráter
 Lição 13 - Jesus Cristo, o Modelo Supremo de Caráter Lição 13 - Jesus Cristo, o Modelo Supremo de Caráter
Lição 13 - Jesus Cristo, o Modelo Supremo de Caráter
 
Comentário: 3º Domingo da Páscoa - Ano B
Comentário: 3º Domingo da Páscoa - Ano BComentário: 3º Domingo da Páscoa - Ano B
Comentário: 3º Domingo da Páscoa - Ano B
 
O senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristoO senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristo
 
Batismo de Jesus
Batismo de JesusBatismo de Jesus
Batismo de Jesus
 
A Salvação e o Advento do Salvador.
A Salvação e o Advento do Salvador.A Salvação e o Advento do Salvador.
A Salvação e o Advento do Salvador.
 
9 mariologia
9 mariologia9 mariologia
9 mariologia
 
Licao 02 01 Trimestre 2022 Jovens.pptx .
Licao 02 01 Trimestre 2022 Jovens.pptx .Licao 02 01 Trimestre 2022 Jovens.pptx .
Licao 02 01 Trimestre 2022 Jovens.pptx .
 
5 ra terceira semana para envio- Retiro de Advento/Natal 2013…
5 ra terceira semana para envio- Retiro de Advento/Natal 2013…5 ra terceira semana para envio- Retiro de Advento/Natal 2013…
5 ra terceira semana para envio- Retiro de Advento/Natal 2013…
 

Mais de Lanylldo Araujo

Mais de Lanylldo Araujo (20)

CBIE WRE Lanylldo
CBIE WRE LanylldoCBIE WRE Lanylldo
CBIE WRE Lanylldo
 
Avaliação de Sistemas Computacionais Interativos para Ensino e Aprendizagem: ...
Avaliação de Sistemas Computacionais Interativos para Ensino e Aprendizagem: ...Avaliação de Sistemas Computacionais Interativos para Ensino e Aprendizagem: ...
Avaliação de Sistemas Computacionais Interativos para Ensino e Aprendizagem: ...
 
Avaliação de Sistemas Computacionais Interativos para Ensino e Aprendizagem:...
Avaliação de Sistemas Computacionais  Interativos para Ensino e Aprendizagem:...Avaliação de Sistemas Computacionais  Interativos para Ensino e Aprendizagem:...
Avaliação de Sistemas Computacionais Interativos para Ensino e Aprendizagem:...
 
Aprendizagem de Máquina: Classificadores J48, IBK e Naives Bayes
Aprendizagem de Máquina: Classificadores J48, IBK e Naives BayesAprendizagem de Máquina: Classificadores J48, IBK e Naives Bayes
Aprendizagem de Máquina: Classificadores J48, IBK e Naives Bayes
 
Hbase trabalho final
Hbase trabalho finalHbase trabalho final
Hbase trabalho final
 
engenharia software educacional
engenharia software educacionalengenharia software educacional
engenharia software educacional
 
Engenharia de Software Educacional
Engenharia de Software EducacionalEngenharia de Software Educacional
Engenharia de Software Educacional
 
Atividade Prática Profissional - ETEC - UEMANET
Atividade Prática Profissional - ETEC - UEMANETAtividade Prática Profissional - ETEC - UEMANET
Atividade Prática Profissional - ETEC - UEMANET
 
Apresentação por reforço
Apresentação por reforço Apresentação por reforço
Apresentação por reforço
 
Seminário Mestrado em Engenharia de Computação - Disciplina Sistemas computac...
Seminário Mestrado em Engenharia de Computação - Disciplina Sistemas computac...Seminário Mestrado em Engenharia de Computação - Disciplina Sistemas computac...
Seminário Mestrado em Engenharia de Computação - Disciplina Sistemas computac...
 
Teoria de Resposta ao Item - TRI
Teoria de Resposta ao Item - TRITeoria de Resposta ao Item - TRI
Teoria de Resposta ao Item - TRI
 
Projeto Livros Falados
Projeto Livros FaladosProjeto Livros Falados
Projeto Livros Falados
 
Apresentação Lanylldo Araujo - Software Avalia
Apresentação Lanylldo Araujo - Software AvaliaApresentação Lanylldo Araujo - Software Avalia
Apresentação Lanylldo Araujo - Software Avalia
 
Palavra de Vida
Palavra de VidaPalavra de Vida
Palavra de Vida
 
Salmo 146:11
Salmo 146:11Salmo 146:11
Salmo 146:11
 
So novo tempoçç
So novo tempoççSo novo tempoçç
So novo tempoçç
 
Salmo de 114:11
Salmo de 114:11Salmo de 114:11
Salmo de 114:11
 
Palavra de Vida
Palavra de VidaPalavra de Vida
Palavra de Vida
 
Palavra de Vida
Palavra de VidaPalavra de Vida
Palavra de Vida
 
Msg 426
Msg 426Msg 426
Msg 426
 

Último

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 

Último (13)

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 

História de São José

  • 1.
  • 3. MODELO DE VIRTUDES O pouco que se sabe sobre José,deixa de ser pouco, para tornar-se muito, se o tomarmos como modelo de obediência, de bondade, de docilidade, de castidade, de justiça, de pobreza, de santidade.Sua vida transcorreu na humildade e no silêncio.As virtudes de José, nos fazem lembrar das virtudes de Maria.
  • 4. José, esposo de Maria. Maria estava desposada com José. Antes de coabitarem, ela concebeu por obra do Espírito Santo. (Mt. 1,18)
  • 5. Obra de Salvação O Salvador deu início à obra de salvação com a união virginal e santa de José e Maria, manifestando sua vontade de purificar e santificar a família, santuário do amor humano e berço da vida. João Paulo II
  • 6. Sonho de José O anjo do Senhor aparece em sonho a José. Fala-lhe a respeito do Mistério da Encarnação. Tranquiliza, assim, o seu coração.(Mt.1,20-21) Despertando do sonho, José fez como o anjo do Senhor lhe havia mandado,e recebeu em sua casa, sua esposa. (Mt.1,24)
  • 7. José, homem justo. José não disse nenhuma palavra quando da sua ”anunciação”: “fez como o anjo do Senhor lhe ordenara” (Mt. 1,24). Na sua atitude silenciosa pode captar-se perfeitamente a verdade contida no juizo que nos dá o Evangelho: “o justo” (Mt. 1,19) . João Paulo II
  • 8. É maravilhoso saber: Que o matrimônio de Maria e José se deu exatamente no momento culminante da história da salvação, quando Deus manifestou o seu amor pela humanidade, mediante os dons do Verbo. “Exortação Apostólica Redemptoris Custos,”. João Paulo II, Papa.
  • 9. Recenseamento O primeiro recenseamento de toda a terra aconteceu, no tempo do império romano, de César Augusto.Entre todos os demais, José foi se registrar juntamente com Maria, que estava grávida. José desempenhou, em relação ao menino, a tarefa importante e significativa de inserir oficialmente o nome de “Jesus Filho de José de Nazaré” (Jo 1.45), no Registro do Império. (João Paulo II) Jesus veio ao mundo, antes de o censo ter sido feito.
  • 10. O Nascimento de Jesus Senhor Jesus, diante da Tua divina presença, queremos permanecer e te adorar. Te oferecemos o nosso coração, o nosso ser, como lugar para o Teu nascimento. Perdoa-nos, Senhor, pela porta fechada e pelo quanto te fizemos andar, procurando um lugar para nascer. Recebe, Senhor, a riqueza que nos deste ao Te fazer pobre por nós; recebe o incenso do nosso louvor e a essência da nossa humanidade. Nós te adoramos e te reconhecemos como nosso Deus e Senhor. Amém. “...Hoje vos nasceu na cidade de Davi o Salvador, que é o Cristo, Senhor.” (Lc 2,11)
  • 11. José é aquele que tem o encargo de inserir o Filho de Deus no mundo. (João Paulo II)
  • 12. A PATERNIDADE DE JOSÉ José traz consigo um sinal real, como que um “selo do céu”: a sua PATERNIDADE. José foi chamado por Deus para servir, no exercício de sua paternidade, diretamente a Pessoa e a Missão de Jesus. Ele coopera no grande mistério da Redenção. Ele é verdadeiramente “Ministro da Salvação” (Papa João Paulo II) Ele traz em seus braços, o Menino Jesus, o Filho de Deus, confiado a ele como o pai-adotivo, o guardião, o protetor de Jesus.
  • 13. Outros Santos Santo Antônio São Benedito São Cristóvão Carregam o Menino Jesus, mas não trazem consigo a marca da paternidade como José, revelado nas Escrituras.
  • 14. CIRCUNCISÃO (Sinal da Aliança de Deus com Abraão (Gn. 17,10) O primeiro dever religioso do pai, é a circuncisão de um filho. José, com esta cerimônia (Lc.2,21), exercitou seu direito e dever em relação a Jesus. (João Paulo II) José deu ao menino, quando o levaram a circuncidar, o nome de Jesus.
  • 15. Nazaré José, assim como Maria, era descendente de Davi. Ele morava em Nazaré, pequena cidade da Galiléia.
  • 16. Jesus era chamado o “Filho do Carpinteiro” (Mt. 13,55) José trabalhava como carpinteiro, vivia do trabalho de suas mãos. Era costume judaico, o pai ensinar ao filho, seu ofício.
  • 17. Apresentação do Menino Jesus no Templo (Lc. 2,22-40) O resgate do primogênito, é um outro dever do pai, que é cumprido por José. Esta cerimônia referida por São Lucas, incluía o resgate do primogênito. Jesus é o verdadeiro “preço” do resgate. Ele cumpre e supera o rito do A.T. Não sendo Ele um simples homem sujeito a ser resgatado, mas o próprio autor do resgate. No primogênito estava representado o povo da Aliança, resgatado da escravidão para passar a pertencer a Deus. “Todo primogênito do sexo masculino será consagrado ao Senhor.” (Ex. 13,2)
  • 18. José foi aquele a quem Deus confiou a guarda dos seus mais preciosos tesouros. José levantou-se de noite, pegou o menino e sua mãe e partiu para o Egito.(Mt. 2,14)
  • 19. Retorno a Nazaré Após a morte de Herodes, José retorna a Nazaré com Jesus e Maria.
  • 20. A perda e o encontro do Menino Jesus no Templo. José, aquele a quem o próprio Filho de Deus obedecia. (Lc. 2,51) Teu pai e eu ... andávamos a tua procura. (Lc.2,48)
  • 21. Sagrada Família José, foi o escolhido de Deus para formar e proteger a Sagrada Família.
  • 22. Sustentação e a Educação de Jesus em Nazaré O crescimento de Jesus “em sabedoria, em estatura e em graça” (Lc. 2,52), deu-se no âmbito da Sagrada Família, sob o olhar de São José, que tinha a função de alimentar, vestir e instruir Jesus na Lei e num ofício, conforme os deveres estabelecidos para o pai. (João Paulo II)
  • 23. Trabalho, expressão de amor. Graças ao seu trabalho, onde exercitava o próprio ofício com Jesus, José aproximou o trabalho humano do Mistério da Redenção. (João Paulo II) A Igreja pôs em realce o trabalho de José, com a memória litúrgica de São José Operário, fixada no primeiro de maio.
  • 24. PATRONO DA IGREJA CATÓLICA  
  • 25. Dia 19 de março, celebramos a Festa de São José. A cada dia 19 do mês celebramos, na Sede da Comunidade, Missa em homenagem ao nosso Padroeiro.
  • 26. Grande Devoto de São José O Papa João XXIII que tinha uma grande devoção por São José, estabeleceu que no cânone romano da missa, memorial perpétuo da Redenção, fosse inserido o nome de José, ao lado do nome de Maria e antes dos nomes dos Apóstolos, Sumos Pontífices e dos Mártires. Papa João XXIII
  • 27. O Exemplo de Santa Tereza Santa Teresa de Jesus, uma das maiores devotas de São José, dizia querer "convencer todas as pessoas a serem devotas deste glorioso Santo”. Dizia ficar espantada com os favores que recebia de Deus por intercessão de São José. Tereza d’Ávila
  • 28. I de a J o sé !
  • 29.
  • 30. Toda autoridade foi confiada a José.
  • 31. Responsável pelas provisões de alimento no Egito, foi nomeado primeiro-ministro do Rei do Egito.
  • 32. Ao faltar pão, o Faraó disse a todos os egípcios:
  • 33.
  • 34. Escolhido e eleito“Ministro da Salvação”.
  • 35. Responsável pela guarda e proteção da Mãe e do Filho de Deus, Pão Vivo, descido do Céu.
  • 36.
  • 37. A Igreja da Terra e a Igreja do Céu, nos recomenda:
  • 38.
  • 39. São José, exemplo para nós. A vida de São José é exemplo para todos nós. Ele é modelo de Virtudes. Aquele a quem a Igreja do céu e da terra nos aponta como tão glorioso santo e intercessor: “Ide a José”. Ele que “sustentou Aquele a quem todos nós devíamos comer como Pão de vida eterna”.
  • 40. São José, Patrono dos Agonizantes Meu glorioso São José, pela dor do seu coração, ao decidir abandonar secretamente a Virgem Maria, e diante da consolação e da alegria que o senhor sentiu ao saber do grandioso e soberano Mistério da Encarnação, nós vos pedimos a graça por uma vida justa e uma morte santa, assistidos por Jesus e por Maria. Amém.
  • 41. José, a nós revelado pelas Escrituras e testemunhado por tantos santos e devotos, é o mesmo hoje, a quem aprendemos a recorrer em nossas aflições e tribulações. Sua vida nos ensina e nos convida a uma experiência diária do seu silêncio, da sua obediência, do seu trabalho e de tantas outras virtudes que passamos a conhecer da sua história meritória diante de Cristo. Por seu exemplo, vem nos mostrar que viveu uma vida inteira de dedicação e de intimidade com Jesus e com Maria. Na sua fidelidade, viveu sob a orientação divina e sob essa orientação, ele não fez as coisas do seu jeito, ainda que a razão exigia, mas em ato de fé, nos ensina a fazer do jeito que Deus quer. Ele soube esperar; deu tempo ao tempo. E Deus o inspirou. José nos ensina, a viver cada hoje, sempre e unicamente na dependência de Deus. José quer nos ensinar a cuidar do que é essencial em nossa vida.
  • 43. José, significa: Deus acrescente filhos. A comunidade São José traz, em si, o nome do seu padroeiro, bem como o seu significado. Daí entendermos, ser A Comunidade São José, uma Grande Família.
  • 44. Capela da Comunidade São José
  • 45. Centro de formaçãocomunidade são josé
  • 46. Renovação de compromisso na sede da comunidade
  • 47.
  • 48.
  • 49. Missa na sede da comunidade
  • 50.
  • 51. Comunidade São José de Cornélio/PR
  • 52. Renovação de compromisso da comunidade são josé de Cornélio/PR
  • 53. Koynonia na sede da comunidade
  • 54. Pe. Arlindo José Severiano Fundador da Comunidade São José
  • 55. São José, padroeiro dos pobres e dos desvalidos, rogai por nós, que somos pobres pecadores.
  • 56. Tudo o que fizemos, foi para honra e glória do Pai, do Filho e do espírito santo. Amém!
  • 57. COMUNIDADE SÃO JOSÉ, 10 Anos Evangelizando pelo Amor. SEDE DA COMUNIDADE Estrada MA-026 – Km 02 CENTRO DE FORMAÇÃO DA COMUNIDADE Rua Dr. José Anselmo, próximo à Rádio Mirante. CEP 65400-000 – Codó –Ma. Telefone: (99) 88149297 Site: www.comunidadesaojose.org CRÉDITOS: Exortação Apostólica Redemptoris Custos. Papa João Paulo II, 15.8.1989. Música: Ave Maria (HoreaCrishan -Gounod/Bach) Apresentação : Comunidade São José Montagem : Adriano Pinheiro e João Paulo Santos.