História de São José

12.558 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.558
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
151
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
132
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História de São José

  1. 1.
  2. 2. Quem é José?<br />
  3. 3. MODELO DE VIRTUDES<br />O pouco que se sabe sobre José,deixa de ser pouco, para tornar-se muito, se o tomarmos como modelo de obediência, de bondade, de docilidade, de castidade, de justiça, de pobreza, de santidade.Sua vida transcorreu na humildade e no silêncio.As virtudes de José, nos fazem lembrar das virtudes de Maria.<br />
  4. 4. José, esposo de Maria.<br />Maria estava desposada com José. Antes de coabitarem,<br /> ela concebeu por obra do Espírito Santo. (Mt. 1,18)<br />
  5. 5. Obra de Salvação<br />O Salvador deu início <br />à obra de salvação<br />com a união virginal e santa<br />de José e Maria,<br /> manifestando sua vontade de purificar e santificar a família,<br /> santuário do amor humano<br /> e berço da vida.<br />João Paulo II<br />
  6. 6. Sonho de José<br />O anjo do Senhor aparece em sonho a José. Fala-lhe a respeito do Mistério da Encarnação. Tranquiliza, assim, o seu coração.(Mt.1,20-21)<br />Despertando do sonho, José fez como o anjo do Senhor lhe havia mandado,e recebeu em sua casa, sua esposa. (Mt.1,24)<br />
  7. 7. José, homem justo.<br />José não disse nenhuma palavra quando <br />da sua ”anunciação”:<br />“fez como o anjo do Senhor lhe ordenara” (Mt. 1,24).<br />Na sua atitude silenciosa pode captar-se perfeitamente<br /> a verdade contida no juizo<br /> que nos dá o Evangelho: “o justo” (Mt. 1,19) .<br /> João Paulo II<br />
  8. 8. É maravilhoso saber:<br />Que o matrimônio de Maria e José se deu exatamente no momento culminante da história da salvação, quando Deus manifestou o seu amor pela humanidade, mediante os dons do Verbo.<br /> “Exortação Apostólica Redemptoris Custos,”.<br /> João Paulo II, Papa.<br />
  9. 9. Recenseamento<br />O primeiro recenseamento de toda a terra aconteceu, no tempo do império romano, de César Augusto.Entre todos os demais, José foi se registrar juntamente com Maria, que estava grávida.<br />José desempenhou, em relação ao menino, a tarefa importante e significativa de inserir oficialmente o nome de “Jesus Filho de José de Nazaré” (Jo 1.45), no Registro do Império.<br />(João Paulo II)<br />Jesus veio ao mundo, antes de o censo ter sido feito. <br />
  10. 10. O Nascimento de Jesus<br />Senhor Jesus, diante da Tua divina presença, queremos permanecer e te adorar. Te oferecemos o nosso coração, o nosso ser, como lugar para o Teu nascimento. <br />Perdoa-nos, Senhor, pela porta fechada e pelo quanto te fizemos andar, procurando um lugar para nascer. Recebe, Senhor, a riqueza que nos deste ao Te fazer pobre por nós; recebe o incenso do nosso louvor e a essência da nossa humanidade. Nós te adoramos e te reconhecemos como nosso Deus e Senhor.<br />Amém. <br />“...Hoje vos nasceu na cidade de Davi o Salvador, que é o Cristo, Senhor.” <br />(Lc 2,11)<br />
  11. 11. José é aquele que tem o encargo de inserir o Filho de Deus no mundo. <br />(João Paulo II)<br />
  12. 12. A PATERNIDADE DE JOSÉ<br />José traz consigo um<br /> sinal real, como que <br /> um “selo do céu”:<br />a sua PATERNIDADE.<br />José foi chamado por Deus para servir, no exercício de sua paternidade, diretamente a Pessoa e a Missão de Jesus.<br /> Ele coopera no grande<br /> mistério da Redenção.<br /> Ele é verdadeiramente<br />“Ministro da Salvação”<br />(Papa João Paulo II) <br />Ele traz em seus braços, o Menino Jesus, o Filho de Deus,<br />confiado a ele como o pai-adotivo, o guardião, o protetor de Jesus.<br />
  13. 13. Outros Santos<br />Santo Antônio<br />São Benedito<br />São Cristóvão<br />Carregam o Menino Jesus, mas não trazem consigo<br /> a marca da paternidade como José,<br /> revelado nas Escrituras.<br />
  14. 14. CIRCUNCISÃO<br />(Sinal da Aliança de Deus <br />com Abraão (Gn. 17,10)<br />O primeiro dever religioso<br />do pai, é a circuncisão de<br />um filho.<br />José, com esta cerimônia (Lc.2,21), exercitou seu direito <br /> e dever em relação a Jesus.<br /> (João Paulo II)<br />José deu ao menino, quando o levaram a circuncidar, o nome de Jesus.<br />
  15. 15. Nazaré<br />José, assim como Maria, era descendente de Davi. <br />Ele morava em Nazaré, pequena cidade da Galiléia.<br />
  16. 16. Jesus era chamado o “Filho do Carpinteiro”<br /> (Mt. 13,55)<br />José trabalhava como carpinteiro, vivia do trabalho de suas mãos. <br />Era costume judaico, o pai ensinar ao filho, seu ofício.<br />
  17. 17. Apresentação do Menino Jesus no Templo <br />(Lc. 2,22-40)<br />O resgate <br />do primogênito,<br />é um outro<br />dever do pai,<br />que é cumprido <br />por José.<br />Esta cerimônia<br />referida por São<br />Lucas, incluía o <br />resgate do primogênito.<br />Jesus é o verdadeiro “preço”<br /> do resgate. Ele cumpre e supera o rito do A.T. Não<br /> sendo Ele um simples homem sujeito a ser <br />resgatado, mas o próprio autor do resgate.<br />No primogênito estava<br />representado o povo da Aliança,<br />resgatado da escravidão<br /> para passar <br />a pertencer a Deus.<br />“Todo primogênito do sexo masculino<br /> será consagrado ao Senhor.” (Ex. 13,2)<br />
  18. 18. José foi aquele <br />a quem Deus confiou<br />a guarda dos seus mais<br />preciosos tesouros.<br />José levantou-se de noite, pegou o menino e sua mãe e partiu para o Egito.(Mt. 2,14)<br />
  19. 19. Retorno a Nazaré<br />Após a morte de Herodes, José retorna a Nazaré com Jesus e Maria. <br />
  20. 20. A perda e o encontro <br />do Menino Jesus no Templo.<br />José,<br />aquele a quem <br />o próprio<br />Filho de Deus<br />obedecia.<br />(Lc. 2,51)<br />Teu pai e eu ... <br />andávamos a tua procura. <br />(Lc.2,48) <br />
  21. 21. Sagrada Família<br />José, foi o escolhido de Deus para formar e proteger<br />a Sagrada Família.<br />
  22. 22. Sustentação e a Educação de Jesus em Nazaré<br />O crescimento de Jesus <br />“em sabedoria, em estatura e em graça” (Lc. 2,52), deu-se no âmbito da Sagrada Família, sob o olhar de São José, que tinha a função de alimentar,<br /> vestir e instruir Jesus na Lei e num ofício, conforme os deveres estabelecidos para o pai.<br /> (João Paulo II)<br />
  23. 23. Trabalho, expressão de amor.<br />Graças ao seu trabalho,<br />onde exercitava o próprio ofício <br />com Jesus,<br />José aproximou o trabalho humano do<br />Mistério da Redenção.<br /> (João Paulo II)<br />A Igreja pôs em realce o trabalho de José, com<br />a memória litúrgica de <br />São José Operário, <br />fixada no <br />primeiro de maio.<br />
  24. 24. PATRONO DA IGREJA CATÓLICA  <br />
  25. 25. Dia 19 de março, celebramos a Festa de São José.<br />A cada dia 19 do mês celebramos, na Sede da Comunidade, <br />Missa em homenagem ao nosso Padroeiro.<br />
  26. 26. Grande Devoto de São José<br />O Papa João XXIII <br />que tinha uma grande<br />devoção por São José,<br /> estabeleceu que<br /> no cânone romano da missa, <br />memorial perpétuo da Redenção,<br />fosse inserido o nome de José, <br />ao lado do nome de Maria <br />e antes dos nomes dos Apóstolos,<br />Sumos Pontífices e dos Mártires.<br />Papa João XXIII<br />
  27. 27. O Exemplo de Santa Tereza<br /> Santa Teresa de Jesus, uma das maiores devotas de São José, dizia querer "convencer todas as pessoas a serem devotas deste glorioso Santo”.<br />Dizia ficar espantada com os favores que recebia de Deus por<br />intercessão de <br />São José.<br />Tereza d’Ávila <br />
  28. 28. I de a J o sé !<br />
  29. 29. José do Egito<br /><ul><li>Homem prudente e sábio, conduzido pelo Espírito Santo de Deus.
  30. 30. Toda autoridade foi confiada a José.
  31. 31. Responsável pelas provisões de alimento no Egito, foi nomeado primeiro-ministro do Rei do Egito.
  32. 32. Ao faltar pão, o Faraó disse a todos os egípcios:
  33. 33. “Ide a José...” (Gn. 1,55)</li></li></ul><li>São José<br /><ul><li>Acordou dos seus sonhos, para a realidade de Deus </li></ul> e obedeceu. Viveu os sonhos de Deus.<br /><ul><li>Homem prudente e sábio, conduzido pelo Espírito Santo de Deus.
  34. 34. Escolhido e eleito“Ministro da Salvação”.
  35. 35. Responsável pela guarda e proteção da Mãe e do Filho de Deus, Pão Vivo, descido do Céu.
  36. 36. “Quem sustentou Aquele que os fieis deviam comer</li></ul> como Pão de vida eterna.”<br /><ul><li>José, vai até o final de sua missão.
  37. 37. A Igreja da Terra e a Igreja do Céu, nos recomenda:
  38. 38. “ Ide a José!”</li></li></ul><li>SÃO José nas Escrituras<br /> José, esposo de Maria <br />(Mt.1,16.18,24)<br /> José homem de bem <br /> (Mt. 1,19)<br /> Sonho de José <br />(Mt. 1,20; 2,13.19-21)<br /> Obediência de José <br />(Mt. 1,24)<br /> Fuga de José para o Egito <br />(Mt. 2,14) <br /> José, da família de Davi <br /> (Lc. 2,14) <br /> Maria, José e o menino<br />(Lc. 2,16)<br />José e Maria, pais do menino Jesus<br /> (Lc. 2,27a .33.41.43.48a)<br />Jesus, filho de José <br /> (Jo 1,4; 6,42) <br /> (Lc. 2,48; 3,23; 4,22) <br />Jesus, filho do Carpinteiro <br />(Mt. 13,55) <br />
  39. 39. São José, exemplo para nós.<br />A vida de São José é exemplo para todos nós.<br />Ele é modelo de Virtudes.<br />Aquele a quem a Igreja do céu e da terra<br /> nos aponta como tão glorioso santo e intercessor:<br /> “Ide a José”.<br /> Ele que “sustentou Aquele a quem todos nós<br />devíamos comer como Pão de vida eterna”.<br />
  40. 40. São José, Patrono dos Agonizantes<br />Meu glorioso São José, pela dor do seu <br />coração, ao decidir abandonar secretamente a Virgem Maria, e diante da consolação e da alegria que o senhor sentiu ao saber do grandioso e soberano Mistério da Encarnação, nós vos pedimos a graça por uma vida justa e uma morte santa, assistidos por Jesus e por Maria. Amém. <br />
  41. 41. José, a nós revelado pelas Escrituras <br />e testemunhado por tantos santos e devotos,<br /> é o mesmo hoje, a quem aprendemos<br />a recorrer em nossas aflições e tribulações.<br />Sua vida nos ensina e nos convida a uma experiência diária do<br />seu silêncio, da sua obediência, do seu trabalho e de tantas outras<br />virtudes que passamos a conhecer <br />da sua história meritória diante de Cristo.<br />Por seu exemplo, vem nos mostrar que viveu uma vida inteira<br />de dedicação e de intimidade com Jesus e com Maria.<br />Na sua fidelidade, viveu sob a orientação divina e sob essa <br />orientação, ele não fez as coisas do seu jeito, ainda que a razão<br />exigia, mas em ato de fé, nos ensina a fazer do jeito que Deus quer.<br />Ele soube esperar; deu tempo ao tempo. E Deus o inspirou.<br />José nos ensina, a viver cada hoje, sempre e unicamente na <br />dependência de Deus.<br />José quer nos ensinar a cuidar do que é essencial em nossa vida.<br />
  42. 42. Significado do Nome:<br />
  43. 43. José, significa: <br />Deus acrescente filhos.<br />A comunidade São José traz, em si, <br />o nome do seu padroeiro,<br />bem como o seu significado.<br />Daí entendermos, ser A <br />Comunidade São José, <br />uma Grande Família.<br />
  44. 44. Capela da Comunidade São José<br />
  45. 45. Centro de formaçãocomunidade são josé<br />
  46. 46. Renovação de compromisso na sede da comunidade <br />
  47. 47.
  48. 48.
  49. 49. Missa na sede da comunidade<br />
  50. 50.
  51. 51. Comunidade São José de Cornélio/PR<br />
  52. 52. Renovação de compromisso da comunidade são josé de Cornélio/PR <br />
  53. 53. Koynonia na sede da comunidade<br />
  54. 54. Pe. Arlindo José Severiano Fundador da Comunidade São José <br />
  55. 55. São José, padroeiro dos pobres e dos desvalidos, rogai por nós, que somos pobres pecadores.<br />
  56. 56. Tudo o que fizemos, foi para honra e glória do Pai, do Filho e do espírito santo. Amém!<br />
  57. 57. COMUNIDADE SÃO JOSÉ,<br />10 Anos Evangelizando pelo Amor.<br />SEDE DA COMUNIDADE <br />Estrada MA-026 – Km 02<br />CENTRO DE FORMAÇÃO DA COMUNIDADE<br />Rua Dr. José Anselmo, próximo à Rádio Mirante.<br />CEP 65400-000 – Codó –Ma.<br />Telefone: (99) 88149297<br />Site: www.comunidadesaojose.org<br /> CRÉDITOS:<br /> Exortação Apostólica Redemptoris Custos. <br /> Papa João Paulo II, 15.8.1989.<br />Música: Ave Maria (HoreaCrishan -Gounod/Bach)<br /> Apresentação : Comunidade São José<br /> Montagem : Adriano Pinheiro e<br /> João Paulo Santos.<br />

×