Cartilha e a sua historia

2.530 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.530
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cartilha e a sua historia

  1. 1. FACULDADE FRASSINETTI DO RECIFE-FAFIREDEPARTAMENTO DE PÓS GRADUAÇÃODISCIPLINA: LINGUAGEM, AQUISIÇÃO E DESENVOLVIMENTOPROFESSORA: MARIA CLARA CATANHO CAVALCANTI• EQUIPE: CLAUDIA AMARALEDILÂINE MARCIALADJANE CAMPELOMARIA DE LOURDESNILSEIA RODRIGUESRENATA ALVES
  2. 2. CARTILHADA ALFABETIZAÇÃO
  3. 3. De aorcdo com uma pqsieusa de uma uinrvesriddaeignlsea, não ipomtra em qaul odrem as lrteas deumaplravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é que apiremria e a útmlia lrteas etejasm no lgaur crteo. Orseto pdoe ser uma toatl bçguana quevcoê pdoe anida ler sem pobrlmea. Itso é poqruenós não lmeoscdaa lrtea isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo.
  4. 4. VISÃO HISTÓRICAAlfabetizar-se é um processo que tem tido seusentido ampliado no decorrer dos tempos. Até oinício do século, considerava-se alfabetizado aqueleque soubesse ler e escrever minimamente. Hoje sequestiona tal sentido do termo, o qual vem sendogradativamente ampliado. Fala-se em alfabetizaçãomatemática, musical, artística e em outras linguagens.O conhecimento histórico das diferentes formas deescrita e da sua inserção na cultura em que surgiram edesenvolveram-se tem-nos mostrado a intima relaçãoexistente entre a alfabetização e a cultura.
  5. 5. PROCESSOS DE ALFABETIZAÇAO• A alfabetização é um processo de natureza psicológica,psicolingüística, sociolingüística e essencialmente, umprocesso de natureza lingüística. Do ponto de vistalingüístico, o processo de alfabetização é,fundamentalmente, um processo de transferência daseqüência temporal da fala para a seqüência espaço-direcional da escrita. Em essência, a aprendizagem daleitura e da escrita é um processo de estabelecimento derelações entre sons e símbolos gráficos, ou entre fonemas egrafemas. O processo de alfabetização significa do pontode vista lingüístico, um progressivo domínio deregularidades e irregularidades.
  6. 6. O QUE É ALFABETIZAÇÃO?• Alfabetização é o ato ou efeito de alfabetizar.• Alfabetizar é a ação de ensinar alguém a ler eescrever, isto é, ensinar a decodificar e codificar alíngua escrita.
  7. 7. O QUE É LETRAMENTO• Letramento é o processo de compreensão que oindivíduo adquire. É uma leitura ampla no sentidode reconhecer e compreender o mundo no seucontexto. De acordo com Magda Soares,letramento é a prática da leitura e da escrita quebusca a compreensão das técnicas para aalfabetização no que se refere a utilização daleitura e da escrita no convívio social
  8. 8. ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: QUAL ADIFERENÇA?• Para Magda Soares, há distinção entre alfabetização eletramento.• Alfabetização compõe-se da indispensável aprendizagem dosistema de leitura e escrita convencional. O letramento trazum conceito de habilidades e competências de uso da escritanas práticas sociais, culturais e políticas que o envolve comoprocesso peculiar do sistema de escrita.• Para a autora embora sejam dois processos distintos, sãoprocessos interdependentes e simultâneos, a distinção obrigaa considerar o acesso ao mundo da escrita como mais queum processo de apenas ler e escrever, mas considerá-locomo um processo de real inclusão social, política e cultural.
  9. 9. Processo de Escrita das Crianças
  10. 10. A escrita pré-fonética• Nesse estágio, a criança já diferencia desenho de escrita,e, portanto representará a escrita de acordo com a maneiraque visualiza. Quando está habituada com a letra cursiva,fará grafismos ondulado. Já, para representar a letraimprensa usará linhas retas e curvas e não utilizará sinaisgráficos. Nas crianças deste estágio, podemos verificar orealismo nominal, pois “coisas grandes, se escreve commuitas letras”, e vice-versa. Na leitura do que escrevemnão separam letras. A leitura é global, ou seja, quando sepede para a criança ler o que escreveu acompanhando como dedo, ela não separa ainda as sílabas e palavras, fazendouma leitura horizontal.
  11. 11. ESCRITA SILÁBICA• Neste estágio, a criança percebe que a escrita é arepresentação da fala, e para tanto, verifica-se afonetização da escrita, ou seja, a descoberta dos sons dafala. Esta fase é considerada a mais importante daalfabetização. A hipótese da criança é de que uma letrarepresenta uma sílaba, podendo apresentar um valorsonoro. Essa hipótese é muito importante já que auxilia oprofessor a trabalhar dois aspectos, a quantidade e avariação sonora.
  12. 12. A ESCRITA ALFABÉTICA• Quando a criança chega a esse estágio, podemos dizer queela já compreende o sistema de representação dalinguagem escrita, percebendo que uma palavra écomposta de letras que formam sílabas. Já analisa osfonemas das palavras. A criança é, então, sensível ao fatode que a língua escrita é regida pelo princípio alfabético,podendo, portanto, estabelecer correspondências grafema-fonema de maneira sistemática e convencional.
  13. 13. CAMINHOS PARA OALFALETRAMENTO• Disponibilizar textos variados e de diferentes gêneros.• Produção de textos orais.• Estimular a pseudoleitura.• Narração de estórias já conhecidas.• Caça-palavras• Montar e desmontar palavras• Criar álbuns com os assuntos preferidos da turma.
  14. 14. REFERENCIAS• CORREA, J.; SPINILLO, A. & LEITÃO, S. Desenvolvimento dalinguagem: escrita e textualidade. Rio de Janeiro: NAU Editora,FAPERJ. 2001. (Parte I ).• FRANCO, Olívia. Fios da linguagem para alfabetização eletramento: manual do professor / Olívia Franco; ilustradores MarciaFranco e Walter Lara. 3ª ed. São Paulo: Ibep, 2005.• SOARES, Magda. Alfabetização e letramento- São Paulo: Contexto,2003.

×