Bianca

307 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
307
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
78
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bianca

  1. 1. Clara tem 6 anos, seu melhoramigo é o urso Afonso,comquem divide suas alegrias etristezas.Para ela sua vida é perfeita,até a chegada de seu irmão.É nesse horas de aflição queclara lembre de Alfonso, seugrande amigo, com quemsempre desabafa
  2. 2. Antes de seu irmão nascer era bom.Bom nada, uma maravilha quando opai chegava em casa de noitinha ecorria atrás dela.Ganhava colo tododia, e quase sempre em dose dupla ochato do irmão chegou atrapalhandotudo. Nada de colo, corrida em voltada mesa, nada da manhã gostosa dedomingo...Apenas mais NADA!
  3. 3. Depois da chegada do seu irmão, opai e a mãe só lembravam dela pradar bronca.-Que coisa feia uma menina tãobonita falando assim, enrolado!Parece um bebê.-Onde já se viu uma menina dessetamanho fazendo xixi na cama. Quefeio! Quem poderia tudo era assimo irmão... Mas o pai e a mãe iamver só...
  4. 4. Decidida,clara pegou amochila,tirou um pacote de bolachada gaveta e roupas também,olhoupara o grande Alfonso e falou:-Pronto Alfonso, já podemos ir!Chegou bem pertinho e tentoucarregar o urso, mais ele eragrande de mais e ela já nãoconseguia dar conta dela, imaginacom o Alfonso! impossível
  5. 5. Com o coração na mão, claradeixou Alfonso.Botou a mochilanas costas, e sem olhar paratrás, fechou a porta bemdevagar, pra não fazer barulho.Nenhum minuto e a porta abriu ecom ela, clara esvaziando amochila, sentou no colo deAlfonso e disse:
  6. 6. -To achado, melhor ficar poraqui não é medo,é que não querodeixar você. Clara sentia umaraiva imensa do irmão.Ele é quedevia sair de casa. Deviadesaparece!Sumir! Para espantar atristeza,Clara pensou em jogar ojogo favorito “Faz de conta”
  7. 7. Para espantar a tristeza,Clarapensou em jogar o jogo favorito “o“Faz de conta”. Se para tantacoisa o jogo funcionava, porque nãocom o irmão? Precisava pensar bemforte, que não existia irmãonenhum.Chegar no pai ou na mãe sópra ganhar carinho.Mostrar que elanão estava nenhum poucopreocupada.Mas não ia ser muitofácil.
  8. 8. O pai e a mãe tinham sumido, masa onde podiam ter ido? E sem ela?Tempos depois sua mãe chegou, sóela, mais ninguém, na maior pressae falou:- Clara eu vou para o hospital poiso seu irmão está lá.Seu irmão vaificar bom, eu prometo! Logo, logoeu volto para a casa.A noite seupai estará aqui com você,ta?
  9. 9. Clara indignada como o pedido damãe,esperou a mãe sair e correu parao quarto, deitar no colo de Alfonsochorar,desabafar, sobre tudo o que amãe falou!Clara pensava se a coisa era séria,se não fosse,o irmão não precisavaficar no hospital, precisava? E o damãe,com lagrimas que ela nunca tinhavisto.Clara adormeceu no colo de Alfonso,esó acordou com um beijo do pai, quea pôs em seu colo.
  10. 10. O pai falou que tinha uma surpresa paraela depois do jantar.Clara perguntou sea mãe ia demorar para voltar, e o paidisse que não. Quem sabe no outro diaela estaria de volta.Depois do jantar a surpresa.Era umcoração.Dentro dele, mais uma porçãode corações.Tudo de chocolate, comoclara gostava.Ficou toda lambuzada de tanto comer.Depois escovou os dentes, vestiu opijama e foi dormir.
  11. 11. Dois dias e nada do irmão.chegou emcasa emburrada, e foi correndo parao colo de Alfonso.Até que ouviu ochuveiro ligado e foi até o corredor epercebeu era no quarto da mãe eresolveu dar uma espiada no quartodo irmão. Incrível,ele estava alidormindo! Clara respirou fundo eestendeu sua mão para dentro doberço, com muito cuidado, e falou:-que mão pequenina! Você parece umbebê-resem nascido!
  12. 12. Clara não imaginava que adiferença fosse tão grande!Pertodela o bebê era pequeno de mais!E ficou ela admirando seu irmãopela 1º vez! Clara quandopercebeu que sua mãe estava porperto, foi correndo para oAlfonso deitar lá, só esperando,esperando
  13. 13. A mãe entrou no quarto e abeijou.Falou que o irmão jáestava fora de perigo e queem alguns dias ele ficariabem de novo.A mãe pareciacansada mas com um brilhono olhar.
  14. 14. A mãe chamou, jantaram ostrês na maior animação!Acabaram de jantar Clara foipro quarto com Alfonso,ela nãopodia dormir assim sem dar boanoite pra o seu amigo Alfonso euma abraço e voltou pra cama.Ocoração não doía mais comoantes!
  15. 15. É sempre bom ter uma irmã (o)sempre bom ter uma irmã (o)por perto...por perto...
  16. 16. Ou varias (os)...Ou varias (os)...
  17. 17. Dedicação...Dedicação...Para minha sobrinha Maria Isabel de BarrosGuinle, que muitas vezes na minha vida vaiperguntar : “o que é que eu faço Alfonso?”Porque a vida é assim mesmo, Bel.Enfim... É uma constante aprendizagem deamor!Autora: Sônia Barros.
  18. 18. Enfim nos não conseguiríamos semela...

×