SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
GRAFITE 
 A arte do grafite é uma forma de manifestação artística em espaços públicos. 
 A definição mais popular diz que o grafite é um tipo de inscrição feita em paredes. 
 Existem relatos e vestígios dessa arte desde o Império Romano. 
 Seu aparecimento na Idade Contemporânea se deu na década de 1970, em Nova 
Iorque, nos Estados Unidos. Alguns jovens começaram a deixar suas marcas nas 
paredes da cidade e, algum tempo depois, essas marcas evoluíram com técnicas e 
desenhos. 
 O grafite está ligado diretamente a vários movimentos, em especial ao Hip Hop. Para 
esse movimento, o grafite é a forma de expressar toda a opressão que a humanidade 
vive, principalmente os menos favorecidos, ou seja, o grafite reflete a realidade das 
ruas. 
 O grafite foi introduzido no Brasil no final da década de 1970, em São Paulo. Os 
brasileiros não se contentaram com o grafite norte-americano, então começaram a 
incrementar a arte com um toque brasileiro. O estilo do grafite brasileiro é 
reconhecido entre os melhores de todo o mundo. 
 Muitas polêmicas giram em torno desse movimento artístico, pois de um lado o grafite 
é desempenhado com qualidade artística, e do outro não passa de poluição visual e 
vandalismo. 
 A pichação ou vandalismo é caracterizado pelo ato de escrever em muros, edifícios, 
monumentos e vias públicas. Os materiais utilizados pelos grafiteiros vão desde 
tradicionais latas de spray até o látex. 
GRAFITEIROS BRASILEIROS 
 Alex Vallauri 
 Alex Hornest 
 Anarkia Boladona 
 Galo de Souza 
 Os Gêmeos 
 Hudinilson Urbano Júnior 
 Slim Rimografia 
 Zezão
PINTURA 
A pintura a óleo é uma técnica de pintura das artes plásticas que utiliza tintas à base 
de óleo de papoula ou linhaça, aplicadas com pincéis ou espátulas sobre o suporte desejado, 
podendo ser tela de tecido ou madeira. 
A principal revolução da pintura a partir da tinta a óleo foi o emprego de uma substância 
secativa que permitia a secagem satisfatória da obra à sombra. A pintura a óleo oferece uma 
versatilidade ao artista que nenhuma outra técnica dispõe. A tinta pode ser uma massa 
espessa e de secagem demorada, pode ser diluída e permitir um traço mais raso, ou pode 
ser espessa e ter uma secagem rápida, com o uso de substâncias secativas. No entanto, há 
também desvantagens na pintura a óleo, as obras tendem a escurecer com o tempo, e 
acontece também o fenômeno denominado craquellure, que é a aparência craquelada que a 
tinta apresenta na tela de acordo com seu envelhecimento. 
Há várias formas de utilizar a tinta a óleo. Pode ser aplicada pura, criando uma pincelada 
intensa, pode ser diluída, aproximando-se da textura das aquarelas ou pode ser aplicada 
com um pedaço de pano, para produzir um suave laivo. Há também a possibilidade de 
compor a pintura, criando várias camadas, utilizando do recurso de sobreposição de tintas, 
que se dá da seguinte forma: aplica-se uma camada, espera-se a secagem e aplica-se a 
segunda camada. Desta maneira, é possível produzir efeitos de cor exclusivos da pintura a 
óleo. 
A pintura a óleo é um dos suportes mais importantes da manifestação artística mundial. A 
técnica, que começou a ser usada no Renascimento, surgiu na Itália em meados do século 
XV, e foi usada para retratar importantes momentos históricos e produzir obras de suma 
importância cultural. A pintura a óleo foi inovadora por permitir mudanças na produção da 
pintura, sendo o óleo um novo pigmento aglutinante, que permitia uma grande inovação na 
gama de cores das tintas. Inclusive, os grandes pintores medievais produziam suas próprias 
tintas a óleo. 
As principais obras de pintura a óleo foram Mona Lisa e A Última Ceia, de Leonardo Da 
Vinci; As Meninas e Retrato doPapa Inocêncio X, de Diego Velázquez; Os Camponeses 
Comendo Batatas, Doze Girassóis numa jarra, A Noite Estrelada, Retrato de Dr. Gachet, de 
Vincent van Gogh; e O Grito, de Edvard Munch. 
Como é possível observar, estas obras localizam-se em diferentes momentos da história, e 
em diferentes contextos literário-artísticos, o que coloca a pintura a óleo como uma técnica 
extremamente presente e influente na cultura universal. As manifestações artísticas 
relacionam-se geralmente com o momento político-históricovivido pela sociedade em que 
vive o artista, logo, ao refletir que a pintura a óleo surgiu no Renascimento, compreende-se 
sua irrevogável importância histórico-cultural nas manifestações artísticas mundiais.
DESENHO 
O desenho é um suporte artístico ligado à produção de obras bidimensionais, diferindo, 
porém, da pintura e da gravura. Neste sentido, o desenho é encarado tanto como processo 
quanto como resultado artístico. No primeiro caso, refere-se ao processo pelo qual 
uma superfície é marcada aplicando-se sobre ela a pressão de uma ferramenta (em geral, 
um lápis, caneta ou pincel) e movendo-a, de forma a 
surgirem pontos, linhas e formas planas. O resultado deste processo (aimagem obtida), 
portanto, também pode ser chamada de desenho. Desta forma, um desenho manifesta-se 
essencialmente como uma composição bidimensional formada por linhas, pontos e formas. 
A representação do homem vitruviano, como imaginado por Leonardo da Vinci, é um dos desenhos mais 
conhecidos do mundo 
O desenho envolve uma atitude do desenhista (o que poderia ser chamado de desígnio) 
em relação à realidade: o desenhista pode desejar imitar a sua realidade sensível, 
transformá-la ou criar uma nova realidade com as características próprias 
da bidimensionalidade ou, como no caso do desenho de perspectiva, a 
tridimensionalidade. 
HQ 
Quadrinhos ou Histórias em Quadrinhos, as conhecidas HQs, são narrativas feitas 
com desenhos sequenciais, em geral no sentido horizontal, e normalmente 
acompanhados de textos curtos de diálogo e algumas descrições da situação, 
convencionalmente apresentados no interior de figuras chamadas "balões". 
Difundidos em revistas e jornais, os quadrinhos se tornaram um dos mais importantes 
veículos de comunicação de massa e criaram linguagem própria, com uma série de
signos inovadores, em grande parte incorporada posteriormente pelo cinema, pela 
televisão e pela publicidade. 
As tirinhas de jornal e as revistas de HQs, tornaram-se inquestionavelmente o maior e 
mais influente campo iconográfico da História, com bilhões de ilustrações produzidas 
desde 1900 ou um pouco antes. Essa produção certamente representa a mitologia 
gráfica dominante no Século XX. Nem mesmo o cinema e a televisão podem 
vangloriar-se de ter conseguido atingir um terço da humanidade, como os quadrinhos 
o fizeram. 
Um início despretensioso 
No mesmo período histórico em que surgiu o cinema, o telégrafo e o raio x, surgiu nos 
Estados Unidos uma forma singular de comunicação que se tornaria um gênero 
característico do Século XX: as histórias em quadrinhos. 
Nos anos de 1895-1900 surgiram nas tiras de jornais dominicais nos Estados Unidos, 
os primeiros personagens das HQs. Dentre os quais, o primeiro a fazer fama: Yellow 
Kid, de Richard Outcault. Alguns anos depois, o êxito de Yellow Kid levou Rudolph 
Dirks a produzir Katzenjammer Kids, a primeira criação a desenvolver totalmente as 
características da moderna tirinha: usava balões, tinha elenco permanente e era 
dividida em quadros. 
A novidade se espalhou pelo mundo. O Japão e a Europa se mostraram terrenos 
férteis para material de HQs e surgiram muitos cartunistas célebres no início do Século 
XX. A revolução estética ficou à cargo de Little Nemo in the Slumberland, lançado em 
1905 por Winsor McCay, que usava pela primeira vez a perspectiva em seus 
desenhos.
Escultura 
O que é 
Podemos definir escultura como a arte de moldar ou talhar 
determinados materiais como, por exemplo, madeira, argila 
(barro), pedra, metais, entre outros. 
O artista plástico, no caso escultor, produz uma escultura usando 
criatividade, sentimentos e idéias. Ele cria volumes, formas e 
define espaços numa escultura. 
No processo de produção escultural, o artista pode utilizar várias 
técnicas como, por exemplo, fundição, moldura ou o trabalho 
com ferramentas na matéria-prima bruta. 
As esculturas são usadas desde a pré-história como manifestação 
artística. Arqueólogos já encontraram diversas esculturas que 
foram produzidas no período pré-histórico. 
Escultores famosos: 
- Fídias (grego) 
- Michelangelo (italiano) 
- Leonardo da Vinci (italiano) 
- Donatello (italiano) 
- Salvador Dalí (espanhol) 
- Aleijadinho (brasileiro) 
- Victor Brecheret (italo-brasileiro) 
- Auguste Rodin (francês)
INSTALAÇÃO ARTÍSTICA 
Uma instalação (krafts) é uma manifestação artística onde a obra é composta de 
elementos organizados em um ambiente. É uma obra de arte que só "existe" na hora da 
exposição, é montada na hora, e após isto é desmontada, sendo que de lembrança da 
mesma só ficam fotos e recordações... 
Uma das possibilidades da instalação é provocar sensações: frio, calor, odores, som ou 
coisas que simplesmente chamem a atenção do público ao redor.
Mona Lisa 
Meu nome também é Gioconda, esse tal de Leonardo da Vinci foi contratado para me pintar, 
mas nunca termina, sempre está envolvido com novos projetos. 
Tenho um segredo.... meu sorriso... ninguém nunca sabe o que eu estou pensando.... 
Jullia, acrescente um jeito italiano para falar seu texto, gesticule com as mãos como as 
italianas. Acho q ficará legal!!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 5 Fauvismo Expressionismo Cubismo
Aula 5   Fauvismo Expressionismo CubismoAula 5   Fauvismo Expressionismo Cubismo
Aula 5 Fauvismo Expressionismo CubismoAline Okumura
 
Expressionismo e fauvismo
Expressionismo e fauvismoExpressionismo e fauvismo
Expressionismo e fauvismoJoaquim Moreira
 
Fovismo aula 7 ano - 2013
Fovismo   aula 7 ano - 2013Fovismo   aula 7 ano - 2013
Fovismo aula 7 ano - 2013Michele Wilbert
 
Movimento Expressionismo
Movimento ExpressionismoMovimento Expressionismo
Movimento ExpressionismoAndrea Dressler
 
Fauvismo e Expressionismo
Fauvismo e ExpressionismoFauvismo e Expressionismo
Fauvismo e Expressionismojorgina8
 
Final do século xix na europa
Final do século xix na europaFinal do século xix na europa
Final do século xix na europaItamir Beserra
 
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9Carlos Pinheiro
 
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no BrasilGaleria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no BrasilSuzy Nobre
 

Mais procurados (20)

Fauvismo ou fovismo – 1900 1908
Fauvismo ou fovismo – 1900 1908Fauvismo ou fovismo – 1900 1908
Fauvismo ou fovismo – 1900 1908
 
Fauvismo
FauvismoFauvismo
Fauvismo
 
Fauvismo
FauvismoFauvismo
Fauvismo
 
Fauvismo
FauvismoFauvismo
Fauvismo
 
Movimento Fauvismo
Movimento FauvismoMovimento Fauvismo
Movimento Fauvismo
 
Fauvismo
FauvismoFauvismo
Fauvismo
 
Aula 5 Fauvismo Expressionismo Cubismo
Aula 5   Fauvismo Expressionismo CubismoAula 5   Fauvismo Expressionismo Cubismo
Aula 5 Fauvismo Expressionismo Cubismo
 
Expressionismo e fauvismo
Expressionismo e fauvismoExpressionismo e fauvismo
Expressionismo e fauvismo
 
Fovismo aula 7 ano - 2013
Fovismo   aula 7 ano - 2013Fovismo   aula 7 ano - 2013
Fovismo aula 7 ano - 2013
 
Fauvismo
FauvismoFauvismo
Fauvismo
 
Fauvismo
FauvismoFauvismo
Fauvismo
 
Matisse
MatisseMatisse
Matisse
 
Movimento Expressionismo
Movimento ExpressionismoMovimento Expressionismo
Movimento Expressionismo
 
Fauvismo e Expressionismo
Fauvismo e ExpressionismoFauvismo e Expressionismo
Fauvismo e Expressionismo
 
Pós - Impressionismo
Pós - ImpressionismoPós - Impressionismo
Pós - Impressionismo
 
Final do século xix na europa
Final do século xix na europaFinal do século xix na europa
Final do século xix na europa
 
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
 
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no BrasilGaleria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Impressionismo
Impressionismo Impressionismo
Impressionismo
 

Destaque

Destaque (6)

Llenguatges visuals
Llenguatges visualsLlenguatges visuals
Llenguatges visuals
 
El Fauvismo
El FauvismoEl Fauvismo
El Fauvismo
 
Presentacion fauvismo
Presentacion fauvismoPresentacion fauvismo
Presentacion fauvismo
 
el fauvismo
el fauvismoel fauvismo
el fauvismo
 
El Fauvismo
El FauvismoEl Fauvismo
El Fauvismo
 
Fauvismo
FauvismoFauvismo
Fauvismo
 

Semelhante a Arte Urbana Grafite

Seminário Pop Art and Op Art
Seminário Pop Art and Op Art Seminário Pop Art and Op Art
Seminário Pop Art and Op Art Everton Rodrigues
 
POP ART, OP ART & LAND ART
POP ART, OP ART & LAND ARTPOP ART, OP ART & LAND ART
POP ART, OP ART & LAND ARTdanf97
 
Um pouco de arte parte 1
Um pouco de arte parte 1Um pouco de arte parte 1
Um pouco de arte parte 1renatamruiz
 
As vanguardas do modernismo
As vanguardas do modernismoAs vanguardas do modernismo
As vanguardas do modernismoDedinha Ramos
 
A arte - Trabalho Historia
A arte - Trabalho HistoriaA arte - Trabalho Historia
A arte - Trabalho HistoriaMelissa Matos
 
História da Arte: Pintura mural
História da Arte: Pintura muralHistória da Arte: Pintura mural
História da Arte: Pintura muralRaphael Lanzillotte
 
Pintura rupestre x arte mural x grafite x completo
Pintura rupestre x arte mural x grafite x completoPintura rupestre x arte mural x grafite x completo
Pintura rupestre x arte mural x grafite x completoCEF16
 
Artes - Trabalho de história e EV
Artes - Trabalho de história e EVArtes - Trabalho de história e EV
Artes - Trabalho de história e EVammarahmonteiro
 
A cultura no espaço visual
A cultura no espaço visualA cultura no espaço visual
A cultura no espaço visualRita Lampreia
 
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte AcontecimentoHCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte AcontecimentoValeriya Rozhkova
 

Semelhante a Arte Urbana Grafite (20)

Carmem
CarmemCarmem
Carmem
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
 
Seminário Pop Art and Op Art
Seminário Pop Art and Op Art Seminário Pop Art and Op Art
Seminário Pop Art and Op Art
 
Gravura
GravuraGravura
Gravura
 
POP ART, OP ART & LAND ART
POP ART, OP ART & LAND ARTPOP ART, OP ART & LAND ART
POP ART, OP ART & LAND ART
 
Pós Modernismo
Pós ModernismoPós Modernismo
Pós Modernismo
 
Arte contemporanea
Arte contemporaneaArte contemporanea
Arte contemporanea
 
O rosto-e-o-auto-retrato-
O rosto-e-o-auto-retrato-O rosto-e-o-auto-retrato-
O rosto-e-o-auto-retrato-
 
Um pouco de arte parte 1
Um pouco de arte parte 1Um pouco de arte parte 1
Um pouco de arte parte 1
 
As vanguardas do modernismo
As vanguardas do modernismoAs vanguardas do modernismo
As vanguardas do modernismo
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
 
A arte - Trabalho Historia
A arte - Trabalho HistoriaA arte - Trabalho Historia
A arte - Trabalho Historia
 
História da Arte: Pintura mural
História da Arte: Pintura muralHistória da Arte: Pintura mural
História da Arte: Pintura mural
 
Pintura rupestre x arte mural x grafite x completo
Pintura rupestre x arte mural x grafite x completoPintura rupestre x arte mural x grafite x completo
Pintura rupestre x arte mural x grafite x completo
 
Artes - Trabalho de história e EV
Artes - Trabalho de história e EVArtes - Trabalho de história e EV
Artes - Trabalho de história e EV
 
História da arte__ pintura
História da arte__ pinturaHistória da arte__ pintura
História da arte__ pintura
 
A cultura no espaço visual
A cultura no espaço visualA cultura no espaço visual
A cultura no espaço visual
 
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte AcontecimentoHCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
 
Funções da arte
Funções da arteFunções da arte
Funções da arte
 
Telas E Quadros
Telas E QuadrosTelas E Quadros
Telas E Quadros
 

Mais de Laguat

Nematelmintos, Anelideos, Artropes, Equinodermo
Nematelmintos, Anelideos, Artropes, EquinodermoNematelmintos, Anelideos, Artropes, Equinodermo
Nematelmintos, Anelideos, Artropes, EquinodermoLaguat
 
Respiracao celular
Respiracao celularRespiracao celular
Respiracao celularLaguat
 
Nucleo E Divisao Celular
Nucleo E Divisao Celular Nucleo E Divisao Celular
Nucleo E Divisao Celular Laguat
 
A civilização Feudal
A civilização FeudalA civilização Feudal
A civilização FeudalLaguat
 
Renascimento e grandes navegações
Renascimento e grandes navegações Renascimento e grandes navegações
Renascimento e grandes navegações Laguat
 
As cruzadas
As cruzadasAs cruzadas
As cruzadasLaguat
 
A Espanha
A EspanhaA Espanha
A EspanhaLaguat
 
Cisma do Ocidente
Cisma do OcidenteCisma do Ocidente
Cisma do OcidenteLaguat
 
A guerra dos Cem Anos (1337-1453)
A guerra dos Cem Anos (1337-1453)A guerra dos Cem Anos (1337-1453)
A guerra dos Cem Anos (1337-1453)Laguat
 
Geografia ²
Geografia ²Geografia ²
Geografia ²Laguat
 
A Civilização Feudal
A Civilização Feudal A Civilização Feudal
A Civilização Feudal Laguat
 
Trabalho de Filosofia
Trabalho de Filosofia Trabalho de Filosofia
Trabalho de Filosofia Laguat
 
Sobre o PIB
Sobre o PIB Sobre o PIB
Sobre o PIB Laguat
 
3º ano apresentação nafta,mercosul e apec (1)
3º ano  apresentação nafta,mercosul e apec (1)3º ano  apresentação nafta,mercosul e apec (1)
3º ano apresentação nafta,mercosul e apec (1)Laguat
 
Novos Delineamentos de Forças Políticas
Novos Delineamentos de Forças PolíticasNovos Delineamentos de Forças Políticas
Novos Delineamentos de Forças PolíticasLaguat
 
A Civilização Feudal
A Civilização Feudal A Civilização Feudal
A Civilização Feudal Laguat
 
Trabalho De Sociologia
Trabalho De Sociologia Trabalho De Sociologia
Trabalho De Sociologia Laguat
 
Apresentação Sociologia
Apresentação Sociologia Apresentação Sociologia
Apresentação Sociologia Laguat
 
Português Va 2 Respostas
Português Va 2 Respostas Português Va 2 Respostas
Português Va 2 Respostas Laguat
 
Poriferos cnidarios 2m
Poriferos cnidarios 2mPoriferos cnidarios 2m
Poriferos cnidarios 2mLaguat
 

Mais de Laguat (20)

Nematelmintos, Anelideos, Artropes, Equinodermo
Nematelmintos, Anelideos, Artropes, EquinodermoNematelmintos, Anelideos, Artropes, Equinodermo
Nematelmintos, Anelideos, Artropes, Equinodermo
 
Respiracao celular
Respiracao celularRespiracao celular
Respiracao celular
 
Nucleo E Divisao Celular
Nucleo E Divisao Celular Nucleo E Divisao Celular
Nucleo E Divisao Celular
 
A civilização Feudal
A civilização FeudalA civilização Feudal
A civilização Feudal
 
Renascimento e grandes navegações
Renascimento e grandes navegações Renascimento e grandes navegações
Renascimento e grandes navegações
 
As cruzadas
As cruzadasAs cruzadas
As cruzadas
 
A Espanha
A EspanhaA Espanha
A Espanha
 
Cisma do Ocidente
Cisma do OcidenteCisma do Ocidente
Cisma do Ocidente
 
A guerra dos Cem Anos (1337-1453)
A guerra dos Cem Anos (1337-1453)A guerra dos Cem Anos (1337-1453)
A guerra dos Cem Anos (1337-1453)
 
Geografia ²
Geografia ²Geografia ²
Geografia ²
 
A Civilização Feudal
A Civilização Feudal A Civilização Feudal
A Civilização Feudal
 
Trabalho de Filosofia
Trabalho de Filosofia Trabalho de Filosofia
Trabalho de Filosofia
 
Sobre o PIB
Sobre o PIB Sobre o PIB
Sobre o PIB
 
3º ano apresentação nafta,mercosul e apec (1)
3º ano  apresentação nafta,mercosul e apec (1)3º ano  apresentação nafta,mercosul e apec (1)
3º ano apresentação nafta,mercosul e apec (1)
 
Novos Delineamentos de Forças Políticas
Novos Delineamentos de Forças PolíticasNovos Delineamentos de Forças Políticas
Novos Delineamentos de Forças Políticas
 
A Civilização Feudal
A Civilização Feudal A Civilização Feudal
A Civilização Feudal
 
Trabalho De Sociologia
Trabalho De Sociologia Trabalho De Sociologia
Trabalho De Sociologia
 
Apresentação Sociologia
Apresentação Sociologia Apresentação Sociologia
Apresentação Sociologia
 
Português Va 2 Respostas
Português Va 2 Respostas Português Va 2 Respostas
Português Va 2 Respostas
 
Poriferos cnidarios 2m
Poriferos cnidarios 2mPoriferos cnidarios 2m
Poriferos cnidarios 2m
 

Último

TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 

Arte Urbana Grafite

  • 1. GRAFITE  A arte do grafite é uma forma de manifestação artística em espaços públicos.  A definição mais popular diz que o grafite é um tipo de inscrição feita em paredes.  Existem relatos e vestígios dessa arte desde o Império Romano.  Seu aparecimento na Idade Contemporânea se deu na década de 1970, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Alguns jovens começaram a deixar suas marcas nas paredes da cidade e, algum tempo depois, essas marcas evoluíram com técnicas e desenhos.  O grafite está ligado diretamente a vários movimentos, em especial ao Hip Hop. Para esse movimento, o grafite é a forma de expressar toda a opressão que a humanidade vive, principalmente os menos favorecidos, ou seja, o grafite reflete a realidade das ruas.  O grafite foi introduzido no Brasil no final da década de 1970, em São Paulo. Os brasileiros não se contentaram com o grafite norte-americano, então começaram a incrementar a arte com um toque brasileiro. O estilo do grafite brasileiro é reconhecido entre os melhores de todo o mundo.  Muitas polêmicas giram em torno desse movimento artístico, pois de um lado o grafite é desempenhado com qualidade artística, e do outro não passa de poluição visual e vandalismo.  A pichação ou vandalismo é caracterizado pelo ato de escrever em muros, edifícios, monumentos e vias públicas. Os materiais utilizados pelos grafiteiros vão desde tradicionais latas de spray até o látex. GRAFITEIROS BRASILEIROS  Alex Vallauri  Alex Hornest  Anarkia Boladona  Galo de Souza  Os Gêmeos  Hudinilson Urbano Júnior  Slim Rimografia  Zezão
  • 2. PINTURA A pintura a óleo é uma técnica de pintura das artes plásticas que utiliza tintas à base de óleo de papoula ou linhaça, aplicadas com pincéis ou espátulas sobre o suporte desejado, podendo ser tela de tecido ou madeira. A principal revolução da pintura a partir da tinta a óleo foi o emprego de uma substância secativa que permitia a secagem satisfatória da obra à sombra. A pintura a óleo oferece uma versatilidade ao artista que nenhuma outra técnica dispõe. A tinta pode ser uma massa espessa e de secagem demorada, pode ser diluída e permitir um traço mais raso, ou pode ser espessa e ter uma secagem rápida, com o uso de substâncias secativas. No entanto, há também desvantagens na pintura a óleo, as obras tendem a escurecer com o tempo, e acontece também o fenômeno denominado craquellure, que é a aparência craquelada que a tinta apresenta na tela de acordo com seu envelhecimento. Há várias formas de utilizar a tinta a óleo. Pode ser aplicada pura, criando uma pincelada intensa, pode ser diluída, aproximando-se da textura das aquarelas ou pode ser aplicada com um pedaço de pano, para produzir um suave laivo. Há também a possibilidade de compor a pintura, criando várias camadas, utilizando do recurso de sobreposição de tintas, que se dá da seguinte forma: aplica-se uma camada, espera-se a secagem e aplica-se a segunda camada. Desta maneira, é possível produzir efeitos de cor exclusivos da pintura a óleo. A pintura a óleo é um dos suportes mais importantes da manifestação artística mundial. A técnica, que começou a ser usada no Renascimento, surgiu na Itália em meados do século XV, e foi usada para retratar importantes momentos históricos e produzir obras de suma importância cultural. A pintura a óleo foi inovadora por permitir mudanças na produção da pintura, sendo o óleo um novo pigmento aglutinante, que permitia uma grande inovação na gama de cores das tintas. Inclusive, os grandes pintores medievais produziam suas próprias tintas a óleo. As principais obras de pintura a óleo foram Mona Lisa e A Última Ceia, de Leonardo Da Vinci; As Meninas e Retrato doPapa Inocêncio X, de Diego Velázquez; Os Camponeses Comendo Batatas, Doze Girassóis numa jarra, A Noite Estrelada, Retrato de Dr. Gachet, de Vincent van Gogh; e O Grito, de Edvard Munch. Como é possível observar, estas obras localizam-se em diferentes momentos da história, e em diferentes contextos literário-artísticos, o que coloca a pintura a óleo como uma técnica extremamente presente e influente na cultura universal. As manifestações artísticas relacionam-se geralmente com o momento político-históricovivido pela sociedade em que vive o artista, logo, ao refletir que a pintura a óleo surgiu no Renascimento, compreende-se sua irrevogável importância histórico-cultural nas manifestações artísticas mundiais.
  • 3. DESENHO O desenho é um suporte artístico ligado à produção de obras bidimensionais, diferindo, porém, da pintura e da gravura. Neste sentido, o desenho é encarado tanto como processo quanto como resultado artístico. No primeiro caso, refere-se ao processo pelo qual uma superfície é marcada aplicando-se sobre ela a pressão de uma ferramenta (em geral, um lápis, caneta ou pincel) e movendo-a, de forma a surgirem pontos, linhas e formas planas. O resultado deste processo (aimagem obtida), portanto, também pode ser chamada de desenho. Desta forma, um desenho manifesta-se essencialmente como uma composição bidimensional formada por linhas, pontos e formas. A representação do homem vitruviano, como imaginado por Leonardo da Vinci, é um dos desenhos mais conhecidos do mundo O desenho envolve uma atitude do desenhista (o que poderia ser chamado de desígnio) em relação à realidade: o desenhista pode desejar imitar a sua realidade sensível, transformá-la ou criar uma nova realidade com as características próprias da bidimensionalidade ou, como no caso do desenho de perspectiva, a tridimensionalidade. HQ Quadrinhos ou Histórias em Quadrinhos, as conhecidas HQs, são narrativas feitas com desenhos sequenciais, em geral no sentido horizontal, e normalmente acompanhados de textos curtos de diálogo e algumas descrições da situação, convencionalmente apresentados no interior de figuras chamadas "balões". Difundidos em revistas e jornais, os quadrinhos se tornaram um dos mais importantes veículos de comunicação de massa e criaram linguagem própria, com uma série de
  • 4. signos inovadores, em grande parte incorporada posteriormente pelo cinema, pela televisão e pela publicidade. As tirinhas de jornal e as revistas de HQs, tornaram-se inquestionavelmente o maior e mais influente campo iconográfico da História, com bilhões de ilustrações produzidas desde 1900 ou um pouco antes. Essa produção certamente representa a mitologia gráfica dominante no Século XX. Nem mesmo o cinema e a televisão podem vangloriar-se de ter conseguido atingir um terço da humanidade, como os quadrinhos o fizeram. Um início despretensioso No mesmo período histórico em que surgiu o cinema, o telégrafo e o raio x, surgiu nos Estados Unidos uma forma singular de comunicação que se tornaria um gênero característico do Século XX: as histórias em quadrinhos. Nos anos de 1895-1900 surgiram nas tiras de jornais dominicais nos Estados Unidos, os primeiros personagens das HQs. Dentre os quais, o primeiro a fazer fama: Yellow Kid, de Richard Outcault. Alguns anos depois, o êxito de Yellow Kid levou Rudolph Dirks a produzir Katzenjammer Kids, a primeira criação a desenvolver totalmente as características da moderna tirinha: usava balões, tinha elenco permanente e era dividida em quadros. A novidade se espalhou pelo mundo. O Japão e a Europa se mostraram terrenos férteis para material de HQs e surgiram muitos cartunistas célebres no início do Século XX. A revolução estética ficou à cargo de Little Nemo in the Slumberland, lançado em 1905 por Winsor McCay, que usava pela primeira vez a perspectiva em seus desenhos.
  • 5. Escultura O que é Podemos definir escultura como a arte de moldar ou talhar determinados materiais como, por exemplo, madeira, argila (barro), pedra, metais, entre outros. O artista plástico, no caso escultor, produz uma escultura usando criatividade, sentimentos e idéias. Ele cria volumes, formas e define espaços numa escultura. No processo de produção escultural, o artista pode utilizar várias técnicas como, por exemplo, fundição, moldura ou o trabalho com ferramentas na matéria-prima bruta. As esculturas são usadas desde a pré-história como manifestação artística. Arqueólogos já encontraram diversas esculturas que foram produzidas no período pré-histórico. Escultores famosos: - Fídias (grego) - Michelangelo (italiano) - Leonardo da Vinci (italiano) - Donatello (italiano) - Salvador Dalí (espanhol) - Aleijadinho (brasileiro) - Victor Brecheret (italo-brasileiro) - Auguste Rodin (francês)
  • 6. INSTALAÇÃO ARTÍSTICA Uma instalação (krafts) é uma manifestação artística onde a obra é composta de elementos organizados em um ambiente. É uma obra de arte que só "existe" na hora da exposição, é montada na hora, e após isto é desmontada, sendo que de lembrança da mesma só ficam fotos e recordações... Uma das possibilidades da instalação é provocar sensações: frio, calor, odores, som ou coisas que simplesmente chamem a atenção do público ao redor.
  • 7. Mona Lisa Meu nome também é Gioconda, esse tal de Leonardo da Vinci foi contratado para me pintar, mas nunca termina, sempre está envolvido com novos projetos. Tenho um segredo.... meu sorriso... ninguém nunca sabe o que eu estou pensando.... Jullia, acrescente um jeito italiano para falar seu texto, gesticule com as mãos como as italianas. Acho q ficará legal!!!!