Rela    atório 1 - Atualiza                      ação da Rede de                              R Tran    nsporte, Revisão d...
iiSu umário      o1. A   Apresentaç ........................... ................................................ ............
iiiFigu 18 - C     ura           Corredores para pesq              quisa de velocidade com GPS (vermelho) e               ...
41. Ap    presen         ntação       O Consórc JDS - Logit – Pro                 cio       L        ojconsult, apresenta ...
52. Re de transp    ede       portes       O sistema de transpporte públic do Município do Rio de Jan                     ...
6                Figura 2 – Atual rede sobre trilhos no Município do Rio de Janeiro                     a                 ...
7       O total de viagens oferecidas em dias úteis é da ordem de 760 viage                          o                  ú ...
8   Figu 3 – Proj      ura      jetos corre                         entes de tra                                    anspor...
9   2.3 Defini     3.     ição do sistem                  o      ma       O projeto d corredo TransCa                 do  ...
10         Integraação com os princ     cipais eixo radiais de eleva                                                 os  ...
11       O trecho 3 é comp   posto pela Av. Nels                                    a         son Cardo                   ...
12      A fase 1 p               possui uma extensão de 28 km e a fase 2, 11 km, to                         a             ...
13      F      Figura 7 – L                 Linhas mun                          nicipais na área de in                    ...
14        O dados dessa tabela foram gerados a partir do Resumo M        Os                                               ...
15         T         Tabela 5 – L                    Linhas municipais na área de in                                      ...
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Estudo viario Trecho 2 Transcarioca
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estudo viario Trecho 2 Transcarioca

1.051 visualizações

Publicada em

Publicada em: Indústria automotiva
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.051
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo viario Trecho 2 Transcarioca

  1. 1. Rela atório 1 - Atualiza ação da Rede de R Tran nsporte, Revisão do Zone R eamento de Transport Matriz Atual de te, z d Tran nsportes e Modelos de De emanda-- Situa ação Atuual Estu udos e Projeto Básic Para o co a Implantaçãão do Coorredor r Tran nscario oca Treecho Penha- Aero oporto Galeãoo São Pau ulo Junho/20 011© Copyright LOGIT, 2011. Todos os dire eitos reservados s.
  2. 2. iiSu umário o1. A Apresentaç ........................... ................................................ ................... 4  ção2. R Rede de traansportes ................ ................................................ ................... 5  2.1. Análise da ofer atual ... ................................................ ................... 5  rta 2.2. Proje etos em anndamento . ................................................ ................... 7  2.3. Defin nição do sistema...... ................................................ ................... 9  2.4. Área de influên .......... ................................................ ................. 12  a ncia Modelo de demanda ................ ................................................ ................. 25 3. M 3.1. Evoluução das variáveis e v explicativas da deman .......... ................. 26  s nda 3.2. Mode de gera elo ação de via agens ...................................... ................. 33  3.2.1 Modelos de produç de viagens ........................ ................. 34  1. s ção 3.2.2 Modelos de atraçã ............................................. ................. 40  2. s ão 3.3. Levaantamento e processa amento de dados pa calibraç da rede42  e ara ção 3.3.1 Pesquisa de Freq 1. as quência e Ocupação Visual ..... ................. 42  O 3.3.2 Velocida ........... ................................................ ................. 43  2. ade 3.4. Ajust da Matriz Através das Conta te agens ....................... ................. 45 4. R Revisão do zoneame o ento de tran nsportes .................................. ................. 47  Preparação da rede de simulaç ........................................... ................. 51 5. P o d ção Cenário considerado ................ ................................................ ................. 53 6. C Obtenção d matriz do ano bas ............................................. ................. 55 7. O da d seLis de figuras sta sFigu 1 – Sis ura stema de tr ransporte d Municíp do Rio de Janeiro .................. 5  do pio oFigu 2 – Atu rede so ura ual obre trilhos no Munic s cípio do Rio de Janeir ................ 6  o roFigu 3 – Pr ura rojetos cor rrentes de transporte público no Municí e e ípio do Rio de oJan neiro ......................................... ................................................ ................... 8 Figu 4 – Fases do Tra ura ansCarioca ............................................... ................... 9  aFigu 5 – Tre ura echos da fa 1 do c ase corredor Tr ransCarioca ............. ................. 10 Figu 6 – Tre ura echos da fa 2 do c ase corredor Tr ransCarioca ............. ................. 11 Figu 7 – Lin ura nhas munic cipais na á área de infl luência da fase 2 do TransCarioca..................................................... ................................................ ................. 13 Figu ura 8 – Linhas int termunicip pais na ár rea de influência d fase 2 do daTransCarioca ............................... ................................................ ................. 17  aFigu 9 – Cre ura escimento relativo à média da RMRJ entre 2009 e 2 2035......... 27 Figu 10 – Crescimen relativo à media e taxa de crescim ura nto o a d mento anu - ualReg giões Administrativas do Rio de Janeiro ................................. ................. 28  s eFigu 11 – R de Jane – Divis em Áre de Planejamento ................ 30  ura Rio eiro são eas oFigu 12 – P ura População entre 2009 e 2035 – municípios da RMRJ ............... 30  e 9 JFigu 13 – P ura População entre 200 e 2035 – Regiões Administ rativas do Rio 09 sde J Janeiro .................................... ................................................ ................. 31 Figu 14 – P ura Produção de viagens, por Regiã Adminis , ão strativa ..... ................. 41 Figu 15 – A ura Atração de viagens, p Região Administra por ativa ........ ................. 41 Figu 16 – P ura Postos de Pesquisa d Ocupaçã Visual ................. ................. 42  P de ãoFigu 17 – C ura Classe de Ocupação dos Ônibus ............................. ................. 43  O © Copyright LOGIT, 2011. Todos os dire eitos reservados s.
  3. 3. iiiFigu 18 - C ura Corredores para pesq quisa de velocidade com GPS (vermelho) e v Straççado do co orredor Tra ansCarioca em destaque.......................... ................. 44  aFigu 19 - So ura obreposiçã dos trac ão ckpoints do GPS com a rede de simulaçã o m e ão45 Figu 20 – Zoneamento nas fase 1 e 2 .................................... ................. 47  ura esFigu 21 – D ura Detalhamen da desa nto agregação das zonas na fase 2 ............... 48  oFigu 22 – R ura Rede de sim mulação ut tilizada ..................................... ................. 52 Figu ura 23 – Cenário de oferta conside a erado e integração do corre edorTransCarioca ............................... ................................................ ................. 53  aFigu 24 – D ura Desmembra amento da zona original 749 na zonas 8 a as 801, 802 e 803..................................................... ................................................ ................. 56 Figu 24 – E ura Exemplo de proporção da popul e o lação da zona 801 ... ................. 57 Lis de tabelas staTab bela 1 – Da ados opera acionais do sistema metroviário .............. ................... 6  o m oTab bela 2 – Da ados opera acionais do sistema ferroviário operado p o f pela Superv   via7Tab bela 3 – Se erviço nas estações ( (fase 1 e fa 2) ...................... ................. 12  aseTab bela 4 – Lin nhas municipais com muns na área de influência da fa 1 e fas 2 fase se..................................................... ................................................ ................. 13 Tab bela 5 – Linhas muni icipais na á área de influência do corredor TransCarioca o r..................................................... ................................................ ................. 15 Tab bela 6 – Linhas intermuniciipais na área de influência do corre edorTransCarioca ............................... ................................................ ................. 19  aTab bela 7 – Matriz origem/destiino (esque erda) e matriz prod m dução/atra ação(direita) ......................................... ................................................ ................. 33 Tab bela 8 – Ta axas familia ares diária de produ as ução de via agens ...... ................. 38 Tab bela 9 – Resultado do Mod os delo de Produção de Viage ns Base não Pdom miciliar ...................................... ................................................ ................. 39 Tab bela 10 – Exemplo de capacid d dades dos veículos, em funçã do níve de s ão elocu upação ..................................... ................................................ ................. 43 Tab bela 11 – C Correspond dência ent o zonea tre amento do PDTU e o zoneame o entoado otado para o TransCa arioca ...... ................................................ ................. 49 Tab bela 12 – Z Zonas gera adas pela d desagregação realiza .......... ................. 50  adaTab bela 13 – T Tarifas do sistema de transporte público do Rio de J s e d Janeiro ..... 54 Tab bela 14 – D Distribuição de área e populaçã das zonas desagr o ão regadas ..... 58  © Copyright LOGIT, 2011. Todos os dire eitos reservados s.
  4. 4. 41. Ap presen ntação O Consórc JDS - Logit – Pro cio L ojconsult, apresenta à Prefeitur da Cida do Rio a ra ade ode Janneiro, atrav vés da Se Municipal de Obras - SMTR, o primeir produto ecretaria M ro oreferen aos Es nte studos de Transpor e Viab rte bilidade, re elativo ao Contrato 003/2011,,process 06.370 so 0.834/2010 cujo o 0, objeto con nsiste na prestação de Serviços de o eElaboraação Estudos e Pro ojetos Básiicos Para Implantaç ção do Cor rredor Tra ansCarioca aTrecho Penha – A o Aeroporto do Galeãoo. Este primmeiro relat tório apre esenta os resultado relacio os onados ao quatro os oprimeir ros tópicos da componente “ s “Estudos de Transp d porte e Vi abilidade”, ou seja, , ,Atualiza ação da R Rede de Transporte Revisão do Zonea T e, amento de Transporte, Matriz e zAtual d Transp de portes e Modelos d e Demand Situaçã Atual, de acordo com as M da ão o sespecifficações ap presentada nos Ter as rmos de Re eferência. © Copyright LO OGIT, 2011. Tod os direitos re dos eservados.
  5. 5. 52. Re de transp ede portes O sistema de transpporte públic do Município do Rio de Jan co R neiro é commposto porrdiferentes modais, como os s sistemas metroviário e fer rroviário, operados srespecttivamente pelo Metrô Rio e pe Superv os sist ela via, temas de ônibus mu unicipais eintermuunicipais, s a resp sob ponsabilida de dive ade ersos oper radores, da mesma forma que a eo sistem hidroviário, representado pe ma elas barca as. Figur 1 – Siste ra ema de tran nsporte do Município do Rio de Janeiro o o e 2.1 Anális da of 1. se ferta atu ual O Sistema Municipal de Ônibu s do Munic a cípio do Ri de Jane é opera por 41 io eiro adoempres (Consó sas órcios Inte ersul, Intern norte, Santa Cruz e Transcario oca) e com mposto por r480 linhas – totaalizando 10 serviço –, o qu exige uma frota o 079 os ue operante de mais de e9000 ôônibus. Em virtude da extensão e da importância econômica do Município do Rio m a o ode Jan neiro, além do siste m ema de ô ônibus loc cal, os sisstemas so obre trilhos embora s, agerencciados no âmbito estadual , apresen o ntam elevada imp portância para os sdeslocaamentos dos usuário os. O Municíp do Rio de Janeiro apresenta uma rede de transp pio d o a e porte coletivo de alta acapacid dade que atende os princip pais eixos de deslo s ocamento no sentido radial, ,represe entada pela malha ferroviária (operada pela Supervia) e m f metroviária (operada a apelo Me etroRio). A atual re ede de alt capacid ta dade se co oncentra na região Norte e Central do n C oMunicíp do Rio de Janeiro como po ser observado na figura ab pio o, ode a baixo. © Copyright LO OGIT, 2011. Tod os direitos re dos eservados.
  6. 6. 6 Figura 2 – Atual rede sobre trilhos no Município do Rio de Janeiro a e o o e O MetroRio respond pelo sis de stema met troviário e possui du uas linhas, cuja total lextensã é de 4 ão 46,2 km, com 35 es c stações se endo 19 na Linha 1 e 16 na Linha 2, n a ,dispond de 32 composiç do ções com 180 carro A Linh 1 cone os. ha ecta Saens Peña aIpanem ma/General Osório e a Linha 2 c conecta Paavuna a Bootafogo. Tabela 1 – Dados op eracionais do sistem metroviá s ma ário Exte nsão Temp de viagem po Headway na hhora- Capac cidade média Linha a (km m) por sentido (min) s pico (min n) das composições cLinha 1: Sa aens Peña – Ipa anema/Gal. Osó ório 166,0 31,0 5,5 1726Linha 2: Pa avuna – Botafog go 300,2 54,3 5,5 1431 A Supervia é respon a nsável pelo sistema ferroviário, atendend os municípios Rio o f , do ode Janeiro, Duqu de Caxias, Nova I ue Iguaçu, Nillópolis, Me esquita, Quueimados, São João ode Mer Belford Roxo, Jap riti, peri, Parac cambi e Ma agé, cuja organizaçã é feita em ramais, o ão e ,sendo q interna que amente ao Município do Rio de Janeiro, operam 3 serviços fe o o e erroviários s(Bangu Santa Cruz e Deod u, doro) e ou tros 6 serv viços com característ sticas interm municipaiss(Nova Iguaçu, Q Queimados Japeri, Belford Roxo, Gra s, amacho e Saracuruna), que etambém permitem a movim m m mentação interna no Município do Rio d Janeiro já que a o o de o,tarifa é única para todo o si a istema. O ssistema poossui uma extensão t total de 22 km com 20 m89 esta ações, opeerando com uma fro de 160 trens, circulando co 589 ca m ota 0 om arros, cuja acapacid dade, por c carro, é de cerca de 300 passa e ageiros. © Copyright LO OGIT, 2011. Tod os direitos re dos eservados.
  7. 7. 7 O total de viagens oferecidas em dias úteis é da ordem de 760 viage o ú ens, sendo oque 4% se refer % rem ao Raamal Deod doro, 31% ao Rama Santa C al Cruz, 35% ao Ramal lJaperi, 12% ao Ramal Be elford Rox e 14% ao Ramal Saracuru xo una. Ainda existe o aRamal Vila Inhommirim, que opera com tração die m esel e resp ponde por apenas 4% %. T Tabela 2 – Dados ope eracionais do sistema ferroviário operado pela Supe a ervia Tem de viagem por mpo m Headw na hora-pic way co Corr redor Extensão ( (km) sentido (min) ) (min) Deodoro 22,0 42 10 Banngu 30,0 57 10 Santa Cruz a 53,9 80 15 Nova IIguaçu 36,0 57 10 Queimmados 42,0 75 12 Japperi 53,0 92 12 Belford Roxo d 28,3 60 15 Grammacho 21,5 44 10 Saraccuruna 35,9 64 30 Existe tam mbém no Município d Rio de Janeiro um sistema hidroviário que por M do m o, rpossuir uma cara r acterística predominaantemente intermunic cipal (princ cipal trajeto é entre a oPraça X no Rio e a Praça Araribóia em Niterói e estar completam ente fora da área de XV i) c d einfluênc do corr cia redor Trans sCarioca, não será abordado nesse proje a n eto. 2.2 Projet em andame 2. tos ento A Além do c corredor TransCario T oca, os proojetos de transporte público que estão e osendo desenvolvvidos atualmente no Rio de Janeiro são ilustrados na Figura 3. Dentre eos proojetos de BRT cor rrentes, e stão os corredores TransOe s este, TrannsCarioca,,TransBBrasil e TTransOlím mpico, que formarã um sistema de alta capacidade e ão e ecompleementar à rede radia já menc al cionada. Como comp C plemento d rede metroviária, da m ,também é propos a impla m sta antação da Linha 4 li a igando a Zona Sul da Cidade à Barra da Z a aTijuca. © Copyright LO OGIT, 2011. Tod os direitos re dos eservados.
  8. 8. 8 Figu 3 – Proj ura jetos corre entes de tra ansporte público no Município d Rio de Janeiro p M do J O corredo TransOe or este cone ecta os baairros da Barra da T B Tijuca, Re ecreio dossBandeirantes, Gu uaratiba, Santa Cruz e Campo Grande, passando por eixos como Av. S z o .das Am méricas, E Estr. do Mato Alto, Estr. do Monteiro, Estr. da Pedra, Rua Felipe M R eCardos e Av. C so Cesário de Melo, tota alizando 74 km de extensão co 61 est 4 om tações e 6termina previsto Com a implantaç da Linh 4 do Metrô, have integraç com o ais os. ção ha erá çãosistema metroviá no futu Termin Jd. Oce a ário uro nal eânico, loc calizado na Barra da Tijuca, e a ahá integgração em 3 estaçõe do rama de Santa Cruz da Supervia. m es al a S O corredo TransBra conec os bair or asil cta rros de De eodoro, Peenha, Man nguinhos eCentro através d Av. Brasil, aprese da entando ramificações que alca s ançam term minais que ese enco ontram for do eixo principal, d ra p dentre os quais são Terminal M q T Margaridas Terminal s, lMissõe Termin Guanabara, Term es, nal minal Amé érico Font tenelle e Terminal Aeroporto oSantos Dummont totalizando 32 km de extensã Este co s t, ão. orredor po ossui integr ração com mos corr redores de BRT Tra e ansCarioca e Trans a sOlímpico, com os r ramais da Supervia a a(Deodo Belford Roxo e Saracuruna e com a Linha 2 do Metrô. oro, d S a) o O corredo TransOlímpico co or onecta o Recreio dos Bande d eirantes a Deodoro, ,passan por Jac ndo carepaguá Magalhã Bastos e utilizará uma nova ligação viária a ser á, ães á a v rimplant tada entre Jacarepaguá e a A Brasil, estendend Av. do-se até a estação ferroviária aDeodor totaliza ro, ando 20 km de ext k tensão. Es corredor possui integração com os ste sdemais corredore de BRT e com o ra s es amal Deod doro da Su upervia. A Linha 4 consiste no prolonga n amento da Linha 1 da Estação General Osório até a d o O éa Barra da Tijuca (Jd. Oceâ a a ânico), perrcorrendo os bairros de Ipanem Leblon Gávea e o ma, n,São Coonrado. A e extensão será de 13 km, com 6 estaçõ s 3,5 m ões, integra ando com o corredor rBRT TrransOeste. © Copyright LO OGIT, 2011. Tod os direitos re dos eservados.
  9. 9. 9 2.3 Defini 3. ição do sistem o ma O projeto d corredo TransCa do or arioca é div vidido em 2 fases, s sendo que a primeiraafase co ompreende o trecho entre a Ba e arra e a Pe enha e a segunda fa s ase, o trecho entre aPenha e Galeão, conforme Figura 4. Figura 4 – Fases do TransCario oca Represent tando o primeiro p p projeto de ligação transversa de car e al racterística aintegradora, o corredor TransCarioca consiste em um sist e tema BRT (Bus Rapi Transit), id ,de elevvada capa acidade de transpo rte de paassageiros, concebid em um corredor , do m rexpress fechad seguind o conc so do do ceito de tr roncoalime entação, c cujas cara acterísticas sprincipa consist ais tem em:  Sistema Troncoa alimentado r, com esttações no canteiro ccentral e ônibus com m portas à esquerda;  Segreggação total do tráfego geral; o  Possibilidade de ultrapassaagem nas estações; e  Estaçõ com pla ões ataforma e elevada para embarque/desem barque em nível; m  Pagammento de tarifa e va t alidação do bilhete na entrad das estações e d da termina ais, visand minim izar o te do empo de embarque e/desemba arque doss passaggeiros e au umentar a v velocidade comercial do sistem e ma; © Copyright LO OGIT, 2011. Tod os direitos re dos eservados.
  10. 10. 10  Integraação com os princ cipais eixo radiais de eleva os ada capaccidade do o Municíp pio;  Alimentação por linhas de ônibus (alimentad r e doras), res speitando a política a tarifária estabelec a cida (Bilhe Único Municipal e Intermuniicipal). ete M Estas cara acterísticas adotada no des s, as senvolvime ento do pr rojeto da fase 1 do ocorredo TransCa or arioca, servem de rreferência para o de esenvolvim mento do projeto da afase 2, assim como direcioonaram a c concepção dos demais corred ores atualmente em o mestudo no Rio de Janeiro. A fase 1 cconta com 38 estaçõ ões, das quuais 2 são terminais passando pela Av. o s, .Ayrton Senna, Av Emb. Ab v. belardo Buueno, Estr. dos Band deirantes, R. Cândido Benício, ,R. Min. Edgard Romero, Av. Vicent de Carv A te valho e Av Brás de Pina. Pa melhor v. e ara r erização, a fase 1 pode ser diviidida em trcaracte rechos, con nforme Figgura 5. Figura 5 – Trechos d fase 1 do corredor TransCario da o oca O trecho 1 é composto pelo T Terminal Al lvorada e pelas vias Av. Ayrton Senna e p nAv. Em Abelard Bueno, na Barra d Tijuca. mb. do da O trecho 2 é composto pela EEstr. Cel. Pedro Corre e Estr. dos Band P eia deirantes ereprese enta a conexão entre a Barra d Tijuca e Jacarepag e da guá. © Copyright LO OGIT, 2011. Tod os direitos re dos eservados.
  11. 11. 11 O trecho 3 é comp posto pela Av. Nels a son Cardo oso, Av. C Cândido Benício, R. B .Doming Lopes, R. Quax go , xima e Viiaduto Negrão de Lima (tran L nsposição do ramallferroviá ário), ligand Jacarep do paguá a M Madureira. O trecho 4 é compos pela Av Min. Edg sto v. gard Rome Av. Vi cente de Carvalho e ero, CAv. Brá de Pina, interligando Madure ás eira, Vicente de Carv valho e Pen nha. A fase 2 a adiciona ma 9 estaç ais ções, das quais 2 são terminais totalizan para o q s, ndocorredo TransCa or arioca 47 estações, incluindo 4 termina O trec ais. cho referen a esta nte aetapa ccompreend as seg de guintes via conform aprese as, me entado na figura se eguinte: R..Ibiapina Estr. do Engenho da Pedra, R. Prof. Rodolpho Paulo Rocc Estr. do Galeão e a, R P co, oAv. Vin de Jane nte eiro. Tamb bém para mmelhor cara acterização a fase 2 foi dividid em dois o, da strechos conforme Figura 6. s, e Figura 6 – Trechos d fase 2 do corredor TransCario da o oca O trecho A é compo osto pelas vias R. Monsenhor Alves Ro s M r ocha, R. Ib biapina, R..Uranos R. Etelvina e Estr do Enge s, r. enho da Peedra, onde ocorrem o maior número de e n edesapr ropriações. . O trecho B é comp posto pelo Viaduto Av. Brasil R. Sgto Peixoto, Av. Brig. o l, o. .Trompoowsky, Av Um, Av Vinte e Sete, Est do Gal v. v, tr. leão, Av. Vinte de Janeiro eTerminal Aeroporto Tom Jobim, cara J acterizado por grand extensã em obra de arte o de ão eespecia com reduzido núm al mero de dessapropriaç ções. © Copyright LO OGIT, 2011. Tod os direitos re dos eservados.
  12. 12. 12 A fase 1 p possui uma extensão de 28 km e a fase 2, 11 km, to a 2 otalizando portanto, o, ,39 km de corred TransC dor Carioca. As estações estão, em média, espaçada em 600 s s as 0metros e no máxiimo, em 2. .300 metro os. A tabela aabaixo aprresenta a relação das estaçõ d ões do cor rredor Tra ansCarioca aquanto aos ser rviços ofe erecidos, se expres ssa ou paradora. Na fase 1 foram p mconside eradas 8 e estações exxpressas e na fase 2 somente 3. Tabela 3 – Serviço nas estaç o ções (fase 1 e fase 2) ) Nome Tipo Nomme Tipo Termminal Alvorada Terminal Madur reira Expresso E Lourenço Jor rge Parador Merca adão Parador P V Parque Via e Parador Otaviano Parador P Polo Cine Vid deo Parador Vila Quueiroz Parador P Hoospital Sarrah Parador Vaz Lobo L Parador P A Autódromo o Expresso o Maram mbaia Parador P Pe edro Correeia Parador Vicente de Carvalho V Expresso E Curicica Parador Aquidaauana Parador P Praç do Band ça dolim Parador Lafaiete Parador P Ar rroio Pavuna Parador Pedro Taques T Parador P Schering Parador Praça do Carmo Parador P C Guarany ys Parador Guap poré Parador P Guusmão Lob bão Parador Cajjá Parador P Merck Parador Terminal Penha Terminal T A André Roch ha Parador Urannos Parador P Taquara Expresso o Olar ria Expresso E Mareechal Bevilaqua Parador Drumm mond Parador P Praç Araci Ca ça abral Parador Nerval Gouveia G Parador P Tanque Expresso o Av Br rasil Expresso E Albano Parador Bri igadeiro Trrompowsky y Parador P P Praça Seca a Expresso o Hospital Un H niversitário Expresso E Cappitão Meneezes Parador Terminal Guanabara T Terminal T P Pinto Teless Parador Termin Aeropo Tom Jo nal orto obim Terminal T Campinho o Parador 2.4 Área d influ 4. de uência Para definição das linhas de ô nibus mun nicipais per rtencentes à área de influência e ado corrredor TransCarioca foram cons f sideradas todas as linhas que, em algum ponto de m eseu itin nerário, passam a um distânc menor que 600 metros do corredor, excluindo- ma cia m -se, todavia, as linhas de serviço esp s pecial (linh 2000) – por se t has tratarem de serviçossdiferenciados – e serviços noturnos. n © Copyright LO OGIT, 2011. Tod os direitos re dos eservados.
  13. 13. 13 F Figura 7 – L Linhas mun nicipais na área de in a nfluência da fase 2 do TransCar o rioca No que se refere ao serviço m e municipal, chegou-se a um unive c erso de 10 linhas – 02totaliza ando 164 serviços – operand na área de influência da fase 2 do corredor do a o rTransC Carioca, se endo que na fase 1 fo n foram identificadas 77 linhas m municipais, das quais s18 também const tam na fas 2. Este conjunto de linhas serviu de re se d s eferência para todas p sas análises dos ittens e subitens subs sequentes deste relat d tório. T Tabela 4 – L Linhas municipais co omuns na área de infl á luência da fase 1 e fa 2 ase Linhas m municipais comuns na área de influênc da fase 1 e fase 2 s s d cia e 35 50 622 676 6 780 9266 942 35 55 623 679 9 919 9288 952 62 21 673 752 2 920 9400 956 O dados operacion Os nais desta linhas fo as oram cadaastrados e banco de dados em selabora para a sistematização das informaçõ ado s ões, e são apresenta o ados na Tabela 5, a Tseguir. Nesta tabe conten as linh munic ela, ndo has cipais do Rio de Jan R neiro que operam na o aárea de influência da fase do corredo TransCa e a d or arioca, é ap presentada para cad serviço, a, da ,o respeectivo código, a resppectiva dennominação a empres operado o, sa ora, a exte ensão totallda linha em quilô ômetros, a classifica ação, o número de viagens e q v quilômetro rodados os spor dia e a frota. © Copyright LO OGIT, 2011. Tod os direitos re dos eservados.
  14. 14. 14 O dados dessa tabela foram gerados a partir do Resumo M Os Mensal de Operação o(RMO) referente ao ano de 2009, fo ornecido pela Prefeit tura do Rio de Jane o eiro, e dos sitinerár rios mais r recentes fo ornecidos pelos ope eradores. Para a est P timativa do valores os sdiários foram connsiderados 26 dias d operação ao mês e foi con s de s nsiderado agosto ou umaio co omo um m típico sem feriado ou ao menos com demanda sazonal reduzida. mês s os, m m a © Copyright LO OGIT, 2011. Tod os direitos re dos eservados.
  15. 15. 15 T Tabela 5 – L Linhas municipais na área de in a nfluência do corredor TransCar d r rioca Extensão total Viagens kmCódigo Denom minação Em presa (Licitação) Class. Frota (km) /dia ro odados/dia 300 Sulacap - Carioca p City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 81,35 5 Direcional 45 3612 11SR300 Sulacap - Carioca p City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 79,81 Direcional 17 1325 5SV300 S Sulacap - Carioca (via Estrada do Fontinha) City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 86,89 9 Direcional 34 2788 9 P Penha (Grotao) - Prac da Republica (via Vila ca 313 Viacao Noss Senhora de Lourdes S/A sa 38,41 Circular 193 7551 27 Cruzeiro (circular) o) Praca XV - Parque Uniao (via Aeroporto o) 320 Transpo ortes Paranapuan S/ /A 38,52 Circular 6 132 2 (cir rcular) 322 Ribeira - Castelo ( (via Cocota) (circular) Transpo ortes Paranapuan S/ /A 53,57 7 Circular 136 7285 16SP322 Portuguesa - Castelo Transpo ortes Paranapuan S/ /A 24,19 9 Direcional 4 158 Ribeira - Castelo ( (via Linha Vermelha) ) 327 Transpo ortes Paranapuan S/ /A 53,08 8 Circular 11 536 5 (cir rcular)SV322 Ribeira - Castelo (via Cidade Universitar a ria) Transpo ortes Paranapuan S/ /A 73,53 3 Direcional 6 331 324 Ribeira - Ca astelo (circular) Empre Viacao Ideal S/A esa A 55,36 6 Circular 105 5862 12SVA324 Ribeira - Cas stelo (via AIRJ) Empre Viacao Ideal S/A esa A 36,28 8 Direcional 1 32 Ribeira - Castelo ( (via Linha Vermelha) ) 325 Empre Viacao Ideal S/A esa A 78,51 Circular (cir rcular) Ribeira - Castelo (via Cidade Universitar a ria)SVB324 Empre Viacao Ideal S/A esa A 78,51 Direcional 1 7 2 (cir rcular) 326 Bancarios - C Castelo (circular) Empre Viacao Ideal S/A esa A 52,71 Circular 158 9306 23SVA326 Bancarios - Castelo (via AIRJ) Empre Viacao Ideal S/A esa A 25,03 3 Direcional 6 308 B Bancarios - Castelo (v Cidade Universita via aria)SVB326 Empre Viacao Ideal S/A esa A 56,45 5 Direcional 8 442 3 (cir rcular) Bancarios - Castelo (via Praia da Rosa a) 329 Empre Viacao Ideal S/A esa A 55,4 Circular 1 7 8 (cir rcular) 328 Bananal - Ca astelo (circular) Transpoortes Paranapuan S/ /A 57,81 Circular 85 4992 31SV328 B Bananal - Castelo (via Cidade Universitaria) Transpoortes Paranapuan S/ /A 35,12 Direcional 14 798 330 Praca XV - Parq Uniao (circular) que Empre Viacao Ideal S/A esa A 56,4 Circular 5 209 8SP334 Bras de Pina - Praca Tiradentes Gire Transportes Ltda. e 47,42 Direcional 3 140 Cordovil - Praca Tira adentes (via Praca das 334 Gire Transportes Ltda. e 52,35 5 Circular 3 149 16 Nacoes (circular) s) 335 Cordovil - Tiradent (Rapido) (circular tes r) Gire Transportes Ltda. e 46,03 3 Circular 144 6179 20SV335 Bras de Pina - Prac Tiradentes (Rapido ca o) Gire Transportes Ltda. e 46,19 9 Direcional 3 113 C Cordovil - Praca Tirad dentes (via Bras de Pina) PSR335 Gire Transportes Ltda. e 46,45 5 Direcional 3 121 7 (Rapido (circular) o) 342 Castelo - Ja ardim America Viac Pavunense S/A cao 57,01 Direcional 21SPA342 Praca Catole do Rocha - Castelo o Viac Pavunense S/A cao 23,44 Direcional Vigario Geral (Prac Catole do Rocha) - caSPB342 Viac Pavunense S/A cao 25,21 Direcional CaasteloSPC342 Vigario Geral (Rua Maba) - Castelo Viac Pavunense S/A cao 24,92 DirecionalSR342 Castelo - Jardim America (Rapido) m Viac Pavunense S/A cao 28,78 8 Direcional 8 344 Rocha Miranda - Praca XV (circular) Viacao Ma adureira Candelaria Ltda. L 66,41 Circular 7 480 5 V Kosmos - Praca d Republica (via Luc Vila da cas) 307 Gire Transportes Ltda. e 54,64 Circular 64 3798 8 (cir rcular) 349 Rocha Miranda - Praca XV (circular) Viacao Ma adureira Candelaria Ltda. L 59,98 8 Circular 125 7776 26SPA349 Parque Jardim Vis Alegre - Praca XV sta V Viacao Ma adureira Candelaria Ltda. L 55,92 Direcional 2 104SPB349 Praca Honorio G Gurgel - Praca XV Viacao Ma adureira Candelaria Ltda. L 55,34 Direcional 1 52SR349 R Rocha Miranda - Prac XV (Rapido) (circu ca ular) Viacao Ma adureira Candelaria Ltda. L 58,48 8 Circular 8 467 8 Iraja - Passeio (via Praca das Nacoes) a ) 350 acao Rubanil Ltda. Via 51,94 Circular 445 23666 66 (Rapido (circular) o)SR350 Iraja - Pass seio (Rapido) Via acao Rubanil Ltda. 52,26 6 Direcional 39 2086 SP350 Iraja - Pass seio (Rapido) Via acao Rubanil Ltda. 17,23 3 Direcional 10 491 351 Vaz Lobo - Passeio (circular) Via acao Rubanil Ltda. 57,53 3 Circular 62 3652 8 355 Praca Tiraden ntes - Madureira Viacao Maadureira Candelaria Ltda. L 56,83 3 Direcional 277 15575 55SPA355 Vaz Lobo - P Praca Tiradentes Viacao Maadureira Candelaria Ltda. L 23,15 5 Direcional 9 521SPB355 Vicente de Carvalh - Praca Tiradentes ho s Viacao Maadureira Candelaria Ltda. L 19,63 3 Direcional 2 95SPC355 Vila Kosmos - Praca Tiradentes Viacao Maadureira Candelaria Ltda. L 21,42 Direcional 3 143SR355 Praca Tiradentes - Madureira (Rapido) ) Viacao Maadureira Candelaria Ltda. L 56,88 8 Direcional 16 908 25 362 Praca XV - H Honorio Gurgel Via acao Vila Real S/A 69,58 8 Direcional 35 2608 34SPA362 Bairro Unia - Praca XV ao Via acao Vila Real S/A 31,85 5 Direcional 14 978SPB362 Coelho Neto - Praca XV Via acao Vila Real S/A 29,41 DirecionalSPC362 Vila Santa Te ereza - Praca XV Via acao Vila Real S/A 32,05 5 DirecionalSR362 Praca XV - Hono Gurgel (Rapido) orio Via acao Vila Real S/A 69,74 Direcional 97 6862 752 Conjunto dos Palm mares - Coelho Neto o Empresa de Viacao Algarve Ltda. L 110 Direcional 6 370 Bangu - Carioc (Via Av.Brasil) ca Transport Campo Grande Ltda. tes L 82,44 Direcional 54 4242 14 372 Pavuna - Pa asseio (Rapido) Transp portes America Ltda. . 58,58 8 Direcional 109 5833 16 373 Pavuna - Pa asseio (circular) Transp portes America Ltda. . 59,16 6 Circular 39 2255 4 Pavuna - Praca X (via Costa Barros) XV ) 374 Transp portes America Ltda. . 66,67 7 Circular 47 3114 4 (cir rcular) 375 Ricardo de Albu uquerque - Carioca City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 77,25 5 Direcional 35 2987 10 Pavuna - Praca XV (via Rua Mercurio) V ) 376 Transp portes America Ltda. . 58,3 Circular 48 2696 16 (cir rcular)SV376 Pavuna - Praca XV (via Parque Columbia) Transp portes America Ltda. . 62,96 6 Circular 38 2134 7 Pavuna - Praca X (via Costa Barros) XV ) 377 Transp portes America Ltda. . 66,64 Circular 48 3194 24 (Rapido (circular) o) 378 Marechal He ermes - Castelo Via acao Vila Real S/A 74,5 Direcional 38 2941 30SP378 Guadalup - Castelo pe Via acao Vila Real S/A 29,78 8 Direcional 14 1031SR378 Marechal Hermes - Castelo (Rapido) s Via acao Vila Real S/A 71,77 7 Direcional 53 3832 379 Catiri - Tirade entes (Seletiva) Auto VViacao Bangu Ltda. 82,54 Direcional 3 259 8 384 Castelo - Pavuna o City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 78,6 Direcional 55 4510 68SPA384 Guadalup - Castelo pe City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 31,46 6 Direcional 2 133SPB384 Largo do Cam mboata - Castelo City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 33,06 6 Direcional 1 67 Castelo - Pavuna (v Avenida Presidente viaSV384 City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 76,9 Direcional 55 4107 8 Vargas e R Alcobaca) Rua 385 Castelo - Village Pa avuna (via Camboata a) City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 73,32 Direcional 13 894 12SR385 Castelo - Village Pavuna (Rapido) e City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 76,63 3 Direcional 10 679 3 Castelo - Pavuna (v Avenida Presidente viaSV385 City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 77,15 5 Direcional 14 1138 5 Va argas) 386 Anchieta - Cario (via Mariopolis) oca City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 80,08 8 Direcional 99 7362 34SPB386 Parque Anc chieta - Carioca City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 35,39 9 Direcional 2 127 Anchieta - Cidade U Universitaria (Rapido o)SPA386 City Rio Rotas Turisticas Ltd da. 60,27 7 Circular 60 3191 12 (cir rcular) Santa Cruz - Carioca (via Av. Brasil - 388 Empresa de Viacao Algarve Ltda. L 140,9 9 Direcional 14 Exppresso) © Copyright LO OGIT, 2011. Tod os direitos re dos eservados.

×