Síndrome Metabólica

4.168 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
1 comentário
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • se pudesse baixar era melhor .... pq nem toda hora se tem internet pra estudar .... a falta de compreenção foi longe aiii... poderia disponibiliza-lo...
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.168
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Síndrome Metabólica

  1. 1. Síndrome metabólica<br />
  2. 2. INTRODUÇÃO<br /><ul><li> A síndrome metabólica é caracterizada por um conjunto de doenças que têm como base a resistência insulínica.
  3. 3. A insulina é o hormônio responsável pela retirada da glicose do sangue e a diminuição à sua sensibilidade aumenta os fatores de risco para doenças cardiovasculares (ataque cardíaco e derrame cerebral), diabetes e doença vascular periférica. </li></li></ul><li>CAUSA<br /><ul><li> A síndrome metabólica está relacionada com o modo de vida da civilização moderna. Seu aparecimento está associado à obesidade, resultado da alimentação inadequada e do sedentarismo. Sua presença aumenta em duas vezes a mortalidade geral na população normal e em três vezes a mortalidade cardiovascular.</li></li></ul><li>SINTOMAS<br /><ul><li> A síndrome metabólica pode ser considerada uma “inimiga oculta”. A maioria de seus componentes não provoca sintoma algum, apesar de representarem grandes riscos para doenças cardiovasculares graves.</li></li></ul><li>DIAGNÓSTICO<br /><ul><li>Para dar o diagnóstico, o médico leva em consideração as características clínicas do paciente (fatores de risco) e os resultados de alguns exames laboratoriais. A associação de três dos fatores a seguir já pode indicar a presença da síndrome metabólica.</li></ul>Glicemia em jejum entre 100 e 125 e teste de tolerância oral à glicose alterado.<br />Baixos valores de lipoproteína de alta densidade (HDL; o colesterol bom) e lipoproteína de baixa densidade (LDL; mau colesterol) elevada.<br />Níveis aumentados de triglicérides e ácido úrico.<br />Obesidade.<br />Hipertensão arterial sistêmica.<br />
  4. 4. TRATAMENTO<br /><ul><li> Como a obesidade é o fator principal para o aparecimento da síndrome, são indicadas para o tratamento uma dieta balanceada e atividade física regular, com acompanhamento médico. No caso de fatores de risco de difícil controle, a intervenção com medicamentos se torna necessária.</li></li></ul><li>PREVENÇÃO<br /><ul><li> A melhor forma de prevenção é manter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos regularmente.
  5. 5. Realizar avaliações médicas para identificar a instalação de possíveis fatores de risco também é importante. Evite ainda cigarro e bebidas alcoólicas, que podem agravar muito o quadro da síndrome metabólica</li></li></ul><li>Consulte sempre o seu médico.<br />Fontes: <br />http://www.sbem.org.br/sindrome-metabolica/<br />http://drauziovarella.com.br/envelhecimento/sindrome-metabolica <br />  <br />Editora médica: Dra. Anna Gabriela Fuks (615039-RJ)<br />Jornalista responsável: Roberto Maggessi (31.250 RJ)<br />

×