Aids

1.514 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.514
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
465
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aids

  1. 1. Aids<br />
  2. 2. INTRODUÇÃO<br /><ul><li>É uma doença infecciosa causada pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) que leva à perda progressiva da imunidade, resultando em infecções graves, tumores malignos e manifestações causadas pelo próprio vírus.</li></li></ul><li>CAUSAS<br /><ul><li> A síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS) é causada pelo HIV. Sua transmissão pode ocorrer pelas seguintes formas:
  3. 3. Relação sexual
  4. 4. Uso de seringas contaminadas
  5. 5. Transfusão de sangue
  6. 6. Gravidez e/ou leite materno
  7. 7. Transplante de órgãos contaminados
  8. 8. Exposição a material contaminado entre trabalhadores da área de saúde.</li></li></ul><li>SINTOMAS<br /><ul><li> O período de incubação varia de semanas a meses.
  9. 9. Após este intervalo de tempo o paciente pode apresentar um quadro de infecção aguda, com febre, calafrios, dor de cabeça, dor de garganta, dores musculares pelo corpo, ínguas e manchas na pele, que desaparecem após alguns dias espontaneamente. </li></li></ul><li>SINTOMAS<br />Alguns anos depois a doença pode se manifestar com sinais clínicos de baixa resistência imunológica. Entre os mais comuns estão: <br /><ul><li>Diarreia crônica;
  10. 10. Pneumonia;
  11. 11. Febre persistente;
  12. 12. Emagrecimento;
  13. 13. Câncer de pele.</li></li></ul><li>DIAGNÓSTICO<br /><ul><li> O diagnóstico compreende exames específicos para a detecção do vírus e de seus anticorpos.
  14. 14. O aparecimento de anticorpos detectáveis por exame de sangue ocorre num período de seis a 12 semanas após a contaminação.</li></li></ul><li>TRATAMENTO<br /><ul><li> Procurar um médico aos primeiros sinais da doença é fundamental para a indicação do melhor tratamento para cada caso.
  15. 15. Somente o especialista poderá orientar o paciente em relação aos procedimentos adequados e ao uso de remédios.</li></li></ul><li>TRATAMENTO<br /><ul><li> Nos últimos anos foram obtidos grandes avanços no conhecimento da infecção por HIV.
  16. 16. Diversas drogas foram desenvolvidas e se mostraram eficazes para o controle da doença, reduzindo a ocorrência de doenças oportunistas e levando a melhora da qualidade de vida e, principalmente, maior sobrevida. </li></li></ul><li>TRATAMENTO<br /><ul><li> É importante ressaltar que nenhuma droga, até o momento, é capaz de erradicar a doença, mas, sim, controlá-la, desde que o paciente faça uso correto das medicações.
  17. 17. O abandono do tratamento e o uso incorreto das medicações são os maiores causadores do elevado número de óbitos.</li></li></ul><li>PREVENÇÃO<br /><ul><li>As formas mais importantes de prevenção são a educação e a informação visando a prática do sexo seguro, diminuindo o número de parceiros e incentivando o uso de preservativos.
  18. 18. Mulheres portadoras do HIV que desejam engravidar devem ser esclarecidas quanto aos riscos com um especialista.</li></li></ul><li>Consulte sempre o seu médico.<br />Fontes: <br />Manual Merck. Bibliotaca Online.<br />http://www,drauziovarella.com.br /HIV.<br />Mayo Clinic. http://www.mayoclinic.com.<br />  <br />Editora médica: Dra. Anna Gabriela Fuks (615039-RJ)<br />Jornalista responsável: Roberto Maggessi (31.250 RJ)<br />

×