UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS ESCOLA DE ARQUITETURA E URBANISMO  MATERIAIS E TÉCNICAS CONSTRUTIVAS   PROFESSOR EDUA...
RELATÓRIO DE PALESTRA SOBRE DRAYWALL1. Introdução2. Objetivos3. Desenvolvimento4. Conclusão1. Introdução:       No dia 13 ...
2. Objetivos•   Reconhecer a tecnologia do Draywall como opção de técnica de construção para    vedação, forros, paredes e...
3. Desenvolvimento:   Características Gerais:     Drywall é um sistema construtivo a seco de alta tecnologia que utiliza c...
No entanto, no caso de se fixar objetos com peso superior a 30 Kg, deve-secolocar reforços dentro da divisória que pode se...
4. Conclusão     As construtoras que utilizam este novo sistema apontam redução de 5 a 7 % deeconomia no custo do empreend...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Palestra Drywall

3.465 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.465
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
65
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra Drywall

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS ESCOLA DE ARQUITETURA E URBANISMO MATERIAIS E TÉCNICAS CONSTRUTIVAS PROFESSOR EDUARDO CABALEIRORELATÓRIO DE PALESTRA DRAYWALL LUDMILA SOUZA OUTUBRO DE 2010
  2. 2. RELATÓRIO DE PALESTRA SOBRE DRAYWALL1. Introdução2. Objetivos3. Desenvolvimento4. Conclusão1. Introdução: No dia 13 de Outubro de 2010 os alunos da Disciplina de Materiais e TécnicasConstrutivas tiveram uma palestra sobre Draywall com o Senhor Otávio, gerenteComercial da Placo do Brasil e com o Senhor Eustáquio, representante comercial daRegião Metropolitana de Belo Horizonte. A Placo do Brasil é uma empresa do grupo Sait-Gobain, da França e Matte, doChile, que está localizada no município de Mogi das Cruzes/SP e garante uma linha deprodução com fornecimento de 12 milhões de m² de placa de gesso para Draywall porano, o que evidencia a aceitação do produto pelo mercado e a opção por novas técnicasconstrutivas aliadas á alta tecnologia e desempenho.
  3. 3. 2. Objetivos• Reconhecer a tecnologia do Draywall como opção de técnica de construção para vedação, forros, paredes e revestimentos;• Entender o processo de instalação, manuseio e cuidados com as peças antes e após a fixação das mesmas, ao constituir a estrutura;• Ressaltar as vantagens e desvantagens da adoção desse tipo de material ressaltando que para um melhor desempenho do mesmo é necessária mão-de- obra qualificada e um bom detalhamento do projeto;• Indicar que para melhor resultado final do projeto é preciso notar a relação de compatibilidade e uso dos materiais.
  4. 4. 3. Desenvolvimento: Características Gerais: Drywall é um sistema construtivo a seco de alta tecnologia que utiliza chapas degesso acartonado fixadas sobre estruturas metálicas. Essas chapas são fabricadasindustrialmente mediante um processo de laminação contínua de uma mistura de gesso,água e aditivos entre duas lâminas de cartão. Deve ser usado somente em ambientesinternos das edificações, cuja placa é do tipo Standart. Para os fechamentos externos, o sistema deverá utilizar perfis de aço estruturais(steel frame) e chapas cimentícias (resistentes à ação de ventos e chuvas). No entanto,para áreas internas úmidas ou molhadas pode-se adotar o draywall RU ( resistente áumidade) cuja composição traz silicone,tornando-o menos impermeável. Ainda assimrecomenda-se a colocação de Rodapés metálicos para evitar que as chapas absorvamumidade do piso bem como a utilização de tintas antimofo em banheiros e cozinha. Háainda a opção de draywall RF (resistente ao fogo ) que contém fibra de vidro, não sendotão comum o seu uso em residências. As paredes de draywall são mais leves e de menor espessura que o sistema dealvenaria tradicional. A mais simples aparelhagem ( que corresponde a uma linha deperfil e uma chapa de cada lado) pesa cerca de 25Kg contra 150 kg de uma parede dealvenaria, desta forma, consegue-se com a utilização deste sistema uma redução nocusto das fundações e estruturas da edificação. Além disso, com o draywall, há umganho de área útil que pode chegar a 4% a cada 100 m² e as paredes têm superfície lisa eprecisa, diminuindo custos na preparação da superfície para a pintura. As paredes podem receber qualquer tipo de revestimento. No caso de pinturasrecomenda-se fundo preparador. Para recobri-lo com materiais pesados a estruturametálica deverá trazer cantoneiras na horizontal para distribuir as cargas pelosmontantes. Já para produção de paredes curvas os montantes devem ficar maispróximos, (cerca de 20cm) e as guias devem ser curvadas.Umedecida, a placa torna-seflexível e pode ser envergada mas para esse tipo de acabamento são necessários doisinstaladores, um para segurar a peça e outro para parafusá-la no perfil.
  5. 5. No entanto, no caso de se fixar objetos com peso superior a 30 Kg, deve-secolocar reforços dentro da divisória que pode ser de madeira ou chapas metálicas, seeste reforço for de madeira, esta deve ser tratada. Depois da parede fechada, mãos–francesas cuidam de sustentar as bancadas. Objetos com até 10Kg podem ser fixados nogesso com uso de buchas específicas e entre 10 e 18Kg devem ser fixados nos perfis. Quanto á acustica, para um bom isolamente sonoro, é preciso fazer com oque o barulho encontre meios rígidos e flexíveis como camadas de lãs e vidro aplicadassobre as placas de gesso, para que ele mão se propague. Esse recurso não interfere napassagem de tubulações e fiações que por ventura passem entre as placas de gesso. Seessas tbulações precisarem de reparo ou manutenção é só recortar a placa de gesso comserrote, cuidar para manter a estanqueidadade após o reparo, e usar a mesma placaselando-a com massa e cuidando do tratamento das juntas. A durabilidade das placas depende da instalação, do contato com a água e dasagressões físicas e mecânicas que a placa venha receber, mas geralmente os fabricantesdão garantia para os serviços e materiais instalados conforme especificação do manual.Processo de Instalação: Coloca-se as guias metálicas no piso e no teto que sustentarão os montantes,(guias verticais) distante até 60cm. As placas de gesso para draywall são parafusadasnos perfis de aço galvanizado. Após a instalação das placas é feito o tratamento das juntas - ponto maissuscetível a fissuras. Os materiais empregados são massas e fitas de reforço que devemser aplicadas duas vezes de modo a deixar a superfície totalmente plana. As massas comumente encontradas no mercado são a base de resinas ou de gesso.As fitas são especiais para aumento de aderência nos cantos externos das divisórias. Écomum o uso de cantoneiras perfuradas metálicas para proteção. Como a massa poderetrair com a secagem, deve-se esperar 24 horas antes de aplicar o acabamento. Se ajunta estiver funda, melhor reaplicar a massa, caso contrário, melhor lixar manualmente.
  6. 6. 4. Conclusão As construtoras que utilizam este novo sistema apontam redução de 5 a 7 % deeconomia no custo do empreendimento o que o torna bastante atrativo para grandesempreendimentos. Os perfis metálicos podem ser reaproveitados e a estrutura édimensionada de fábrica diminuindo o desperdício de materiais sendo sua instalaçãosimples, mas necessitada de mão-de-obra qualificada, o que infelizmente está em faltano mercado. A possibilidade de modificação do layout é outro atrativo para grandesempreendimentos como shopping e prédios comerciais que mudam de inquilino enecessitam fazer mudanças estruturais se adaptando ao novo tipo de comércio que seinstalará no local. Há ainda diversas outras vantagens como o fato de mais resistenteque os forros de gesso porque são perfilados e recebem tirantes e da montagem serrápida com uma obra mais limpa e seca que as tradicionais. De maneira geral a palestra foi bem simples, mas o material distribuído possuiconteúdo importantíssimo a respeito do material e das técnicas utilizadas para suainstalação. Com ele conseguimos esclarecer as principais dúvidas a respeito dessa novatecnologia e conseguimos ampliar nosso leque de opções construtivas.Referências:http://www.rfbengesso.com.br/prd_drywall.htm

×