O slideshow foi denunciado.

Epistola a tito revisao

4.863 visualizações

Publicada em

Apresentação desenvolvida para estudo realizado no Centro Espírita Yvon Costa em Belém Pará, como parte do estudo sobre as cartas de Paulo.

Publicada em: Espiritual
  • Seja o primeiro a comentar

Epistola a tito revisao

  1. 1. Cartas Pastorais :Juntamente com as duas cartas a Timóteo esta epístola éclassificada desta forma pois foram endereçadas acompanheiros próximos de Paulo que tinhamresponsabilidades de direção e divulgação do evangelhoem outros locais.Objetivo :•Fornecer a instruções para ordenar as igrejas na ilha deCreta,•Traçar diretivas para a conduta das comunidadescretenses que eram formadas por pessoas muito rebeldes.2
  2. 2. Quem era TitoGrego, incircunciso, esteve com Paulo em Jerusalémquando os apóstolos e anciães concluíram não sernecessária aos cristãos gentios a circuncisão e a nãoobservância de todos os requisitos contidos na Lei deMoisés.Companheiro de Paulo em sua segunda viagem aJerusalém, serviu como emissário a Corinto.Paulo se refere a Tito como:•meu verdadeiro filho na fé.( Tt 1:4 )•Irmão em Cristo. ( II Co 2:13 )•Companheiro e cooperador ( II Co 8:23 )3
  3. 3. Creta :Maior ilha ao sul da Grécia, situada no mar Egeu.GRÉCIAATENASCORINTO4
  4. 4. Autenticidade da epístola :Alguns fatores levam ao questionamento a respeito daautenticidade desta epístola:•Estilo da carta é burocrático e não mais apaixonado eentusiasta.•O modo de resolver problemas mudou.•Paulo somente condena o falso ensinamento semargumentar persuasivamente contra ele.5
  5. 5. A redação dos textos definitivos:“ ... Os cristãos mais destacados trocam, entre si, cartas dealto valor doutrinário para as diversas igrejas.... Não hávantagem nas longas discussões quanto à autenticidade deuma carta de Inácio de Antioquia ou de Paulo de Tarso,quando o raciocínio absoluto não possui elementos para aprova concludente e necessária. A opinião geral rodopiaráem torno do crítico mais eminente... Todavia, a autoridadeliterária não poderá apresentar a equação matemática doassunto. É que, portas a dentro do coração, só a essênciadeve prevalecer para as almas e, em se tratando dasconquistas sublimadas da fé, a intuição tem de marchar àfrente da razão, preludiando generosos e definitivosconhecimentos.”A Caminho da Luz. Emmanuel.Cap. XIV . A Edificação Cristã.6
  6. 6. Pontos principais da epístola:1 ) Instruções para a organização da Igreja.2 ) Vícios dos cretenses.3 ) O discípulo do Cristo deve exemplificar.4 ) Deveres dos fiéis.7
  7. 7. 1 ) Instruções para a organização da Igreja.•Escolha de anciães em cada cidade que deveriam serirrepreensíveis, casados uma só vez, com filhos fiéis semmá conduta ou insubordinação.•Não pode ser arrogante, nem colérico, nem intemperante,nem violento, nem cobiçoso.•Deve ser hospitaleiro, amigo do bem, prudente, justo,piedoso, firmemente apegado à doutrina da fé tal como foiensinada, para poder exortar segundo a sã doutrina erebater os que a contradizem.Intemperante – quem não é sóbrio nem moderado.Exortar – animar, encorajar, aconselhar.8
  8. 8. O Homem de Bem:“O verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei dejustiça, de amor e de caridade, na sua maior pureza...Deposita fé em Deus, na sua Bondade, na sua Justiça e nasua Sabedoria... É bom, humano e benevolente para comtodos... Toma por guia a caridade... Não alimenta ódio,nem rancor, nem desejo de vingança... É indulgente paraas fraquezas alheias...Não se envaidece de suasriquezas... nem de suas vantagens pessoais... Usa de suaautoridade para lhes levantar o moral e não para osesmagar com o seu orgulho...”O Evangelho Segundo o Espiritismo.Cap. XVII – Sede PerfeitosItem 3 – O Homem de Bem9
  9. 9. 2 ) Vícios dos cretenses.Paulo relata alguns dos “vícios morais” dos cretenses,comentando que: “ há muitos insubmissos, charlatães esedutores, principalmente entre os da circuncisão e que eranecessário tapar-lhes a boca pois estavam ensinando oque não convém. Um dentre eles, “o profeta” deles disse:“Os cretenses são sempre mentirosos, feras selvagens,glutões preguiçosos.” Essa expressão reflete a verdade.Portanto, repreende-os severamente, para que semantenham sãs na fé. Para os puros todas as coisas sãopuras. Para os corruptos e descrentes nada é puro: atéa sua mente e consciência são corrompidas.” (Tt 1:10-15)10
  10. 10. • “Os cretenses são sempre mentirosos, ferasselvagens, glutões preguiçosos.” Tit 1:10:12.• Também, entre os cretenses, eram comuns a mentira, aglutonaria e a preguiça, e, pelo visto, alguns dos cristãosrefletiam essas características ruins. Por esse motivo,Tito tinha de repreendê-los com severidade e mostrar-lhes o que se exigia dos cristãos, quer jovens, queridosos, varões ou mulheres, escravos ou livres.Pessoalmente, tinham de ser exemplo de obrasexcelentes e mostrar incorruptibilidade no ensino.• “No estudo da perfeição, comecemos por vigiar anós mesmos, corrigindo-nos em tudoaquilo que nos desagrada nos semelhantes."Emmanuel (por Chico Xavier)pensador.uol.com.br11
  11. 11. Para os puros todas as coisas são puras. Para os corruptos edescrentes nada é puro: até a sua mente e consciência sãocorrompidas. (Tt 1:10-15)Guardemos o cuidado:“ O homem enxerga sempre através da visão interior... Pelo que sente,examina os sentimentos alheios. Na conduta dos outros, supõeencontrar os meios e fins das ações que lhe são peculiares. Daí oimperativo da grande vigilância para que a nossa consciência não secontamine pelo mal...Quando a treva se estende, na intimidade denossa vida, deploráveis alterações nos atingem os pensamentos.Virtudes nessas circunstâncias, jamais são vistas. Os males contudo,sobram sempre....Guardemos cuidado toda vez que formos visitadospela inveja, pelo ciúme, pela suspeita ou pela maledicência. Casosintrincados existem nos quais o silêncio é o remédio bendito e eficaz,porque sem dúvida, cada espinho observa o caminho ou o caminheiro,segundo a visão clara ou escura de que dispõe.”Fonte Viva – 34 - Emmanuel12
  12. 12. 3 ) O discípulo do Cristo deve exemplificar.Paulo relaciona instruções relativas aos fiéis.•Aos mais idosos para serem sóbrios, graves, prudentes,fortes na fé, na caridade, na paciência. Tit 2:2•As mulheres de mais idade, sérias, não caluniadoras,mestras em bons conselhos, ensinar as mais jovens aamarem seus maridos e filhos, serem moderadas, boasdonas de casa, sujeitas a seu marido para que a palavra deDeus não seja blasfemada. Tit 2:3-5•Os jovens sejam moderados, modelo de boas obras,linguagem sã para que o adversário seja confundido nãotendo a dizer de nós mal algum. Tit 2:6-8•Servos serem submissos a seus senhores e atentos emagradar-lhes evitando reclamar deles e demonstrar fidelidadepara que por todos seja respeitada a doutrina de Deus. Tit 2: 9-1013
  13. 13. “ Através da linguagem, o homem ajuda-se ou se desajuda. Aindamesmo que o nosso íntimo permaneça nevoado de problemas, nãoé aconselhável que a nossa palavra se faça turva oudesequilibrada para os outros... A palavra é canal do "eu"... Cadavez que arrojamos para fora de nós o vocabulário que nos épróprio, emitimos forças que destroem ou edificam, que ferem oubalsamizam. Linguagem, a nosso entender, se constitui de trêselementos essenciais: expressão, maneira e voz. Se nãoaclaramos a frase, se não apuramos o modo e se não educamos avoz, de acordo com as situações, somos suscetíveis de perder asnossas melhores oportunidades de melhoria, entendimento eelevação... Nem linguagem doce demais, nem amarga emexcesso. Nem branda em demasia, afugentando a confiança, nemáspera ou contundente, quebrando a simpatia, mas sim"linguagem sã e irrepreensível para que o adversário seenvergonhe, não tendo nenhum mal que dizer de nós.“43 – LINGUAGEM - FONTE VIVA - EMMANUEL14
  14. 14. 4 ) Deveres dos fiéis.•“ Admoesta-os a que sejam submissos aos magistrados eàs autoridades, sejam obedientes, estejam prontos paraqualquer obra boa, não falem mal dos outros, sejampacíficos, afáveis e saibam dar provas de toda mansidãopara com todos os homens. Porque também nós outroraéramos insensatos, rebeldes, transviados, escravos depaixões de toda espécie, vivendo na malícia e na inveja,detestáveis, odiando-nos uns aos outros.” Tit 3:1-3Admoestar – repreender de forma branda, aconselhar, exortar, advertir.15
  15. 15. Entendamos servindo“... Na Terra, não respiramos num domicílio de anjos...Quem ensina com sinceridade, naturalmente aprendeu aslições, atravessando obstáculos duros... , é inegável quepara educarmos a outrem, necessitamos de imensocabedal de paciência e entendimento. Paulo, incisivo eenérgico, não desconhecia semelhante realidade.Escrevendo a Tito, lembra as próprias incompreensões deoutra época para justificar a serenidade que nos devecaracterizar a ação, a serviço do Evangelho Redentor.Jamais atingiremos nossos objetivos, torturando chagas,indicando cicatrizes, comentando defeitos ou atirandoespinhos à face alheia. Compreensão e respeito devempreceder-nos a tarefa em qualquer parte...”PÃO NOSSO – 179 – Emmanuel16
  16. 16. "Conjuguemos, assim,conselho e ação, palavrae conduta, na mesmaonda de serviçorenovador,compreendendo, por fim,que o bem que nos faltanem sempre é o bem queainda não desfrutamos,mas sim o bem dosoutros que, em nossopróprio benefício, noscabe fazer.”Emmanuel (por Chico Xavier)17
  17. 17. Bibliografia:•Bíblia Sagrada. Ed. Ave Maria. 173ª edição. Edição Claretiana – 2006– 2006. pág. 1524-1526.•Estudo Aprofundado da Doutrina espírita – FEB. Religião à luz doEspiritismo I. pág. 203 – 204.•Xavier, Francisco Cândido. Fonte Viva – Emmanuel. FEB – 2006, cap.34 ( Guardemos o cuidado ) e 43 ( Linguagem ).•Xavier, Francisco Cândido, A Caminho da Luz – FEB – 18ª edição –1991. cap. XIV pág. 125.•Xavier, Francisco Cândido, Pão Nosso – FEB – cap. 179( Entendamos servindo ).•O Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. XVII – Sede Perfeitos. Item3 – O Homem de Bem•Wikipedia – imagem Creta.•www.bibliotecabiblica.blogspot.com.br - Augusto Bello de Souza FilhoBacharel em Teologia•www.pensador.uol.com.br18

×