SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
PLÁTANO EDITORA
Aprendemos observando os
outros sem que isso se traduza
necessariamente em imitação.
Formamos simplesmente a
representação mental do ato
observado, ou seja, sabemos
como fazer, mas não o fazemos.
Aprendemos observando
o que os outros fazem e sendo
diretamente reforçados por
imitarmos adequadamente.
Sou elogiado por reproduzir
corretamente o ato de conduzir
um automóvel.
Aprendemos observando as
consequências das ações dos
outros, podendo imitá-las ou não.
Se há a expetativa de sermos
reforçados, cria-se a tendência
para imitar o que vimos fazer.
Se vemos que as raparigas da
turma gostam de rapazes que
praticam desporto, podemos
desenvolver a inclinação para a
prática desportiva na expetativa
de sermos igualmente bem
sucedidos.
1.3 A aprendizagem por observação e imitação
Forma de aprendizagem que ocorre quando o comportamento de um
indivíduo é condicionado ou influenciado pela observação do
comportamento dos outros e pelas consequências do que fizeram.
Quando imitamos os comportamentos observados, os autores deste têm
o nome de modelos. Daí chamar-se aprendizagem por modelação à
aprendizagem observacional ou em contexto social.
Os fatores que nos predispõem
para a imitação dos outros são:
o grau de desenvolvimento
psicomotor e intelectual;
o estatuto e o prestígio do
eventual modelo; a expetativa
do reforço e a autoconfiança na
capacidade de aprender e imitar
o comportamento-modelo.
Processos cognitivos
U1 - Síntese esquematica:Psicologia 12.º ano 8/4/09 12:14 PM Page 28

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (7)

Slide - Tutorial
Slide - TutorialSlide - Tutorial
Slide - Tutorial
 
Burrhus frederick skinner
Burrhus frederick skinnerBurrhus frederick skinner
Burrhus frederick skinner
 
A aprendizagem
A aprendizagemA aprendizagem
A aprendizagem
 
Slide motivaçaõ
Slide motivaçaõSlide motivaçaõ
Slide motivaçaõ
 
BASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEM
BASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEMBASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEM
BASES BIOLÓGICAS DO COMPORTAMENTO: APRENDIZAGEM
 
A aprendizagem
A aprendizagem A aprendizagem
A aprendizagem
 
Apresentação de psicologia oganizacional (motivação intrínseca)
Apresentação de psicologia oganizacional (motivação intrínseca)Apresentação de psicologia oganizacional (motivação intrínseca)
Apresentação de psicologia oganizacional (motivação intrínseca)
 

Destaque

Teste formativo 2 de psicologia B
Teste formativo 2 de psicologia BTeste formativo 2 de psicologia B
Teste formativo 2 de psicologia BSilvia Revez
 
Caspar david friedrich_moonwatchers
Caspar david friedrich_moonwatchersCaspar david friedrich_moonwatchers
Caspar david friedrich_moonwatchersAna Isabel Falé
 

Destaque (20)

Notas dos argumentos
Notas dos argumentosNotas dos argumentos
Notas dos argumentos
 
Critérios valorativos
Critérios valorativosCritérios valorativos
Critérios valorativos
 
Degas 1834 - 1917
Degas 1834 - 1917Degas 1834 - 1917
Degas 1834 - 1917
 
Os processos emocionais
Os processos emocionaisOs processos emocionais
Os processos emocionais
 
Teste formativo 2 de psicologia B
Teste formativo 2 de psicologia BTeste formativo 2 de psicologia B
Teste formativo 2 de psicologia B
 
Freud.conceitos. doc
Freud.conceitos. docFreud.conceitos. doc
Freud.conceitos. doc
 
Objectivos.teste.3 12 b
Objectivos.teste.3 12 bObjectivos.teste.3 12 b
Objectivos.teste.3 12 b
 
Caspar david friedrich_moonwatchers
Caspar david friedrich_moonwatchersCaspar david friedrich_moonwatchers
Caspar david friedrich_moonwatchers
 
Tipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagemTipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagem
 
Wunt.associacionismo
Wunt.associacionismoWunt.associacionismo
Wunt.associacionismo
 
Fontes de Preconceito
Fontes de PreconceitoFontes de Preconceito
Fontes de Preconceito
 
Watson.conclusões
Watson.conclusõesWatson.conclusões
Watson.conclusões
 
Ft.relações. interpessoais
Ft.relações. interpessoaisFt.relações. interpessoais
Ft.relações. interpessoais
 
Ficha de trabalho
Ficha de trabalho Ficha de trabalho
Ficha de trabalho
 
Freud. psicanálise.parte.i ippt
Freud. psicanálise.parte.i ipptFreud. psicanálise.parte.i ippt
Freud. psicanálise.parte.i ippt
 
Piaget Desenvolvimento
Piaget DesenvolvimentoPiaget Desenvolvimento
Piaget Desenvolvimento
 
Relações.interpessoais.agressão
Relações.interpessoais.agressãoRelações.interpessoais.agressão
Relações.interpessoais.agressão
 
Watson e o Behaviorismo
Watson e o BehaviorismoWatson e o Behaviorismo
Watson e o Behaviorismo
 
Piaget - construtivismo
Piaget - construtivismoPiaget - construtivismo
Piaget - construtivismo
 
Pintura barroca
Pintura barrocaPintura barroca
Pintura barroca
 

Semelhante a Aprendizagem por observação e imitação

Artigo5 A Magia Da LiderançA
Artigo5 A Magia Da LiderançAArtigo5 A Magia Da LiderançA
Artigo5 A Magia Da LiderançAJosé Zanco
 
ParaLiderança Vol I - Liderança de Si Mesmo, inclui as Provocações e Práticas...
ParaLiderança Vol I - Liderança de Si Mesmo, inclui as Provocações e Práticas...ParaLiderança Vol I - Liderança de Si Mesmo, inclui as Provocações e Práticas...
ParaLiderança Vol I - Liderança de Si Mesmo, inclui as Provocações e Práticas...Roberto Angelelli
 
CURSO EM TERAPIA ABA NO AUTISMO PARA PAIS E APLICADORES.pptx
CURSO EM TERAPIA ABA NO AUTISMO PARA PAIS E APLICADORES.pptxCURSO EM TERAPIA ABA NO AUTISMO PARA PAIS E APLICADORES.pptx
CURSO EM TERAPIA ABA NO AUTISMO PARA PAIS E APLICADORES.pptxLarissaOliveira66283
 
Impressões e Expectativas
Impressões e ExpectativasImpressões e Expectativas
Impressões e ExpectativasRaQuel Oliveira
 

Semelhante a Aprendizagem por observação e imitação (7)

Aula_07 Bandura.pptx
Aula_07 Bandura.pptxAula_07 Bandura.pptx
Aula_07 Bandura.pptx
 
Relacão Interpessoal
Relacão InterpessoalRelacão Interpessoal
Relacão Interpessoal
 
Artigo5 A Magia Da LiderançA
Artigo5 A Magia Da LiderançAArtigo5 A Magia Da LiderançA
Artigo5 A Magia Da LiderançA
 
ParaLiderança Vol I - Liderança de Si Mesmo, inclui as Provocações e Práticas...
ParaLiderança Vol I - Liderança de Si Mesmo, inclui as Provocações e Práticas...ParaLiderança Vol I - Liderança de Si Mesmo, inclui as Provocações e Práticas...
ParaLiderança Vol I - Liderança de Si Mesmo, inclui as Provocações e Práticas...
 
CURSO EM TERAPIA ABA NO AUTISMO PARA PAIS E APLICADORES.pptx
CURSO EM TERAPIA ABA NO AUTISMO PARA PAIS E APLICADORES.pptxCURSO EM TERAPIA ABA NO AUTISMO PARA PAIS E APLICADORES.pptx
CURSO EM TERAPIA ABA NO AUTISMO PARA PAIS E APLICADORES.pptx
 
Impressões e Expectativas
Impressões e ExpectativasImpressões e Expectativas
Impressões e Expectativas
 
Mente humana 4
Mente humana 4Mente humana 4
Mente humana 4
 

Mais de Luis De Sousa Rodrigues (20)

O essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofiaO essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofia
 
Unidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebroUnidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebro
 
Tipos de vinculação
Tipos de vinculaçãoTipos de vinculação
Tipos de vinculação
 
Teorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoçõesTeorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoções
 
Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
 
Raízes da vinculação
Raízes da vinculaçãoRaízes da vinculação
Raízes da vinculação
 
Processos conativos
Processos conativosProcessos conativos
Processos conativos
 
Perturbações da vinculação
Perturbações da vinculaçãoPerturbações da vinculação
Perturbações da vinculação
 
Perceção e gestalt
Perceção e gestaltPerceção e gestalt
Perceção e gestalt
 
Os grupos
Os gruposOs grupos
Os grupos
 
O sistema nervoso
O sistema nervosoO sistema nervoso
O sistema nervoso
 
O que nos torna humanos
O que nos torna humanosO que nos torna humanos
O que nos torna humanos
 
Maslow e a motivação
Maslow e a motivaçãoMaslow e a motivação
Maslow e a motivação
 
Lateralidade cerebral
Lateralidade cerebralLateralidade cerebral
Lateralidade cerebral
 
Freud 9
Freud 9Freud 9
Freud 9
 
Freud 8
Freud 8Freud 8
Freud 8
 
Freud 7
Freud 7Freud 7
Freud 7
 
Freud 6
Freud 6Freud 6
Freud 6
 
Freud 5
Freud 5Freud 5
Freud 5
 
Freud 4
Freud 4Freud 4
Freud 4
 

Aprendizagem por observação e imitação

  • 1. PLÁTANO EDITORA Aprendemos observando os outros sem que isso se traduza necessariamente em imitação. Formamos simplesmente a representação mental do ato observado, ou seja, sabemos como fazer, mas não o fazemos. Aprendemos observando o que os outros fazem e sendo diretamente reforçados por imitarmos adequadamente. Sou elogiado por reproduzir corretamente o ato de conduzir um automóvel. Aprendemos observando as consequências das ações dos outros, podendo imitá-las ou não. Se há a expetativa de sermos reforçados, cria-se a tendência para imitar o que vimos fazer. Se vemos que as raparigas da turma gostam de rapazes que praticam desporto, podemos desenvolver a inclinação para a prática desportiva na expetativa de sermos igualmente bem sucedidos. 1.3 A aprendizagem por observação e imitação Forma de aprendizagem que ocorre quando o comportamento de um indivíduo é condicionado ou influenciado pela observação do comportamento dos outros e pelas consequências do que fizeram. Quando imitamos os comportamentos observados, os autores deste têm o nome de modelos. Daí chamar-se aprendizagem por modelação à aprendizagem observacional ou em contexto social. Os fatores que nos predispõem para a imitação dos outros são: o grau de desenvolvimento psicomotor e intelectual; o estatuto e o prestígio do eventual modelo; a expetativa do reforço e a autoconfiança na capacidade de aprender e imitar o comportamento-modelo. Processos cognitivos U1 - Síntese esquematica:Psicologia 12.º ano 8/4/09 12:14 PM Page 28