BABILÔNIA
Durante séculos, a Babilônia permaneceu sob a
tutela assíria. O governador da Caldéia,
Nabopolassar, levanta-se, porém, co...
Babilônia foi plantada em uma fértil região,
onde as chuvas eram constantes, possibilitando
o surgimento, no local, de gra...
Essa notória cidade vem despertando crescente
interesse de pesquisadores. Em 1956 e 1957,
arqueólogos norte-americanos con...
Nessa região, as pedras eram bastante raras.
Em compensação, havia abundância de
cerâmica. Por isso as construções babilôn...
Babilônia ficava sobre o Eufrates. Dizem os
estudiosos que poucas cidades foram tão
privilegiadas pela natureza como essa....
A primeira tarefa de Nabucodonozor foi
reconstruir Babilônia, destruída por Senaqueribe,
em virtude de suas muitas rebeliõ...
A grandiosidade de Babilônia levou
Nabucodonozor a esquecer-se de sua
condição humana e a julgar-se o próprio Deus.
Depois de vencer as forças judaicas,
Nabucodonozor faz de Jeoaquim seu vassalo. O
representante da dinastia davídica obrig...
O monarca babilônico, ainda insatisfeito,
prende o rei Joaquim, juntamente com a
nobreza judaica, e o deporta para a Babil...
O Império Babilônico, fundado por
Nabopolassar, não teve uma vida bastante
longa. Em menos de um século, já emitia sinais
...
O Império Babilônico, fundado por
Nabopolassar, não teve uma vida bastante
longa. Em menos de um século, já emitia sinais
...
GRAFIA BIBLICAAula 5
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

GRAFIA BIBLICAAula 5

156 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
156
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

GRAFIA BIBLICAAula 5

  1. 1. BABILÔNIA
  2. 2. Durante séculos, a Babilônia permaneceu sob a tutela assíria. O governador da Caldéia, Nabopolassar, levanta-se, porém, contra a hegemonia de Nínive. Auxiliado pelos medos, sacode o jugo assírio. Em 622 a.C, ele é pro- clamado rei, em Babilônia. Tem início, dessa forma, uma nova dinastia na Mesopotâmia. O intrépido monarca combate, sem tréguas, o exército assírio. Com a tomada de Nínive, consolida, definitivamente, a sua soberania nessa região.
  3. 3. Babilônia foi plantada em uma fértil região, onde as chuvas eram constantes, possibilitando o surgimento, no local, de grandes civilizações, desde os primórdios da humanidade. Foi justamente nessa abençoadíssima área que floresceu o império de Nabucodonozor.
  4. 4. Essa notória cidade vem despertando crescente interesse de pesquisadores. Em 1956 e 1957, arqueólogos norte-americanos constataram a existência de uma vasta rede de canais entre Bagdá e Nippur. Esse sistema de irrigação, muito avançado na época, fez de Babilônia uma potência agrícola. Enquanto outros povos passavam necessidades, os babilônios desfrutavam de fartura. A escassez de alimentos era algo ignorado pelos caldeus.
  5. 5. Nessa região, as pedras eram bastante raras. Em compensação, havia abundância de cerâmica. Por isso as construções babilônicas consistiam, basicamente, de tijolos.
  6. 6. Babilônia ficava sobre o Eufrates. Dizem os estudiosos que poucas cidades foram tão privilegiadas pela natureza como essa. Babilônia é considerada a metrópole dourada.
  7. 7. A primeira tarefa de Nabucodonozor foi reconstruir Babilônia, destruída por Senaqueribe, em virtude de suas muitas rebeliões. Para conseguir o seu intento, o monarca caldeu desfechou diversas campanhas, objetivando levar para a cidade milhares de cativos para reconstruí-la.
  8. 8. A grandiosidade de Babilônia levou Nabucodonozor a esquecer-se de sua condição humana e a julgar-se o próprio Deus.
  9. 9. Depois de vencer as forças judaicas, Nabucodonozor faz de Jeoaquim seu vassalo. O representante da dinastia davídica obriga-se a enviar a Babilônia, regularmente, vultosos impostos. Em 603 a.C, porém, o rei de -Judá resolve não mais cumprir os compromissos assumidos com o regime babilônico. Irado, Nabucodonozor dirige-se a Judá e a sitia. Chega ao fim o Reino do Sul, fundado por Roboão.
  10. 10. O monarca babilônico, ainda insatisfeito, prende o rei Joaquim, juntamente com a nobreza judaica, e o deporta para a Babilônia. Entre os exilados, encontram-se, Daniel, Sadraque, Mesaque e Abednego. Como despojo, o destemido conquistador leva consigo os vasos sagrados da Casa do Senhor.
  11. 11. O Império Babilônico, fundado por Nabopolassar, não teve uma vida bastante longa. Em menos de um século, já emitia sinais de fraqueza e degenerescência. Enquanto isso, a coligação medo-persa fortalecia-se continuamente e se preparava para conquistar a dourada prostitura do Fértil Crescente - Babilônia
  12. 12. O Império Babilônico, fundado por Nabopolassar, não teve uma vida bastante longa. Em menos de um século, já emitia sinais de fraqueza e degenerescência. Enquanto isso, a coligação medo-persa fortalecia-se continuamente e se preparava para conquistar a dourada prostitura do Fértil Crescente – Babilônia. Dario, um dos mais destemidos e proeminentes generais de Ciro II, tomou Babilônia e matou o libertino Belsazar. Tinha início, assim, o Império Medo-persa.

×