Mediunidade na infancia

702 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
702
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
73
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mediunidade na infancia

  1. 1. Ângela 17/04/2015
  2. 2. MEDIUNIDADE NA INFÂNCIA
  3. 3. “Não há uma idade determinada par que a mediunidade se manifeste.”  Infância  Adolescência  Idade adulta  Amigo imaginário ????? Mediunidade espontânea ?????
  4. 4. O Amigo Imaginário
  5. 5. O amigo imaginário Para a Psicologia, é um fato natural, fruto da imaginação infantil, que "cria" um amigo para brincar e lhe fazer companhia.  dos 3 aos 10 anos crianças que se sentem sozinhas, com carência afetiva
  6. 6. MEDIUNIDADE ESPONTÂNEA
  7. 7. Mediunidade espontânea na criança ( L.E . questão 385) “É quase tão natural quanto os outros tipos de aprendizagem que acontecem em todas as etapas do desenvolvimento da criança, visto terem estas relativa facilidade de perceber a presença dos espíritos e com eles manter um convívio fácil e espontâneo.”  processo reencarnatório prolonga-se até os sete anos de idade.  na fase infantil, os vínculos ainda são bastante estreitos e mais ou menos intensos com o mundo espiritual.  a presença de espíritos amigos, do espírito protetor é mais próxima, no intuito de sustentá-lo nesse recomeço.
  8. 8. A partir do sétimo ano de vida terrena, o espírito gradualmente se torna mais consciente de suas potencialidades e, na adolescência, "o Espírito retoma a natureza que lhe é própria e se mostra qual era." Indícios da mediunidade na infância  quando começa a mencionar a presença, de pessoas que ninguém percebe, a não ser ela própria.  é a presença do amiguinho invisível com o qual conversa e brinca.  Ou de pessoas idosas, e quando os pais mostram fotos de familiares desencarnados a criança identifica um em particular.
  9. 9. Atenção !!!!!!!!!!!!!!!! • nem sempre a reação da família é tranquila.... • Muitos pais, por falta de informação, ficam preocupados, supondo que os filhos sejam portadores de algum distúrbio psiquiátrico.  Mas nem todas as crianças, vivenciam a existência de um amiguinho invisíveis.  Isto é mais comum com aquelas que apresentam uma certa predisposição mediúnica.
  10. 10. E como saber se a criança é realmente médium ou se o que ela narra é fruto de sua imaginação? Richard Simonetti: “Em princípio, é difícil definir. O melhor é não interferir, tratando com naturalidade a criança. A tendência é o fenômeno desaparecer, quer porque a criança se desinteressou em relação ao amigo imaginário, quer por que perdeu o contato com ele, a partir da consolidação reencarnatória”.
  11. 11. Cuidados que se deve ter quando os pais notarem a mediunidade na criança  jamais estimular a criança a desenvolver a mediunidade,  não valorizar excessivamente o fenômeno,  não ridicularizar a criança, pois pode deixá-la nervosa, provocando o seu afastamento e causando outros problemas,  não demonstrar medo, o que irá deixar a criança insegura,  não desacreditar simplesmente, sem apurar os fatos, pode deixá-la se sentindo mentirosa,
  12. 12.  O correto é prestar atenção nas mudanças de comportamento da criança,  analisar se as visões são reais ou fazem parte de um mundo de fantasias, influenciadas por programas de televisão ou por necessitarem de afeto e atenção. “A terapêutica espírita é muito eficaz nestes casos, e quando os pais não conhecem o assunto, o centro espírita tem pessoas capacitadas para a devida orientação e encaminhamento ao tratamento.”
  13. 13. Vida antes da vida: Uma pesquisa científica das lembranças que as crianças têm de vidas passadas. Dr. Jim B. Tucker ( psiquiatra) Mais de 40 anos de investigação sobre a reencarnação na Divisão de Estudos da Personalidade da Universidade de Virginia, sobre relatórios de meninos que recordam vidas anteriores.
  14. 14. Texto original publicado na Revista Cristã de Espiritismo, edição nº 48, ano 2007. Por Marco Tulio Michalick http://pt.slideshare.net/grupodepaisceb/mediunidade-nas-crianas

×