A CORRENTE MEDIÚNICA

602 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre como funciona uma corrente mediúnica para os trabalhos numa Casa Espírita. Elaborado para o Encontro de Médiuns do Lar Irmã Zarabatana - RJ, do primeiro semestre de 2016.

Publicada em: Espiritual
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

A CORRENTE MEDIÚNICA

  1. 1. Corrente Mediúnica
  2. 2. É o conjunto de forças magnéticas que se forma, em dado local, quando indivíduos de pensamentos e objetivo semelhantes se reúnem e vibram em comum. Quando um conjunto de médiuns, tal quais os elos de uma corrente de metal, se interligam e se complementam. As sessões espirituais são compostas por duas correntes, que trabalham em harmonia, buscando os mesmos objetivos. À corrente que se estabelece num ritual no plano material, corresponde uma outra formada pelas entidades e, dessa união gera-se uma forte corrente espiritual, de onde todos podem beneficiar.
  3. 3. ANDRÉ LUIZ FALA SOBRE A CORRENTE NO LIVRO “MISSIONÁRIOS DA LUZ” CAPÍTULO 1 – O PSICÓGRAFO:
  4. 4. “E enquanto o devotado mentor falava com o coração nas palavras, os dezoito companheiros encarnados demoravam-se em rigorosa CONCENTRAÇÃO do pensamento, elevado a objetivos altos e puros.” “Cada qual emitia raios luminosos, muito diferentes entre si, na intensidade e na cor.” “Esses raios confundiam-se à distância aproximada de sessenta centímetros dos corpos físicos e estabeleciam uma corrente de força, bastante diversa das energias de nossa esfera.” “Essa corrente não se limitava ao círculo movimentado.” “Em certos pontos despejava elementos vitais, qual fonte miraculosa, com origem nos corações e cérebros humanos que aí se reuníam.”
  5. 5. Em se tratando de prática de reunião mediúnica: “concentrar significa reunir num centro. Fazer convergir ou tornar mais denso, mais ativo qualquer ato. Pode ainda dizer respeito a reunir as forças num ponto determinado, aplicar a atenção em algum assunto: meditar profundamente”. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA. Estudo e Educação da Mediunidade: curso de iniciação mediúnica
  6. 6. Ao ser solicitada concentração dos cooperadores, é pedido a eles que as suas mentes sincronizem no dínamo gerador de forças, que é a Divindade, a fim de serem catalisadas as energias mantenedoras do ministério mediúnico: (LIZ: “- Vamos elevar nosso pensamento ao Mestre Jesus...”) Livro: Intercâmbio Mediúnico, Espírito Cleofas, médium Divaldo Franco, p. 61-62 Assim, a concentração individual é de alta relevância, porque a mente que sintoniza com as ideias superiores vibra em frequências elevadas, possibilitando, com isso, que a média - resultante das fixações mentais dos membros que constituem o esforço da sessão mediúnica - ofereça os recursos para as realizações programadas.
  7. 7. A corrente mediúnica é formada pela participação consciente dos membros da reunião, pois cada pessoa cria, ao seu redor, campos mentais eletromagnéticos favoráveis à atuação das entidades espirituais, que ao juntar-se com outras mentes que estão na mesma sintonia, forma uma corrente magnética/mediúnica. O produto dessa corrente é ofertado às entidades espirituais benfeitoras para utilização nos atendimentos, na revitalização dos próprios médiuns e na manutenção de campos de proteção individuais e coletivos.
  8. 8. Na corrente, cria-se o contato entre as auras, unem-se os fluídos, harmonizam-se as vibrações individuais, os elos mentais ligam-se entre si e forma-se uma estrutura espiritual da qual cada pessoa é uma parte, uma parte viva, vibrante, operante.
  9. 9. Durante as reuniões mediúnicas, principalmente de atendimento espiritual a casos de obsessão, as entidades espirituais, juntamente com os médiuns, erguem uma barreira energética vibratória, para proteção, evitando a entrada de entidades indesejáveis. Apesar disso, algumas vezes, espíritos em desacordo com o objetivo da reunião conseguem penetrar. Isso acontece porque os campos de força (campos destinados à proteção) que isolam os trabalhos espirituais encontram seu combustível no próprio ambiente da reunião, nos médiuns e em suas características psicológicas.
  10. 10. Quando um integrante da corrente não está devidamente sintonizado com os objetivos da reunião, agindo isoladamente e estabelecendo alvos mentais diferentes daqueles programados para o bom andamento da reunião mediúnica, a corrente de pensamento se torna oscilante, podendo dessa forma, colocar em risco todo o atendimento que se pretende realizar, ou mesmo ser envolvido por fatores emocionais que o levem a se distrair dos objetivos traçados pela equipe espiritual. (LIZ: “- Vamos manter a concentração...”) (“- Vamos firmar a corrente...”)
  11. 11. Quando um ou mais integrantes estiverem dispersos ou desconectados com o objetivo da reunião ou desqualificados psíquica e emocionalmente para a atividade, as barreiras vibratórias de proteção da corrente serão menos eficazes, o que significa também, que nossos irmãos espirituais terão mais trabalho para manter a ordem, sustentação e proteção da corrente durante a reunião. Algumas vezes espíritos benfeitores e guardiões deixam que ocorra invasão na corrente, que poderão até prejudicar os trabalhos da reunião, mas que servirá de fator educativo para que os membros da corrente estejam mais atentos e concentrados durante cada reunião espiritual.
  12. 12. Cada médium poderá contribuir mantendo-se concentrado e sintonizado com as vibrações elevadas e com o objetivo da reunião, não dispersando e nem estabelecendo pensamentos diferentes daqueles indicados pelas entidades espirituais, assim como trabalhar envolvido ao espírito de equipe, eliminando os comentários e as conversas e paralelas, pessoais, baseadas em fatores emocionais e não na orientação segura dos responsáveis pela reunião.
  13. 13. Cada médium deve entender que de maneira geral é deles que as entidades retiram os elementos-força, o combustível, os recursos psíquicos e ectoplasmáticos para a formação e vitalização da proteção individual e coletiva de uma reunião mediúnica. Nesse contexto, cada membro funciona como emissores de forças nervosas e psíquicas, como transformadores e geradores vivos. Depende de cada elo da corrente a eficácia da proteção do ambiente espiritual onde trabalham. (LIZ: “- Vamos manter a nossa corrente!”)

×