Sei o que devo ser e ainda não sou, mas rendo
graças a Deus por estar trabalhando, embora
lentamente, por dentro de mim pr...
Nós Também te Agradecemos...
HTTP://WWW.LARZARABATANA.ORG.BR/

AMOR - CARIDADE - SINCERIDADE

JUNHO DE 2013 – NOSSAS HOMENAGENS A

FRANCISCO CÂNDIDO XA...
Mais de 400 livros; mais de 50 milhões de exemplares
No ano de 1952, Chico psicografou 2 livros, em 2 dias:
Roteiro, de Em...
Chico Xavier, um Médium Completo
Poder-se-á dizer que Chico foi um médium completo,
tanto do ponto de vista moral quanto d...
Chico – O Mineiro do Século
“O Mineiro do Século” – 15/11/2000 - Depois de
quinze dias de votação, a população de todo o e...
O Maior Brasileiro da História...
Eleito o “Maior Brasileiro da História”, por
pesquisa/promoção da Revista Época – 2006,
...
“PARNASO DE ALÉM TÚMULO”
O 1º. Livro psicografado - 1932
Recebido aos 21 anos por um jovem semialfabetizado, que somente p...
Um desafio à ciência e à teoria da literatura...
O jornalista Manuel Quintão, prefaciando o livro,
analisou: há o "Romanti...
A veia irreverente de H. Campos:
No parágrafo final do artigo, Humberto desafiou os
rivais do outro mundo: "Venham fazer c...
O escritor Zeferino Brasil, no Correio do Povo...
"Seja como for, o que é certo é que, ou as poesias
em apreço são de fato...
Outras opiniões de intelectuais
O escritor Menotti del Picchia : "Deve haver algo de
divindade no fenômeno Francisco Xavie...
O que mais se disse...
É tudo inesperado, explosivo, torrencial! Do que
escreve e sabe que está escrevendo, também sabe
qu...
Alguns Autores...
Alphonsus de Guimarãens - Amaral Ornellas
Antero de Quental - Artur Azevedo - Augusto dos Anjos
Auta de ...
Dentre tantos renomadíssimos poetas,
vou destacar, por hoje, Augusto dos Anjos,
com seu inconfundível estilo, magistralmen...
Atualidade

Torna Caim ao fausto do proscênio.
A Civilização regressa à taba.
A força primitiva menoscaba
A evolução onímo...
Raça Adâmica
A Civilização traz o gravame
Da origem remotíssima dos Arias,
Estirpe das escórias planetárias,
Segregadas nu...
A um observador materialista
Busca o talão dos velhos calendários.
Desde o instante infeliz de Adão e Eva,
Encontrarás teu...
07/06/2013 HOMENAGEM A CHICO XAVIER
07/06/2013 HOMENAGEM A CHICO XAVIER
07/06/2013 HOMENAGEM A CHICO XAVIER
07/06/2013 HOMENAGEM A CHICO XAVIER
07/06/2013 HOMENAGEM A CHICO XAVIER
07/06/2013 HOMENAGEM A CHICO XAVIER
07/06/2013 HOMENAGEM A CHICO XAVIER
07/06/2013 HOMENAGEM A CHICO XAVIER
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

07/06/2013 HOMENAGEM A CHICO XAVIER

543 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
543
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

07/06/2013 HOMENAGEM A CHICO XAVIER

  1. 1. Sei o que devo ser e ainda não sou, mas rendo graças a Deus por estar trabalhando, embora lentamente, por dentro de mim próprio, para chegar, um dia, a ser o que devo ser. -Chico Xavier
  2. 2. Nós Também te Agradecemos...
  3. 3. HTTP://WWW.LARZARABATANA.ORG.BR/ AMOR - CARIDADE - SINCERIDADE JUNHO DE 2013 – NOSSAS HOMENAGENS A FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER NASCIMENTO: 02 DE ABRIL DE 1010 – PEDRO LEOPOLDO DESENCARNAÇÃO : 30 DE JUNHO DE 2002 – UBERABA 07-06-2013 – R.N.
  4. 4. Mais de 400 livros; mais de 50 milhões de exemplares No ano de 1952, Chico psicografou 2 livros, em 2 dias: Roteiro, de Emmanuel, com 172 páginas e Pai Nosso, de Meimei, com 104 páginas. No ano de 1963, Chico psicografou 2 livros, em 2 dias: Opinião Espírita, com 204 páginas e Sexo e Destino, com 360 páginas. No dia 31 de março de 1969, Chico psicografou 2 livros, no mesmo dia: Passos da Vida, com 156 páginas e Estante da Vida, com 184 páginas.
  5. 5. Chico Xavier, um Médium Completo Poder-se-á dizer que Chico foi um médium completo, tanto do ponto de vista moral quanto da técnica mediúnica. O saudoso professor Herculano Pires o chamava de “homem-psi”. Em seu velório (30 Junho a 2 de Julho de 2002) chegou a formar-se filas de 4 KM, com uma média de 40 pessoas por minuto diante do esquife, em silêncio reverente e comovente. Foi sepultado com honras militares e chuva de pétalas de rosas.
  6. 6. Chico – O Mineiro do Século “O Mineiro do Século” – 15/11/2000 - Depois de quinze dias de votação, a população de todo o estado de Minas Gerais escolheu, com 704.030 votos, o Mineiro do Século. Depois dele, vieram, nessa ordem: Santos Dumont, Pelé, Betinho, Carlos Drummond Andrade, Ary Barroso, Juscelino Kubitschek, Carlos Chagas, Guimarães Rosa e Sobral Pinto...
  7. 7. O Maior Brasileiro da História... Eleito o “Maior Brasileiro da História”, por pesquisa/promoção da Revista Época – 2006, apurada no SBT, com 71,4% dos votos vindos de todo o Brasil, internet, sms, etc. Então, já havia, além dos anteriores, outros concorrentes renomados, como Ayrton Senna, dentre tantos ilustres brasileiros históricos, de todos Estados e de todos os tempos.
  8. 8. “PARNASO DE ALÉM TÚMULO” O 1º. Livro psicografado - 1932 Recebido aos 21 anos por um jovem semialfabetizado, que somente possuía a 4ª. Série do ensino primário... A 1ª. Edição trazia 60 poemas assinados por 9 poetas brasileiros, 4 portugueses e 1 anônimo. A 6ª. Edição, de 1955, fixou 259 poemas de 56 renomados autores luso-brasileiros. Onde cada poema, cada soneto, vale por um livro...
  9. 9. Um desafio à ciência e à teoria da literatura... O jornalista Manuel Quintão, prefaciando o livro, analisou: há o "Romantismo, o Condoreirismo, o Parnasianismo, o Simbolismo”... O escritor Humberto de Campos, escreveu para o Jornal Diário Carioca: "Eu faltaria, entretanto, ao dever que me é imposto pela consciência, se não confessasse que, fazendo versos pelas penas do Sr. Francisco Cândido Xavier, os poetas de que ele é intérprete apresentam as mesmas características de inspiração e de expressão que os identificavam neste planeta.”
  10. 10. A veia irreverente de H. Campos: No parágrafo final do artigo, Humberto desafiou os rivais do outro mundo: "Venham fazer concorrência em cima da terra, com o arroz e o feijão pela hora da vida. Do contrário não vale". Dois anos depois, desencarnou. A segunda edição do Parnaso de Além-Túmulo exibia na introdução um artigo com sua assinatura, acompanhada de uma ressalva entre parênteses: (espírito). Na certa, já não achava que seria uma concorrência desleal entre vivos e mortos.
  11. 11. O escritor Zeferino Brasil, no Correio do Povo... "Seja como for, o que é certo é que, ou as poesias em apreço são de fato dos autores citados e foram transmitidas do além ao médium que as psicografou, ou o Sr. Francisco Cândido Xavier é um poeta extraordinário, genial mesmo, capaz de produzir e imitar, assombrosamente, os maiores gênios da poesia universal...
  12. 12. Outras opiniões de intelectuais O escritor Menotti del Picchia : "Deve haver algo de divindade no fenômeno Francisco Xavier. O milagre de ressuscitar espiritualmente os mortos pela vivência psicográfica de inéditos poemas é prodígio que somente pode ocorrer na faixa do sobrehumano.“ Monteiro Lobato aduziu: "Se Chico Xavier produziu tudo aquilo por conta própria, então ele merece ocupar quantas cadeiras quiser na Academia Brasileira de Letras".
  13. 13. O que mais se disse... É tudo inesperado, explosivo, torrencial! Do que escreve e sabe que está escrevendo, também sabe que não pensou e não seria capaz de escrever. Há vocábulos que desconhece; há fatos e recursos de hermenêutica, figuras de retórica, que ignora; teorias científicas, doutrinas, concepções filosóficas das quais nunca ouviu falar, de autores também ignorados e jamais lidos!
  14. 14. Alguns Autores... Alphonsus de Guimarãens - Amaral Ornellas Antero de Quental - Artur Azevedo - Augusto dos Anjos Auta de Souza - Batista Cepelos - Belmiro Braga Bittencourt Sampaio - Carmen Cinira - Casimiro Cunha Casimiro de Abreu - Castro Alves - Cornélio Bastos Cruz e Souza - Emílio de Menezes - Fagundes Varela Guerra Junqueiro - Ignácio José de Alvarenga Peixoto Jésus Gonçalves - João de Deus - José do Patrocínio Luiz Murat - Olavo Bilac – D. Pedro de Alcântara Raimundo Correia - Souza Caldas - Valado Rosas
  15. 15. Dentre tantos renomadíssimos poetas, vou destacar, por hoje, Augusto dos Anjos, com seu inconfundível estilo, magistralmente recepcionado pela extraordinária mediunidade desse nosso inesquecível Médium ... Augusto dos Anjos, poeta paraibano, nasceu em 1884 e desencarnou em 1914, na cidade de Leopoldina, MG. Foi professor no Colégio Pedro 2º, no Rio, inconfundível pela técnica, bem como dos assuntos de sua predileção. Deixou um só livro – “Eu” – que foi, alias, suficiente para lhe dar personalidade original.
  16. 16. Atualidade Torna Caim ao fausto do proscênio. A Civilização regressa à taba. A força primitiva menoscaba A evolução onímoda do Gênio. Trevas. Canhões. Apaga-se o milênio. A construção dos séculos desaba. Ressurge o crânio do morubixaba Na cultura da bomba de hidrogênio. Mas, acima do império amargo e exangue Do homem perdido em pântanos de sangue, Novo sol banha o pélago profundo. É Jesus que, através da tempestade, Traz ao berço da Nova Humanidade A consciência cósmica do mundo.
  17. 17. Raça Adâmica A Civilização traz o gravame Da origem remotíssima dos Arias, Estirpe das escórias planetárias, Segregadas num mundo amargo e infame. Árvore genealógica de párias, Faz-se mister que o cárcere a conclame, Para a reparação e para o exame Dos seus crimes nas quedas milenárias. Foi essa raça podre de miséria Que fez nascer na carne deletéria A esperança nos Céus inesquecidos; Glorificando o instinto e a inteligência, Fez da Terra o brilhante gral da Ciência, Mas um mundo de deuses decaídos.
  18. 18. A um observador materialista Busca o talão dos velhos calendários. Desde o instante infeliz de Adão e Eva, Encontrarás teus gritos solitários, Enfrentando o pavor da mesma treva. Sempre a dúvida estranha que se ceva De terríveis problemas multifários, O mistério da célula primeva, Os impulsos dos sonhos embrionários. Pára, amigo... Não sigas na consulta: O detalhe anatômico te insulta, A molécula morta desafia. Se não tens coração que aceite a crença, Espera a mão da morte excelsa, e pensa, Que a carne volve ao pó, exangue e fria.

×