GASOMETRIA
APLICADA ÁS EMERGÊNCIAS
Liga Acadêmica de Emergências Clínicas
DEFINIÇÃO
A gasometria consiste na leitura do pH e das
pressões parciais de O2 e CO2 em uma amostra de
sangue. A leitura é...
ESCOLHA DAAMOSTRA
• Essa amostra pode ser de sangue arterial ou
venoso, porém é IMPORTANTE SABER QUAL A
NATUREZA da amostr...
LOCAIS DE COLETAGEM
• Amostra sangue arterial coletado na:
ARTÉRIA RADIAL, BRAQUIAL, FEMORAL ou
DORSAL DO PÉ.
VERIFICA-SE:...
INDICAÇÕES
• Avaliação de:
– Ventilação (PaCO2)
– Oxigenação (PaO2)
– Condição ácido-básica (pH,PaCO2,HCO3)
• Resposta do ...
PARÂMETROS AVALIADOS
pH: 7,35 a 7,45
PaO2: 80 a 100 mmhg
PaCO2: 35 a 45 mmhg
SaO2: acima de 95%
HCO3: 22 a 26 mEq/L
BE: - ...
pH = Acidemia ( pH sangue baixo)
pH = Alcalemia (pH sangue alto)
pH normal: 7.35 a 7.45
Índice de solubilidade na água
EQUILÍBRIO DO PH
Margotto, PR ESCS/ SES/DF
pH = 6,1 RIM Responsável pela concentração do HCO 3
–
PULMÃO Responsável pela c...
HOMEOSTASE
- Equilíbrio entre ácidos e bases : depende de reações
para correção dos desvios da HOMEOSTASE.
- Metabolismo n...
COMPENSAÇÃO DOS DISTÚRBIOS
• Os distúrbios metabólicos: São compensados,
inicialmente, por alterações na PaCO2 (compensaçã...
SISTEMAS TAMPÕES (resumindo)
!
Alteração aguda
1- Extracelulares
HCO3 / proteínas
2- Intracelulares
Hb / células em
geral
...
EQUILÍBRIO ÁCIDO-BASE
 CO2 + H2O ↔ H2CO3 ↔ ↑ H+ + HCO3
- Desvio a esquerda (básico)
- Desvio a direita (ácido)
↑ H+ = pH ...
PaO2
Exprime a eficácia das trocas gasosas através
da membrana alveolocapilar
Valores normais: de 80 a 100 mmhg
↓ 60 mm...
PaCO2
Eficácia da ventilação alveolar
Valores normais: de 35 a 45 mmhg
Reflete distúrbios respiratórios do pH
↓PaCO2 =...
PaCO2
 CO2 + H2O ↔ H2CO3 ↔ ↑ H+ + HCO3
• ↑PaCO2 = ↑ H+ = ↓ pH = Acidose respiratória
• ↓PaCO2 = ↓ H+ = ↑ pH = Alcalose re...
BICARBONATO- HCO3
Concentração depende da função renal
Valores normais: de 22 a 28mMol/l
Reflete distúrbios metabólicos...
BICARBONATO - HCO3
CO2 + H2O ↔ H2CO3 ↔ ↓ H+ + ↑ HCO3
• ↑HCO3 = ↓H+ = ↑ pH = alcalose metabólica
• ↓HCO3 = ↑H+ =↓pH = acido...
BASE EXCESS- BE
Sinaliza o excesso ou déficit de bases
dissolvidas no plasma sanguíneo
Valores normais: -2 a +2
BE↑ = a...
DISTÚRBIO ÁCIDO-BASE
Acidose Respiratória
Alcalose Respiratória
Acidose Metabólica
Alcalose Metabólica
Acidose Mista
...
ACIDOSE RESPIRATÓRIA
Acidose: pH ↓ 7,35
Respiratória: PaCO2 ↑ 45mmHg
Devido á Hipoventilação
↑ PaCO2 ↓pH = Acidose
Co...
ACIDOSE RESPIRATÓRIA
CAUSAS:
– Lesão SNC ou inibição por drogas;
– Obstrução Vias Aéreas;
– Doenças neuromusculares, SARA...
ACIDOSE METABÓLICA
 Acidose: pH ↓ 7,35
Metabólica: HCO3 ↓ 22 mEq/L
CAUSAS:
1) Insuficiência renal
2) Cetoacidose diabét...
ACIDOSE MISTA
Acidose: pH ↓ 7,35
Mista: PaCO2 ↑ 45mmHg e
HCO3 ↓ 22 mEq/L
Ex: Insuficiência Respiratória → PaCO2↑ →
fadig...
ALCALOSE RESPIRATÓRIA
Alcalose: pH ↑ 7,45
Respiratória: PaCO2 ↓ 35mmHg
Devido á Hiperventilação
↓PaCO2 ↑pH = Alcalose
...
ALCALOSE RESPIRATÓRIA
Causas:
1) Dor, ansiedade, febre, grandes altitudes;
2) Lesão SNC;
3) Ventilação Mecânica inadequad...
ALCALOSE METABÓLICA
Alcalose: pH ↑7,45
Metabólica: HCO3 ↑ 28 mEq/L
Causas:
1) Insuficiência respiratória crônica (DPOC)...
ALCALOSE MISTA
Alcalose: pH ↑ 7,45
Mista: PaCO2 ↓ 35mmHg
HCO3 ↑ 28 mEq/L
Ex: hiperventilação em VMI → PaCO2 ↓ →
perda de...
AVALIAÇÃO DA GASOMETRIA
Gasometria Completamente Compensada
Se o pH estiver dentro dos parâmetros da normalidade,
interpr...
AVALIAÇÃO DA GASOMETRIA
Gasometria Descompensada
Se o sistema (PCO2 ou HCO3) estiver dentro dos
parâmetros da normalidade...
REGRA PRÁTICA
CASOS CLÍNICOS
Caso Clinico 1
• Paciente DPOC, enfisematoso,pneumonia
• Gasometria:
pH= 7,41
pCO2 = 80
pO2 = 69
HCO3 = 39
• Alteração...
Alteração: Acidose respiratória
compensada por excesso de
bicarbonato pelo rim (alcalose
metabólica).
Tratamento: hiperv...
Caso Clínico 2
• DPOC após hiverventilação mecânica
• Gasometria:
pH = 7,51
pCO2= 29
pO2 = 88
HCO3 = 31
• Alteração:
•...
Alteração: Hipocapnia, provoca
alcalose respiratória. Alto
bicarbonato provoca alcalose
metabólica. Portanto o paciente e...
Caso Clínico 3:
• 26 anos, tentaiva de suicídio por intoxicação de
tricíclicos (anti-depressivo)
• Gasometria:
pH = 7,1
...
Alteração: Acidose respiratória
devido ao alto pCO2, pois tricíclico é
depressor respiratório.
Tratamento: hiperventilaç...
Caso Clínico 4
• Pós-operatório de cirurgia abdominal, sonda
nasogastrica.
• Gasometria:
pH = 7,44
pCO2 = 51
pO2 = 94
...
Alteração:Alcalose metabólica
compensada por acidose respiratória.
Perdeu H+ pela sonda.
Tratamento: pró-cinético aument...
Caso Clínico 5
• Leptospirose, 76 anos, evoluiu para
insuficiência renal.
• Gasometria
pH= 7,16
pCO2 = 31
pO2 = 86
HCO...
Alteração: Acidose metabólica
devido a insuf. Renal na reabsorção
de HCO3. Tentativa de compensação
por hiperventilação o...
Caso Clínico 6
• Paciente de 48 anos, miocardiopatia chagásica,
queixa de falta de ar, dispnéia, ausculta
pulmonar com est...
Qual o tipo de alteração gasométrica? Baixa pO2
(hipoxemia) e pCO2 (hipocapnia)
Qual a causa? Edema agudo do pulmão devi...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
1. Sacher, Ronald A.; MacPherson, Richard A. ;
Equilíbrio Ácido-Básico e Eletrólitos.
Interpret...
Liga acadêmica de emergências clínicas - GASOMETRIA APLICADAS ÀS EMERGÊNCIAS CLÍNICAS
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Liga acadêmica de emergências clínicas - GASOMETRIA APLICADAS ÀS EMERGÊNCIAS CLÍNICAS

562 visualizações

Publicada em

Aula sobre gasometria ministrada pela LAEC, abordando casos clínicos.
Acesse: facebook.com/LAECUNIVAG

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
562
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
36
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Liga acadêmica de emergências clínicas - GASOMETRIA APLICADAS ÀS EMERGÊNCIAS CLÍNICAS

  1. 1. GASOMETRIA APLICADA ÁS EMERGÊNCIAS Liga Acadêmica de Emergências Clínicas
  2. 2. DEFINIÇÃO A gasometria consiste na leitura do pH e das pressões parciais de O2 e CO2 em uma amostra de sangue. A leitura é obtida pela comparação desses parâmetros na amostra com os padrões internos do gasômetro.
  3. 3. ESCOLHA DAAMOSTRA • Essa amostra pode ser de sangue arterial ou venoso, porém é IMPORTANTE SABER QUAL A NATUREZA da amostra para uma interpretação correta dos resultados. • Para avaliação da PERFORMACE PULMONAR, deve ser sempre obtido SANGUE ARTERIAL, pois esta amostra informará a respeito da hematose e permitirá o cálculo do conteúdo de oxigênio que está sendo oferecido aos tecidos. • No entanto, se o objetivo for avaliar apenas a parte METABÓLICA, isso pode ser feito em SANGUE VENOSO.
  4. 4. LOCAIS DE COLETAGEM • Amostra sangue arterial coletado na: ARTÉRIA RADIAL, BRAQUIAL, FEMORAL ou DORSAL DO PÉ. VERIFICA-SE: • O estado ácido-básico (pH) e • Ventilação e Oxigenação: PaCO2 ePaO2
  5. 5. INDICAÇÕES • Avaliação de: – Ventilação (PaCO2) – Oxigenação (PaO2) – Condição ácido-básica (pH,PaCO2,HCO3) • Resposta do paciente à terapia • Diagnóstico • Evolução clínica
  6. 6. PARÂMETROS AVALIADOS pH: 7,35 a 7,45 PaO2: 80 a 100 mmhg PaCO2: 35 a 45 mmhg SaO2: acima de 95% HCO3: 22 a 26 mEq/L BE: - 2 a +2
  7. 7. pH = Acidemia ( pH sangue baixo) pH = Alcalemia (pH sangue alto) pH normal: 7.35 a 7.45 Índice de solubilidade na água
  8. 8. EQUILÍBRIO DO PH Margotto, PR ESCS/ SES/DF pH = 6,1 RIM Responsável pela concentração do HCO 3 – PULMÃO Responsável pela concentração do CO2 ENQUANTO O pulmão manter O RIM manter a concentração do CO2 a concentração do HCO3 - do HCO3 - O pH SERÁ MANTIDO
  9. 9. HOMEOSTASE - Equilíbrio entre ácidos e bases : depende de reações para correção dos desvios da HOMEOSTASE. - Metabolismo normal : H+ no fluído extracelular Para neutralizar esta carga ácida ( e manter o pH) - Ação dos tampões do organismo - Regulação Respiratória - Regulação Renal Margotto, PR ESCS/ SES/DF
  10. 10. COMPENSAÇÃO DOS DISTÚRBIOS • Os distúrbios metabólicos: São compensados, inicialmente, por alterações na PaCO2 (compensação pulmonar) e, posteriormente, através de mudanças na excreção renal de ácidos e na reabsorção de álcalis (compensação renal). • Os distúrbios respiratórios: Possuem mecanismos mais precários de compensação que dependem, já de início, de mecanismos renais de compensação.
  11. 11. SISTEMAS TAMPÕES (resumindo) ! Alteração aguda 1- Extracelulares HCO3 / proteínas 2- Intracelulares Hb / células em geral 3- Pulmões 4- Rins
  12. 12. EQUILÍBRIO ÁCIDO-BASE  CO2 + H2O ↔ H2CO3 ↔ ↑ H+ + HCO3 - Desvio a esquerda (básico) - Desvio a direita (ácido) ↑ H+ = pH ↓ = acidose ↓ H+ = pH ↑ = alcalose
  13. 13. PaO2 Exprime a eficácia das trocas gasosas através da membrana alveolocapilar Valores normais: de 80 a 100 mmhg ↓ 60 mmhg = hipoxemia severa
  14. 14. PaCO2 Eficácia da ventilação alveolar Valores normais: de 35 a 45 mmhg Reflete distúrbios respiratórios do pH ↓PaCO2 = devido a hiperventilação = Causa Alcalose Respiratória ↑PaCO2 = devido a hipoventilação = Causa Acidose respiratória
  15. 15. PaCO2  CO2 + H2O ↔ H2CO3 ↔ ↑ H+ + HCO3 • ↑PaCO2 = ↑ H+ = ↓ pH = Acidose respiratória • ↓PaCO2 = ↓ H+ = ↑ pH = Alcalose respiratória ↓CO2 + H2O ↔ H2CO3 ↔ ↓ H+ + HCO3
  16. 16. BICARBONATO- HCO3 Concentração depende da função renal Valores normais: de 22 a 28mMol/l Reflete distúrbios metabólicos ↓HCO3 = ↓ pH = acidose metabólica ↑HCO3 = ↑ pH = alcalose metabólica
  17. 17. BICARBONATO - HCO3 CO2 + H2O ↔ H2CO3 ↔ ↓ H+ + ↑ HCO3 • ↑HCO3 = ↓H+ = ↑ pH = alcalose metabólica • ↓HCO3 = ↑H+ =↓pH = acidose metabólica CO2 + H2O ↔ H2CO3 ↔ ↑ H+ + ↓ HCO3
  18. 18. BASE EXCESS- BE Sinaliza o excesso ou déficit de bases dissolvidas no plasma sanguíneo Valores normais: -2 a +2 BE↑ = alcalose BE↓ = acidose
  19. 19. DISTÚRBIO ÁCIDO-BASE Acidose Respiratória Alcalose Respiratória Acidose Metabólica Alcalose Metabólica Acidose Mista Alcalose Mista Gasometria compensada, parcialmente compensada e descompensada
  20. 20. ACIDOSE RESPIRATÓRIA Acidose: pH ↓ 7,35 Respiratória: PaCO2 ↑ 45mmHg Devido á Hipoventilação ↑ PaCO2 ↓pH = Acidose Compensação após 12 a 48h:  ↓ eliminação renal de HCO3 (manter no organismo para compensar)
  21. 21. ACIDOSE RESPIRATÓRIA CAUSAS: – Lesão SNC ou inibição por drogas; – Obstrução Vias Aéreas; – Doenças neuromusculares, SARA, TEP, edema pulmonar, atelectasia, fibrose; – Ventilação Mecânica inadequada;
  22. 22. ACIDOSE METABÓLICA  Acidose: pH ↓ 7,35 Metabólica: HCO3 ↓ 22 mEq/L CAUSAS: 1) Insuficiência renal 2) Cetoacidose diabética 3) Febre, doenças infecciosas Compensação: Hiperventilação
  23. 23. ACIDOSE MISTA Acidose: pH ↓ 7,35 Mista: PaCO2 ↑ 45mmHg e HCO3 ↓ 22 mEq/L Ex: Insuficiência Respiratória → PaCO2↑ → fadiga mm respirat.→ ↑ produção de ácido lático → tamponado pelo HCO3 ↓ = pH ↓
  24. 24. ALCALOSE RESPIRATÓRIA Alcalose: pH ↑ 7,45 Respiratória: PaCO2 ↓ 35mmHg Devido á Hiperventilação ↓PaCO2 ↑pH = Alcalose Compensação: ↑ eliminação renal de HCO3
  25. 25. ALCALOSE RESPIRATÓRIA Causas: 1) Dor, ansiedade, febre, grandes altitudes; 2) Lesão SNC; 3) Ventilação Mecânica inadequada;
  26. 26. ALCALOSE METABÓLICA Alcalose: pH ↑7,45 Metabólica: HCO3 ↑ 28 mEq/L Causas: 1) Insuficiência respiratória crônica (DPOC) 2) Oferta excessiva de bicarbonato 3) Perda excessiva de conteúdo gástrico Compensação: Hipoventilação ou espirometria em circuito fechado- Respirar em um saco de papel.
  27. 27. ALCALOSE MISTA Alcalose: pH ↑ 7,45 Mista: PaCO2 ↓ 35mmHg HCO3 ↑ 28 mEq/L Ex: hiperventilação em VMI → PaCO2 ↓ → perda de suco gástrico por vômito → HCO3 ↑ = pH ↑
  28. 28. AVALIAÇÃO DA GASOMETRIA Gasometria Completamente Compensada Se o pH estiver dentro dos parâmetros da normalidade, interpretaremos como COMPLETAMENTE COMPENSADO. Gasometria Parcialmente Compensada Se o sistema (PCO2) ou (HCO3) ESTIVER SAINDO da normalidade para tentar uma compensação, será considerado PARCIALMENTE COMPENSADO.
  29. 29. AVALIAÇÃO DA GASOMETRIA Gasometria Descompensada Se o sistema (PCO2 ou HCO3) estiver dentro dos parâmetros da normalidade, e não se observar nenhuma tentativa de compensação, ele será considerado DESCOMPENSADO. Também quando os dois sistemas (PCO2/HCO3) estiverem em níveis de descompensação juntamente com o pH, ou seja acidose/alcalose mista, ele será considerado DESCOMPENSADO.
  30. 30. REGRA PRÁTICA
  31. 31. CASOS CLÍNICOS
  32. 32. Caso Clinico 1 • Paciente DPOC, enfisematoso,pneumonia • Gasometria: pH= 7,41 pCO2 = 80 pO2 = 69 HCO3 = 39 • Alteração: • Tratamento:
  33. 33. Alteração: Acidose respiratória compensada por excesso de bicarbonato pelo rim (alcalose metabólica). Tratamento: hiperventilação mecânica.
  34. 34. Caso Clínico 2 • DPOC após hiverventilação mecânica • Gasometria: pH = 7,51 pCO2= 29 pO2 = 88 HCO3 = 31 • Alteração: • Tratamento:
  35. 35. Alteração: Hipocapnia, provoca alcalose respiratória. Alto bicarbonato provoca alcalose metabólica. Portanto o paciente está em alcalose mista. Tratamento: diurético e ventilação
  36. 36. Caso Clínico 3: • 26 anos, tentaiva de suicídio por intoxicação de tricíclicos (anti-depressivo) • Gasometria: pH = 7,1 pO2 = 89 pCO2 = 61 HCO3 = 24 • Alteração: • Tratamento:
  37. 37. Alteração: Acidose respiratória devido ao alto pCO2, pois tricíclico é depressor respiratório. Tratamento: hiperventilação
  38. 38. Caso Clínico 4 • Pós-operatório de cirurgia abdominal, sonda nasogastrica. • Gasometria: pH = 7,44 pCO2 = 51 pO2 = 94 HCO3 = 28 • Alteração: • Tratamento:
  39. 39. Alteração:Alcalose metabólica compensada por acidose respiratória. Perdeu H+ pela sonda. Tratamento: pró-cinético aumenta motilidade do trato digestório
  40. 40. Caso Clínico 5 • Leptospirose, 76 anos, evoluiu para insuficiência renal. • Gasometria pH= 7,16 pCO2 = 31 pO2 = 86 HCO3 = 14 mEq/L • Alteração: • Tratamento:
  41. 41. Alteração: Acidose metabólica devido a insuf. Renal na reabsorção de HCO3. Tentativa de compensação por hiperventilação ou alcalose respiratória, ↓pCO2. Tratamento: reposição de bicarbonato reduz taquipnéia
  42. 42. Caso Clínico 6 • Paciente de 48 anos, miocardiopatia chagásica, queixa de falta de ar, dispnéia, ausculta pulmonar com estertores creptantes que começam na base até terço médio. • Gasometria: pH = 7,36 pCO2 = 33 pO2 = 56 HCO3 = 22 • Alteração: • Tratamento:
  43. 43. Qual o tipo de alteração gasométrica? Baixa pO2 (hipoxemia) e pCO2 (hipocapnia) Qual a causa? Edema agudo do pulmão devido a miocardiopatia que provoca insuficiência cardíaca, com acúmulo de sangue nas veias pulmonares, vênulas e capilares, provocando aumento de pressão nestes vasos e saída de líquido para o alvéolo. As trocas gasosas estão comprometidas e o paciente entra em taquipnéia devido a baixa pO2 (que estimula quimiorreceptores do arco aórtico), ocorrendo maior liberação de CO2. O que fazer para reduzir o problema? Administrar diurético, nitrato (vasodilatador)
  44. 44. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 1. Sacher, Ronald A.; MacPherson, Richard A. ; Equilíbrio Ácido-Básico e Eletrólitos. Interpretação Clínica dos Exames Laboratoriais. Editora Manole: 200, pp 499-532. 2. Manual de Operação do equipamento Omni C. 3. Guia de equipamentos Roche – 2003 – Academia HOSPOC

×