SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
É tudo o que o ser humano produz para construir sua existência e 
atender a suas necessidades e desejos.
Quais são as diferenças entre o homem e o animal?
A cultura é um progresso de autoliberação progressiva do 
homem, afinal o homem é um ser de mutação. 
 Portanto, o homem é um ser que fala; é um ser que trabalha e, 
por meio do trabalho, transforma a natureza e a si mesmo. 
O mundo cultural é um sistema de significados já estabelecidos 
por outros (quando nascemos encontramos os valores já dados). 
Sendo assim, o indivíduo corre o risco de perder sua liberdade e 
autenticidade. Cabe ao homemmanter viva a dialética!
Acredita-se que ter cultura – a pessoa culta – aquela que tem 
posse de conhecimento 
TER – permite a alimentação contínua desse 
processo através da posse possível de todos os 
registros do discurso dos homens de todos os 
tempos. 
SER – leva à invenção do discurso e a ser 
sujeito da própria vida.
É a produção elaborada, acadêmica, centrada no 
sistema educacional, também conhecida como cultura 
de elite
É identificada ao folclore, que constitui o 
conjunto de lendas, contos, provérbios, praticas 
e concepções transmitidos oralmente
Resulta dos meios de comunicação de massa, ou mídia. 
A cultura de massa é uma realidade que aí está e busca 
as mais diversas formas de expressão criativa.
Este é um fenômeno típico da indústria cultural, quando 
se busca satisfazer determinado segmento social que 
possui aspirações “superiores” ao estágio cultural em 
que se encontra, seja econômico, seja intelectual.
Conceito de cultura

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Ejercicio 4.4. VeróNica Migueles RoldáN
Ejercicio 4.4. VeróNica Migueles RoldáNEjercicio 4.4. VeróNica Migueles RoldáN
Ejercicio 4.4. VeróNica Migueles RoldáNguest9481517a
 
Patrimonio Cultural de MS
Patrimonio Cultural de MSPatrimonio Cultural de MS
Patrimonio Cultural de MSNome Sobrenome
 
Công nghệ thông tin
Công nghệ thông tinCông nghệ thông tin
Công nghệ thông tinYourKids .vn
 
Internet segura - questionário aos utilizadores do Centro Multimédia
Internet segura - questionário aos utilizadores do Centro MultimédiaInternet segura - questionário aos utilizadores do Centro Multimédia
Internet segura - questionário aos utilizadores do Centro MultimédiaBE ESGN
 
Sales Pitch Arts&Crafts Artists Facilitators Worlwide
Sales Pitch Arts&Crafts Artists Facilitators WorlwideSales Pitch Arts&Crafts Artists Facilitators Worlwide
Sales Pitch Arts&Crafts Artists Facilitators WorlwideQuare Design&Solutions
 
Capitulo 3 Antropologo Como Autor
Capitulo 3 Antropologo Como AutorCapitulo 3 Antropologo Como Autor
Capitulo 3 Antropologo Como Autoranvidlez
 
Cap 21 religião, mitos e magias
Cap 21 religião, mitos e magiasCap 21 religião, mitos e magias
Cap 21 religião, mitos e magiasJoao Balbi
 
Aultimafotografia
AultimafotografiaAultimafotografia
AultimafotografiaSonia Beth
 
Propuesta multimedia
Propuesta multimediaPropuesta multimedia
Propuesta multimediaNelson Lòpez
 
Apresentação antecedentes da psicologia2
Apresentação antecedentes da psicologia2Apresentação antecedentes da psicologia2
Apresentação antecedentes da psicologia2gede31
 
Film reviews
Film reviewsFilm reviews
Film reviewsMajorick
 
Priscila cirilo de souza
Priscila cirilo de souzaPriscila cirilo de souza
Priscila cirilo de souzaPaula Pauleira
 
IT Exchange B2B Portal
IT Exchange B2B PortalIT Exchange B2B Portal
IT Exchange B2B Portalsachinvyas2
 

Destaque (20)

Ejercicio 4.4. VeróNica Migueles RoldáN
Ejercicio 4.4. VeróNica Migueles RoldáNEjercicio 4.4. VeróNica Migueles RoldáN
Ejercicio 4.4. VeróNica Migueles RoldáN
 
Los Pasos del Cristiano 3
Los Pasos del Cristiano 3Los Pasos del Cristiano 3
Los Pasos del Cristiano 3
 
1º trabalho
1º trabalho1º trabalho
1º trabalho
 
Patrimonio Cultural de MS
Patrimonio Cultural de MSPatrimonio Cultural de MS
Patrimonio Cultural de MS
 
Công nghệ thông tin
Công nghệ thông tinCông nghệ thông tin
Công nghệ thông tin
 
Internet segura - questionário aos utilizadores do Centro Multimédia
Internet segura - questionário aos utilizadores do Centro MultimédiaInternet segura - questionário aos utilizadores do Centro Multimédia
Internet segura - questionário aos utilizadores do Centro Multimédia
 
Sales Pitch Arts&Crafts Artists Facilitators Worlwide
Sales Pitch Arts&Crafts Artists Facilitators WorlwideSales Pitch Arts&Crafts Artists Facilitators Worlwide
Sales Pitch Arts&Crafts Artists Facilitators Worlwide
 
Capitulo 3 Antropologo Como Autor
Capitulo 3 Antropologo Como AutorCapitulo 3 Antropologo Como Autor
Capitulo 3 Antropologo Como Autor
 
Christmas Party
Christmas Party Christmas Party
Christmas Party
 
Cap 21 religião, mitos e magias
Cap 21 religião, mitos e magiasCap 21 religião, mitos e magias
Cap 21 religião, mitos e magias
 
What nigerianeeds
What nigerianeedsWhat nigerianeeds
What nigerianeeds
 
Acordo ortográfico
Acordo ortográficoAcordo ortográfico
Acordo ortográfico
 
Aultimafotografia
AultimafotografiaAultimafotografia
Aultimafotografia
 
Propuesta multimedia
Propuesta multimediaPropuesta multimedia
Propuesta multimedia
 
Acentuação
AcentuaçãoAcentuação
Acentuação
 
Apresentação antecedentes da psicologia2
Apresentação antecedentes da psicologia2Apresentação antecedentes da psicologia2
Apresentação antecedentes da psicologia2
 
Film reviews
Film reviewsFilm reviews
Film reviews
 
Priscila cirilo de souza
Priscila cirilo de souzaPriscila cirilo de souza
Priscila cirilo de souza
 
02
0202
02
 
IT Exchange B2B Portal
IT Exchange B2B PortalIT Exchange B2B Portal
IT Exchange B2B Portal
 

Semelhante a Conceito de cultura

O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptMARCELACARNEIROGOMES
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptFábio Caires Correia
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptx
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptxO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptx
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptxBrincandocomAlicia
 
O ser humano é Natural ou Cultural?
O ser humano é Natural ou Cultural?O ser humano é Natural ou Cultural?
O ser humano é Natural ou Cultural?Bruno Carrasco
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdfO Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdfLuziane Santos
 
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdfFabioAbagabir1
 
Ensinar a condição Humana - Edgar morin
Ensinar a condição Humana - Edgar morinEnsinar a condição Humana - Edgar morin
Ensinar a condição Humana - Edgar morinÂndrea Carla
 
Cristina costa sociologia ciencia da sociedade
Cristina costa sociologia ciencia da sociedadeCristina costa sociologia ciencia da sociedade
Cristina costa sociologia ciencia da sociedadeLuiz Henrique Rodrigues
 
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02Claudia araujo
 
Como o ser humano se tornou ser humano
Como o ser humano se tornou ser humanoComo o ser humano se tornou ser humano
Como o ser humano se tornou ser humanoAndressa Joao Bidoia
 
Filosofia - O Ser Humano
Filosofia - O Ser HumanoFilosofia - O Ser Humano
Filosofia - O Ser HumanoVictoria Souza
 
Antropologia jurídica.
Antropologia jurídica. Antropologia jurídica.
Antropologia jurídica. Direito2012sl08
 

Semelhante a Conceito de cultura (20)

1612670.ppt
1612670.ppt1612670.ppt
1612670.ppt
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.ppt
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptx
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptxO Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptx
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural.pptx
 
1 slide modulo 3
1 slide  modulo 31 slide  modulo 3
1 slide modulo 3
 
O ser humano é Natural ou Cultural?
O ser humano é Natural ou Cultural?O ser humano é Natural ou Cultural?
O ser humano é Natural ou Cultural?
 
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdfO Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
O Ser Humano e sua Dimensão Cultural (1).pdf
 
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Ensinar a condição Humana - Edgar morin
Ensinar a condição Humana - Edgar morinEnsinar a condição Humana - Edgar morin
Ensinar a condição Humana - Edgar morin
 
CULTURA.ppt
CULTURA.pptCULTURA.ppt
CULTURA.ppt
 
Caderno 03
Caderno 03Caderno 03
Caderno 03
 
Cristina costa sociologia ciencia da sociedade
Cristina costa sociologia ciencia da sociedadeCristina costa sociologia ciencia da sociedade
Cristina costa sociologia ciencia da sociedade
 
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
Antropologiajurdica anotaesdeaula-130226213353-phpapp02
 
Como o ser humano se tornou ser humano
Como o ser humano se tornou ser humanoComo o ser humano se tornou ser humano
Como o ser humano se tornou ser humano
 
Filosofia - O Ser Humano
Filosofia - O Ser HumanoFilosofia - O Ser Humano
Filosofia - O Ser Humano
 
filosofia.pptx
filosofia.pptxfilosofia.pptx
filosofia.pptx
 
Aula2 hcmc
Aula2 hcmcAula2 hcmc
Aula2 hcmc
 
Antropologia jurídica.
Antropologia jurídica. Antropologia jurídica.
Antropologia jurídica.
 

Último

A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 

Último (20)

A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 

Conceito de cultura

  • 1.
  • 2. É tudo o que o ser humano produz para construir sua existência e atender a suas necessidades e desejos.
  • 3.
  • 4. Quais são as diferenças entre o homem e o animal?
  • 5. A cultura é um progresso de autoliberação progressiva do homem, afinal o homem é um ser de mutação.  Portanto, o homem é um ser que fala; é um ser que trabalha e, por meio do trabalho, transforma a natureza e a si mesmo. O mundo cultural é um sistema de significados já estabelecidos por outros (quando nascemos encontramos os valores já dados). Sendo assim, o indivíduo corre o risco de perder sua liberdade e autenticidade. Cabe ao homemmanter viva a dialética!
  • 6. Acredita-se que ter cultura – a pessoa culta – aquela que tem posse de conhecimento TER – permite a alimentação contínua desse processo através da posse possível de todos os registros do discurso dos homens de todos os tempos. SER – leva à invenção do discurso e a ser sujeito da própria vida.
  • 7. É a produção elaborada, acadêmica, centrada no sistema educacional, também conhecida como cultura de elite
  • 8. É identificada ao folclore, que constitui o conjunto de lendas, contos, provérbios, praticas e concepções transmitidos oralmente
  • 9. Resulta dos meios de comunicação de massa, ou mídia. A cultura de massa é uma realidade que aí está e busca as mais diversas formas de expressão criativa.
  • 10. Este é um fenômeno típico da indústria cultural, quando se busca satisfazer determinado segmento social que possui aspirações “superiores” ao estágio cultural em que se encontra, seja econômico, seja intelectual.