Roteiro para Trabalhos Academicos

42.571 visualizações

Publicada em

Documento para auxiliar na organização do trabalho acadêmico

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
42.571
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
309
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
281
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Roteiro para Trabalhos Academicos

  1. 1. SUMÁRIO 1NORMALIZAÇÃO .........................................................................................................................................3 TIPOS DE TRABALHOS....................................................................................................................................3 FORMATO DO PAPEL APRESENTAÇÃO GRÁFICA (NBR 14724/2006)................................................................4 1.1 FORMATO DO PAPEL...................................................................................................................................4 1.2 TAMANHO DA FONTE..................................................................................................................................4 3.3 ESPAÇAMENTO...........................................................................................................................................4 3.4 MARGEM....................................................................................................................................................5 3.5 PAGINAÇÃO................................................................................................................................................5 O PADRONIZADOR DE TRABALHOS ACADÊMICOS..........................................................................................5 DICAS..........................................................................................................................................................14 MODELOS DE REFERÊNCIAS..........................................................................................................................17 REFERÊNCIAS...............................................................................................................................................20
  2. 2. BANCO DO ESTADO DO PARÁ BANPARÁ BIBLIOTECA “ALEXANDRINO GONÇALVES MOREIRA” Kátia L M Martins- Bibliotecária ROTEIRO PARA ORIENTAR PASSOS DE UM TRABALHO ACADÊMICO E CIENTÍFICO Apresentação Hoje com o conhecimento, informação se exige qualidade, padrão, clareza e por isso a Biblioteca Alexandrino Gonçalves Moreira apresenta a comunidade bancária este roteiro que servirá para orientar na confecção dos trabalhos produzidos na vida acadêmica e certamente garantir um resultado positivo na recuperação das informações. A elaboração do roteiro se deu por iniciativa dos trabalhos acadêmicos que são entregues à Biblioteca através do PDEB – Programa de Desenvolvimento Educacional do Banpará, projeto aprovado desde 2000. Atualmente os trabalhos monográficos estão sob a responsabilidade da coordenadora da Biblioteca, a bibliotecária Kátia L.M. Martins, que por sua vez iniciou esta proposta com a colaboração das estagiárias Ciléia Santos e Sonia Sérgio, acadêmicas de Biblioteconomia da Universidade Federal do Pará, com o intuito de esclarecer e orientar nossos usuários e acadêmicos, na certeza de editar eletronicamente o documento proposto. Contando ainda com o apoio do Núcleo de Comunicação para uma larga divulgação através dos meios eletrônicos via Radar Eletrônico, bem como, uma chamada no Boletim institucional, além de fixar no link da Biblioteca, divulgando assim mais um dos serviços e produtos oferecidos nesta biblioteca. Para assegurar um trabalho com seriedade é imprescindível a utilização das normas da ABNT, Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), órgão responsável, no Brasil, pelo estabelecimento de padrões, bem como, a literatura existente sobre redação de trabalhos acadêmicos. Esperamos com esta incipiente obra eletrônica atender aos futuros leitores, pesquisadores na elaboração e na boa forma de sistematizar o trabalho acadêmico e aqui nos colocamos à disposição caros leitores e usuários para críticas e sugestões que venham a contribuir para o aprimoramento nesta edição eletrônica.
  3. 3. 1 NORMALIZAÇÃO É atribuída para a padronização referente à apresentação dos elementos bibliográficos constantes em trabalhos técnico-científicos e a estrutura dos trabalhos acadêmicos segue normas. Na normalização se estabelecem e se aplicam regras com o objetivo de ordenar uma atividade específica de forma padronizada elevando o grau de confiabilidade de quem faz e a recebe. TIPOS DE TRABALHOS Resenha ou Recensão É a exposição sobre o conteúdo de uma obra, acompanhada de uma avaliação crítica; geralmente o resenhista é conhecedor do assunto, o especialista, para expor sua crítica e sugestões. Resumo “É é uma representação sucinta e objetiva dos pontos relevantes de um texto, segue a NBR 6028”. Artigo científico “Texto com produção intelectual individual ou coletiva, que apresenta e discute idéias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento” Paper Para a ABNT (1989) “paper é um pequeno artigo científico, elaborado sobre determinado tema ou resultados de um projeto de pesquisa para comunicações em congressos e reuniões científicas, sujeitos à sua aceitação por julgamento.” Original “Apresenta temas ou abordagens próprias” Revisão “Reúne, analisa e discute informações já publicadas.” Nota Prévia
  4. 4. “Texto de extensão reduzida e simples, contendo informações científicas novas, ou por se tratar de pesquisa em andamento, ou por razões de segurança”. Relatório técnico-científico “Documento que relata os resultados obtidos em uma pesquisa ou que descreve a situação de uma questão técnico-científica”. Monografia “Documento que representa o resultado de estudo, devendo expressar conhecimento do assunto escolhido, obrigatoriamente emanado da disciplina, módulo, estudo independente, curso, programa e outros ministrados”. Deve ser feito sob a coordenação de um orientador. Etimologicamente, significa “trabalho escrito sobre um único tema”. Dissertação “Revela a sistematização de conhecimentos já apresentados argumentados com imparcialidade; de maneira a conduzir o leitor a estabelecer seu próprio argumento. Destina- se à obtenção do grau acadêmico de mestre”. Tese “Importa em contribuição inédita para o conhecimento. Destina-se à obtenção do grau acadêmico de Doutor”. FORMATO DO PAPEL APRESENTAÇÃO GRÁFICA (NBR 14724/2006) 1.1 FORMATO DO PAPEL Os textos devem ser apresentados em papel branco, com formato A4 (21cm x 29,7cm), digitados no anverso das Folhas, com exceção da folha de rosto cujo verso deve conter a Ficha Catalográfica. A cor da impressão deve ser preta, podendo utilizar cores somente em ilustrações. 1.2 TAMANHO DA FONTE Recomenda-se usar no texto tamanho 12 e na capa ou folha de rosto Tamanho 14. Já o tamanho 10 usa-se nas citações de mais de três linhas, assim como nas notas de rodapé, paginação e legendas das ilustrações e tabelas. O tipo de letra adequado para se usar em trabalhos é Times New Roman ou Arial. 3.3 ESPAÇAMENTO Usar preferencialmente espaço 1,5. O fim de uma seção e o cabeçalho da próxima são separados por 2 espaços de 1,5 entrelinhas. As citações de mais de 3 linhas, as notas de rodapé, as referências, as legendas das ilustrações e tabelas, a ficha catalográfica, a
  5. 5. natureza do trabalho, objetivo, o nome da instituição a que é submetida a área de concentração devem ser digitadas em espaço simples. As referências, que ficam no final do trabalho, devem ser separadas entre si por dois espaços simples. Cabe ao bibliotecário(a) a elaboração da ficha catalográfica. 3.4 MARGEM O texto deve ser configurado com margem superior e esquerda 3 cm, e inferior e direita 2 cm. 3.5 PAGINAÇÃO As páginas são contadas a partir da folha de rosto, mas não são numeradas. As numerações começam a partir do inicio do texto, ou seja, da Introdução e sempre começando com um número impar. Os números da paginação ficam no canto superior do lado direito da folha em algarismos arábicos. As referências, anexos, apêndices, glossário e índice devem ser incluídos na numeração seqüencial das páginas do texto principal. Conta-se as páginas verso e anverso a partir da folha de rosto até o último elemento pré- textual que é o sumário. Quando for paginar o texto é a partir da Introdução será sempre número ímpar. O PADRONIZADOR DE TRABALHOS ACADÊMICOS O padrão dos trabalhos acadêmicos envolve os aspectos estruturais e gráficos e são orientados pela ABNT através da NBR 14724 que sugere a organização dos trabalhos em três grupos de elementos  Os ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS são compostos de elementos que precedem o texto e ajudam identificá-lo. Alguns são opcional como dedicatória e agradecimentos; e outros obrigatórios a exemplo da capa, folha de rosto, resumo e sumário.  Os ELEMENTOS TEXTUAIS são as partes onde a matéria é exposta e está concebida conforme a ordenação lógica do trabalho acadêmico em introdução, capítulos ou partes, que demonstram o desenvolvimento da pesquisa e a sua conclusão.  Os ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS são compostos das referências bibliográficas e eletrônicas utilizadas nas citações do texto e outros elementos opcionais que servem para ilustrar ou comprovar o trabalho como apêndices e anexos. ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Proteção externa, que reveste o trabalho, geralmente padronizada pelos cursos, o ideal é capa CAPA (obr.) dura. Informações externas do autor, título. Lombada (op.) Ficha Catalográfica (verso da folha Folha de rosto (obr .) de rosto) Folha de Rosto Página que inclui os elementos de identificação da obra Recomenda-se a inclusão da ficha catalográfica em tamanho 7,5cm por 12,5cm (preparada por Verso da Folha profissional da área, o bibliotecário) de rosto Identifica elementos incorretos contidos em determinada página. Errata (op.)
  6. 6. Folha de Página com identificação do título do trabalho, orientando(a), seu orientador(a) e os respectivos aprovação (obr.) membros da banca examinadora e os conceitos atribuídos. Página que homenageia alguém importante para o desenvolvimento do trabalho acadêmico Dedicatória (op.) Agradecimentos Página que relaciona a gratidão aqueles que auxiliaram no trabalho. (op.) Epígrafe (op.) Pensamento ou mote de outro autor, relacionando este com a temática do trabalho. Resumo na língua vernácula Pontos mais destacados do texto, apresentado com concisão e clareza. (ob.) Resumo em íngua Pontos mais destacados do texto, apresentado com concisão e clareza no idioma escolhido. estrangeira (obr.) Lista de Geralmente relaciona-se a partir de 10 itens no mínimo, contém: tabelas, quadros e figuras. ilustrações (op.) Exceção para tabelas e quadros, todas as outras ilustrações denomina-se de figuras. Lista de tabelas São enumeradas em folha separadas da página das ilustrações (figura) (op.) Lista de São listadas as representações de siglas, abreviaturas e símbolos com as respectivas abreviaturas e denominações (se houver).Geralmente relaciona-se como se apresentam no texto ou em ordem siglas (op.) alfabética. Lista de símbolos (op.) Relação de símbolos incluídos no teor do trabalho Sumário (ob.) È a ordem das principais partes e subdivisões do texto, obedece as normas da ABNT NBR 6028 TEXTUAIS Nesta primeira parte do texto, já começa a enumeração da folha, Introdução discorre Desenvolvimento O chamado miolo do trabalho, é a produção intelectual do autor. Neste parágrafo começa a divisão das partes por assuntos inerentes a temática abordada. Apresenta o resultado e sugestões a respeito da pesquisa, validando Conclusão os objetivos propostos, bem como, desperta o leitor para uma nova pesquisa sobre o tema abordado. PÓS-TEXTUAIS Relação das obras referentes aos pressupostos teóricos do tema, ou Referências (ob.) seu embasamento teórico. São termos não usuais, empregados no texto, elaborados em ordem Glossário (op.) alfabética. Material elaborado pelo autor para complementar o trabalho Apêndice(s) (op.) acadêmico, com numeração própria, inclusive notas e ilustrações. Anexo(s) (op.) Material coletado de outra fonte, não é elaborado pelo autor Índice(s) (op.) Termos atribuídos para localizar assuntos específicos no trabalho
  7. 7. CADA FOLHA REPRESENTA UM ELEMENTO NA COMPOSIÇÃO DOS TRABALHOS: CONFECÇÃO E MONTAGEM CAPA LAUDECI DA COSTA REIS MERCADO FINANCEIRO: RISCO DE LIQUIDEZ DAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS NA ATUAL ECONOMIA DO PAÍS BELÉM 2002( defesa) FOLHA DE ROSTO LAUDECI DA COSTA REIS MERCADO FINANCEIRO: RISCO DE LIQUIDEZ DAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS NA ATUAL ECONOMIA DO PAÍS BELÉM 2002( defesa)
  8. 8. VERSO DA FOLHA DE ROSTO C Campos, Antônio Faustino Amoras 198 Pregão presencial na administração pública com a participação do contador/ Antônio Faustino Amoras Campos; Maria Augusta Barroso Guimarães; orientador Rubens Martins.- Ananindeua, 2007. 42 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) Curso de Ciências Contábeis – Escola Superior Madre Celeste 1. PREGÃ O.2. MICROEMPRESA. I. Guimarães, Maria Augueta Barroso.II. Título. CDD:20.ed.657.61 DEDICATÓRIA Aos meus pais.
  9. 9. FOLHA DE APROVAÇÃO Cinthia Valéria Gomes Lima Márcia de Nazaré S dos Santos Marcos Gonçalves Vieira Junior ASSÉDIO MORAL NA EMPRESA: UMA PRÁTICA VELADA Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao curso de Administração com habilitação em Marketing Data da defesa: __ / __ / __MARGEM ESQ TAM 12 Banca Examinadora MARGEM ESQ TAM 12 ________________________ NOME, TITULAÇÃO E INSTITUIÇÃO QUE PERTENCE ________________________ NOME, TITULAÇÃO E INSTITUIÇÃO QUE PERTENCE ________________________ NOME, TITULAÇÃO E INSTITUIÇÃO QUE PERTENCE Conceito: ___________ AGRADECIMENTOS AGRADECIMENTOS Agradeço a todos que contribuíram para a realização deste trabalho. Aos nossos amigos que participaram direta ou indiretamente para a conclusão deste trabalho. Aos colegas bancários no labor do dia-a-dia. Ao professor J. W. Fernandes, de maneira especial pela dedicação e compreensão na orientação. EPÍGRAFE
  10. 10. “Enquanto vivemos somos transmissores da vida. Quando paramos de transmitir a vida, a vida pára de fluir em nós.” (D. H. Lawrence) RESUMO RESUMO Esta pesquisa tem como principal objetivo analisar as demonstrações contábeis em um Estudo de Caso que se propõem a demonstrar através de um diagnóstico de Gestão a real situação de uma empresa e o seu posicionamento no mercado, frente aos concorrentes, mostrando sua própria situação e estratégia desenvolvidas pelos seus administradores, além de sugestões para que o objetivo da administração financeira seja alcançado. O trabalho enfatiza, através de índices econômico-financeiros, a importância da conjunção desses indicadores na análise das demonstrações contábeis, visto que a maioria das micros e pequenas empresas nem sequer utilizam esta técnica que é bastante utilizada pelas empresas do tipo Sociedade Anônima. Apresenta-se, também, uma discussão teórica da análise das demonstrações contábeis em um cenário baseado em ambiente empresarial real, utilizando os seguintes demonstrativos contábeis: Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado do Exercício dos anos 2003, 2004 e 2005. Este trabalho teve por base um estudo documental, por meio de Demonstrativos Contábeis publicados na internet. Espaço de 1,5cm Palavra-Chave: Demonstrações Contábeis. Diagnóstico de Gestão. Análise das Demonstrações Contábeis. ABSTRACT
  11. 11. ABSTRACT This research has as main objective to analyze the countable demontration in a study of case that if consider to present through e diagnosis of Management the real situation of a company and its proper situation and strategy developed by its financial administration is reached. The work conjuction of these pointers in the analyse of the contable demontrations, since the majority of the micron and small companies not even the this tecnique that sufficiently is used bay the compnies of the type Anonymous Society. It is presented, also a theoretical quarrel of the analysis of the Countable demostration in a Scene based on enterprise enviroenmente using the following Countable demonstratives: Patrimonial rocking and Demontration of the Year-end results of the years, 2003, 23004 and 2005. This work had for base a documentary study by means of published Countable Demonstrstive in the Internet. Keywords: Countable Demonstrations, Diagnostic of Management, Analysis of the Countable Demonstrations. LISTA DE ILUSTRAÇÕES (op.) LISTA DE ILUSTRAÇÕES ILUSTRAÇÃO 1 – TÍTULO...................01 ILUSTRAÇÃO 2 – TÍTULO...................02 ILUSTRAÇÃO 3 – TÍTULO...................03 ILUSTRAÇÃO 4 – TÍTULO...................04 ILUSTRAÇÃO 5 – TÍTULO...................05 ILUSTRAÇÃO 6 – TÍTULO...................06 ILUSTRAÇÃO 7 – TÍTULO...................07 LISTA DE TABELAS (op.)
  12. 12. LISTA DE TABELAS TABELA 1 – TÍTULO.............................01 TABELA 2 – TÍTULO.............................12 TABELA 2 – TÍTULO.............................34 TABELA 4 – TÍTULO.............................52 TABELA 5 – TÍTULO.............................58 TABELA 6 – TÍTULO.............................66 TABELA 7 – TÍTULO.............................72 LISTA DE SÍMBOLOS LISTA DE SÍMBOLOS LISTA DE SÍMBOLOS α - Alfa β - Beta © Copyright ® Marca registrada Ω Omega π Pi LISTA DE SÍMBOLOS
  13. 13. LISTA DE SIGLAS Associação Brasileira de ABNT- normas Técnicas BANPARÁ- Banco do Estado do Pará EGPA- Escola de Governo do Estado do Pará NUAUD- Núcleo de auditoria SUACE- Superintendência de Administração de Créditos Especiais SUMÁRIO SUMÁRIO 1INTRODUÇÃO 16 2 PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO 27 2.1. A FINALIDADE DO PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO 18 2.2. ASPCTOS A CONSIDERAR NO PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO .29 3 TRIBUTAÇÃO APLICADA ÀS MICROEMPRESAS.... 43 3.1SUPER SIMPLES................................ 50 3.1.1Base de cálculo................................. 51 4ESTUDO DE CASO................................. 58 REFERÊNCIAS............................................. 60 GLOSSÁRIO................................................. 61 APÊNDICE.................................................... 62 ANEXOS....................................................... 63
  14. 14. DICAS Alguns casos a seguir com embasamento e critérios das normas da ABNT. Notas Atente: as notas explicativas devem ser breves, sucintas e claras. Notas muito longas prejudicam a compreensão e leitura. Abreviaturas Deve-se evitar ao máximo o uso de abreviaturas em textos corridos. Caso necessário, consultar normas, dicionários para verificar a forma correta. Exemplo: edição (ed.); organizador (org.). Siglas Utilizar apenas as siglas consagradas mundialmente. Exemplo: Unesco; ONU; FMI, etc. Deve-se evitar o uso de siglas. Caso necessário, colocar seu significado na primeira vez em que ela aparece no texto. Exemplo: Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Divisão dos capítulos Σεγυιµοσ πελα διφερενχια©ο δοσ χαπτυλοσ ε σε⌡εσ δα σεγυιντε φορµα: 1 SEÇÃO PRIMÁRIA (CAIXA ALTA, NEGRITO, TAMANHO 12) 1.1 SEÇÃO SECUNDÁRIA (CAIXA ALTA, SEM NEGRITO, TAMANHO 12) 1.1.1 Seção terciária (Caixa baixa, negrito, tamanho 12) 1.1.1.1 Seção quaternária (Caixa baixa, sem negrito, tamanho 12) Palavras - chave São termos extraídos do resumo que identificam o conteúdo do documento. Devem ser colocadas logo abaixo do resumo antecedidas da expressão “Palavras-chave”. São separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto. Inglês – Keywords Francês – Mots-clés Espanhol – Palabras clave
  15. 15. Notas de Referência A primeira citação de uma obra, em nota de rodapé, deverá ter sua referência completa. Exemplo: ____________________ MORIN, Edgar. A ciência total. Folha de São Paulo, 6 set. 1998. Caderno Mais, p. 511. As citações seguintes, usadas da mesma obra, podem ser referenciadas de forma abreviada, usando as seguintes expressões latinas: Idem ou Id. (do mesmo autor) – Substitui o nome do autor quando se tratar de obras diferentes. Exemplo: _____________________ DINIZ, Maria Helena. Dicionário jurídico. São Paulo: Saraiva, 1998. v. 2. Id. Direito civil: São Paulo: Saraiva, 2002. Ibdem ou Ibid. (da mesma obra) – Se refere a mesma obra citada anteriormente. BALERA, 1996, p. 76. Ibid., p. 89. Ao final desta obra encontra-se a lista das normas da ABNT para a estrutura do trabalho acadêmico, e modelos de aplicabilidade no momento de fazer a referência do documento.
  16. 16. Composição e ordem das folhas que compõe o trabalho acadêmico Produção textual: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão
  17. 17. MODELOS DE REFERÊNCIAS Monografias no todo AUTOR, Autor. Título: subtítulo. edição. Local: editora, data. Paginação. (Série). Notas especiais. Livro (até três autores) GOMES, John S. O ensino superior no Estado do Pará: aspectos profissionais. 3. ed.. Belém: Paka-Tatu, 2007. Livro (mais de três autores) VIRÍLIO, Nice (et. al.). O emprego dos sonhos. São Paulo: Saraiva, 2008. Livro – Tradução CAUNT, John. Organize-se. 2. ed.Traduzido por: Luiz Fernando Martins. São Paulo: Clio, 2006. Tradução de: Organize yourself. Folheto MARTINS, Kátia L. Macedo. A organização de arquivos. Belém: EGPA, 2005. 30 p.(Coleção Documentos& Organização, 3). Manual COSTA, Lídia Vasconcelos. Manual de controle da doença de chagas. São Paulo: Associação Paulista de Medicina, 2001. (Coleção Saúde, 9) Relatório BANCO DO ESTADO DO PARÁ. Relatório administrativo. Belém, 2008. 43 p. Enciclopédia e Dicionário no todo TERSARIOL, Alpheu. Minidicionário da língua portuguesa. Rio Grande do Sul: EDELBRA, 1998. 384p. Evento - todo ENCONTRO NACIONAL DE ENFERMAGEM, 10., 2006, Maceió. Anais... Maceió: Universidade Federal de Alagoas, 2006.
  18. 18. Evento - parte MEDEIROS, Tatiana Souza. Imunização ativa na região tropical. In ENCONTRO NACIONAL DE ENFERMAGEM, 10., 2006, Maceió. Anais... Maceió: Universidade Federal de Alagoas, 2006. 1 CD- ROM. Evento meio eletrônico (aplica-se na parte) SIMPÓSIO BRASILEIRO DE RADIOLOGIA, 20., 2008, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: PUC, 2008. Disponível em:< www.sbr.puc.br/anais.ce05.htm.> Acesso em 21 mar. 2004. Trabalhos acadêmicos LIMA, Cinthia Valéria Gomes; ANJOS, Márcia de Nazaré S. dos; VIEIRA JUNIOR, Marcos Gonçalves. Assédio moral na empresa: uma prática velada. 2006. 38 f. Trabalho de conclusão de curso (graduação em administração com habilitação em marketing)- Faculdade do Pará, Belém, 2006. GUTIERREZ, Francisco Leitão. Previdência social: aspectos jurídicos e problemática orçamentária. 2005. 110 f. Dissertação (Mestrado em Direito Social) – Faculdade Ideal, Belém, 2005. Publicações periódicas no todo AGITAÇÃO. São Paulo: CIEE, v. 16, n. 81, mai.- jun. 2008. Artigos/matéria de periódico BUENO, Miguel. Sociologia y Ciencias Sociales. Revista Mexicana de Sociologia. México, Universidade Autônoma do México. v. 19, n.1, p. 9-12, 1998. Artigo/ matéria de jornal SILQUEIRA, Frank. Governo envia a AL orçamento de 2009. Diário do Pará, Belém. v. 27, n. 8.856, 01 out. 2008. meio eletrônico (Disquete, CD-ROM, on line etc) Documentos em Cidades, p. A3. Monografia FREITAS, Fabrício S. Liderança e administração. 3. ed.. Belém: CEJUP, 2007. 1 disquete. ALMANAQUE ABRIL BRASIL-MUNDO 2001. 8.ed. São Paulo: Abril Multimídia, 2001. 1 CD- ROM.
  19. 19. Periódico REVISTA ELETRÔNICA DE ADMINISTRAÇÃO, São Paulo, v. 5, 2001. 1 CD-ROM. Bases de dados UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Biblioteca de Ciência e Tecnologia. Mapas. Curitiba, 1997. Base de dados em MicroIsis, versão 3.7 Programas (software) MICROSOFT Project for Windows 97, version 5.0: project planning software. [S.l.]: Microsoft Corporation, 1997. Conjunto de programas. 1 CD-ROM E-mail MACEDO, Márcia. Vitória nas eleições [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por <klmacedomartins@yahoo.com.br> em 07 out. 2002 Documentos consultados online CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, Brasília, DF, v. 27, n. 2, 1997. Disponível em : <http://www.ibict.br/ cionline>. Acesso em 10 set. 1998.
  20. 20. REFERÊNCIAS ANDRADE, Maria Margarida de. Como preparar trabalhos para cursos de pós-graduação: noções prática. São Paulo : Atlas, 1995. ARAÚJO, Oderle Milhomem. Elaboração de referências. 2. ed. Belém: Banco da Amazônia, 2004. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6022: informação e documentação: artigo em publicação periódica científica impressa: apresentação. Rio de Janeiro, 2003. 5 p ______. NBR 6023: informação e documentação: referências: apresentação. Rio de Janeiro, 2002. 24 p. ______. NBR 6024: informação e documentação: numeração progressiva das seções de um documento escrito: apresentação. Rio de Janeiro, 2003. 3 p. ______. NBR 6027: informação e documentação: sumário: apresentação. Rio de Janeiro, 2003. 2 p. ______. NBR 6028: informação e documentação: resumo: apresentação. Rio de Janeiro, 2003. 2 p. ______. NBR 6034: informação e documentação: índice: apresentação. Rio de Janeiro, 2004. 4 p. ______. NBR 10520: informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de Janeiro, 2002. 7 p. ______. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, 2002. 6 p. ______. NBR 14724 Emenda 1: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, 2005. 1 p. MEDEIROS, Nilcéia Lage de. Fórum de normalização: obra de referência para Biblioteconomia e Ciência da informação. Belo Horizonte: Fórum, 2006. 73p. MARTINS, Kátia L. Macedo. Guia básico e prático da. normalização. Belém: UNAMA, 2001. 35 p. (Coleção Didática, 2). Disponível em: <www.cci.unama.br/margalho/portaltcc/bcc/regrasdaunama.pdf.> Acesso em: 03 out 2008.

×