AULA 1 REDAÇÃO
Modalidades clássicas de redação <ul><li>Descrever  é caracterizar. Na descrição, são apresentadas características percebi...
<ul><li>Quarto é  relacionado a um cômodo qualquer de um edifício . Normalmente, porém, a palavra costuma ser usada como s...
 
<ul><li>Descrição objetiva/ denotativa : é aquela apresenta o objeto de forma concreta, buscando maior proximidade com a r...
<ul><li>“ Esse perfume tem um cheiro muito doce!” </li></ul><ul><li>“ A cor cantava-me nos olhos.” </li></ul><ul><li>“ Sua...
<ul><li>Dica para aprimorar sua descrição:  </li></ul><ul><li>1. Descreva sem utilizar o recurso  da visão. </li></ul><ul>...
<ul><li>3. Técnica do estranhamento: faça de conta não conhece nada sobre o que está sendo descrito. A ideia é fazer a des...
<ul><li>4. Descrever sob um ponto de vista diferente: </li></ul><ul><li>“ Além disso, convencionaram que uma pessoa só pod...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Redação aula 1

1.392 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.392
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Redação aula 1

  1. 1. AULA 1 REDAÇÃO
  2. 2. Modalidades clássicas de redação <ul><li>Descrever é caracterizar. Na descrição, são apresentadas características percebidas e/ou imaginadas de alguém ou algo. </li></ul><ul><li>Narrar é contar. Na narração, são apersentadas ações e personagens. O que aconteceu, com quem, como, onde e quando. </li></ul><ul><li>Dissertar é debater. Na dissertação, são apresentados pontos de vista e argumentos, a respeito de um tema, de uma questão posta em debate. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Quarto é relacionado a um cômodo qualquer de um edifício . Normalmente, porém, a palavra costuma ser usada como sinônimo para um dormitório, especificamente. O mobiliário é uma cama, as escrivaninhas a acompanhar a cama, uma cadeira e armários para colocação da roupa. </li></ul>
  4. 5. <ul><li>Descrição objetiva/ denotativa : é aquela apresenta o objeto de forma concreta, buscando maior proximidade com a realidade, deixando de lado as impressões do observador. Apresenta características como forma, tamanho, peso, cor, espessura, volume, etc. A descrição objetiva preocupa-se com a exatidão dos detalhes e com a precisão dos vocábulos. É como tirar fotos com as palavras. </li></ul>
  5. 6. <ul><li>“ Esse perfume tem um cheiro muito doce!” </li></ul><ul><li>“ A cor cantava-me nos olhos.” </li></ul><ul><li>“ Sua voz áspera assustava a plateia.” </li></ul><ul><li>“ Senti saudades amargas.” </li></ul><ul><li>“ Uma melodia azul invadiu a sala.” </li></ul><ul><li>“ Pela janela da sala entravam claridades cinzentas e surdas...” </li></ul><ul><li>TATO – VISÃO – AUDIÇÃO – PALADAR – OLFATO </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Dica para aprimorar sua descrição: </li></ul><ul><li>1. Descreva sem utilizar o recurso da visão. </li></ul><ul><li>2. Faça comparações </li></ul><ul><li>De sua formosura deixai-me que diga: é tão belo como um sim numa sala negativa. </li></ul><ul><li>João Cabral de Melo Neto </li></ul><ul><li>Bateram-lhe como nunca tinham visto . Você é tão bonita quanto o Rio de Janeiro em maio e quase tão bonita quanto a Revolução Cubana </li></ul><ul><li>Ferreira Gullar </li></ul>
  7. 8. <ul><li>3. Técnica do estranhamento: faça de conta não conhece nada sobre o que está sendo descrito. A ideia é fazer a descrição desse objeto sem dar nenhuma informação antecipada sobre ele. (nome, dizer para o que serve...) </li></ul><ul><li>“ É quadrado, bem pesado, parece frio e quando encosto minha mão nele percebo que é gelado. Na sua frente há uma roda que dá a impressão de ser um soldado guardando um castelo. Não emite sons. Não tem cheiro. Parece morto, ou melhor, parece um caixão de defunto. Não tem um habitat fixo, mas pode ficar em qualquer lugar onde a ambição pode chegar. Alguns tem pés próprios, outros estão atrás de figuras , o mais diversas possível. Não se movimenta, é totalmente estático. Apenas o seu braço em roda se movimenta e quando o fazem é para abrir seu próprio corpo. Dentro há um sangue verde coagulado, misturado com pedras e segredos.” </li></ul>
  8. 9. <ul><li>4. Descrever sob um ponto de vista diferente: </li></ul><ul><li>“ Além disso, convencionaram que uma pessoa só pode dizer meu a respeito de uma coisa determinada. E aquele que disser meu/ minha ao maior número de coisas considera-se a pessoa mais feliz. Muitos daqueles que me chamaram de meu cavalo não eram os que me montavam ou me alimentavam. Não sei por quê as coisas são assim.” </li></ul><ul><li>Leon Tostoi </li></ul>

×