Primeira Guerra Mundial
“ A poesia das trincheiras é coisa do
passado... A guerra começou como uma
juventude fresca, está ...
Competências e Habilidades:
Confrontar interpretações diversas de
situações histórico-geográficas, técnico-
científicas, c...
Antecedentes
•Imperialismo
•Neocolonialismo
•Belle Époque
A rivalidade comercial anglo-alemã
“Há na Europa duas grandes forças opostas e irreconciliáveis,
duas grandes nações que p...
Belle Époque
• Período compreendido
entre 1870 e 1914;
• Consolidação da ordem
burguesa;
• Desenvolvimento social
e econôm...
Tudo
Preparado
...
O pan eslavismo foi um movimento político e
sociocultural do século XIX, que buscava a união
de todos os povos eslavos. Pr...
P
a
n
e
s
l
a
v
i
s
m
o
Pan germanismo:terras habitadas por povos de origem
Germânica, tendo sido, inclusive, fundada em 1894,
uma fundação, de no...
P
a
n
g
e
r
m
a
n
i
s
m
o
 A Guerra Franco-Prussiana (1870-1871)
- Tratado de Frankfurt (1871)
- As perdas territoriais (Alsácia e Lorena)
- A Form...
Guerra franco-prussiana : foi um conflito armado envolvendo a França contra um conjunto de estados germânicos liderados pe...
Tratado de Ressegurança (1887)
- (Alemanha e Rússia): buscavam a neutralidade em
caso de conflito com um terceiro país, a ...
A França busca escapar do isolamento pretendido pelo Império
Alemão:
1. Assinatura do Tratado de Aliança Franco-Russo (189...
O EstopimFrancisco José (1830 -1916), imperador do império Austro-Húngaro, aos 84 anos prepara-se para
deixar o trono ao h...
Fases da Guerra
• agosto a novembro de 1914
• dezembro de 1914 ao final
de 1917
• final de 1917 a novembro de
1918
1ª Fase...
Havia duas frentes principais de batalha. A frente ocidental - onde
os alemães combatiam os franceses, os ingleses e os be...
A GUERRA DAS TRINCHEIRAS
Nesta fase, os exércitos adversários procuravam firmar suas
posições com o objetivo de vencer o a...
Em 1915, a Itália rompe com a Alemanha e alia-se à Entente. E,
enquanto milhares de jovens morriam nas trincheiras, outros...
A vida nas Trincheiras
TRINCHEIRAS:
VALAS/ABRIGOS, CAVADOS NA TERRA E
PROTEGIDOS POR ARAME FARPADO.
AS CONDIÇÕES DE VIDA N...
Em virtude da paz selada com os russos, os alemães deslocaram suas
tropas para a frente ocidental e lançaram uma poderosa ...
O fim?AO FIM DA GRANDE GUERRA, A AVIAÇÃO MILITAR, OS CANHÕES, OS
TANQUES E OS GASES VENENOSOS TINHAM PROVADO SUA
EFICIÊNCI...
• O fim da guerra e os “Tratados de Paz”:
• O Kaiser Guilherme II abdica e a Alemanha, transformada numa
república, assina...
14 PONTOS
DE WILSON
ESTADOS UNIDOS PROPÕE UM
TRATADO DE PAZ
O ex-presidente americano Woodrow
Wilson foi um dos personagen...
Tratado de Versalhes
Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado
de Versalhes foi um acordo de paz assinado
pelos países eu...
Art. 45 – determinava que a Alemanha cederia o território do Sarre, rico em minas de
carvão, por um prazo de quinze anos à...
• Os russos e os alemães tiveram que reconhecer a independência da Polônia . A
polônia não possuía saída para o mar, para ...
“A humanidade é louca! Deve ser louca
para fazer o que está fazendo. Que
massacre! Que cenas de horror e
carnificina. Não ...
http://www.suapesquisa.com/pesquisa/tratado_de_versalhes.htm
http://ateliedehistoria.blogspot.com.br/2009_12_01_archive.ht...
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Primeira guerra mundial

932 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Primeira guerra mundial

  1. 1. Primeira Guerra Mundial “ A poesia das trincheiras é coisa do passado... A guerra começou como uma juventude fresca, está terminando como um ator artificial, entediante e antiquado. A morte é a única conquistadora” (Fredrich George Steinbrecher, soldado alemão 1915) PROFESSORA KELLY CUSTÓDIO DELFINO
  2. 2. Competências e Habilidades: Confrontar interpretações diversas de situações histórico-geográficas, técnico- científicas, comparando diferentes pontos de vista, identificando os pressupostos de cada interpretação e analisando a validade dos argumentos utilizados.
  3. 3. Antecedentes •Imperialismo •Neocolonialismo •Belle Époque
  4. 4. A rivalidade comercial anglo-alemã “Há na Europa duas grandes forças opostas e irreconciliáveis, duas grandes nações que procuram estender o seu campo de ação à todo o mundo e impor-lhe o seu domínio comercial (…). No Cabo, na África Central, na Índia e no Oriente, nas ilhas dos mares do Sul, por toda a parte (…) o caixeiro-viajante alemão está em luta contra o mercador inglês. Se há uma mina para explorar, um caminho-de-ferro para construir, (…) o Alemão e o Inglês esforçam-se por chegar cada um em primeiro lugar. Um milhão de minúsculas disputas estão à beira de transformar-se na maior causa de guerra que o mundo alguma vez assistiu.” Saturday Review, 11 de Setembro de 1897 Imperialismo
  5. 5. Belle Époque • Período compreendido entre 1870 e 1914; • Consolidação da ordem burguesa; • Desenvolvimento social e econômico; • Avanço científico e tecnológico;
  6. 6. Tudo Preparado ...
  7. 7. O pan eslavismo foi um movimento político e sociocultural do século XIX, que buscava a união de todos os povos eslavos. Procurava também um antecedente comum das formas variadas dos povos eslavos da Europa, tendo em mente objetivos comuns.
  8. 8. P a n e s l a v i s m o
  9. 9. Pan germanismo:terras habitadas por povos de origem Germânica, tendo sido, inclusive, fundada em 1894, uma fundação, de nome Alldeutscher Verband, que veio a se tornar um poderoso instrumento de propaganda pró-germanista, pregando a criação de uma Grande Alemanha, baseada na união dos povos germânicos e em sua expansão para o leste.O Nazismo inspirou-se em muitas dessas ideias.
  10. 10. P a n g e r m a n i s m o
  11. 11.  A Guerra Franco-Prussiana (1870-1871) - Tratado de Frankfurt (1871) - As perdas territoriais (Alsácia e Lorena) - A Formação do II Reich Alemão (Palácio de Versalhes)  Formação da Liga dos Três Imperadores (Alemanha, Áustria e Rússia) (1872)  As Disputas Imperialistas.
  12. 12. Guerra franco-prussiana : foi um conflito armado envolvendo a França contra um conjunto de estados germânicos liderados pela Prússia, que se desenrolou entre 1870 e 1871. Em sua origem estava a política desenvolvida pelo chanceler prussiano Otto Von Bismarck, com a intenção de unificar a Alemanha. Em oposição, o imperador francês Napoleão III tinha como objetivo reconquistar o prestígio perdido interna e externamente, depois de inúmeros reveses político diplomáticos. O poderio militar prussiano também constituía uma ameaça à supremacia francesa no continente europeu. Com altas ambições políticas de ambos os lados, a primeira questão que colocasse as duas potências em lados opostos seria o bastante para iniciar o conflito, e este episódio acabou sendo a disputa pela sucessão ao trono da Espanha. O que precipitou os eventos da guerra foi a candidatura de Leopoldo, príncipe de Hohenzollern-Sigmaringen e primo do rei da Prússia, ao trono espanhol, vago logo a seguir à revolução espanhola de 1868. Pressionado por Bismarck, Leopoldo aceitou a candidatura, e o governo francês, alarmado com a perspectiva de uma aliança prussiano-espanhola, ameaçou declarar guerra à Prússia caso essa pretensão não fosse retirada, seguida a uma imediata renúncia. No fundo, tratava-se de uma armadilha, um blefe do chanceler prussiano, à qual Napoleão III caiu sem muita reflexão. A questão não era realmente o trono espanhol, este era apenas uma isca, pois a França deveria ser a potência agressora, estimulando os estados alemães a lutarem em conjunto contra um agressor em comum: esta era a estratégia de Bismarck. A 19 de Julho de 1870, diante das negativas dos alemães em retirar a candidatura ao torno espanhol, a França declarou guerra à Prússia, e imediatamente o Estado Meridional da Alemanha se colocou ao lado do rei da Prússia Guilherme I numa frente comum. Os franceses conseguiram mobilizar um pouco mais de 200.000 homens, que incorporaram no exército da Alsácia e da Lorena, sob ordens dos marechais Mac-Mahon e Bazaine. Quanto aos alemães, formaram, num curto espaço de tempo, um forte exército de 400.000 soldados, sob o comando supremo de Guilherme, que tinha a seu lado como chefe de estado-maior um grande estratego, o marechal de campo Helmuth von Moltke. A batalha que decidiu o conflito foi a Batalha de Sedan, de 1 de setembro de 1870, concluída com a rendição das tropas francesas e a captura de Napoleão III. O Tratado de Frankfurt, assinado a 10 de maio de 1871, acabou com a guerra, acabando por impor uma humilhante derrota à França, pois esta perdeu parte das províncias de Alsácia e Lorena e teve que pagar uma pesada indenização de guerra, aceitando ainda a ocupação alemã (agora como país unificado) até à satisfação da dívida. A nova Assembleia Nacional francesa, eleita para negociar a paz, reuniu-se em Bordéus em 13 de Fevereiro e Adolphe Thiers foi eleito como o primeiro presidente da Terceira República. Os pesados encargos foram completamente saldados em Setembro de 1873, e nesse mesmo mês, depois de uma ocupação de cerca de três anos, as tropas alemãs deixariam o solo francês.
  13. 13. Tratado de Ressegurança (1887) - (Alemanha e Rússia): buscavam a neutralidade em caso de conflito com um terceiro país, a não ser em caso de ataque alemão à França ou Russo à Áustria. Subida ao poder de Guilherme II (1888) -Demite Bismark e não renova o Tratado de Ressegurança. ▪ Formação da Tríplice Aliança (1892) (Alemanha, Áustria e Itália) A Ligação emocional entre a Guerra Franco –Prussiana e a Primeira Guerra.
  14. 14. A França busca escapar do isolamento pretendido pelo Império Alemão: 1. Assinatura do Tratado de Aliança Franco-Russo (1892-1893) 2. Formação da Entente Cordiale (1894) com a Inglaterra 3. Nascimento da Tríplice Entente (1907) com a aproximação entre Inglaterra e Rússia. As Rivalidades na região Balcânica: 1. Os movimentos de Independência dentro do decadente Império Turco-Otomano – Apoio da Rússia (Pan-eslavismo) - Interesse no domínio dos estreitos de Bósforo e Dardanelos. 2. Projeto da Alemanha de criar a estrada de ferro Berlim-Bagdá, para ter acesso as regiões petrolíferas do Golfo Pérsico (Região com grande domínio Inglês) 3. O Projeto de Criar a Grande Sérvia 4. Os Interesses expansionistas do Império Austro-Húgaro. 5. DESTAQUE PARA A PAZ ARMADA.
  15. 15. O EstopimFrancisco José (1830 -1916), imperador do império Austro-Húngaro, aos 84 anos prepara-se para deixar o trono ao herdeiro. Mas, em 28 de junho de 1914, o arquiduque Francisco Ferdinando (1863 - 1914) e sua esposa são assassinados durante visita a Sarajevo pelo estudante anarquista Sérgio Gravillo Princip. Confirmada a cumplicidade de políticos da Sérvia no atentado, o governo austríaco envia em julho um ultimato ao governo sérvio. Exigem a demissão de ministros suspeitos de ligações com terroristas, o fechamento de jornais antiaustríacos e a perseguição de sociedades secretas. Como a Sérvia reluta em atender às exigências, o país é invadido pelos austríacos em 1o de agosto. O diabólico sistema de alianças, que impera no continente, arrasta o restante dos países europeus ao conflito. A Rússia declara guerra à Áustria; a Alemanha adere contra a Rússia. A França, ligada ao governo russo, mobiliza suas tropas contra os alemães. No dia 3 de agosto de 1914 o mundo está em guerra. Reino Unido hesita até o dia seguinte, quando os alemães invadem a Bélgica, violando a tradicional neutralidade deste país, para daí atingir a França. Outras nações envolvem-se em seguida: a Turquia, do lado dos alemães, ataca os pontos russos no Mar Negro; Montenegro socorre os sérvios em nome da afinidade étnica; e o Japão, interessado nos domínios germânicos no Extremo Oriente, engrossa o bloco contra a Alemanha. Com a guerra, ao lado da França 24 outras nações estabelecendo-se uma ampla coalizão conhecida como "Os Aliados". Já a Alemanha recebe a adesão do Império Turco Otomano, rival da Rússia e da Bulgária, movida pelos interesses nos Bálcãs. A Itália, embora pertencente à Tríplice Aliança, fica neutra no início, trocando de lado em 1915, sob a promessa de receber parte dos territórios turcos e austríacos.
  16. 16. Fases da Guerra • agosto a novembro de 1914 • dezembro de 1914 ao final de 1917 • final de 1917 a novembro de 1918 1ª Fase - A guerra de movimento 2ª Fase - A guerra das trincheiras 3ª Fase - Uma nova guerra de movimento - a Rússia se retira e entram os EUA.
  17. 17. Havia duas frentes principais de batalha. A frente ocidental - onde os alemães combatiam os franceses, os ingleses e os belgas´- e a frente oriental - onde os alemães combatiam os russos. A primeira fase durou de agosto a novembro de 1914 e foi marcada por um intenso movimento de tropas. Inicialmente, os alemães marcharam contra a Bélgica e, apesar da resistência belga, chegaram às vizinhanças de Paris, na França. Os franceses, porém, com a ajuda dos ingleses, conseguiram contra-atacar e deter o avanço alemão na batalha do Marne. Como nenhum dos lados conseguiu vitórias decisivas nessa batalha, a guerra na frente ocidental estacionou. A GUERRA DE MOVIMENTO
  18. 18. A GUERRA DAS TRINCHEIRAS Nesta fase, os exércitos adversários procuravam firmar suas posições com o objetivo de vencer o adversário por meio do desgaste progressivo de suas tropas. Os exércitos da Inglaterra e da França, de um lado, e o da Alemanha, de outro, tomaram posições em trincheiras desde o mar do Norte até a fronteira da Suíça. Enquanto isso, na frente oriental, o exército alemão vencia sucessivas batalhas contra o mal treinado e mal armado exército russo. Na Ásia, porém, os japoneses venciam e se apoderavam das colônias alemãs no Oriente: Qingdao , na China, e as Ilhas Marianas, Carolinas e Marshall, situadas no oceano Pacífico.
  19. 19. Em 1915, a Itália rompe com a Alemanha e alia-se à Entente. E, enquanto milhares de jovens morriam nas trincheiras, outros países entravam na guerra, ampliando as dimensões do conflito que atingia mais duramente a Europa. No início de 1917, a Alemanha decidiu adotar a guerra submarina: qualquer navio encontrado em águas territoriais inimigas seria afundado. Um dos atingidos pelos alemães foi o navio norte-americano Lusitânia, o que foi um dos motivos da entrada dos Estados Unidos na guerra, naquele mesmo ano. Seguindo os Estados Unidos, outros países americanos, inclusive o Brasil , engajaram-se no conflito ao lado da Entente. (o Brasil também teve seu navio Paraná afundado pelos alemães)
  20. 20. A vida nas Trincheiras TRINCHEIRAS: VALAS/ABRIGOS, CAVADOS NA TERRA E PROTEGIDOS POR ARAME FARPADO. AS CONDIÇÕES DE VIDA NAS TRINCHEIRAS ERAM TERRÍVEIS DEVIDO: À FALTA DE ALIMENTOS, À HUMIDADE, AO FRIO, AOS PIOLHOS E RATAZANAS, AOS ATAQUES DE GASES VENENOSOS E AO CONSTANTE CHEIRO A MORTOS. POR VEZES OS GASES ASFIXIANTES INVADIAM TOTALMENTE AS TRINCHEIRAS. OS SOLDADOS QUE NÃO COLOCAVAM A MÁSCARA A TEMPO MORRIAM INTOXICADOS OU FICAVAM COM GRAVES PROBLEMAS PULMONARES.
  21. 21. Em virtude da paz selada com os russos, os alemães deslocaram suas tropas para a frente ocidental e lançaram uma poderosa ofensiva apoiada pela aviação e pela artilharia pesada no início de 1918. Recomeçava a "guerra de movimento". Mas os países da Entente conseguiram reagir e venceram as forças alemãs na segunda batalha de Marne, forçando o seu recuo. O passo seguinte seria invadir o território alemão. Com a capitulação (rendição) da Bulgária e da Turquia e o esfacelamento doImpério Austro-Húngaro, a vitória da Entente se tornava cada vez mais iminente. Nesse meio tempo, uma rebelião popular sacudiu a Alemanha, forçando o imperador Guilherme II a renunciar, em novembro de 1918. O novo governo proclamou a República e assumiu a rendição que, finalmente,pôs fim a guerra. UMA NOVA GUERRA DE MOVIMENTO - A RÚSSIA SE RETIRA E ENTRAM OS EUA.
  22. 22. O fim?AO FIM DA GRANDE GUERRA, A AVIAÇÃO MILITAR, OS CANHÕES, OS TANQUES E OS GASES VENENOSOS TINHAM PROVADO SUA EFICIÊNCIA. O SALDO TRÁGICO DA PRIMEIRA GRANDE GUERRA MUNDIAL FOI DE CERCA DE 8 MILHÕES DE MORTOS E 20 MILHÕES DE MUTILADOS. DIANTE DESSA ENORME TRAGÉDIA, BOA PARTE DA HUMANIDADE E ALGUNS LÍDERES POLÍTICOS QUISERAM ACREDITAR QUE AQUELA SERIA A ÚLTIMA DE TODAS AS GUERRAS. ENTRETANTO, ENGANARAM-SE OS QUE ASSIM PENSAVAM. OS VENCEDORES FORAM IMPLACÁVEIS NOS TRATADOS DE PAZ IMPOSTOS AOS VENCIDOS. VÁRIOS ACORDOS FORAM ASSINADOS ENTRE OS DOIS LADOS, QUE, EM SEU CONJUNTO, RECEBERAM A DESIGNAÇÃO DE TRATADO DE VERSALHES. EM 28 DE JUNHO DE 1919, OS LÍDERES DA FRANÇA, DA INGLATERRA E DOS ESTADOS UNIDOS IMPUSERAM AS CONDIÇÕES DE PAZ À ALEMANHA.
  23. 23. • O fim da guerra e os “Tratados de Paz”: • O Kaiser Guilherme II abdica e a Alemanha, transformada numa república, assina o armistício (11 de novembro/1918). • O Tratado de Versalhes: 440 artigos que humilharam a Alemanha, com indenizações, devolução de territórios, desmilitarização etc. • Surgimento de novos países: Tchecoslováquia, Hungria, Polônia, Iugoslávia, entre outros, desmembrando impérios como o Austro- Húngaro. • Criação da Liga das Nações (1919), sem as participações dos Estados Unidos e União Soviética.
  24. 24. 14 PONTOS DE WILSON ESTADOS UNIDOS PROPÕE UM TRATADO DE PAZ O ex-presidente americano Woodrow Wilson foi um dos personagens centrais no processo de paz que sucedeu a Primeira Guerra, 1914-1918. Foi Wilson quem redigiu o tratado dos 14 pontos que determinou as diretrizes para a paz e foi o embrião da Liga das Nações, o primeiro esforço diplomático global. Por seu trabalho com o tratado, o americano ganhou o Nobel da Paz de 1919. 1) Acordos públicos, negociados publicamente, ou seja a abolição da diplomacia secreta; 2) Liberdade dos mares, com exceção dos mares fechados completamente ou em parte por ação internacional em cumprimento de pactos internacionais; 3) Eliminação das barriras econômicas entre as nações; 4) Garantias adequadas da redução dos armamentos nacionais até o menor nível necessário para garantir a segurança nacional; 5) A soberania dos interesses das populações colonizadas deve ter o mesmo peso dos pedidos equiparáveis das nações colonizadoras; 6) Retirada dos Exércitos do território russo e solução de todas as questões envolvendo a Rússia, visando assegurar melhor cooperação com outras nações do mundo. 7) Restauração da independência da Bélgica; 8) Todo território francês deve ser libertado e as partes invadidas restauradas. O mal feito à França pela Prússia, em 1871, na questão da Alsácia e Lorena, deve ser desfeito para que a paz possa ser garantida mais uma vez; 9) Reajustamento das fronteiras italianas, seguindo linhas divisórias de nacionalidade claramente reconhecíveis; 10) Desenvolvimento autônomo dos povos da Áutria-Hungria; 11) Restauração da Romênia, da Sérvia e do Montenegro, com acesso ao mar para Sérvia; 12) Desenvolvimento autônomo dos povos da Turquia, sendo os estreitos que ligam o Mar Negro ao Mediterrâneo abertos permanentemente; 13) Uma Polônia independente, habitada por populações indiscutivelmente polonesas e com acesso para o mar; e 14) Uma Liga das Nações, órgão internacional que evitaria novos conflitos atuando como árbitro nas contendas entre os países.
  25. 25. Tratado de Versalhes Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, principalmente Inglaterra e França. Em 10 de janeiro de 1920, a recém criada Liga das Nações (futura ONU) ratificou o Tratado de Versalhes.
  26. 26. Art. 45 – determinava que a Alemanha cederia o território do Sarre, rico em minas de carvão, por um prazo de quinze anos à França. Art. 51 – estabelecia que a Alsácia e a Lorena voltariam à posse dos franceses. Art. 102 – determinava que a cidade de Dantzig era considerada cidade livre e administrada pela Liga das Nações. Art.119 – determinava que todas as colônias alemãs passariam às mãos dos aliados. Art. 160 – estabelecia a quantidade máxima de tropas que a Alemanha poderia manter. No geral, só poderia ter 100 mil soldados voluntários. Art. 168 – qualquer fabricação de armamentos deveria ter a aprovação dos aliados. Art. 198 – determinava que a Alemanha não poderia ter aviação nem marinha militar. Art. 231 – estabelecia o reconhecimento da culpa dos alemães pela guerra e por todas as perdas e danos dos aliados. (Adaptado de MATTOSO, Kátia M. Queirós. Textos e documentos para o estudo da história contemporânea.São Paulo: Hucitec/Edusp, 1977, p. 166- 170. Algumas disposições do Tratado de Versalhes
  27. 27. • Os russos e os alemães tiveram que reconhecer a independência da Polônia . A polônia não possuía saída para o mar, para resolver tal situação, a Alemanha foi obrigada a ceder uma faixa de seu território para a Polônia criando uma ligação com o Mar Báltico (Corredor Polonês). •O império Austro-Húngaro se desfez com a independência da Hungria. •Devemos ressaltar que, muito embora, os outros países perdedores tivessem sofrido punições, a grande responsabilizada pela guerra foi a Alemanha!
  28. 28. “A humanidade é louca! Deve ser louca para fazer o que está fazendo. Que massacre! Que cenas de horror e carnificina. Não consigo encontrar palavras para traduzir minhas impressões. O inferno não pode ser tão terrível. Os homens estão loucos!” Soldado francês, pouco antes de morrer, vítima da guerra.
  29. 29. http://www.suapesquisa.com/pesquisa/tratado_de_versalhes.htm http://ateliedehistoria.blogspot.com.br/2009_12_01_archive.html http://br.significado.de/pan-eslavista#ixzz32vOEyL9X http://histoblogsu.blogspot.com.br/2009/07/as-fases-de-1-guerra-mundial.html http://revistaescola.abril.com.br/historia/pratica-pedagogica/mae-batalhas- 423039.shtml http://historiamutante.wordpress.com/2013/07/02/os-14-pontos-de-wilson-um- tratado-de-paz/ http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/primeira-guerra-mundial/o-estopim.php

×