Manutenção preventiva

845 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
845
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
250
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manutenção preventiva

  1. 1. Manutenção preventiva
  2. 2. Adote uma postura preventiva • Realizar a manutenção de um computador, em alguns casos pode ser um procedimento difícil, demorado e caro. • No entanto, é importante sabermos que muitos dos problemas que podem ocorrer em um computador podem ser evitados com medidas muito simples, como limpeza e organização. • Assim, manter limpos os periféricos do computador, como teclado, mouse, monitor e caixas de som, aumenta o tempo de vida útil desses componentes, evitando o desgaste que ocorre com o acúmulo de sujeira.
  3. 3. • A organização dos componentes externos, também é importante para manter a refrigeração das partes internas. • Para isso, precisamos tomar cuidado para não obstruir as passagens de ar, principalmente as do gabinete.
  4. 4. • Você já deve ter percebido que é comum acumular, na base do teclado, muita poeira, cabelo, pedaços de papel e outros tipos de sujeira. • Portanto, precisamos ficar atentos, fazendo a limpeza do teclado quando isso ocorrer.
  5. 5. • Para limpar o mouse, se ele for um mouse "de bolinha", primeiro você deve remover a tampa inferior e retirar a bolinha. • A bola deve ser limpa com um pano e detergente neutro. • No interior do mouse, você deve retirar a sujeira grudada nos roletes, usando uma chave de fenda pequena ou qualquer outro objeto fino o bastante para alcançá-los. • Nesse momento, é preciso ficar atento para que a sujeira removida não fique no interior do mouse. • No caso de mouse óptico, você deve limpar a parte exterior também com pano e detergente neutro.
  6. 6. LIMPEZA INTERNA • Às vezes, é necessário fazer uma limpeza interna no gabinete. • Sugerimos que você aproveite os momentos de troca e instalação de novos componentes e placas para realizar essa tarefa. • A limpeza interna é importante porque a poeira pode danificar as ventoinhas do computador, causando superaquecimento, e também pode conduzir eletricidade, causando mau funcionamento de outros componentes. Mas cuidado! • Antes de abrir o gabinete, você precisa desconectar todos os cabos de energia. • A poeira mais superficial deve ser removida utilizando pincel grosso ou escova de dentes. • Se estiver muito sujo, remova todas as placas e cabos para poder fazer a limpeza.
  7. 7. Atenção! Antes de desmontar, tenha certeza que você tem permissão dos responsáveis pela máquina, e que sabe desmontar e remontar o computador.
  8. 8. • Não se esqueça de observar bem a posição dos cabos para conectá-los nos mesmos lugares. • Tenha sempre o manual da placa mãe em mãos quando desmontar o computador. • Tome cuidado com a eletricidade estática! Antes de abrir o computador, para descarregar a eletricidade estática do seu corpo, recomendamos que você segure por alguns segundos em alguma superfície metálica, como uma janela ou a perna de uma mesa. • Nunca abra ou desmonte o computador com a fonte de alimentação conectada na tomada. • Também neste caso, para remover a poeira, você pode utilizar pincel grosso, escova de dentes ou até um pano. • Se tiver disponível um aspirador de pó, também pode utilizá-lo.
  9. 9. Atenção! Nunca sopre nos componentes para retirar a poeira. Gotículas de saliva ficarão nas peças, podendo danificar o computador.
  10. 10. • Os contatos de borda (conectores dourados) das placas e módulos de memória, devem ser limpos com borracha branca (borracha escolar mesmo), passando como se estivesse apagando a sujeira. • Isso deve ser feito longe do computador para que os resíduos não caiam dentro do gabinete.
  11. 11. • Para limpar os slots (de memória, de expansão e soquete do processador), você pode usar uma escova de dentes embebida em álcool isopropílico, que pode ser encontrado em farmácias. • Atenção! Não use álcool comum, ele pode oxidar os componentes do micro. • Se a placa mãe estiver muito suja, você pode retirá-la do gabinete e lavá-la com álcool isopropílico.
  12. 12. • Limpe as ventoinhas com pincel ou escova de dentes. Se estiverem muito sujas, pode ser necessário desmontá-las. • Só faça isso se você tiver certeza que saberá montá-las novamente.
  13. 13. QUANDO FAZER UPGRADE DO COMPUTADOR? Você está percebendo que seu computador não é mais potente o suficiente para executar os programas que você necessita? Talvez seja o momento de considerar um upgrade da sua máquina. Mas primeiro, seria importante refletir um pouco mais sobre essa questão.
  14. 14. RECAPITULANDO Atenção! • Nunca é demais lembrar que antes de desmontar o computador, é preciso ter a permissão dos responsáveis pela máquina, e que você saiba desmontar e remontar o computador. • Não se esqueça de observar bem a posição dos cabos para conectá-los nos mesmos lugares. • Tenha sempre o manual da placa mãe em mãos quando desmontar o computador. • Tome cuidado com a eletricidade estática! Antes de abrir o computador, para descarregar a eletricidade estática do seu corpo, recomendamos que você segure por alguns segundos em alguma superfície metálica, como uma janela ou a perna de uma mesa. • Nunca abra ou desmonte o computador com a fonte de alimentação conectada na tomada.
  15. 15. OBTENDO INFORMAÇÕES SOBRE O HARDWARE • Existem alguns softwares que fazem um inventário de todo o hardware presente na sua máquina. • Esses softwares são úteis para obter detalhes sobre os componentes do seu computador sem ter que abri-los ou consultar manuais, ou ainda para saber o modelo exato dos componentes para buscar mais informações no site do fabricante. • Um desses softwares é o hardinfo, disponível para Linux. (Para Windows, Everest) • Esse software exibe uma lista de todos os componentes do seu computador e as informações específicas sobre cada um. • Quando instalado o pacote de monitoramento através dos sensores da placa (lm-sensors), o programa exibe também a temperatura e a voltagem dos componentes.
  16. 16. UPGRADE DE MEMORIA RAM "640KB de memória é suficiente para qualquer um.“ Bill Gates • Você já percebeu que cada vez mais os programas novos exigem uma maior quantidade de memória RAM? • Isso mesmo! Quando seu computador está muito lento, pode ser um sinal de que é necessário um upgrade de memória. • Esta, costumeiramente, é a maior causa de lentidão nas máquinas, mas não é a única. • Saber quando fazer um upgrade de memória é uma questão de experiência. • A maneira mais simples de se descobrir se o que está deixando sua máquina lenta é falta de memória, é colocar mais memória. • Então, se você tem algum pente de memória disponível, faça esse teste, esse é o caminho mais simples.
  17. 17. • Outro caminho seria verificar os requisitos de hardware exigidos pelos programas que você utiliza. • Se você observar que existe algum programa que você utiliza e que exige mais memória RAM do que a que seu computador possui, pode ser o momento de fazer um upgrade de memória. • O problema com essa abordagem é que nem todos os desenvolvedores de software apresentam esses dados e, às vezes, alguns programas consomem muito mais memória do que deveriam. • Mesmo assim, é possível utilizar esse método para decidir quando fazer um upgrade de memória, pois se o seu computador tem menos memória do que o recomendado para algum programa que você usa, e por isso ele está muito lento, provavelmente o problema é a falta de memória.
  18. 18. • Outro aspecto que destacamos como importante, a se considerar em relação às memórias, é a velocidade. • Não adianta muito, para melhorar o desempenho do computador, instalar memórias de velocidade baixa e de grande capacidade. • Seria melhor utilizar memórias de menor capacidade, mas de velocidade mais alta.
  19. 19. UPGRADE DE DISCO • Um upgrade de disco é a substituição ou adição de um novo disco na máquina para se obter mais espaço em disco. • Antes de realizar um upgrade de disco, verifique se existem arquivos e programas que possam ser eliminados, a fim de liberar espaço, pois é muito mais fácil e barato apagar arquivos e programas do que adquirir e instalar um novo disco. • Caso apenas a remoção de arquivos e programas não seja suficiente e você realmente necessite de um upgrade de disco, verifique o tipo de canal que a sua placa mãe suporta. • Placas mãe mais antigas tinham suporte apenas para discos IDE, enquanto as placas mais novas têm suporte para SATA. • Os discos IDE são diferentes dos discos SATA, portanto, essa informação será muito importante no momento da aquisição do disco.
  20. 20. • Verifique se existe alguma entrada disponível para instalar o novo disco. • No caso dos discos IDE, um único cabo flat IDE pode ligar 2 dispositivos. • Alguns cabos, porém, possuem apenas uma entrada e, se esse for o caso da sua máquina, e não existam mais canais disponíveis, é possível trocar de cabo para conseguir mais um canal. • Se não existir nenhuma entrada disponível, a única opção é trocar o seu disco atual por um disco de maior capacidade. • Para fazer a substituição do disco, você deve remover o disco antigo do computador, colocar o novo disco e instalar nele os programas que você vai utilizar. • Depois disso, você pode copiar os arquivos do disco antigo para o disco novo. • Dica: para facilitar o processo de reinstalação do sistema operacional, mantenha os seus arquivos pessoais em uma partição diferente.
  21. 21. UPGRADE DE PROCESSADOR • Importante destacar que modelos de processador do mesmo fabricante podem ter características diferentes. • É comum, processadores terem a mesma velocidade de clock, mas quantidades de memória cache diferentes. • Fique atento a isso, pois a memória cache faz muita diferença no desempenho do processador. • Atenção! Como você já deve ter percebido, ao comparar os processadores, a velocidade de clock não é o único aspecto que você deve considerar para saber qual é o melhor. • Se você tem dúvidas quanto a isso, é hora de revisar o conteúdo do módulo Hardware.
  22. 22. UPGRADE DE VÍDEO • O upgrade de placa de vídeo é necessário, normalmente, quando você precisa usar programas que utilizam recursos de aceleração 3D, como jogos, programas de CAD, programas de modelagem 3D etc. • Nestes casos, os programas, em geral, disponibilizam os requisitos mínimos de execução, ressaltando, também, os recursos mínimos de aceleração 3D, necessários para a execução do programa. • Uma vez identificada a necessidade de adquirir uma placa de vídeo para a sua máquina, é necessário decidir qual placa comprar. • Primeiramente, é necessário saber qual placa é compatível com a sua placa mãe. • Para isso, consulte o manual da sua placa mãe ou o site do fabricante.
  23. 23. • Um dado importante é qual o tipo de barramento de expansão, dedicado a vídeo, que existe em sua placa mãe. • Existem placas de vídeo PCI, AGP e PCI-Express. Os slots de barramento PCI podem ser utilizados com vários tipos de placas, incluindo placas de vídeo. • Hoje em dia, é pouco comum utilizar slots PCI para vídeo, mas ainda podemos encontrar placas mãe que não nos dão outra opção. • Os slots AGP dedicados para vídeo ainda são encontrados, mas estão caindo em desuso. • O mais comum é encontrar placas mãe com slots de vídeo dedicados do tipo PCI-Express.
  24. 24. • Uma vez descoberto qual o slot de vídeo que a sua placa mãe possui, é hora de escolher a placa de vídeo. • A quantidade de memória de uma placa de vídeo não é o mais importante. • É mais importante saber qual o clock do seu processador gráfico, o clock da memória que ela utiliza, a taxa de transferência da memória, a largura do barramento e quantos pixels por clock ela pode processar. • Esses dados podem ser encontrados no site do fabricante ou em sites especializados, como o Clube do hardware, que mantém uma tabela atualizada com todos os modelos dos dois principais fabricantes do mercado. • Com esses dados em mãos, é possível fazer uma comparação mais precisa entre os produtos e, assim, adquirir aquele componente que trará maior custo/benefício.
  25. 25. Instalando uma placa • Existem muitos outros tipos de placas que podem ser adicionadas ao seu computador. • Entre elas, incluímos placas de som, placas de rede, placas de captura de vídeo e uma infinidade de outras. • Para a maioria dessas placas, os procedimentos de instalação são basicamente os mesmos.
  26. 26. • Mas preste bastante atenção! • Verifique se a placa que você vai adquirir pode ser utilizada no seu sistema operacional. • Você pode encontrar essa informação tanto no site do fabricante como em fóruns de discussão. • Antigamente, muitos componentes não podiam ser utilizados nas distribuições Linux, porque os fabricantes quase nunca disponibilizavam drivers para este sistema operacional. • Hoje em dia, isto é cada vez mais raro, mas se você usa Linux, vale a pena se informar antes para evitar aborrecimentos. • Com a nova placa em mãos, você deve instalá-la no slot previamente reservado para ela e, ao ligar o computador, se for preciso, instalar os drivers necessários para o funcionamento do componente.
  27. 27. Atualização de drivers • Muitas vezes, pequenos problemas que ocorrem na máquina são causados por erros nos drivers - programas que controlam o funcionamento de um dispositivo. • Estes problemas podem ser resolvidos com a atualização dos drivers do dispositivo que, geralmente, está disponível no site do fabricante. • Quando você compra um dispositivo, junto com ele você recebe um CD com os arquivos para instalação dos drivers. • Porém, nem sempre esses drivers estão em suas versões mais recentes, com as correções de problemas e as melhorias de desempenho. • É recomendado que você obtenha a versão mais recente dos drivers, no site do fabricante.
  28. 28. PROCESSOS DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE HARDWARE • Muitos dos problemas que ocorrem nos computadores são muito simples de se resolver e requerem apenas o conhecimento do funcionamento básico da máquina. • O processo de resolução de problemas de hardware começa com o diagnóstico, que é a fase em que identificamos qual o problema, para, então, reunirmos as ferramentas necessárias para resolvê-lo e seguirmos o passo a passo. • A seguir, veremos o processo de resolução de alguns problemas recorrentes.
  29. 29. INVESTIGANDO PROBLEMAS - PASSO A PASSO Faça uma inspeção externa antes de tentar ligar o computador: Verifique se todos os cabos estão ligados corretamente; Se o cabo está ligado à rede elétrica; Se os cabos da fonte estão bem presos (sugerimos que remova e conecte novamente); Verifique se as voltagens da fonte e do estabilizador estão corretamente configuradas; Verifique se o botão liga/desliga do estabilizador e da fonte está na posição "ligado"; Verifique se o botão reset ou o power, do gabinete, não estão presos (se um deles estiver preso, você deve liberá-lo com o auxílio de uma ferramenta, como por exemplo, uma chave de fenda).
  30. 30. 1º PASSO - INSPEÇÃO EXTERNA  Faça uma inspeção externa antes de tentar ligar o computador.  Remova todos os cabos de periféricos do seu computador (teclado, mouse, caixas de som, conectores USB etc.), deixando apenas o cabo de força e o cabo do monitor.  Verifique se o seu monitor está ligado (piscando a luz LED).  Se o LED não estiver piscando, verifique o cabo de energia do monitor e, posteriormente, ligue e desligue o monitor novamente.  Caso ele não dê sinal, tente substituí-lo.  Verifique se as configurações de brilho e contraste do seu monitor estão corretas.  Caso seja possível, reinicie essas configurações.  Depois de verificar tudo, tente ligar o computador.  Se ele estiver funcionando, conecte, um a um, os cabos que você removeu e tente ligar novamente para tentar identificar qual dispositivo estava causando o mau funcionamento.  Caso a conexão de algum dos dispositivos cause o problema, pode ser que esse dispositivo esteja com defeito e será necessário ser substituído.
  31. 31. 2º PASSO - INSPEÇÃO INTERNA BÁSICA  De posse da autorização dos responsáveis pela máquina, inicie a inspeção interna básica, removendo todos os componentes que não são necessários para ligar o computador, deixando apenas a fonte, a placa mãe, o processador, o cooler do processador, um (e apenas um) módulo de memória e uma placa de vídeo (se houver).  Você deve remover todos os outros componentes, incluindo discos rígidos, disquetes, dispositivos USB, unidades óticas, ventoinhas do gabinete, ventoinhas extra, placas de vídeo extra, módulos de memória extra (deixe apenas um).  Se seu computador possui vídeo onboard, desconecte a placa de vídeo offboard e conecte o cabo do monitor na placa de vídeo onboard.
  32. 32. 3º PASSO - CHECAGEM DOS COMPONENTES BÁSICOS Após remover todos os componentes, ligue o cabo de força na tomada e tente ligar o computador novamente. Se o computador ligar, você precisa colocar novamente os componentes removidos, um a um, a fim de identificar qual componente está com problema.  Atenção! Você só pode conectar um componente interno no computador quando ele estiver desligado.
  33. 33. 4º PASSO - CHECAGEM DE OUTROS COMPONENTES O procedimento para instalar novamente os componentes é: desligar o cabo de força da tomada, instalar o componente, religar o cabo de força na tomada e religar o computador. Se o computador ligar, repita o procedimento com o próximo componente. Caso o seu computador não ligue, a peça que você instalou por último está com defeito e precisa ser removida, ou ela pode estar com mau contato. Atenção! Não reinstale todas as peças ao mesmo tempo, pois instalando uma a uma você pode identificar qual peça está com defeito.
  34. 34. 5º PASSO - DEFEITO COM OS COMPONENTES BÁSICOS Se após tentar ligar o computador, somente com os componentes essenciais, e ele não funcionar, verifique, na ordem, os seguintes itens:  A fonte de alimentação está fornecendo energia? Para verificar isso, existe um LED na placa mãe que acende quando a fonte está ligada, além disso, existe um LED verde no painel frontal do gabinete.  Se nenhum dos dois LEDs acende, quando você tenta ligar seu computador, verifique as conexões dos cabos da fonte (incluindo os que se conectam à placa mãe).  Se mesmo assim os LEDs não acenderem, substitua a fonte.  O cooler do processador está girando? Se não estiver e você já tiver verificado a fonte, substitua o cooler. Várias placas mãe têm um circuito de proteção que desliga o micro, caso o cooler não esteja funcionando.  O cooler liga por alguns segundos e depois desliga? Tente reiniciar as configurações do BIOS. Veremos como realizar esse procedimento.  Você ouve alguns sons de bipe vindos do gabinete? Isso indica problemas com a placa de vídeo ou com o módulo de memória.  Pode ser um simples mau contato ou defeito nos componentes. Veremos o que fazer quando isso ocorre.
  35. 35. 6º PASSO - LOCALIZANDO O JUMPER DO BIOS Para reiniciar as configurações do BIOS, você deve localizar o jumper que é responsável por reiniciar estas configurações. Para localizá-lo, consulte o manual da placa mãe ou o site do fabricante. Algumas vezes, também é possível localizar esse jumper pelo que está escrito na placa mãe. Pode estar identificado com a palavra CLEAR, CMOS, CCMOS ou CLRTC, ao lado do jumper. Mas nem sempre você encontrará essa identificação, portanto a maneira mais segura é procurando no manual da placa mãe.
  36. 36. 7º PASSO - REINICIE AS CONFIGURAÇÕES DO BIOS Depois de encontrado o jumper, o procedimento para reiniciar as configurações é: desligar o cabo de força, mudar a posição do jumper para clear, aguardar alguns segundos e voltar o jumper para a posição inicial. Caso o computador funcione, recoloque todos os componentes do computador, conforme o recomendado no passo 4.
  37. 37. 8º PASSO - REMOVENDO MAU CONTATO  Se o seu computador ainda não estiver ligando, remova os componentes que ainda estão na placa mãe, para fazer uma limpeza nas conexões desses componentes.  Para fazer essa limpeza, você precisa de uma borracha escolar branca, uma escova antiestática e álcool isopropílico.  A escova antiestática pode ser substituída por uma escova de dentes seca.  Não utilize escovas de dentes usadas.  Atenção!Não use álcool comum, ele pode oxidar os componentes do micro.
  38. 38. Limpe os contatos da memória e da placa de vídeo com a borracha, como se você estivesse "apagando" os contatos. Depois, limpe os contatos com uma escova de dentes umedecida com álcool isopropílico. Limpe os contatos do processador, o soquete do processador, o banco de memória e o slot da placa de vídeo com a escova de dentes umedecida com álcool isopropílico. Caso o computador funcione, recoloque todos os componentes do computador, conforme o recomendado no passo 2.
  39. 39. 9º PASSO - IDENTIFICANDO COMPONENTE DEFEITUOSO Se você chegou até a esse passo e o seu computador não tiver ligado ainda, significa que algum dos componentes essenciais do seu computador (fonte de alimentação, placa mãe, processador, memória e placa de vídeo) está com defeito.
  40. 40. ERROS TÍPICOS NA MONTAGEM
  41. 41. INSTALAÇÃO DA PLACA MÃE  Outro problema que pode ocasionar o não funcionamento de um computador é a montagem errada de seus componentes eletrônicos.  Para identificar esse problema é preciso abrir o computador para verificar como foi montado.  Um erro comum de montagem que pode levar ao superaquecimento da máquina é colocar a placa mãe no chassi com a espuma antiestática.  Essa espuma serve para proteger a placa de danos físicos e elétricos quando ela não está conectada ao chassi e deve ser removida ao ser instalada.  Devemos, também, fixar muito bem a placa mãe no chassi, pois se ficar solta pode causar diferentes erros, como travamentos e reiniciamento do computador.
  42. 42. UTILIZAÇÃO DE BRAÇADEIRAS Outro erro comum que também pode causar superaquecimento é deixar soltos, no gabinete, os cabos que não estão sendo utilizados. Amarrar os cabos com uma braçadeira plástica evita que estes bloqueiem o fluxo de ar no gabinete ou que encostem em alguma ventoinha, impedindo-a de girar. Tome um cuidado especial com os cabos flat IDE, pois caso haja pontas soltas, estas podem funcionar como uma antena, captando e injetando ruídos na transmissão de dados. É recomendado instalar o dispositivo IDE na ponta do cabo e não no meio, para não deixar a ponta solta.
  43. 43. INSTALAÇÃO DE UNIDADES ÓTICAS Ao instalar uma unidade ótica (unidade de CD, DVD, Blu-ray etc.), evite instalá-la como slave no mesmo cabo IDE do disco rígido, e sim no IDE secundário. Instalar a unidade ótica e o disco rígido no mesmo conector IDE, faz com que os dois dispositivos tenham que competir pelo canal IDE, prejudicando o desempenho de transmissão de dados.
  44. 44. APLICAÇÃO DE PASTA TÉRMICA  O cooler é um dispositivo utilizado para auxiliar a dissipação de calor liberada pelo processador da máquina.  A instalação incorreta de um cooler, ou a utilização de um cooler que seja mal dimensionado, pode acarretar superaquecimento.  Entretanto, apenas a utilização de um cooler eficiente e corretamente instalado, não assegura a perfeita transferência de calor entre processador e cooler, pois o próprio contato entre eles não é perfeito.  Pensando nisso, a aplicação de uma pasta térmica entre estes componentes resolve esse problema de contato, haja visto que o coeficiente de condutibilidade da pasta térmica é bem maior que a do ar.  A pasta térmica pode ser encontrada nas lojas especializadas e a sua utilização é indispensável.  Portanto, a falta de pasta térmica pode ocasionar o superaquecimento da máquina.  Verifique se a pasta térmica foi corretamente aplicada sobre o processador.  Caso contrário, acompanhe, na ilustração, o procedimento correto de sua aplicação.
  45. 45. A ESCOLHA DO GABINETE ADEQUADO Observe se o gabinete utilizado é adequado. Gabinetes muito pequenos ou sem saídas de ventilação podem causar superaquecimento, especialmente se estiver utilizando processadores mais potentes. É recomendável que utilize gabinetes com duto lateral para resfriar o processador.
  46. 46. A REFRIGERAÇÃO DO GABINETE A posição e a maneira que as ventoinhas são instaladas no gabinete também são muito importantes para evitar superaquecimento. As ventoinhas frontais devem ser instaladas para "puxar" o ar para dentro, enquanto as ventoinhas traseiras (instaladas na parte superior do gabinete) devem ser instaladas para "empurrar" o ar para fora.  Isso garante que o ar mais frio entre pela frente do gabinete, e que o ar mais quente (que é menos denso e, por isso, sobe) seja expulso do seu interior, proporcionando um melhor resfriamento dos componentes.
  47. 47. A BATERIA DO RELÓGIO  A placa mãe tem uma bateria para manter atualizado o relógio do computador, enquanto estiver desligado.  Quando essa bateria acaba, o relógio do sistema fica desajustado.  Esse problema é facilmente identificado quando você liga o computador, pois o horário do sistema operacional fica desajustado, com uma diferença muito grande do dia corrente (dia, mês, ano e hora diferentes).  O horário incorreto pode gerar muitos problemas, porque alguns programas baseiam-se no relógio do sistema para realizar suas operações.  Com o horário desregulado, o programa funciona incorretamente.  Para ter certeza se o problema é a bateria, ajuste o horário do sistema e desligue o computador.  Se ao religar, o horário estiver desajustado novamente, o problema, provavelmente, é a bateria do relógio.  Para resolver o problema, basta substituir a bateria.
  48. 48. PROBLEMAS COM MEMÓRIA É difícil suspeitar de problemas com a memória porque eles podem se manifestar de maneiras muito diversas: funcionamento instável do computador, máquina reiniciando constantemente, máquina que não liga. Todos esses casos podem ser indícios de que a memória não está funcionando bem, mas também podem indicar outros problemas. Muitas vezes, os problemas de memória podem até ser confundidos com problemas no sistema operacional.
  49. 49. PROBLEMAS COM PLACA DE VÍDEO Os problemas com a placa de vídeo são difíceis de detectar, pois eles podem ser facilmente confundidos com problemas de software. Algumas vezes, o computador pode reiniciar por problemas com a placa de vídeo ou simplesmente travar. Pode acontecer também problemas específicos de vídeo, como o monitor piscando, alterações nas propriedades das imagens (cores, formas etc.), máquina lenta ou até mesmo a máquina não ligar mais.
  50. 50. PROBLEMAS COM PLACA DE VÍDEO  Reconecte a placa de vídeo.  Se o problema persistir, teste a sua placa de vídeo em outro computador que esteja funcionando corretamente.  Se apresentar problemas, a placa de vídeo está com defeito e deve ser substituída.  Caso não apresente problemas, pode haver um problema de software que não foi detectado ou pode haver problemas em algum outro componente de hardware.  Verifique, cuidadosamente, as configurações da placa mãe e do setup do BIOS.  Caso estejam corretas e o problema persistir, reinstale o sistema operacional, de preferência em outro disco, ou execute um sistema live (em cd ou pen drive) e veja se o problema persiste.  Se o problema desaparecer, com certeza é um problema de software.  Caso persista, o problema está realmente em algum componente de hardware, mas não na placa de vídeo e, sendo assim, você deve realizar os testes indicados para problemas com cada um dos outros componentes, como vistos nas unidades anteriores deste módulo, a fim de identificar qual componente
  51. 51. PROBLEMAS COM DISCO • Algumas vezes, ocorrem alguns problemas com o disco do computador, que se manifestam, geralmente, em erros ao gravar ou ler arquivos do disco. • Quando esses erros ocorrerem, verifique se não é algum problema de permissão de leitura/escrita. • Existem algumas ferramentas de diagnóstico que podem identificar estes problemas no disco e até mesmo resolvê-los, caso não sejam problemas físicos. • No Linux, existe o programa fsck, que tem uma versão específica para cada sistema de arquivo. • O fsck.ext3, por exemplo, faz a checagem de partições com sistema de arquivo do tipo ext3.
  52. 52. • Outra ferramenta importante é a badblocks, que identifica os blocos danificados do disco e marca para que eles não sejam mais utilizados. • Atenção! Antes de utilizar a ferramenta badblocks, realize um backup dos seus arquivos mais importantes, leia atentamente o manual e, de preferência, utilize com um live cd ou disquete de badblocks. • Essa ferramenta pode apagar arquivos do seu computador. • Quando o disco começar a apresentar badblocks e mau funcionamento, pode ser um sinal de que ele está prestes a parar de funcionar de vez. • Muitas vezes o disco para de repente, sem nem mesmo apresentar esses sinais. • Nestes casos, o recomendado é que você faça a substituição do disco, ou pelo menos faça um backup dos arquivos mais importantes.
  53. 53. SUPERAQUECIMENTO O superaquecimento pode causar vários tipos de erros, desde a lentidão e o mau funcionamento, até desligamentos repentinos da máquina e a queima de componentes.
  54. 54. É considerado normal o computador operar com temperatura do processador e da placa mãe em torno de 40°C. Se a temperatura do seu computador estiver atingindo a casa dos 70°C ou acima disso, com certeza seu computador está com problema de superaquecimento. Verifique se o local que o gabinete está instalado é ventilado.
  55. 55. COMPUTADOR TRAVANDO A primeira providência a ser tomada, quando o computador estiver travando, é saber se é um problema de hardware ou de software. Para descobrir, monte o disco rígido do seu computador em outra máquina que não esteja travando. Se tudo funcionar muito bem, o problema é com o hardware. Se o computador começar a travar, o problema provavelmente é de software, mas há também a possibilidade de ser um problema físico do disco rígido.
  56. 56.  Caso seja identificado um problema de software, você deve realizar uma varredura com um antivírus atualizado, de preferência algum antivírus executando de um live cd ou de um disco de badblocks específico do antivírus.  Porque pode haver um vírus instalado nos arquivos que se iniciam com o sistema operacional, dificultando a detecção e a remoção do vírus com o sistema operacional em execução.  Verifique as configurações de hardware do seu sistema operacional e, no caso do windows, faça uma varredura por erros no registro.  Caso seja um problema de software e você não consiga resolver com esses procedimentos, deve ser feita a reinstalação do sistema operacional.  Para isso, faça um backup dos seus dados, depois de ter feito uma varredura em busca de vírus, e execute os passos de instalação do sistema operacional.

×