Mediunidade eDisciplina
MediunidadeMediunidade é acapacidade que todos nóstemos, em maior oumenor grau e tiposdiferentes, de servirmosde veículo d...
É valioso aprendizado, por permitir auxiliarsofredores, reajustardesequilibrados, enxugar lágrimas epropagar conhecimentos...
O exercício dámediunidade exigedesprendimento esentimento social, ouseja, o médium devecompreender que ele éum instrumento...
“A manifestação do Espírito é concedida acada um visando a um fim proveitoso.” Paulo(1 Coríntios, 12: 7).Objetivos da Medi...
Para os encarnados:Cooperação com encarnados e desencarnados deserviço de reconforto e esclarecimento;Autoeducação, pela...
Para os Desencarnados:Possibilidade de seremesclarecidos, reconfortados,estimulados a vencerem suaspróprias imperfeições;...
“a boa mediunidade seforma lentamente, noestudocalmo, silencioso, recolhido, longe dosprazeres mundanos, edo tumulto daspa...
Nada verdadeiramente importante seadquire sem trabalho. Uma lenta elaboriosa iniciação se impõe aos quebuscam os bens supe...
A mediunidade é uma delicada flor que, paradesabrochar, necessita de acuradas precauções eassíduos cuidados. Exige o métod...
Desenvolver amediunidade éaprender a usá-la.Para que sejamos bemsucedidos, cultivemosas seguintes virtudes: a paciência,...
No prefácio do livro“Nos domínios damediunidade”, o guiaespiritual Emmanuelfala sobre anecessidade deasilarmos o Cristo no...
“Sem noção de responsabilidade, sem devoçãoà prática do bem, sem amor ao estudo e semesforço perseverante em nosso próprio...
O que é Disciplina?No Dicionário dePortuguês Michaelisencontramos a seguintedefinição da palavradisciplina como sendo:“ens...
A disciplina,conforme definiuWilliam Bennett em“O Livro dasVirtudes”,pressupõe:RESPONSABILIDADE;CONSCIÊNCIA; eAUTOCONTROLE
Disciplinar-se é tornar-sediscípulo de si mesmo
Disciplina é acapacidade deeducar a própriavontade a fim deresistir a umatentação imediata,em prol de umobjetivo maisdista...
DISCIPLINA é umapalavra de largaaplicação na vida.Podemos considerá-la uma virtudepessoal eintransferível, queadorna o esp...
A disciplina é firme e dócil, enérgica e suavepara quem a compreende. Não é sinônimode castigo, mas de ordem e respeito ao...
Para algunsprincipiantes nashostes da disciplina elapoderá parecer, umaacompanhanterigorosa, que tolheiniciativas, castrad...
Quando se resolve ser espírita, tem-se invariavelmente um encontromarcado com a disciplina, pois cadaum de nós deverá sair...
A disciplina é moradora, e nãovisitante dos centrosespíritas, pois aquele que adespede manda igualmenteembora as rédeas da...
A disciplina é uma virtude divina, usada emtodo o universo em seus aspectos macro emicro.
A disciplina também é companheiraassídua da afetividade.Por esse motivo, qualquer pessoa que tenteimpor disciplina através...
A atitude de firmeza eserenidade, a forçavigorosa da delicadeza éque levam a umadisciplina por aquisição.Ao iniciar a cola...
O homem religiososente necessidadede disciplinar seuEspírito dentro do"espírito" daverdade.E como ele podefazer isso???
Quando Jesusmencionou a "portaestreita", o "negar a simesmo", o "tomar asua cruz", estavafalando de quê? Nãoseria de renún...
Para entrar pela porta estreita é necessário rigorosadieta espiritual, forçando a obesidade inútil dasnossas imperfeições ...
Do espírita exige-sealgo mais, que o retireda extensa lista dosacomodados: adisciplina.E ela se afirma noesforço de renova...
Nãoesqueçamosnunca:Saber dizerNÃO tambémconsta dagramática doamor, noextenso capítuloda DISCIPLINA.
Para ter boa saúde é preciso disciplina.Na mesa, na cama, na sala, na fala.Disciplina ao respirar, disciplina ao pensar.Di...
Emmanuel, pela psicografia deFrancisco Candido Xavier,deixou-nos preciosa lição:“A vida de cada criaturaconsciente é um co...
Como nos lembraBEZERRA DE MENEZES:“Doutrina Espírita éconhecimento comresponsabilidade;compromisso indeclinávelque nos imp...
• http://www.pingosdeluz.com.br/estudos/disciplina.asp• TEIXEIRA, J. Raul. “Correnteza de luz”. Peloespírito Camilo. Edito...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Coem 2013 aula mediunidade e disciplina

1.413 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.413
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
49
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Coem 2013 aula mediunidade e disciplina

  1. 1. Mediunidade eDisciplina
  2. 2. MediunidadeMediunidade é acapacidade que todos nóstemos, em maior oumenor grau e tiposdiferentes, de servirmosde veículo decomunicação entre oplano físico e o planoespiritual.Em todo ser humanoexistem rudimentos demediunidade.
  3. 3. É valioso aprendizado, por permitir auxiliarsofredores, reajustardesequilibrados, enxugar lágrimas epropagar conhecimentos redentores.A mediunidade écompromisso grave,assumido pelascriaturas, antes daencarnação, comomeio de resgate eregeneração.
  4. 4. O exercício dámediunidade exigedesprendimento esentimento social, ouseja, o médium devecompreender que ele éum instrumento doAlto, para o bem dosoutros e não para seubenefício pessoal.Enquanto serve aossemelhantes, eleva-seperante a Lei Divina.
  5. 5. “A manifestação do Espírito é concedida acada um visando a um fim proveitoso.” Paulo(1 Coríntios, 12: 7).Objetivos da MediunidadeSegundo Paulo deTarso, a mediunidadenão pode ser praticadaà toa, de formadesordenada; há umobjetivo, há de haveruma planificação e umameta maior a seralcançada.
  6. 6. Para os encarnados:Cooperação com encarnados e desencarnados deserviço de reconforto e esclarecimento;Autoeducação, pela renovação dos sentimentos;Aprendizado com as mensagens de elevado teor ecom o exemplo dos Espíritos em sofrimento;Construção de afeições muitovaliosas no plano espiritual,consolidadas em base decooperação e amizade superior;Prática da caridadedesinteressada quando do auxilioaos desencarnados.
  7. 7. Para os Desencarnados:Possibilidade de seremesclarecidos, reconfortados,estimulados a vencerem suaspróprias imperfeições;Auxílio no esforço devencerem as telas daignorância e do sofrimento;Possibilidade de auxiliaremos encarnados pelo exemplo(negativo);Amparo e esclarecimentos(superiores).
  8. 8. “a boa mediunidade seforma lentamente, noestudocalmo, silencioso, recolhido, longe dosprazeres mundanos, edo tumulto daspaixões.”(Leon Denis - No Invisível – 1ªparte - cap.V).Educação e funçãodos médiuns
  9. 9. Nada verdadeiramente importante seadquire sem trabalho. Uma lenta elaboriosa iniciação se impõe aos quebuscam os bens superiores.
  10. 10. A mediunidade é uma delicada flor que, paradesabrochar, necessita de acuradas precauções eassíduos cuidados. Exige o método, a paciência, as altasaspirações, os sentimentos nobres, e, sobretudo, a ternasolicitude do bom espírito que a envolve em seu amor,em seus fluidos vivificantes. Quase sempre, porém,querem fazê-la produzir frutos prematuros, e desde logose estiola a fana ao contato dos espíritos atrasados.
  11. 11. Desenvolver amediunidade éaprender a usá-la.Para que sejamos bemsucedidos, cultivemosas seguintes virtudes: a paciência, a perseverança, a boa vontade, a humildade, e a sinceridade.
  12. 12. No prefácio do livro“Nos domínios damediunidade”, o guiaespiritual Emmanuelfala sobre anecessidade deasilarmos o Cristo nocoração e naconsciência, sob penade ficarmosdesorientados aotoque dos fenômenos.
  13. 13. “Sem noção de responsabilidade, sem devoçãoà prática do bem, sem amor ao estudo e semesforço perseverante em nosso próprioburilamento moral, é impraticável aperegrinação libertadora para os Cimos daVida”. EmmanuelSe nossa real intenção é ade sermos bonsmédiuns, importaentendermos com clarezaas noções deresponsabilidade edisciplina.
  14. 14. O que é Disciplina?No Dicionário dePortuguês Michaelisencontramos a seguintedefinição da palavradisciplina como sendo:“ensino, instruçãoe educação.”
  15. 15. A disciplina,conforme definiuWilliam Bennett em“O Livro dasVirtudes”,pressupõe:RESPONSABILIDADE;CONSCIÊNCIA; eAUTOCONTROLE
  16. 16. Disciplinar-se é tornar-sediscípulo de si mesmo
  17. 17. Disciplina é acapacidade deeducar a própriavontade a fim deresistir a umatentação imediata,em prol de umobjetivo maisdistante, porémmuito mais valioso.(Hamilton Bueno)
  18. 18. DISCIPLINA é umapalavra de largaaplicação na vida.Podemos considerá-la uma virtudepessoal eintransferível, queadorna o espíritoquando conquistadapor aquisição, masque pode violentá-loquando porimposição.
  19. 19. A disciplina é firme e dócil, enérgica e suavepara quem a compreende. Não é sinônimode castigo, mas de ordem e respeito aosobjetivos propostos como meta por quemlhe adotou a companhia.
  20. 20. Para algunsprincipiantes nashostes da disciplina elapoderá parecer, umaacompanhanterigorosa, que tolheiniciativas, castradesejos, dá ordens.No entanto, naverdade, a disciplinainduz o indivíduo àauto-regulação, amoldando-se aos objetivos àserem colimados comometa de sua fé.
  21. 21. Quando se resolve ser espírita, tem-se invariavelmente um encontromarcado com a disciplina, pois cadaum de nós deverá sair da rotina docomodismo, para a conscientizaçãode suas necessidades evolutivas.Aos poucos ele vai descobrindo quena casa espírita os minutosrevestem-se de maiorsignificação, aproveitados notrabalho, no estudo doutrinário, noesclarecimento dos problemasexistenciais, no fortalecimento daamizade, na gentileza ou nos afagosda caridade.
  22. 22. A disciplina é moradora, e nãovisitante dos centrosespíritas, pois aquele que adespede manda igualmenteembora as rédeas dainstituição.Juntamente com a caridadeformam o dueto maior de umtemplo espírita, atuandoconjuntamente sob aorientação do bom senso.Por esse motivo a disciplinanão deve ser tão rígida queatropele a caridade, e estadeve ser suficientementeracional para nãodescaracterizar a disciplina.
  23. 23. A disciplina é uma virtude divina, usada emtodo o universo em seus aspectos macro emicro.
  24. 24. A disciplina também é companheiraassídua da afetividade.Por esse motivo, qualquer pessoa que tenteimpor disciplina através de gritos eameaças (cumpridas ou não) reveladesconhecimento do tema.
  25. 25. A atitude de firmeza eserenidade, a forçavigorosa da delicadeza éque levam a umadisciplina por aquisição.Ao iniciar a colaboraçãono processo disciplinar, oindivíduo, de livrevontade, assume oengajamento nasmudanças, despertando oespírito para as reformasinteriores que se refletemnos comportamentosexteriores.
  26. 26. O homem religiososente necessidadede disciplinar seuEspírito dentro do"espírito" daverdade.E como ele podefazer isso???
  27. 27. Quando Jesusmencionou a "portaestreita", o "negar a simesmo", o "tomar asua cruz", estavafalando de quê? Nãoseria de renúncia,uma das velhascompanheiras dadisciplina?
  28. 28. Para entrar pela porta estreita é necessário rigorosadieta espiritual, forçando a obesidade inútil dasnossas imperfeições a diluir-se pela ginástica doamor. E para isso o cardápio não traz como pratoprincipal a disciplina? Para tomar a cruz aos ombrosé urgente negar a si mesmo, reafirmando não o eumundano, mas o eu divino, essência final daevolução.
  29. 29. Do espírita exige-sealgo mais, que o retireda extensa lista dosacomodados: adisciplina.E ela se afirma noesforço de renovação,que deve ser feito acada dia. É esseesforço que nospacifica e rejuvenesce.Disciplinemos nossasemoções para que elasnão nos disciplinem.
  30. 30. Nãoesqueçamosnunca:Saber dizerNÃO tambémconsta dagramática doamor, noextenso capítuloda DISCIPLINA.
  31. 31. Para ter boa saúde é preciso disciplina.Na mesa, na cama, na sala, na fala.Disciplina ao respirar, disciplina ao pensar.Disciplina no olhar, disciplina no tocar.Pra poder evoluir é preciso disciplina.
  32. 32. Emmanuel, pela psicografia deFrancisco Candido Xavier,deixou-nos preciosa lição:“A vida de cada criaturaconsciente é um conjunto dedeveres para consigo mesma,para com a família de coraçõesque se agrupam em torno dosseus sentimentos e para com aHumanidade inteira.E não é tão fácil desempenhartodas essas obrigações comaprovação plena das diretrizesevangélicas.”Fonte VivaCapítulo 58“Discípulos”
  33. 33. Como nos lembraBEZERRA DE MENEZES:“Doutrina Espírita éconhecimento comresponsabilidade;compromisso indeclinávelque nos impomos, a fim deressarcirmos o passado desombras, de dúvidas, demancomunações com omal que ainda vive dentrode nós.”Divaldo P. Franco“Compromissos Iluminativos”Cap. “Cristo Espera por Nós
  34. 34. • http://www.pingosdeluz.com.br/estudos/disciplina.asp• TEIXEIRA, J. Raul. “Correnteza de luz”. Peloespírito Camilo. Editora FRÁTER.• DENIS, Léon. “No Invisível”. 1ª parte, cap.V, Editora FEB.• PERALVA, Martins: “Estudando aMediunidade”, Editora FEB.• O Livro dos Médiuns - cap. III, item 66• A historia do Espiritismo - cap. VBibliografia consultada:

×