SlideShare uma empresa Scribd logo

1- Aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1.ppt

definicao

1 de 32
Baixar para ler offline
Programa da disciplina
Objetivos:
• Ensinar os fundamentos da expressão gráfica aplicáveis
no desenho de instalação zootécnicas;
• Interpretar e elaborar desenhos de instalações
zootécnicas;
• Usar corretamente as ferramentas básicas do desenho;
• Aplicar os conceitos básicos do desenho na construção de
figuras planas;
• Representar no plano, objetos tridimensionais.
INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
Campus Apodi
Bases científico-tecnológicas
(conteúdos) – Unidade 1
1. Introdução ao desenho técnico;
2. Estudo de representação gráfica;
3. Noções de geometria projetiva;
4. Escalas;
5. Perspectivas;
6. Planta Baixa;
Programa da disciplina
Objetivos:
• Proporcionar conhecimentos básicos necessários
na elaboração de projetos de instalações
zootécnicas racionais;
• Avaliar as instalações zootécnicas como fator de
produção animal;
• Proporcionar uma visão da disciplina relacionada
com outros conhecimentos do curso;
INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
Campus Apodi
Procedimentos metodológicos
• Aulas expositivas
• Demonstração com instrumentos de desenho
• Trabalho em grupo/ individual
• Construções fundamentais
• Construção de figuras planas
Bases científico-tecnológicas
(conteúdos) – Unidade 2
1. Materiais e Técnicas de Construção;
2. Dimensionamento de Instalações Rurais;
3. Ambiente e ambiência animal;
4. Bem estar animal;
5. Instalações para Bovinocultura;
6. Instalações para Avicultura;
7. Instalações para Apicultura;
8. Instalações para Suinocultura;
9. Instalações Ovinocaprinocultura;
10.Construção de Silos.
Avaliação
• Prova individual dos conhecimentos teóricos;
• Trabalho individual e/ou em grupo relacionados
aos conhecimentos teórico-práticos.

Recomendados

1 aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1
1  aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.11  aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1
1 aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1Carlos Bomfim
 
1 aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1
1  aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.11  aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1
1 aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1Jairo L. Matoso
 
1 aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1
1  aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.11  aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1
1 aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1JuscicleiaChavesBeze
 
Desenho geometrico.pptx
Desenho geometrico.pptxDesenho geometrico.pptx
Desenho geometrico.pptxLeticiaMoura52
 
Aula 01 desenho tecnico- cetep
Aula 01  desenho tecnico- cetepAula 01  desenho tecnico- cetep
Aula 01 desenho tecnico- cetepMargarete Santana
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 1- Aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1.ppt

Aula 01 desenho tecnico- cetep
Aula 01  desenho tecnico- cetepAula 01  desenho tecnico- cetep
Aula 01 desenho tecnico- cetepMargarete Santana
 
Aula 01 desenho tecnico- cetep
Aula 01  desenho tecnico- cetepAula 01  desenho tecnico- cetep
Aula 01 desenho tecnico- cetepMargarete Santana
 
Aula 01 desenho tecnico- cetep
Aula 01  desenho tecnico- cetepAula 01  desenho tecnico- cetep
Aula 01 desenho tecnico- cetepMargarete Santana
 
Aula 01 desenho tecnico- cetep
Aula 01  desenho tecnico- cetepAula 01  desenho tecnico- cetep
Aula 01 desenho tecnico- cetepMargarete Santana
 
Aula 01 desenho tecnico- cetep
Aula 01  desenho tecnico- cetepAula 01  desenho tecnico- cetep
Aula 01 desenho tecnico- cetepMargarete Santana
 
Ap destec sonia
Ap destec soniaAp destec sonia
Ap destec soniaDaniSFog
 
Apoio desenho tecnico_i
Apoio desenho tecnico_iApoio desenho tecnico_i
Apoio desenho tecnico_iChel Freitas
 
Apostila de expressão gráfica 02
Apostila de expressão gráfica 02Apostila de expressão gráfica 02
Apostila de expressão gráfica 02Djanane Anjos
 
Curso desenho técnico
Curso   desenho técnicoCurso   desenho técnico
Curso desenho técnicoHeromo
 
203629 apostila desenho arquitetônico 01
203629 apostila desenho arquitetônico 01203629 apostila desenho arquitetônico 01
203629 apostila desenho arquitetônico 01Poly Martins de Sousa
 
Desenho 2
Desenho 2Desenho 2
Desenho 2weltoOn
 
Desenho 02
Desenho 02Desenho 02
Desenho 02weltoOn
 
Exer 10 material de desenho geom
Exer 10 material de desenho geomExer 10 material de desenho geom
Exer 10 material de desenho geomAnabela Sousa
 
APOSTILA_DE_DESENHO_TECNICO.pdf
APOSTILA_DE_DESENHO_TECNICO.pdfAPOSTILA_DE_DESENHO_TECNICO.pdf
APOSTILA_DE_DESENHO_TECNICO.pdfssuser823aef
 
Fundamentos do desenho técnico
Fundamentos do desenho técnicoFundamentos do desenho técnico
Fundamentos do desenho técnicoleobispo28
 
02 - FAI_AULA_SEMANA 02_ENGAGRONOMICA_ 02-03-2018.pdf
02 - FAI_AULA_SEMANA 02_ENGAGRONOMICA_ 02-03-2018.pdf02 - FAI_AULA_SEMANA 02_ENGAGRONOMICA_ 02-03-2018.pdf
02 - FAI_AULA_SEMANA 02_ENGAGRONOMICA_ 02-03-2018.pdfDntsGames
 
Apostila de desenho_técnico (1) (1)
Apostila de desenho_técnico (1) (1)Apostila de desenho_técnico (1) (1)
Apostila de desenho_técnico (1) (1)Tyla Ricci
 

Semelhante a 1- Aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1.ppt (20)

Aula 01 desenho tecnico- cetep
Aula 01  desenho tecnico- cetepAula 01  desenho tecnico- cetep
Aula 01 desenho tecnico- cetep
 
Aula 01 desenho tecnico- cetep
Aula 01  desenho tecnico- cetepAula 01  desenho tecnico- cetep
Aula 01 desenho tecnico- cetep
 
Aula 01 desenho tecnico- cetep
Aula 01  desenho tecnico- cetepAula 01  desenho tecnico- cetep
Aula 01 desenho tecnico- cetep
 
Aula 01 desenho tecnico- cetep
Aula 01  desenho tecnico- cetepAula 01  desenho tecnico- cetep
Aula 01 desenho tecnico- cetep
 
Aula 01 desenho tecnico- cetep
Aula 01  desenho tecnico- cetepAula 01  desenho tecnico- cetep
Aula 01 desenho tecnico- cetep
 
Ap destec sonia
Ap destec soniaAp destec sonia
Ap destec sonia
 
Apoio desenho tecnico_i
Apoio desenho tecnico_iApoio desenho tecnico_i
Apoio desenho tecnico_i
 
Apostila de expressão gráfica 02
Apostila de expressão gráfica 02Apostila de expressão gráfica 02
Apostila de expressão gráfica 02
 
Curso desenho técnico
Curso   desenho técnicoCurso   desenho técnico
Curso desenho técnico
 
203629 apostila desenho arquitetônico 01
203629 apostila desenho arquitetônico 01203629 apostila desenho arquitetônico 01
203629 apostila desenho arquitetônico 01
 
DESENHO_TECNICO.pptx
DESENHO_TECNICO.pptxDESENHO_TECNICO.pptx
DESENHO_TECNICO.pptx
 
Desenho 2
Desenho 2Desenho 2
Desenho 2
 
Desenho 02
Desenho 02Desenho 02
Desenho 02
 
Exer 10 material de desenho geom
Exer 10 material de desenho geomExer 10 material de desenho geom
Exer 10 material de desenho geom
 
APOSTILA_DE_DESENHO_TECNICO.pdf
APOSTILA_DE_DESENHO_TECNICO.pdfAPOSTILA_DE_DESENHO_TECNICO.pdf
APOSTILA_DE_DESENHO_TECNICO.pdf
 
Fundamentos do desenho técnico
Fundamentos do desenho técnicoFundamentos do desenho técnico
Fundamentos do desenho técnico
 
Desenho-tecnico-basico
Desenho-tecnico-basicoDesenho-tecnico-basico
Desenho-tecnico-basico
 
02 - FAI_AULA_SEMANA 02_ENGAGRONOMICA_ 02-03-2018.pdf
02 - FAI_AULA_SEMANA 02_ENGAGRONOMICA_ 02-03-2018.pdf02 - FAI_AULA_SEMANA 02_ENGAGRONOMICA_ 02-03-2018.pdf
02 - FAI_AULA_SEMANA 02_ENGAGRONOMICA_ 02-03-2018.pdf
 
Apostila de desenho_técnico (1) (1)
Apostila de desenho_técnico (1) (1)Apostila de desenho_técnico (1) (1)
Apostila de desenho_técnico (1) (1)
 
Desenho tecnico
Desenho tecnicoDesenho tecnico
Desenho tecnico
 

Mais de Karollyna Maciel

Mais de Karollyna Maciel (20)

2.ppt
2.ppt2.ppt
2.ppt
 
Apresentação Caminhão hidrojato.pptx
Apresentação Caminhão hidrojato.pptxApresentação Caminhão hidrojato.pptx
Apresentação Caminhão hidrojato.pptx
 
CERTIFICADO_CIPA5.ppt
CERTIFICADO_CIPA5.pptCERTIFICADO_CIPA5.ppt
CERTIFICADO_CIPA5.ppt
 
Aula 2 - SLIDES - Atividade respiratória.pptx
Aula 2 - SLIDES - Atividade respiratória.pptxAula 2 - SLIDES - Atividade respiratória.pptx
Aula 2 - SLIDES - Atividade respiratória.pptx
 
AULA1-~1.pptx
AULA1-~1.pptxAULA1-~1.pptx
AULA1-~1.pptx
 
AULA 3 - Escalas.pptx
AULA 3 - Escalas.pptxAULA 3 - Escalas.pptx
AULA 3 - Escalas.pptx
 
AULA 3 - SLIDES - Escalas.pptx
AULA 3 - SLIDES - Escalas.pptxAULA 3 - SLIDES - Escalas.pptx
AULA 3 - SLIDES - Escalas.pptx
 
2.pptx
2.pptx2.pptx
2.pptx
 
Escalas.pptx
Escalas.pptxEscalas.pptx
Escalas.pptx
 
AULA 1111.pptx
AULA 1111.pptxAULA 1111.pptx
AULA 1111.pptx
 
1- Aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1.ppt
1- Aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1.ppt1- Aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1.ppt
1- Aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1.ppt
 
ANÁLISE ERGONÔMICA DOS POSTOS DE TRABALHO.ppt
ANÁLISE ERGONÔMICA DOS POSTOS DE TRABALHO.pptANÁLISE ERGONÔMICA DOS POSTOS DE TRABALHO.ppt
ANÁLISE ERGONÔMICA DOS POSTOS DE TRABALHO.ppt
 
ACIDENTE COM LIXADEIRA 1.ppt
ACIDENTE COM LIXADEIRA 1.pptACIDENTE COM LIXADEIRA 1.ppt
ACIDENTE COM LIXADEIRA 1.ppt
 
NR 20 Manuseio.ppt
NR 20 Manuseio.pptNR 20 Manuseio.ppt
NR 20 Manuseio.ppt
 
Trabalho_20em_20Altura[1].ppt
Trabalho_20em_20Altura[1].pptTrabalho_20em_20Altura[1].ppt
Trabalho_20em_20Altura[1].ppt
 
Manual montagens de andaimes NBR.ppt
Manual montagens de andaimes NBR.pptManual montagens de andaimes NBR.ppt
Manual montagens de andaimes NBR.ppt
 
ESCADAS[1].ppt
ESCADAS[1].pptESCADAS[1].ppt
ESCADAS[1].ppt
 
ALTURA___Curso[1].PPT
ALTURA___Curso[1].PPTALTURA___Curso[1].PPT
ALTURA___Curso[1].PPT
 
Artigo de Ergonômia - Flávio.ppt
Artigo de Ergonômia - Flávio.pptArtigo de Ergonômia - Flávio.ppt
Artigo de Ergonômia - Flávio.ppt
 
seguranca-caminhao-munk.pptx
seguranca-caminhao-munk.pptxseguranca-caminhao-munk.pptx
seguranca-caminhao-munk.pptx
 

Último

B600005060130-Manual-Eco-Garden-Inverter-12.02.2020-V12.pdf
B600005060130-Manual-Eco-Garden-Inverter-12.02.2020-V12.pdfB600005060130-Manual-Eco-Garden-Inverter-12.02.2020-V12.pdf
B600005060130-Manual-Eco-Garden-Inverter-12.02.2020-V12.pdfPedroRocha294899
 
Spiroflex - Industria de Tubos Lda - AVAC
Spiroflex - Industria de Tubos Lda - AVACSpiroflex - Industria de Tubos Lda - AVAC
Spiroflex - Industria de Tubos Lda - AVACsandracesteves71
 
Ultrasound Timeline developed by students
Ultrasound Timeline developed by studentsUltrasound Timeline developed by students
Ultrasound Timeline developed by studentsWilliamEmmertGonalve
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024dl assessoria 8
 
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...AcademicaDlaUnicesum
 
vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvRenandantas16
 
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...leitev350
 
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...mariaclarinhaa2723
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA ATIVIDADE 1 - ENGENHARIA DO PRODUTO - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA ATIVIDADE 1 - ENGENHARIA DO PRODUTO - 51 2024.docx(43)98816 5388 ASSESSORIA ATIVIDADE 1 - ENGENHARIA DO PRODUTO - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA ATIVIDADE 1 - ENGENHARIA DO PRODUTO - 51 2024.docxdaimonkonicz35
 
Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...
Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...
Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...pauladiasuni
 
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...mariaclarinhaa2723
 
O uso de cartilhas é de um ensino não contextualizado com a realidade das cri...
O uso de cartilhas é de um ensino não contextualizado com a realidade das cri...O uso de cartilhas é de um ensino não contextualizado com a realidade das cri...
O uso de cartilhas é de um ensino não contextualizado com a realidade das cri...assedlmoi
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - ELETRÔNICA ANALÓGICA - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - ELETRÔNICA ANALÓGICA - 51 2024.docx(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - ELETRÔNICA ANALÓGICA - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - ELETRÔNICA ANALÓGICA - 51 2024.docxdaimonkonicz6
 

Último (13)

B600005060130-Manual-Eco-Garden-Inverter-12.02.2020-V12.pdf
B600005060130-Manual-Eco-Garden-Inverter-12.02.2020-V12.pdfB600005060130-Manual-Eco-Garden-Inverter-12.02.2020-V12.pdf
B600005060130-Manual-Eco-Garden-Inverter-12.02.2020-V12.pdf
 
Spiroflex - Industria de Tubos Lda - AVAC
Spiroflex - Industria de Tubos Lda - AVACSpiroflex - Industria de Tubos Lda - AVAC
Spiroflex - Industria de Tubos Lda - AVAC
 
Ultrasound Timeline developed by students
Ultrasound Timeline developed by studentsUltrasound Timeline developed by students
Ultrasound Timeline developed by students
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
 
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
A prescrição de exercícios físicos deve ser realizada de forma correta e base...
 
vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
 
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
A atividade proposta corresponde a Atividade de Estudo 1 UM BREVE RESUMO SOBR...
 
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA ATIVIDADE 1 - ENGENHARIA DO PRODUTO - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA ATIVIDADE 1 - ENGENHARIA DO PRODUTO - 51 2024.docx(43)98816 5388 ASSESSORIA ATIVIDADE 1 - ENGENHARIA DO PRODUTO - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA ATIVIDADE 1 - ENGENHARIA DO PRODUTO - 51 2024.docx
 
Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...
Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...
Como base teórica para a realização desta atividade, além dos conteúdos estud...
 
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
Um País na América do Sul foi denunciado por violação a direitos humanos pelo...
 
O uso de cartilhas é de um ensino não contextualizado com a realidade das cri...
O uso de cartilhas é de um ensino não contextualizado com a realidade das cri...O uso de cartilhas é de um ensino não contextualizado com a realidade das cri...
O uso de cartilhas é de um ensino não contextualizado com a realidade das cri...
 
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - ELETRÔNICA ANALÓGICA - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - ELETRÔNICA ANALÓGICA - 51 2024.docx(43)98816 5388 ASSESSORIA  MAPA - ELETRÔNICA ANALÓGICA - 51 2024.docx
(43)98816 5388 ASSESSORIA MAPA - ELETRÔNICA ANALÓGICA - 51 2024.docx
 

1- Aula 1 -definicao e instrumentos- 2012.1.ppt

  • 1. Programa da disciplina Objetivos: • Ensinar os fundamentos da expressão gráfica aplicáveis no desenho de instalação zootécnicas; • Interpretar e elaborar desenhos de instalações zootécnicas; • Usar corretamente as ferramentas básicas do desenho; • Aplicar os conceitos básicos do desenho na construção de figuras planas; • Representar no plano, objetos tridimensionais. INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Campus Apodi
  • 2. Bases científico-tecnológicas (conteúdos) – Unidade 1 1. Introdução ao desenho técnico; 2. Estudo de representação gráfica; 3. Noções de geometria projetiva; 4. Escalas; 5. Perspectivas; 6. Planta Baixa;
  • 3. Programa da disciplina Objetivos: • Proporcionar conhecimentos básicos necessários na elaboração de projetos de instalações zootécnicas racionais; • Avaliar as instalações zootécnicas como fator de produção animal; • Proporcionar uma visão da disciplina relacionada com outros conhecimentos do curso; INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Campus Apodi
  • 4. Procedimentos metodológicos • Aulas expositivas • Demonstração com instrumentos de desenho • Trabalho em grupo/ individual • Construções fundamentais • Construção de figuras planas
  • 5. Bases científico-tecnológicas (conteúdos) – Unidade 2 1. Materiais e Técnicas de Construção; 2. Dimensionamento de Instalações Rurais; 3. Ambiente e ambiência animal; 4. Bem estar animal; 5. Instalações para Bovinocultura; 6. Instalações para Avicultura; 7. Instalações para Apicultura; 8. Instalações para Suinocultura; 9. Instalações Ovinocaprinocultura; 10.Construção de Silos.
  • 6. Avaliação • Prova individual dos conhecimentos teóricos; • Trabalho individual e/ou em grupo relacionados aos conhecimentos teórico-práticos.
  • 7. Avaliação atitudinal Não é permitido: • Uso de aparelhos eletrônicos (celulares, notebooks, tabletes, etc.); • Conversas paralelas; • Atitudes que atrapalhem o andamento da aula.
  • 8. 1. Definição O que é desenho? O desenho é uma arte! É o processo de criação visual com objetivo final. Um bom desenho mostra a melhor expressão visual possível da essência daquilo que está representando.
  • 9. Desde épocas muito antigas, o desenho é uma forma importante de comunicação. E essa comunicação (representação gráfica) trouxe grandes contribuições para a compreensão da História, porque, por meio dos desenhos feitos pelos povos antigos, podemos conhecer as técnicas utilizadas por eles, seus hábitos e até suas ideias. O homem pré-histórico marcou na rocha seres humanos, animais, plantas, elementos do seu mundo, expressando de uma forma intensa as suas vivências.
  • 10. Entre os tipos de desenho temos: a) Desenho artístico ou de expressão b) Desenho de resolução ou de precisão - a geometria descritiva c) Desenho de representação ou técnico
  • 11. Desenho técnico É uma forma de representação gráfica usada, entre outras finalidades, para ilustrar instrumentos de trabalho, como máquinas, peças e ferramentas, por exemplo. É também a linguagem universal para identificar um produto segundo sua forma gráfica. Pois, representam corpos, formas, dimensões e o material de que são constituídos. O desenho técnico deve transmitir com exatidão todas as características do objeto a ser representado.
  • 12. Desenho geométrico Expressão gráfica da forma, considerando-se as propriedades relativas à sua extensão, ou seja, suas dimensões. • Essas dimensões são as três medidas que compõem o nosso mundo tridimensional: o comprimento, a largura e a altura (ou a espessura em alguns casos). • Algumas formas apresentam apenas o comprimento, logo o ente geométrico que traduz essa forma é a linha.
  • 13. • Quando um objeto apresenta duas dimensões, isto é, um comprimento e uma largura, o ente geométrico que o representa é o plano. Temos aí a idéia de área, de superfície. • Finalmente, ao depararmo-nos com objetos que apresentam as três dimensões, temos a idéia do volume.
  • 14. • Considerando agora as três dimensões • O Espaço Geométrico pode ser comparado à ideia tradicional do espaço cósmico infinito, ressaltando-se aqui que é sabido que outras teorias contestam esse modelo. No entanto, para a geometria tradicional fica valendo a velha ideia. É no Espaço Geométrico que se localizam os Entes Geométricos, que, organizados darão formato às figuras ou Corpos Geométricos. Entes geométricos: Ponto, Linha, O plano e a Reta
  • 15. Entes geométricos: Ponto, Linha, O plano e a Reta
  • 16. 2. Instrumentos e utensílios de desenho Para uma melhor apresentação do desenho (desenho preciso e límpido), devem ser utilizados instrumentos adequados. Com a difusão dos programas de CAD ( Computer Aided Design), alguns materiais de desenho se tornaram obsoletos. Mas, o conhecimento é importante no processo construção de conhecimentos. Alguns materiais são:
  • 17. 2. Instrumentos e utensílios de desenho Prancheta: Onde são fixados os papéis para a execução dos desenhos. Retângulo de madeira apoiado sobre um cavalete onde os 4 lados devem estar no esquadro. A superfície deve ser lisa. Deve-se ter cuidados com a iluminação para não formar sombra sobre o desenho.
  • 18. Régua paralela: É uma régua composta de uma haste e fios para fixá-la na prancheta. Uma vez fixa, desliza sobre ela e é possível traçar-se linhas paralelas horizontais ou ainda apoiar esquadros para traçar-se linhas verticais ou com determinada inclinação. São fabricadas em acrílico transparente e podem ser encontradas em vários tamanhos.
  • 19. Esquadros: São fabricados em material transparente para observar os pontos de contato. Tem forma de triângulo retângulo, formando ângulos de 45º, 30º e 60º. São utilizados para o traçado de retas paralelas, retas oblíquas e retas perpendiculares as retas dadas. Para usar o esquadro, fixe-o com a palma da mão, incline o lápis em relação ao papel aproximadamente 60º, de modo que a ponta fique ligeiramente afastada do esquadro. O esquadro é usado de modo que fique à direita do traço, isso não vale para desenhistas canhotos.
  • 20. Escalímetro ou escala: Desenvolvida no formato triangular com seis tipos de escala sendo 1:20, 1:25, 1:50, 1:75, 1:100 e 1:125. A escala adotada deve ser indicada na legenda do desenho e quando em uma mesma prancha se utilizar vários tipos de escala, deve-se colocar abaixo do desenho cada uma. A escala é a razão existente entre as medidas no papel do desenho e as medidas reais do objeto. Veremos isto no capitulo referente ao estudo e uso das escalas. Não se deve usar a escala para traçar linhas, pois o lápis suja a régua, gasta a graduação e a linha não é regular por falta de apoio. Seu uso é exclusivamente para marcar e tomar medidas.
  • 21. Compasso: Os fabricados em metal são mais precisos e duráveis. O compasso é usado para traçar circunferências, arcos de circunferências (partes de circunferência) e também para transportar medidas. Numa de suas hastes temos a ponta seca e na outra o grafite, que deve ser apontado obliquamente (em bisel). Ao abrirmos o compasso, estabelecemos uma distância entre a ponta seca e o grafite. Tal distância representa o raio da circunferência ou arco a ser traçado.
  • 22. Transferidor: Utilizado para medir e traçar ângulos, deve ser de material transparente (acrílico ou plástico) e podem ser de meia volta (180°) ou de volta completa (360°).
  • 23. Gabarito: São placas vazadas de acrílico transparente para serem utilizadas a fim de desenhar perfis especiais e peças padronizadas como círculos, tubulações, elipses, louças sanitárias, etc. Possuem diversas escalas
  • 24. Borracha: Branca e macia, preferencialmente de plástico sintético. Para pequenos erros, usa-se também o lápis-borracha. Régua: Em acrílico ou plástico transparente, graduada em cm (centímetros) e mm (milímetros)
  • 25. Papel: Blocos, cadernos ou folhas avulsas (papel ofício) de cor branca e sem pautas.
  • 26. Formato do papel: Os formatos de papel para a execução dos desenhos técnicos são padronizados obedecendo as normas estabelecidas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). O formato básico, designado por A0 é o do retângulo de lado medindo 841 e 1189 mm, tendo área de 1 m². A partir deste formato básico derivam os demais da série A, pela bipartição ou duplicação sucessiva, que são: A0, A1, A2, A3 e A4 os mais usados, porém existem ainda formatos menores que A4 e maiores que A0.
  • 28. Lápis ou lapiseira: Apresentam internamente o grafite ou mina, que tem grau de dureza variável, classificado por letras, números ou a junção dos dois. As lapiseiras apresentam graduação quanto à espessura do grafite, sendo as mais comumente encontradas as de número 0,3 – 0,5 – 0,7 e 1,0.
  • 30. Régua fexível: Permite qualquer tipo de curvatura. Fita adesiva: Para fixar o papel de desenho na prancheta.
  • 31. Movimentos com os esquadros, da régua paralela e da lapiseira no traçado de linhas: